Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UPE 2012

A JESUS CRISTO NOSSO SENHOR

Gregório de Matos

Pequei, Senhor; mas não por que hei pecado,
Da vossa alta clemência me despido;
Porque, quanto mais tenho delinquido,
Vos tenho a perdoar mais empenhado.

Se basta a vos irar tanto pecado,
A abrandar-vos sobeja um só gemido:
Que a mesma culpa, que vos há ofendido,
Vos tem para o perdão lisonjeado

Se uma ovelha perdida e já cobrada
Glória tal e prazer tão repentino
Vos deu, como afirmais na Sacra História:

Eu sou, Senhor, a ovelha desgarrada;
Cobrai-a ; e não queirais, Pastor divino,
Perder na vossa ovelha a vossa glória.

 

Sobre o texto de Gregório de Matos, analise as seguintes afirmativas.

I. Com um vocabulário rico e irreverente, o poema, pertencente à lírica religiosa, apresenta regularidade formal, em versos decassílabos - versos com dez sílabas poéticas -, com rimas regulares, ou seja, rimas opostas ou interpoladas nos dois quartetos (ABBA/ABBA) e rimas mistas nos dois tercetos (CDE/CDE).

II. No texto, percebe-se que o eu lírico sente medo da punição divina e busca desesperadamente o perdão de Deus, além de parecer arrependido na hora da morte. Pode-se inferir que, com esse comportamento, há uma alusão aos (des)mandos do clero, tema recorrente no Classicismo da lírica de Camões.

III. No poema, há referência à época em que o homem vivenciava a dualidade entre o pecado e o perdão. Isso denota, desse modo, a angústia que ele sentia como pecador arrependido e seguidor da doutrina cristã medieval, cujo princípio básico residia no Antropocentrismo. Este é uma visão de mundo discutida no filme “O nome da Rosa”, que também discutiu o poder absoluto da Igreja sobre o direito à liberdade.

IV. No soneto, o eu lírico invoca Deus pedindo-lhe o perdão e, embora não admita que pecou, ele deixa transparecer que, quanto mais se cometem delitos, maiores são as chances de se ser perdoado, ou seja, a impressão é que o pecador entende que deve garantir a Deus o exercício de seu maior atributo divino – o perdão.

V. Nas duas primeiras estrofes, é perceptível a presença do Cultismo - jogo de palavras. Já nas duas últimas, é possível analisar que o poeta aborda a Parábola da ovelha perdida com quem se identifica e, a exemplo dessa ovelha, acredita ser merecedor da salvação, o que confirma a presença do Conceptismo - jogo de ideias.

Está CORRETO, apenas, o que se afirma em

Escolha uma das alternativas.