Está chegando a hora de prestar o Enem e outros vestibulares. Para uns, a decisão de qual curso seguir é difícil, outros já estão bem decididos desde o ensino médio.

Se você tem curiosidade sobre o curso de Artes Visuais e o enxerga como uma opção para fazer na faculdade, este texto é para você. Vamos ajudar a sanar as dúvidas sobre o curso, as matérias estudadas, a duração, quais são as melhores faculdades que oferecem Artes Visuais, o mercado de trabalho e o perfil do profissional.

Se você é um grande amante das artes ou é artista, essa talvez seja uma boa carreira a seguir. Vem com a gente!

O que é Artes Visuais?

As Artes Visuais são um conjunto de linguagens artísticas. Geralmente, o termo compreende a pintura, o desenho, a gravura, a escultura, a cerâmica, a fotografia, o cinema, a arquitetura, entre outras. Também podemos pensar nessas formas de arte aplicadas, como no design industrial, no design gráfico, na moda, no design de interiores etc.

Também chamada, às vezes, de Artes Plásticas ou Belas Artes, as Artes Visuais nem sempre envolvem a manipulação de materiais. Assim, o termo “artes plásticas” tem sido mais usado para designar aquelas formas de arte que envolvem a manipulação física dos objetos, como cerâmica e escultura.

Podemos pensar no termo “artista” e como sua concepção se transformou ao longo do tempo e também entre culturas diferentes. Por exemplo, no Ocidente, os artesanatos demoraram a ser reconhecidos como formas de arte legítima. Sempre houve uma hierarquização das linguagens, sendo o pintor e o escultor os verdadeiros “artistas”.

Curso de Artes Visuais

Claro que, para ser um artista, você não precisa de um diploma de graduação. Mas o curso de Artes Visuais forma muito mais que artistas: os profissionais desse curso podem atuar como professores, pesquisadores, críticos, gestores de espaços artísticos etc.

Para aqueles que desejam seguir carreira como artistas, o curso dá base técnica, teórica e histórica, ajuda na introdução no mercado e traz a oportunidade de convivência com outros artistas.

O curso é abrangente no que diz respeito aos conhecimentos e práticas das artes visuais. São abordados conceitos de várias áreas das Artes Visuais, como desenho, pintura, vídeo, produção gráfica etc. O aluno tem ampla possibilidade de criação de peças e entra em contato com os estudos de percepção visual, que aguçam o olhar em relação aos objetos. O curso também proporciona o acesso a ferramentas especiais que ajudam o desenvolvimento de técnicas específicas, como materiais, espaços de exposição, fornos e ateliês.

O profissional de Artes Visuais

O profissional de Artes Visuais tem muitas opções para atuar no mercado. O aluno sairá do curso ambientado em várias linguagens artísticas e habituado às ferramentas exigidas. O importante é saber que a atuação não se restringe à carreira de artista somente.

Perfil do profissional

O aluno de Artes Visuais geralmente é super interessado por cultura e está atento às novas tendências. É preciso se atualizar sempre, já que novos movimentos artísticos surgem muito rapidamente junto com novos nomes, e também as ferramentas, principalmente nas artes digitais, estão em constante mudança.

Para quem escolhe a modalidade licenciatura, um traço importante é a paciência para o ensino. As escolas tratam as aulas de Artes de formas diferentes, portanto o professor pode acabar em uma instituição onde a matéria não é levada tão a sério. Para convencer os alunos a serem ativos e participantes na aula, é preciso paciência e interesse por ensino.

Mercado de trabalho

Provavelmente, a grande maioria dos alunos no curso de Artes Visuais tem alguma pretensão artística. Para seguir nessa carreira de artista independente, é essencial estar bem conectado para fazer com que cada vez mais pessoas conheçam seu trabalho.

Muitos artistas levam carreiras duplas, juntando sua produção autônoma com um cargo de professor em escolas ou universidades ou em museus e galerias. O bacharel pode dar aula em universidades, assim como gerir centros culturais e outros espaços artísticos. As vagas de design gráfico também vêm absorvendo muita gente da área, principalmente em agências de publicidade, onde a criatividade é um ativo importante.

Nos meios de comunicação, os formados podem atuar como críticos de arte, assim como na parte gráfica. Para o licenciado, as escolas públicas e privadas, assim como os órgãos governamentais, são boas opções.

Artes Visuais: salário

Como a atuação do profissional de artes visuais pode ocorrer em áreas muito diferentes entre si, um salário médio é muito difícil de especificar.

Como artista autônomo, é claro que vai depender do seu trabalho. Você pode começar expondo suas peças em galerias por preços módicos até que ganhe alguma notoriedade. A partir daí, outras oportunidades vão surgir, e os ganhos com isso são inestimáveis, já que vão variar dependendo do cliente, do mercado de arte, de parcerias etc.

Como professor, o salário varia pelo tipo de escola:

  • R$ 1.917,78, para professores da rede pública com 40 horas semanais de carga horária;
  • em torno de R$ 1.100 para professores da rede privada no ensino fundamental, porém vale ressaltar que esse valor depende muito da região e do que é estipulado pelos sindicatos;
  • no ensino médio, esse valor sobe para uma média de R$ 2.400 por uma jornada de 40 horas.

Nota de corte: Artes Visuais

Na maioria das faculdades, o ingresso no curso de Artes Visuais é feito por meio do Sisu. A nota de corte do Enem é a nota mínima que o aluno precisa atingir para passar em um determinado curso.

Assim, a nota de corte média para o curso de Artes Visuais na edição do Enem 2018 foi de 652,10. A maior nota de corte do Brasil foi para as vagas do curso do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), atingindo 793 pontos. Já a menor nota de corte foi 590, para uma vaga no curso da Universidade Federal de Rondônia (UNIR).

Nos últimos cinco anos, as notas de corte não variam muito, se mantendo entre 650 e 670 pontos. No entanto, na segunda edição do Enem 2015, a média foi 735,93, um número excepcionalmente alto para o curso de Artes Visuais.

Algumas universidades, principalmente as federais e estaduais, exigem também uma segunda prova para entrada no curso, de habilidades específicas. Isso quer dizer que o candidato pode ter que fazer uma prova de desenho que também vai contar como parte da sua nota final. Como essas provas variam imensamente entre as universidades, não há uma nota de corte unificada.

Duração do curso

De acordo com a resolução do Ministério da Educação (MEC) que define a duração dos cursos, o curso de Artes Visuais tem duração média de quatro anos, ou seja, oito semestres.

Grade curricular: Artes Visuais

Como vimos anteriormente, o curso de Artes Visuais é muito diverso, principalmente por contemplar várias linguagens artísticas. Por isso, é comum que os cursos ofereçam habilitações de bacharelado em cada uma das linguagens, as mais usuais sendo Artes Gráficas, Desenho, Escultura, Gravura e Pintura. Outra opção é a modalidade licenciatura, que forma professores para os ensinos fundamental e médio.

Vamos ver algumas especificidades dessas grades curriculares agora.

Bacharelado em Artes Visuais

Nos primeiros anos do curso, as disciplinas práticas e teóricas são mais gerais e abrangentes, como:

A partir do segundo ano, na maioria das universidades o aluno já terá escolhido sua habilitação, momento em que as disciplinas começam a ficar mais específicas. Se a habilitação é em Escultura, por exemplo, o aluno vai ter acesso a ateliês específicos onde as técnicas aprendidas vão ser cada vez mais sofisticadas. A mesma coisa vale para as outras habilitações.

No último ano do curso, é o momento de abrir o percurso para as disciplinas optativas e de pensar no Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

As disciplinas optativas permitem que os alunos tracem seus próprios percursos dentro do curso, tangenciando a habilitação escolhida. Um aluno que está fazendo a habilitação em Pintura poderá fazer matérias específicas sobre Escultura, por exemplo, assim abrindo seu leque de conhecimentos e possibilidades. Alguns exemplos de matérias optativas são:

  • Folclore brasileiro;
  • Colagem;
  • Arte e educação nos museus;
  • Arte contemporânea;
  • Crítica da arte;
  • Perspectiva e sombra;
  • Arte no espaço público;
  • História do ensino de arte no Brasil;
  • Projeto gráfico;
  • Serigrafia;
  • Produção audiovisual.

Já o TCC é um projeto prático ou de pesquisa que o aluno propõe com acompanhamento de um professor orientador. No caso do curso de Artes Visuais, os TCCs podem ser bem diversos, como obras de arte, performances, exposições, projetos em gestão de museus e galerias ou pesquisas acadêmicas.

Licenciatura em Artes Visuais

O profissional licenciado em Artes Visuais pode trabalhar tanto como professor de escolas de ensino fundamental e médio quanto como educador de museus, galerias e centros culturais.

Apesar de a licenciatura não oferecer especializações como o bacharelado, os professores se foram com um entendimento completo nas várias linguagens artísticas possíveis.

Nos primeiros dois anos, o aluno de licenciatura em Artes Visuais vai ver disciplinas mais gerais do mundo das artes, como:

  • Estudo da forma;
  • Desenho;
  • Fotografia;
  • Escultura;
  • Cerâmica;
  • Pintura;
  • Cinema;
  • História da arte;
  • Análise crítica da arte;
  • Filosofia e cultura;
  • Processo de criação.

Da metade do curso para frente, as matérias de Artes vão ficando mais específicas, e o aluno tem que cumprir a carga de formação na Faculdade de Educação. São matérias como:

  • Fundamentos do ensino de Arte;
  • Psicologia da educação;
  • Didática;
  • Legislação e gestão de ensino;
  • Educação ambiental;
  • Função da arte na educação;
  • Libras;
  • História e cultura afro-indígenas brasileiras.

É também nos dois últimos anos que o aluno vai fazer o estágio supervisionado e o TCC. O estágio geralmente consiste em acompanhar um professor de Artes em suas atividades em uma escola pública ou particular. Com isso, o aluno ganha experiência de sala de aula e pode aplicar na prática o que estudou nas disciplinas teóricas de ensino.

Estágio: Artes Visuais

Os campos de atuação do artista visual são muitos, por isso os estágios costumam ser bem diversos. No caso do bacharelado, você pode fazer estágio em museus, galerias e centro culturais.

Se você estiver estudando Artes Gráficas, o campo é ainda maior, incluindo agências de comunicação, agências de publicidade e até mesmo órgãos governamentais. Atualmente, como a comunicação digital é a forma primária de comunicação para muitas instituições, o design gráfico acabou se tornando uma área com muitas possibilidades de atuação.

Já o aluno da licenciatura tem menos opções de estágio, já que o estágio docente é obrigatório para qualquer curso de licenciatura. Nesse caso, o aluno deverá estagiar em uma escola de ensino médio ou fundamental pública ou privada para adquirir experiência como professor.

O estágio sempre deve ser feito com uma instituição que tenha um convênio com a universidade, para que os direitos do aluno sejam garantidos e não haja abusos.

O estágio é uma oportunidade muito boa para o aluno “testar” o mercado de trabalho, conhecer as áreas em que se encaixa melhor e pelas quais tem mais interesse, além de ter vivência profissional e conhecer gente do meio.

O aluno pode fazer estágio na mesma empresa ou instituição por no máximo dois anos, inclusive por mais tempo que a faculdade exige na grade curricular. É bom utilizar esse tempo de estágio para ter experiência em áreas diferentes, já que, depois de formado, é mais difícil sair de sua área de especialidade.

Faculdade de Artes Visuais

O curso de Artes Visuais é um curso caro, por causa dos materiais que são imprescindíveis ao aprendizado. Por isso, as melhores faculdades que oferecem o curso são as públicas, federais e estaduais. Nessas universidades, o acesso a ferramentas específicas é mais garantido, como é o caso dos ateliês de cerâmica, que exigem fornos especiais de alta temperatura, que não são de fácil acesso.

Como a licenciatura não exige tanto material, essa modalidade já é oferecida em mais faculdades particulares, que podem ser acessadas também pelo Prouni e pelo Fies.

Outra modalidade que está ganhando muitos adeptos no Brasil é o ensino a distância. Quando passamos para essa modalidade, a oferta de cursos de Artes Visuais cresce bastante, e vamos aprofundar mais nisso daqui a pouco.

De acordo com o Ranking Universitário Folha (RUF) 2018, as dez melhores universidades para cursar Artes Visuais no Brasil são:

  1. Universidade de São Paulo (USP);
  2. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS);
  3. Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);
  4. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);
  5. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC);
  6. Universidade Federal do Paraná (UFPR);
  7. Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM);
  8. Universidade de Brasília (UnB);
  9. Universidade Presbiteriana Mackenzie (MACKENZIE);
  10. Universidade Federal do Ceará (UFC).

Já considerando o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) como critério, as dez melhores faculdades de Artes Visuais são:

  1. Universidade Federal do Ceará (UFC);
  2. Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ);
  3. Universidade de Brasília (UnB);
  4. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS);
  5. Universidade Estadual de Londrina (UEL);
  6. Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN);
  7. Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR);
  8. Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG);
  9. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense (IFSul);
  10. Universidade de São Paulo (USP).

Artes Visuais: USP

usp artes visuais

Crédito: Escola de Comunicação e Artes USP/ Marcos Santos

O curso de Artes Visuais na USP é, como muitos outros da universidade, considerado um dos melhores do país. É um curso da famosa Escola de Comunicação e Artes (ECA), que tem personalidades importantes como egressos, entre jornalistas, cineastas e artistas.

A USP oferece cinco habilitações no curso de Artes Visuais: Escultura, Pintura, Gravura, Multimídia e Intermídia e Licenciatura, que deve ser escolhida logo no segundo semestre. A prática e a pesquisa acadêmicas são igualmente importantes no curso, e o aluno tem oportunidade de estar no epicentro das pesquisas de arte no Brasil.

Além disso, muitos professores da ECA atuam no mercado, sendo esta uma grande vantagem: a proximidade com o mundo das galerias e museus. Inclusive, o próprio Museu de Arte Contemporânea, com um dos mais ricos acervos da América Latina, é mantido pela USP e fica dentro do campus, facilitando o acesso dos estudantes.

A seleção da USP envolve uma prova específica antes da primeira fase da Fuvest, o vestibular utilizado pela universidade. Essa prova é dividida entre escrita e prática e tem o objetivo de avaliar a comunicação do candidato por meio da linguagem visual.

Artes Visuais: Unesp

A Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) é uma das quatro universidades públicas mantidas pelo governo do Estado de São Paulo.

O curso de Artes Visuais na Unesp oferece a modalidade de Bacharelado e Licenciatura, e as aulas acontecem no campus da cidade de Bauru.

A Unesp se diferencia por ser a única universidade pública a oferecer o curso de Licenciatura em Artes Visuais no período noturno no interior paulista.

Com uma estrutura curricular parecida com a do curso oferecido pela USP, a Unesp tem alguns laboratórios que chamam atenção, como o Ateliê de Tecelagem e Ateliê de Modelagem/Cerâmica.

Artes Visuais EAD

Como já vimos, a educação a distância tem se tornado cada vez mais comum no Brasil, tanto pelo custo mais baixo quanto pela flexibilidade.

A grade curricular dos cursos EAD de Artes Visuais é basicamente a mesma do curso presencial; a diferença é que as matérias teóricas são feitas online e as atividades práticas e avaliações são feitas presencialmente.

O diploma EAD é válido em todo o território nacional assim como o diploma presencial, desde que a faculdade seja reconhecida pelo MEC como prestadora daquele curso. Algumas das faculdades que oferecem Artes Visuais na modalidade a distância são:

  • Centro Educacional Anhanguera (Anhanguera);
  • Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL);
  • Universidade Cidade de São Paulo (UNICID);
  • Universidade de Franca (UNIFRAN);
  • Universidade Estácio de Sá (UNESA).

Pós-graduação em Artes Visuais

Para quem quer seguir na Academia, os programas de pós-graduação serão os próximos passos após a graduação em Artes Visuais.

Mestrado em Artes Visuais

Para entrar no mestrado, o aluno deve apresentar um projeto de pesquisa que se relacione com uma das linhas de pesquisa existentes naquela instituição. A seleção geralmente consiste da avaliação do projeto escrito, uma prova e uma defesa oral.

No mestrado, o aluno terá dois anos para fazer disciplinas específicas de sua linha de pesquisa e escrever uma dissertação, partindo do projeto aceito. Para isso, um professor daquela linha de pesquisa será designado para orientar o projeto.

Após os dois anos de mestrado, da defesa de sua dissertação e da obtenção do título de mestre, o aluno poderá seguir para o doutorado. No doutorado, a liberdade para propor um projeto de pesquisa é ainda maior e mais extenso, já que dura quatro anos.

Caso você pretenda ser professor do departamento de Artes Visuais em uma universidade pública, o doutorado é um título requisitado para os concursos públicos para professores.

E aí, gostou de conhecer os detalhes sobre o curso de Artes Visuais? Ficou mais seguro ainda sobre sua escolha? Então, que tal começar a estudar hoje mesmo para o Enem? A plataforma do Stoodi oferece videoaulas e exercícios sobre todas as áreas, incluindo Artes. E para se organizar com tanta coisa, conheça nosso plano de estudos!