Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

Exercícios de Literatura

Listagem de exercícios

UNIPAM 2014

Leia, com atenção, o fragmento do poema Olhos verdes, de Gonçalves Dias.

 

São uns olhos verdes, verdes,

Uns olhos de verde-mar,

Quando o tempo vai bonança;

Uns olhos cor de esperança,

Uns olhos por que morri;

Que ai de mim!

Nem já sei qual fiquei sendo

Depois que os vi! [...]

 

Dizei vós, ó meus amigos,

Se vos perguntam por mim,

Que eu vivo só da lembrança

De uns olhos cor de esperança,

De uns olhos verdes que vi!

Que ai de mim!

Nem já sei qual fiquei sendo

Depois que os vi!

 

Dizei vós: Triste do bardo!

Deixou-se de amor finar!

Viu uns olhos verdes, verdes,

uns olhos da cor do mar:

Eram verdes sem esp’rança,

Davam amor sem amar!

Dizei-o vós, meus amigos,

Que ai de mim!

Não pertenço mais à vida

Depois que os vi!

(Em Poemas de Gonçalves Dias. Rio de Janeiro, Edições de Ouro, s/d, p.137-139)

 

Julgue os itens a seguir acerca desse fragmento de poema.

I. Em virtude dos aspectos linguísticos e estilísticos e do modo como o eu lírico se comporta em função de uma provável recusa sentimental da mulher amada, o poema é um exemplar típico do byronismo no Romantismo Brasileiro.

II. O eu lírico, depois de ter visto os “olhos verdes”, perde sua identidade, lamenta sua condição e julga-se infeliz.

III. O eu lírico, nas duas últimas estrofes, dirige-se aos amigos dele e ordena-lhes que, se perguntados sobre si, descrevam o estado de morto-vivo em que se encontra.

 

É CORRETO apenas o que se afirma em

Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login