Administração: o guia completo!

O curso de Administração está sempre entre os mais procurados de praticamente todas as instituições de ensino. Por isso, o curso se encontra entre os mais concorridos nos vestibulares e no Enem, principalmente na fase do Sisu.

Por isso, pensando em lhe ajudar, criamos o guia completo do Curso de Administração. Quer saber como é o curso, qual a nota de corte dos principais concursos, qual é a grade curricular e como é a atuação de um profissional de Administração? Então continue lendo este guia para descobrir tudo isso e muito mais!

O que é Administração?

A Administração é a ciência social com fins de práticas administrativas de uma organização, empresa ou negócio. Atua pelo gerenciamento de recursos, sendo esses financeiros e humanos, sempre em busca de atingir os objetivos propostos pela missão do negócio.

Um administrador tem como função:

  • a negociação de contratos com fornecedores e clientes;
  • a tomada de decisões estratégicas;
  • o desenvolvimento e determinação de metas e objetivos;
  • a identificação e eliminação de problemas;
  • a organização dos recursos disponíveis;
  • a atuação como um líder de pessoas.

Por ser uma profissão extremamente abrangente, um profissional formado em Administração está capacitado para atuar em, praticamente, qualquer empresa do mercado. Isso garante um leque muito grande de possibilidades, contribuindo para a grande procura por esse curso.

Resumo do curso

O curso de Administração é voltado para a preparação de profissionais capacitados em gerenciar os mais variados tipos de recursos disponíveis em uma organização, sejam eles humanos, materiais ou financeiros.

O aluno desse curso aprende a atuar nas mais diversas áreas do mercado, tanto na esfera privada quanto na esfera pública, sendo que essa segunda é abordada por cursos específicos, como o de Administração Pública.

Durante todo o curso, o aluno entrará em contato com técnicas de planejamento de estratégias voltadas para o crescimento da competitividade e da produtividade de uma empresa, além de se atualizar sobre os vários desafios existentes na profissão.

Administração: salário

O salário de um profissional administrador varia muito de acordo com a sua experiência no mercado e com as especializações que ele possui no currículo. Entretanto, não existe um piso salarial único para a profissão no Brasil.

O Conselho Federal de Administração (CFA) apresenta como sugestão um salário de R$ 2.458,00 para aqueles que se formaram recentemente e, pelo menos, R$ 5.977,00 para os profissionais com dois ou mais anos de experiência.

Já a Federação Nacional dos Administradores (FENAD) tem um documento chamado Tabela Orientativa para a Cobrança de Honorários sobre Serviços Técnicos Prestados por Administrador. Nessa tabela, a FENAD define uma unidade de trabalho como hora técnica correspondente a 60 minutos à disposição do cliente.

Segundo a tabela, uma hora técnica de administração financeira pode variar entre R$ 90 e R$ 312. Já outras atividades, como estudo, planejamento, pesquisa, seleção de funcionários, organização e outros tem uma hora técnica mais valorizada, entre R$ 224 e R$ 312.

O projeto de lei PL 6954/2010, em tramitação no Senado, pretende fixar o piso nacional em R$ 4.500, exceto para as microempresas e as de pequeno porte. Enquanto essa lei não entra em vigor, as determinações estaduais prevalecem em todo o território nacional.

No Estado do Rio de Janeiro, por exemplo, o piso salarial é de R$ 2.432, de acordo com a legislação estadual. Já em Campinas, no Estado de São Paulo, a Associação dos Administradores define um piso de R$ 1.918 com vale-alimentação obrigatório de R$ 19,56 por dia.

A nível nacional, o salário médio de um administrador é de R$ 3.535,00, de acordo com as mais de 25 mil contratações realizadas em 2018 em todo o Brasil. Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo são os locais onde o salário de um administrador é mais valorizado.

Administração: estágio

A obrigatoriedade de estagiar no curso de Administração variará de acordo com a grade curricular da instituição de ensino. Mas a experiência de um estágio é sempre engrandecedora para a carreira de um profissional, sendo geralmente a primeira forma de contato que um aluno tem com a área de atuação da sua profissão, na prática.

Na carreira de Administração, o aluno encontrará estágios para atuar dentro de empresas, nas mais variadas áreas. Assim, mesmo que o estágio aconteça em um nicho muito específico da organização, o aluno terá contato com colegas de outros setores, podendo assim observar o que faz um administrador na prática.

Como a Administração é classificada como uma ciência social aplicada, a aplicação prática é fundamental para a boa formação de um administrador. Dessa forma, o estágio é parte vital da própria formação do aluno, que se tornará um profissional muito mais completo.

Duração do curso

O Ministério da Educação (MEC) determina, por meio de uma regulamentação específica, a duração dos cursos de ensino superior no Brasil. Dessa forma, a carga horária mínima para um curso de bacharelado em Administração é de 3.000 horas, sendo que essas devem estar distribuídas em 4 anos.

Nessa carga horária, devem estar presentes atividades complementares, ocupando no máximo 10% do total do curso, sendo compostas por participação em seminários, feiras e workshops. Para as instituições que incluem o estágio supervisionado na sua grade, esse deve resultar também em no máximo 10% do tempo total do curso.

Além do curso superior, é possível encontrar cursos de tecnólogo na área de Administração. Essa modalidade é específica para aqueles que pretendem se formar mais rapidamente, colocando-se no mercado em um menor prazo.

Cursos de tecnologia nas áreas de Gestão de Negócios são responsáveis pela preparação de profissionais que atuam em funções específicas da Administração. Já a formação no curso de Processos Gerenciais é a que mais se aproxima da grade de um curso de Administração.

Segundo o MEC, a carga horária mínima desse tipo de curso tecnólogo é de 1.600 horas distribuídas em 2 anos e meio.

calculadora, caneta administração

Curso de Administração

Atrás apenas do Direito, o curso de Administração é o segundo mais procurado em todo o Brasil. Segundo o último Censo da Educação Superior, existem mais de 710 mil estudantes matriculados em Administração!

Essa popularidade pode ser explicada por alguns fatores, sendo a versatilidade da profissão o principal deles. Aquele profissional que se forma em Administração encontra um horizonte de diversas possibilidades de atuação, com um amplo mercado de trabalho à sua disposição.

O profissional administrador pode trabalhar em pequenas empresas de família a, até mesmo, conglomerados multinacionais. Além disso, pode ocupar cargos em órgãos públicos, ONGs e, é claro, abrir o próprio negócio.

Grade horária: administração

Obviamente, é impossível listar uma grade curricular que abranja todos os cursos de Administração do país. Por isso, listamos abaixo apenas as disciplinas abordadas no Curso de Administração da USP (Universidade de São Paulo), uma das instituições de ensino superior mais respeitadas e de maior conceito no Brasil.

Disciplinas Obrigatórias

  • Fundamentos de Contabilidade;
  • Fundamentos de Administração;
  • Fundamentos das Ciências Sociais;
  • Fundamentos de Marketing e Comportamento do Consumidor;
  • Fundamentos de Microeconomia;
  • Introdução à Computação para Ciências Humanas;
  • Matemática para Administração e Contabilidade;
  • Introdução à Psicologia;
  • Custos para Decisão e Controle;
  • Pesquisa Operacional;
  • Matemática Aplicada a Finanças;
  • Tecnologia da Informação;
  • Economia de Empresas I;
  • Fundamentos de Macroeconomia;
  • Noções de Estatística;
  • Instituições de Direito;
  • Comportamento Organizacional;
  • Decisões de Produto / Serviço e Preço;
  • Decisões de Promoção, Distribuição / Canais;
  • Métodos Estatísticos de Projeção;
  • Desenvolvimento de Sistemas de Informação;
  • Análise da Decisão;
  • Economia de Empresas II;
  • Finanças Corporativas;
  • Fundamentos de Excelência em Operações;
  • Legislação Tributária;
  • Direito do Trabalho;
  • Técnicas Estatísticas de Agrupamento;
  • Planejamento Estratégico;
  • Avaliação do Desempenho Organizacional;
  • Estrutura Organizacional;
  • Gestão de Pessoas;
  • Análise de Demonstrativos Financeiros;
  • Estrutura e Análise de Mercados;
  • Planejamento, Programação e Controle das Operações;
  • Economia Brasileira: O Ambiente de Negócios;
  • Planejamento e Controle Financeiro I;
  • Economia da Estratégia;
  • Gerenciamento de Projetos;
  • Sistema de Informações de Marketing e Pesquisa de Marketing;
  • Logística e Cadeia de Suprimentos;
  • Mercados Financeiros;
  • Estratégia de Operações;
  • Planejamento e Controle de Marketing;
  • Trabalho de Conclusão de Curso I;
  • Estágio Supervisionado I;
  • Filosofia, Ética e Lógica Organizacional;
  • Trabalho de Conclusão de Curso II;
  • Estágio Supervisionado II.

Optativas e Eletivas

  • Comunicação Organizacional;
  • Simulação;
  • Laboratório de Gestão Empresarial I;
  • Estrutura de Capital e Fontes de Financiamento;
  • Relações de Trabalho;
  • Gestão de Carreira e Remuneração;
  • Gestão de Negócios Internacionais;
  • Derivativos;
  • Técnicas Estatísticas de Discriminação;
  • Projeto de Produto e de Processo de Produção;
  • Cultura e Poder nas Organizações;
  • Indicadores de Desempenho em Atendimento e Estoques;
  • Gestão de Pequenas Empresas Empreendedoras;
  • Governança Corporativa;
  • Gestão da Inovação para a Competitividade Empresarial;
  • Comunicação, Valores e Gestão de Conflitos;
  • Avaliação de Empresas (Valuation);
  • Finanças Estruturadas;
  • Marketing de Serviços e de Varejo;
  • Sistemas de Informações Empresariais e Negócios Digitais;
  • Modelo de Negócios;
  • Desenvolvimento de Novos Negócios;
  • Gestão de Carteira e Investimentos;
  • Planejamento e Controle Financeiro II;
  • Enfoque Estratégico de Marketing;
  • Gestão de Operações Sustentáveis;
  • Building Bridges Iniciative;
  • Modelo de Negócios na Saúde;
  • Empreendedorismo e Inovação;
  • Tópicos de Administração Geral I;
  • Responsabilidade Social e Empreendedorismo Social;
  • Tópicos de Economia das Organizações I;
  • Administração de Organizações no Brasil;
  • Tópicos de Administração Geral II;
  • Tópicos de Gestão de Pessoas;
  • Careers: new theories and aplications;
  • Tópicos Avançados de Finanças;
  • Tópicos de Marketing;
  • Tópicos de Métodos Quantitativos e Informática;
  • Competitive Intelligence Process and Techniques;
  • Tópicos de Operações;
  • Tópicos de Economia das Organizações II;
  • Estágio Supervisionado III;
  • Estágio Supervisionado IV;
  • Estágio Supervisionado V;
  • Estágio Supervisionado VI;
  • Estágio Supervisionado VII.

Faculdade: Administração

Atualmente, é possível encontrar diversas possibilidades de se cursar Administração. Além das universidades federais e estaduais, vários institutos de educação privada oferecem o curso, uma vez que o mesmo demanda uma infraestrutura reduzida.

Por isso, assim como acontece com o curso de Direito, a Administração está presente na maioria das faculdades ao redor do Brasil. Assim, com tantas opções disponíveis, o estudante deve pesquisar bastante para encontrar o curso de Administração perfeito para ele.

Nota de corte: Administração

O principal caminho para adentrar o ensino superior no Brasil é, hoje, o Sisu por meio da nota do Enem. Por isso, listamos abaixo as dez maiores e dez menores notas de corte para o curso de Administração em faculdades de todo o país.

Dez maiores notas de corte de Administração

  1. Universidade Federal do Pará – Matutino: 782 pontos;
  2. Universidade Federal do Pará – Vespertino: 777 pontos;
  3. Universidade Federal do Pará – Noturno: 775 pontos;
  4. Universidade Federal do Rio de Janeiro – Integral: 755 pontos;
  5. Universidade de São Paulo – Matutino: 744 pontos;
  6. Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ) – Integral: 742 pontos;
  7. Universidade Federal de Minas Gerais – Matutino: 733 pontos;
  8. Universidade Federal do Rio Grande do Norte – Integral: 731 pontos;
  9. Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Integral: 730 pontos;
  10. Universidade Federal de Minas Gerais – Noturno: 728 pontos.

Dez menores notas de corte de Administração

  1. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (Campus Juína) – Noturno: 573 pontos;
  2. Universidade do Estado de Mato Grosso (Campus Universitário de Juara) – Noturno: 575 pontos;
  3. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (Campus São João do Piauí) – Noturno: 577 pontos;
  4. Universidade do Estado de Mato Grosso – Matutino: 583 pontos;
  5. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (Campus Alta Floresta) – Noturno: 583 pontos;
  6. Universidade do Estado de Mato Grosso (Campus Diamantino/Jardim Eldorado) – Noturno: 583 pontos;
  7. Universidade do Estado de Mato Grosso (Campus Nova Mutum/Centro) – Noturno: 583 pontos;
  8. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (Campus Angical do Instituto Federal do Piauí) – Noturno: 584 pontos;
  9. Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – Noturno: 586 pontos;
  10. Universidade do Estado de Mato Grosso (Campus Universitários de Tangará da Serra) – Noturno: 586 pontos.

Administração a distância

O curso de Administração a distância é oferecido em diversas instituições de ensino do Brasil e funciona de forma semelhante ao presencial, com 4 anos de duração e em grau bacharelado. Além disso, é possível ingressar em um curso tecnólogo também na modalidade EAD, com a duração média de dois anos e meio.

Na modalidade a distância, o curso superior de Administração traz disciplinas inseridas no universo das Ciências Exatas e das Ciências Humanas. É um curso que exige uma grande carga de leitura por parte do aluno, além da análise de estudos de caso e eventuais participações em palestras e outras atividades complementares.

Durante a formação do aluno de Administração a distância, ele precisa desenvolver diversas pesquisas, além da monografia de conclusão de curso e um eventual estágio supervisionado, se esta for a política da instituição de ensino.

O diploma a distância tem a mesma validade de um diploma de curso presencial, sendo que apenas a metodologia de ensino é diferenciada. Um aluno de Administração a distância conta com o apoio de profissionais capacitados e professores experientes no mercado, o que significa que sua formação será de qualidade igual ou, até mesmo, superior a muitos outros cursos presenciais.

O profissional de administração

O profissional formado em Administração pode atuar em diferentes áreas do mercado, tendo como funções o planejamento, a organização e a gestão de recursos humanos e financeiros dentro de uma empresa, seja ela de pequeno, médio ou grande porte.

Seu objetivo consiste na elaboração de estratégias que visem melhorar o desempenho do negócio no mercado em que está inserido, maximizando lucros, reduzindo custos e evitando desperdícios.

Assim, além de acompanhar todo o processo produtivo, um bom administrador é responsável pela tomada de decisões que estejam relacionadas à contratação de pessoal, ao investimento em estratégias de marketing, aquisição de matéria-prima, contratação de fornecedores e outras áreas vitais para o funcionamento do negócio.

Por consistir em uma formação mais generalista, o administrador pode atuar em vários setores de uma empresa, como o financeiro, o marketing, a logística, o RH (recursos humanos), o comercial e o setor de produção.

Entre as diversas funções e atividades de que um administrador faz parte, é possível citar algumas:

  • participação no processo seletivo de novos colaboradores;
  • supervisão e desenvolvimento de treinamentos de pessoal;
  • coordenação do fluxo financeiro;
  • controle do caixa;
  • tomada de decisões sobre investimentos;
  • elaboração de estratégias comerciais;
  • supervisão da produção em fábricas e indústrias;
  • controle de qualidade de processos;
  • controle de estoque;
  • gerenciamento de logística e transporte de produtos;
  • liderança de equipes de vendas;
  • criação de parcerias com fornecedores e outras empresas.

aperto de mãos administração

Perfil do administrador

Como a formação de um profissional no curso de Administração é claramente abrangente e generalista, é necessário que se tenha um determinado perfil para conseguir ter sucesso na área. Afinal de contas, independentemente dos conhecimentos de técnica e teoria adquiridos na faculdade, é fundamental contar com um arsenal de habilidades específicas para se tornar um bom administrador.

Uma das características principais de um bom administrador é ter facilidade com números. Por mais que a profissão inclua também vários aspectos de ciências humanas, o contato com números e cálculos é parte fundamental da atuação.

Além disso, é crucial que o administrador seja comunicativo e saiba trabalhar em equipe, pois uma grande parte do trabalho desse profissional é gerenciar recursos humanos. Assim, pessoas introspectivas, que têm dificuldades em aceitar ideias de outros colaboradores e trabalhar com opiniões divergentes podem encontrar grandes obstáculos na atuação como administradores.

A organização é outra importante característica do perfil de um administrador de sucesso. É praticamente impossível imaginar um profissional responsável pelas estratégias e pelo controle financeiro de uma empresa que seja desorganizado. Por isso, é muito comum que um bom administrador seja organizado tanto na sua vida profissional quanto na sua vida pessoal. Afinal de contas, faz parte das funções dessa pessoa organizar todas as estratégias de uma empresa.

Além da organização, o administrador ainda deve apresentar um perfil empreendedor. Muitos alunos de Administração, inclusive, entram na faculdade com o objetivo de abrir o próprio negócio. Mas, mesmo que não seja esse o caso, ter uma mentalidade empreendedora é vital para o administrador que pretende fazer com que a empresa em que ele trabalha tenha sucesso.

Mercado de trabalho

Apesar do contexto de crise econômica pela qual o país passa há algum tempo, o mercado de trabalho se mantém aquecido para administradores. Como esse profissional está apto a atuar em diversas áreas e em empresas dos mais diferentes nichos, a oferta de vagas é sempre muito grande.

Afinal de contas, enquanto existirem empresas no mundo, existirão oportunidades de trabalho para um administrador, peça fundamental para o funcionamento de um negócio. Além de atuarem dentro das empresas, os administradores podem oferecer serviços de consultoria, principalmente para os negócios de pequeno e médio porte.

Áreas da Administração

A Administração é uma carreira que permite a atuação profissional em diversas áreas. São muitos os nichos possíveis em que um administrador pode se inserir. Listamos, abaixo, alguns deles.

Administração da Produção

Administração da Produção é uma área na qual o profissional se encontra responsável pela compreensão, elaboração de estratégias e aplicação de técnicas de gestão que têm como finalidade a produção de bens e serviços.

O administrador da produção coordena o processo produtivo, da aquisição da matéria-prima à distribuição do produto finalizado.

Administração de Materiais

A Administração de Materiais é uma outra área muito importante para qualquer empresa. Diretamente ligado à logística, o profissional que atua nesse nicho elabora estratégias voltadas para a organização dos processos de compra de materiais junto aos mais diversos fornecedores.

Administração Estratégica

Já a Administração Estratégica busca alinhar os processos produtivos e as estratégias de posicionamento no mercado com a própria razão de existir de uma empresa.

Nessa área, o profissional é responsável por descobrir e desenvolver os melhores caminhos para que a empresa atinja os seus objetivos, sempre de acordo com a missão e os valores da organização.

Administração Financeira e Orçamentária

O profissional que opta por atuar na área de Administração Financeira e Orçamentária tem como responsabilidade a organização e a coordenação de atividades financeiras da empresa. Lidar com patrimônio, capital de giro, análise orçamentária e gerir o fluxo de caixa são algumas funções de um administrador nessa vertente da profissão.

Administração Hospitalar

Por fim, a Administração Hospitalar ocupa um lugar de destaque no mercado, uma vez que se insere em um setor extremamente complexo como é o setor de saúde. Um administrador que trabalha nessa área é responsável por gerenciar hospitais, pronto-atendimentos e até mesmo empresas ligadas a convênios médicos ou de seguro-saúde. Praticamente todas as funções administrativas desse tipo de empresa estão sob a responsabilidade do administrador.

A Administração é um curso extremamente procurado em praticamente todas as instituições de ensino superior do Brasil. Quem quer entrar para uma faculdade de Administração precisa se preparar muito, pois o curso exige habilidades que vão das Ciências Humanas às Ciências Exatas.

Gostou do nosso guia? Tem interesse em seguir a Administração como carreira? Então confira o nosso plano de estudos para se preparar muito melhor para os vestibulares e para o Enem!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!