Fuvest: o guia completo!

TUDO SOBRE A FUVEST

processo seletivo da Fuvest, a Fundação Universitária para o Vestibular, é um dos mais exigentes, com uma prova extensa que aborda ampla relação de conteúdos.

É um dos mais concorridos do país, atraindo candidatos de todas as regiões e de diversos Estados brasileiros.

E não é para menos, já que a conquista de uma boa nota pode garantir vaga em uma das maiores instituições de ensino superior do Brasil e do mundo: a Universidade de São Paulo (USP).

Para você que está terminando o ensino médio e se preparando para encarar esse desafio, criamos esse guia completo para que saiba mais sobre a prova e tire todas as suas dúvidas para arrasar no vestibular!

Confira a seguir os tópicos que abordaremos neste artigo:

  • Como funciona o vestibular da Fuvest;
  • Como fazer a sua inscrição;
  • Nota de corte;
  • Prova;
  • O que estudar:
  • Isenção na Fuvest: como solicitar a isenção da taxa de inscrição;
  • Cursos oferecidos;
  • Provas anteriores para você estudar;
  • Calendário 2019.

Pronto para começar a sua preparação? Então, vamos lá!

Como funciona o vestibular da Fuvest?

Independentemente do curso e da área de conhecimento escolhidos, o vestibular da Fuvest é realizado em duas fases: a primeira, com questões alternativas de múltipla escolha, e a segunda, composta de questões dissertativas e voltadas aos conteúdos mais específicos das diferentes áreas de atuação.

Embora tenham abordagens um pouco diferenciadas, as duas etapas exigem bastante preparo e concentração por parte dos candidatos.

O que levar e o que não levar no dia da prova?

Para o momento do vestibular, alguns itens são obrigatórios:

  • Caneta esferográfica azul ou preta;
  • Documento de identidade original com foto (RG, carteira de motorista, carteira de trabalho e previdência social);
  • Uma foto 3x4 recente, para a segunda fase.

Além disso, você também pode levar lápis, borracha, apontador e régua.

No entanto, a lista de coisas que não devem ser levadas no dia da prova é um pouco mais extensa. Por isso, acreditamos que vale a pena destacá-las aqui. Confira logo abaixo:

  • Relógio – analógico ou digital ou qualquer outro dispositivo de controle de tempo;
  • Protetores auriculares e fones de ouvido;
  • Todo tipo de dispositivo eletrônico como celulares, calculadoras, computadores, tablets, máquinas fotográficas, filmadoras ou equipamentos como óculos ou pontos eletrônicos;
  • Qualquer material impresso ou anotações;
  • Canetas que não sejam esferográficas;
  • Corretivo;
  • Bonés, gorros ou chapéus.

Vale a pena destacar também que é importante para os candidatos levar água para manter a hidratação durante a prova e, se bater aquela fome, alimentos leves como lanches integrais, frutas, nozes ou castanhas.

Onde encontrar o resultado?

Tanto na primeira, quanto na segunda fase, a aprovação pode ser conferida no próprio site da Fuvest. Para acessar, basta informar seu CPF e a senha na área de usuários do portal.

Como fazer a inscrição

Fuvest

Agora que você já sabe como funciona o vestibular, o que levar no dia da prova e como descobrir o seu resultado, vamos falar sobre as inscrições.

Essa é uma etapa muito importante, afinal, é o momento de indicar qual carreira você pretende seguir e até 4 opções de cursos, o que será muito importante caso você seja aprovado em sua segunda opção.

Fique atento também a questões como o período em que a graduação é oferecida — matutino, noturno ou integral — e a localização do campus, uma vez que a USP conta com unidades na cidade de São Paulo e no interior do Estado.

Com as informações necessárias em mãos, é só ficar de olho nas datas de inscrição, taxas e condições para requerer isenção ou redução desses valores no momento da inscrição, que é feita no site da Fuvest.

Nota de corte

A famosa – e temida – nota de corte é calculada a partir da nota do último convocado para a segunda fase do vestibular e termina se tornando o marco da aprovação na primeira fase para o processo seletivo seguinte.

E é por esse motivo que ela é uma das principais preocupações dos estudantes em fase pré-vestibular.

O cálculo também é baseado na quantidade de vagas de cada curso e no número de candidatos por vaga.

Porém, os alunos que não tiverem pelo menos 30% de acertos, já estão fora dessa conta e são automaticamente reprovados.

A seguir, vamos listar os cursos que tiveram as maiores e menores notas de corte na primeira fase do vestibular da Fuvest em edições passadas. Confira logo abaixo!

Maiores notas de corte

Com base no vestibular mais recente, os 10 cursos com as notas de corte mais elevadas foram:

  • Medicina na USP São Paulo, com a nota 76;
  • Medicina na unidade de Ribeirão Preto, com 72;
  • Medicina no campus de Bauru, com 69;
  • Engenharia Aeronáutica na cidade de São Carlos, com 65;
  • Curso Superior do Audiovisual, com 62;
  • Psicologia, com 61;
  • Relações Internacionais, com 60;
  • Ciências Biomédicas, com 59;
  • Direito, com 58;
  • Engenharia na Escola Politécnica com nota 57.

Menores notas de corte 

Nesta categoria, existem diversos cursos com pontuações semelhantes, no entanto apresentaremos apenas os 10 que possuem as menores notas de corte, dos índices mais baixos para os mais elevados:

  • Fisioterapia e Medicina Veterinária na unidade de Pirassununga, ambos com nota 50;
  • Ciências Biológicas na cidade de Ribeirão Preto, com nota 51;
  • Publicidade e Propaganda, Economia, Administração, Ciências Contábeis e Atuária com 52;
  • Design e Ciências Biológicas, com 53.

E os candidatos que ainda não concluíram o ensino médio e vão prestar a Fuvest na categoria de treineiro não ficam de fora desse critério de seleção!

De acordo com o último vestibular, as notas de corte são: 44 para a área de Humanas, 46 para Biológicas e 48 para Exatas.

Como é a prova

Como já comentamos anteriormente, o vestibular da Fuvest está entre os mais difíceis e concorridos do país e é dividido em duas etapas. Vamos conhecê-las.

Primeira fase

Nessa primeira etapa, a prova é composta por 90 questões de múltipla escolha divididas de acordo com os conteúdos aprendidos no ensino médio.

As matérias são matemática, história, geografia, física, química, biologia, língua estrangeira e português, que aborda os conhecimentos de gramática e literatura.

Além disso, algumas questões possuem um formato interdisciplinar e os candidatos têm até cinco horas para finalizar e entregar a prova.

Segunda fase

Para chegar a esse estágio, a aprovação na primeira fase é um pré-requisito. É o momento em que os candidatos devem realizar a redação e as provas de conhecimentos específicos, com focos diferenciados de acordo com o curso escolhido.

A novidade é que, para esse ano, a segunda fase, que antes contava com três dias, passará a ter apenas dois.

É importante lembrar, também, que todas as questões são dissertativas e irão explorar as habilidades que o candidato possui de apresentar suas respostas de forma clara e sucinta.

O que estudar para a prova

Fuvest

Neste tópico, vamos dar algumas dicas que, certamente, vão dar aquela força aos seus estudos.

A ideia é manter o foco nos conteúdos essenciais e conseguir aprofundar mais os assuntos abordados na prova. Prepare-se para tomar nota, ok?

Matérias da Fuvest

Primeiramente, vamos falar sobre a relação de disciplinas exigidas na primeira fase, passaremos pela listagem de livros obrigatórios e, ao final, vamos discutir um pouco mais sobre a redação. Confira a seguir:

Matemática

Vamos começar com uma das principais disciplinas básicas abordadas no vestibular da Fuvest: a matemática!

E para conquistar uma boa pontuação, é importante que você tenha boas noções de geometria, probabilidade, análise combinatória, logaritmos, matrizes, funções e progressões aritméticas e geométricas.

Além disso, algumas das questões exigem boas habilidades de raciocínio lógico, análise e interpretação de gráficos, além de abordar os conceitos matemáticos a partir de situações comuns do nosso dia a dia.

Física

Mesmo sendo uma das disciplinas mais temidas pelos candidatos, a física não precisa ser um bicho de 7 cabeças.

Apesar da quantidade de fórmulas e da diversidade de tópicos como campos magnéticos, gravitação, circuitos elétricos, temperatura, energia, pressão, atrito, entre outros, as informações necessárias para o desenvolvimento das fórmulas são fornecidas no enunciado das questões.

O segredo é ficar atento ao texto e resolver os cálculos com calma para chegar à resposta correta.

Química

Aqui, você também não vai precisar decorar todas as fórmulas e equações matemáticas que permeiam o universo da química e nem ter o desenho da tabela periódica completa em sua cabeça.

No entanto, é importante que você conheça os principais elementos e suas funções, consiga interpretar corretamente as fórmulas químicas das substâncias mais comuns, compreenda as reações químicas e a realização de cálculos envolvendo unidades de massa, volume, quantidade de matéria e outras grandezas.

Biologia

Aqui, você não precisa se preocupar em decorar os nomes científicos das diversas espécies animais e vegetais ou fórmulas bioquímicas, ok? O foco da Fuvest é avaliar os seus conhecimentos gerais sobre as diferentes áreas da biologia, como:

  • Ecologia, com foco nas diferentes relações entre os seres vivos e o ambiente em que vivem;
  • Citologia, abordando as funções das diferentes partes da célula, como se dividem e como transportam as proteínas e nutrientes;
  • Botânica, focada na evolução dos grupos de plantas e sua fisiologia;
  • Zoologia, com conhecimentos sobre as diferentes espécies animais, sua evolução ao longo das eras e sua fisiologia;
  • Evolução, com o estudo das teorias evolutivas e conhecimentos ligados à área da genética.

Aqui, uma ótima dica para os estudos é desenhar esquemas celulares para compreender a sua estrutura e, na hora da prova, ler com atenção os enunciados, que trazem importantes informações para a resolução das questões de genética.

Geografia

O conteúdo abordado em geografia é bastante extenso, e não basta ter o mapa do Brasil com todos os sistemas hidrográficos em mente para se sair bem na prova.

Aqui, é importante que você conheça as principais formas de relevo, clima, as transformações ao longo das eras, o crescimento populacional, sua composição e distribuição espacial, além de aspectos ligados à urbanização e atividades econômicas.

Estar por dentro das notícias mais atuais do Brasil e do mundo também faz toda a diferença nesta parte da prova, por isso, fique de olho nas manchetes, leia os principais sites, jornais e revistas e mantenha-se atualizado para conquistar uma boa pontuação.

História

Podemos dividir a disciplina de história em duas grandes partes: história do Brasil e história geral.

No conteúdo relativo à trajetória do nosso país, é importante que você conheça os principais acontecimentos históricos, do Brasil Colônia à Nova República, e consiga traçar um paralelo entre essas fases, analisando de forma crítica e aprofundada o contexto de cada uma.

Em história geral, por sua vez, é essencial que você esteja por dentro de tópicos como o período da Antiguidade, a cultura medieval, a Era das Revoluções, as Grandes Guerras e os conflitos atuais e consiga relacioná-los à história do Brasil.

Uma boa dica para os seus estudos é traçar uma linha do tempo e estabelecer os pontos em que os acontecimentos nacionais e internacionais se encontram. Assim, você terá uma visão mais global, facilitando a absorção dos conteúdos.

Língua inglesa

A prova de inglês traz textos sobre temas atuais e o foco é a capacidade de interpretação de textos.

A partir de artigos retirados de publicações conceituadas como The New York Times, The Economist, The Guardian, entre outros, as questões e alternativas são apresentadas em língua portuguesa para que você localize a resposta correta dentro dos textos.

E caso você se depare com alguma palavra ou com alguma expressão desconhecida, uma boa dica é analisar o contexto em que este termo está inserido para conseguir identificar o seu significado.

Língua portuguesa

A habilidade de interpretação de texto é essencial para uma melhor compreensão dos enunciados em toda a prova. No entanto, na disciplina de língua portuguesa, essa competência se torna indispensável, juntamente com os conhecimentos nas normas gramaticais.

Por isso, a dica para se preparar é ler muito e se aprofundar no estudo da gramática, principalmente os conteúdos relativos à formação e classificação das palavras, figuras de linguagem e concordância.

É importante, ainda, dedicar um tempo especial ao estudo das regras estabelecidas pelo novo acordo ortográfico (VOLP) para verificar as mudanças e evitar as famosas “pegadinhas” ao longo das questões.

Por fim, para responder corretamente às questões relacionadas à literatura, fique atento à lista de livros obrigatórios! Mas, sobre esse assunto, falaremos logo a seguir. É só continuar a sua leitura.

Livros Fuvest: obras obrigatórias

De acordo com o site da Fuvest, a prova vai trazer questões relacionadas a 9 livros de escritores nacionais e internacionais, tanto na primeira quanto na segunda fase.

Mas não se preocupe! Nós vamos listar todos os títulos e seus respectivos autores para que você comece a ler desde já. Confira:

  • Iracema, de José de Alencar;
  • Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis;
  • A relíquia, de Eça de Queirós;
  • O cortiço, de Aluísio Azevedo;
  • Vidas secas, de Graciliano Ramos;
  • Minha vida de menina, de Helena Morley;
  • Claro enigma, de Carlos Drummond de Andrade;
  • Sagarana, de João Guimarães Rosa;
  • Mayombe, de Pepetela.

Redação da Fuvest

Para completar a relação de conteúdos abordados na prova, agora vamos falar sobre a redação da Fuvest.

Aplicada na segunda fase juntamente com a prova de língua portuguesa, essa etapa é essencial para a aprovação em todas as áreas de conhecimento, independentemente do curso escolhido. E é por isso que ela merece uma atenção especial!

A estrutura exigida é uma dissertação argumentativa. Isso significa que você deverá analisar atenciosamente o tema proposto e se posicionar em relação a ele, mas sempre em terceira pessoa.

Por isso, capriche no seu poder de argumentação e utilize uma linguagem clara e objetiva para apresentar as suas ideias.

Na hora da prova, procure reservar um tempo para revisar o seu texto: verifique se ele está de acordo com o tema, avalie itens como a estrutura dos parágrafos, coerência, coesão e verifique se algum erro de gramática ou pontuação não passou despercebido.

Isenção na inscrição da Fuvest: como solicitar?

Fuvest

Como já comentamos anteriormente, é possível conseguir uma redução e, até mesmo, a isenção da taxa de inscrição da Fuvest.

No site da fundação, durante o período de inscrições, os candidatos podem solicitar o abatimento de 50% ou 100% do valor.

Basta consultar o edital específico, preencher o formulário e encaminhar os documentos pedidos pela instituição.

Cursos da Fuvest

A Fuvest oferece mais de 90 opções de cursos, divididos entre as áreas de Ciências da Saúde, Humanas e Exatas. E se você ainda tem alguma dúvida do que cursar, colocamos abaixo a lista completa para você conferir:

  • Administração;
  • Arquitetura e Urbanismo;
  • Artes Cênicas;
  • Artes Visuais;
  • Astronomia;
  • Audiovisual;
  • Biblioteconomia;
  • Biotecnologia;
  • Ciências Agrárias;
  • Ciências Atuariais;
  • Ciências Biológicas;
  • Ciências Biomédicas;
  • Ciências Contábeis;
  • Ciências da Computação;
  • Ciências da Natureza;
  • Ciências Exatas (com habilitação em Matemática, Física ou Química);
  • Ciências Físicas e Biomoleculares;
  • Ciências Sociais;
  • Comunicação Social (com habilitação em Jornalismo, Marketing, Publicidade e Propaganda ou Relações Públicas);
  • Design;
  • Direito;
  • Economia;
  • Editoração;
  • Educação Física e Esporte;
  • Educomunicação;
  • Enfermagem;
  • Engenharia Aeronáutica;
  • Engenharia Agronômica;
  • Engenharia Ambiental;
  • Engenharia Bioquímica;
  • Engenharia Civil;
  • Engenharia de Alimentos;
  • Engenharia de Biossistemas;
  • Engenharia de Computação;
  • Engenharia de Materiais;
  • Engenharia de Minas;
  • Engenharia de Petróleo;
  • Engenharia de Produção;
  • Engenharia Elétrica;
  • Engenharia Física;
  • Engenharia Florestal;
  • Engenharia Mecânica;
  • Engenharia Mecatrônica;
  • Engenharia Metalúrgica;
  • Engenharia Naval;
  • Engenharia Química;
  • Estatística;
  • Farmácia;
  • Filosofia;
  • Fisioterapia;
  • Fonoaudiologia;
  • Geociências e Educação Ambiental;
  • Geofísica;
  • Geografia;
  • Geologia;
  • Gerontologia;
  • Gestão Ambiental;
  • Gestão de Políticas Públicas;
  • História;
  • Informática Biomédica;
  • Letras;
  • Matemática Aplicada a Negócios, Computacional e Computação Científica
  • Medicina;
  • Medicina Veterinária;
  • Meteorologia;
  • Música;
  • Nutrição e Ciências dos Alimentos;
  • Obstetrícia;
  • Oceanografia;
  • Odontologia;
  • Pedagogia;
  • Psicologia;
  • Relações Internacionais;
  • Saúde Pública;
  • Sistemas de Informação;
  • Terapia Ocupacional;
  • Têxtil e Moda;
  • Turismo;
  • Zootecnia.

E, como já frisamos no tópico sobre as inscrições, na hora de fazer a sua opção, não deixe de levar em consideração o período e o campus em que o curso escolhido é oferecido.

Provas anteriores da Fuvest 

Se você está se preparando para o vestibular, mas, em meio à grande quantidade de conteúdos e matérias não sabe exatamente por onde começar, esse tópico é uma ótima dica!

Por meio do acesso às provas dos anos anteriores, você poderá se familiarizar com o estilo das questões, além de testar os seus conhecimentos e treinar o seu ritmo de prova para fazer bonito no grande dia. Interessante, não é?

E para ajudar os candidatos, a própria Fuvest disponibiliza em seu acervo os cadernos de questões das primeiras e segundas fases, além do gabarito para que você possa conferir quantas questões acertou e, a partir daí, medir o seu rendimento.

Calendário Fuvest 2019

Por fim, com todas as informações sobre a prova em mãos, chegou a hora de organizar a sua agenda para que consiga se organizar com tranquilidade e não perca nenhuma data importante! Vamos lá?

Manual do candidato Fuvest

Para quem vai prestar a prova da Fuvest, é essencial fazer a leitura detalhada do Manual do Candidato. Nele, constam todas as informações essenciais sobre a prova.

Assim como estar por dentro do edital do Enem é importante, o mesmo vale para esse documento. Nele, você encontra desde informações como datas e horários, como os conteúdos cobrados na prova.

Inscrições

As inscrições para o vestibular da Fuvest têm início no mês de agosto. Mas, se você deseja o abatimento ou a isenção das taxas, é importante ficar de olho nas datas definidas pelo edital para conferir o prazo para envio das documentações e informações solicitadas.

Datas de prova

A primeira fase acontece no dia 25 de novembro, e a segunda, para os aprovados na primeira etapa, ocorre no ano seguinte entre os dias 6 e 7 de janeiro de 2019.

Lembre-se de chegar pontualmente no horário estabelecido no edital, confira a sua documentação, os materiais para fazer a prova, respire fundo e procure manter a calma.

Afinal, esse é um momento importante da sua trajetória acadêmica e vai exigir a sua concentração para garantir um bom resultado e a aprovação no curso dos seus sonhos!

Para conferir outras informações, conteúdos interessantes e as melhores dicas sobre o mundo das universidades e dos vestibulares, cadastre-se gratuitamente no Stoodi e conheça as principais ferramentas do site para ajudar nos seus estudos.