Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

Exercícios de Gramática

Listagem de exercícios

UPE 2013

Relacionamentos modernos deixam romantismo de lado, dizem jovens

Conceito de namoro mudou e atitudes também, diz psicóloga. Jovem casal dá aula de como superar obstáculos para ser feliz.

 

Jovens de São José do Rio Preto (SP) confirmam: com os relacionamentos cada vez mais modernos, às vezes o romantismo é deixado de lado. A roda de conversa foi feita pelo Tem Notíciase indica que cada vez mais jovens assumem que se apaixonaram, mas poucos assumiram um relacionamento sério.

 

Um casal de namorados de mãos dadas, trocando juras de amor, parece ser cena rara de se ver atualmente. Quando chegam os 18 anos, a fase de transição da adolescência para a vida adulta se completa com a chegada do amor e dos relacionamentos. Segundo o estudante Bruno Gensen, de 17 anos, a pessoa ideal ainda não chegou. “Para ser perfeito, o namoro tem que ter confiança. Se uma pessoa não confia na outra, não vai continuar, não dá certo. Eu ainda não encontrei a pessoa ideal, quando achei que havia encontrado, não deu certo”, disse o estudante.

 

A estudante Glícia Cardoso, de 17 anos, também vê os jovens se afastando dos namoros. “As pessoas não têm mais compromisso sério, só querem saber de pegação, de balada etc. Isso prejudica o relacionamento,” comenta a estudante.

 

O conceito de namoro mudou e as atitudes mudaram com o tempo. Segundo a psicóloga Renata Montenegro Rebuá, a culpa não é do homem nem da mulher. “Hoje mudou o sistema, não se namora direto, existe o ficar e quem fica com muito mais frequência e com seletividade, essa é a diferença,” explica Renata.

 

Mas existem as exceções. À moda antiga, Renan Codogno, de 17 anos, e Juliana Kodjaoglanian, de 14 anos, não se enquadram nas "novas regras de relacionamento". O casal tem Síndrome de Down e está junto há um ano e meio. A história deles é como manda a tradição, e os pais deram apoio ao casal. “Nós queríamos que nossos filhos sentissem o que todos os jovens sentem, que não fosse um amor platônico”, comenta a mãe de Renan, Sandra Maria Ferreira Codogno.

 

A mãe de Juliana, Christiane Previato Kodjaoglanian, no início ficou cheia de cuidados, mas logo percebeu que ver a alegria da filha valeria a pena. “Quando eles começaram a namorar, eu me assustei, achei que eles iam curtir a amizade mais longa. Mas tem sido muito bonito, construído com amor, respeito, com carinho. É um namoro bonito de se ver”, contou Christiane.

 

No dia 12 de junho, em que se comemora a data mais romântica do calendário, o jovem casal é uma aula de como superar obstáculos para ser feliz ao lado de alguém.

Disponível em: http://g1.globo.com/sao-paulo/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/noticia/2013/06/relacionamentos-modernos-deixamromantismo-de-lado-dizem-jovens.html. Acesso em 12/06/2013. Adaptado.

 

Acerca do emprego dos sinais de pontuação no texto, analise as afirmativas a seguir.

 

I. No trecho: “Jovens de São José do Rio Preto (SP) confirmam: com os relacionamentos cada vez mais modernos, às vezes o romantismo é deixado de lado” (parágrafo 1), os dois pontos poderiam ser substituídos pela conjunção “que”, sem prejuízos para os sentidos pretendidos.

II. No trecho: “Um casal de namorados de mãos dadas, trocando juras de amor, parece ser cena rara” (parágrafo 2), o emprego das vírgulas contribuiu para destacar o segmento “trocando juras de amor”.

III. No trecho: “A estudante Glícia Cardoso, de 17 anos, também vê os jovens se afastando dos namoros” (parágrafo 3), as vírgulas separam um segmento (destacado) que não tem autonomia sintática, isto é, só constrói sentido se articulado ao resto do enunciado.

IV. Nos trechos: “À moda antiga, Renan Codogno, de 17 anos, e Juliana Kodjaoglanian, de 14 anos, não se enquadram nas ‘novas regras de relacionamento’” e “‘Nós queríamos que nossos filhos sentissem o que todos os jovens sentem, que não fosse um amor platônico’, comenta a mãe de Renan” (parágrafo 5), as aspas cumprem, nos segmentos sublinhados, a mesma função: marcar a introdução de uma outra “voz” no texto.

 

Estão CORRETAS, apenas:

Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login