Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UPE 2012

O tráfico atlântico de escravos tem sido, há décadas, objeto de sérios e detalhados estudos, destinados a explicar seu papel na organização dos impérios coloniais europeus na América. Afinal, não se pode desconsiderar o fato de que o tráfico atlântico se prolongou do século XVI à segunda metade do século XIX, com uma fase de apogeu entre 1600 e 1800. Estima-se que, ao longo desse período, foram trazidos para a América cerca de 11.000.000 de indivíduos.

MENDONÇA, Marina Gusmão de. Histórias da África. São Paulo: LCTE Editora, 2008, p. 27. (Adaptado)

 

Com base nas informações contidas no texto, analise as proposições seguintes:

 

I. Apesar de a estimativa do número de africanos trazidos para a América ser pertinente, a cronologia do tráfico apresentada no texto está incorreta.

II. O tráfico de escravos foi uma das grandes atividades do complexo econômico atlântico entre os séculos XVI e XVIII.

III. Muitos dos escravos retirados do solo africano, cerca de 40%, foram levados para o mercado europeu.

IV. Os portugueses e os ingleses se destacaram no comércio de escravos.

V. O tráfico negreiro foi uma das bases de construção do poderio europeu na América e em África.

 

Estão CORRETAS

Escolha uma das alternativas.