Sabe aquela vaga na universidade dos sonhos? Ela pode ser sua!

Matricule-se agora
Vagas abertas para o Extensivo 2022
Pessoa com tinta no rosto e com a palavra 'aprovadx' na testa sorrindo

Banco de Exercícios

Lista de exercícios

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Arte Brasileira - Pós-1950 dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Arte com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página

Conteúdo exclusivo para assinantes

Assine um de nossos planos para ter acessos exclusivos e continuar estudando em busca da sua aprovação.

Ver planos

  1. 1

    ENEM 2012

    Capa do LP Os Mutantes, 1968. Disponível em: http://mutantes.com. Acesso em: 28 fev. 2012 A capa do LP Os Mutantes, de 1968, ilustra o movimento da contracultura. O desafio à tradição nessa criação musical é caracterizado por

  2. 2

    ENEM 2017

    Elaborada em 1969, a releitura contida na Figura 2 revela aspectos de uma trajetória e obra dedicada à

  3. 3

    Stoodi

    Os filmes "Rio 40 graus", de Nelson Pereira dos Santos e "Deus e o Diabo na Terra do Sol", de Glauber Rocha são obras do cinema brasileiro que procuravam exprimir a realidade concreta do país, com toda a sua crueza e brutalidade. Tais obras enquadram-se numa manifestação do cinema nacional conhecida, na década de sessenta, por:

  4. 4

    Stoodi

    Ligado a UNE (criado em 1961), teve influências em atividades ligadas ao teatro, cinema, música, literatura... Em seu manifesto afirmou: a arte do povo é "de ingênua consciência", sem outra função que "a de satisfazer necessidades lúdicas e de ornamento". Através da adequação da produção artística à "sintaxe das massas", o CPC "pretendia tirá-las da alienação e da submissão”. O nome do movimento e o tipo de produção cultural ao qual o fragmento se refere está indicado corretamente na seguinte alternativa:

  5. 5

    Stoodi

    Leia o excerto da canção escrita por Heitor Carillo Este é um país que vai pra frente, que integrava o álbum do grupo Os incríveis, lançado em 1976. Este é um país que vai pra frente Rô Rô Rô Rô Rô De uma gente amiga e tão contente Rô Rô Rô Rô Rô Este é um país que vai pra frente De um povo unido, de grande valor É um país que canta, trabalha e se agiganta É o Brasil de nosso amor! O excerto

  6. 6

    Stoodi

    Apesar da forte censura que caracterizou o Regime Militar, o Brasil, de 1964 a 1985, foi palco de uma série de movimentos artísticos de relevante expressividade estética. Sobre a produção cultural desse período, assinale a alternativa correta.

  7. 7

    Stoodi

    Observe as canções que seguem: I Sobre a cabeça os aviões, Sob os meus pés os caminhões Aponta contra os chapadões meu nariz. Eu organizo o movimento, eu oriento o carnaval Eu inauguro o monumento no Planalto Central do país. Viva a bossa-sa-sa. viva a palhoça-ça-ça-ça-ça. II Se você disser Que eu desafino amor. Saiba que isso em mim Provoca imensa dor. Só desafinados têm ouvidos iguais ao teu. Eu possuo apenas o que Deus me deu. Ambas as canções fazem parte da cultura brasileira e estão vinculadas, respectivamente, aos movimentos musicais:

  8. 8

    Stoodi

    (...) O sol se reparte em crimes Espaçonaves guerrilhas Em cardinales bonitas Eu vou (...) Em caras de presidentes Em grandes beijos de amor Em dentes, pernas, bandeiras Bomba e Brigitte Bardot... (...) Ela nem sabe até pensei Em cantar na televisão O sol é tão bonito Eu vou... (Caetano Veloso. Alegria, alegria, 1967.) A letra da canção de Caetano Veloso, apresentada no III Festival da Música Popular Brasileira, em 1967, faz várias alusões ao contexto da época. Entre elas, podemos citar

  9. 9

    Stoodi

    Leia com atenção os textos abaixo, a respeito do Festival Internacional da Canção ocorrido no Rio de Janeiro em 1968, e depois escolha a alternativa correta. Vou voltar/Sei que ainda vou voltar para o meu lugar/ Foi lá e é ainda lá/Que eu hei de ouvir cantar/ Uma sabiá Sabiá. Chico Buarque de Hollanda e Tom Jobim Vem vamos embora que esperar não é saber/ Quem sabe faz a hora não espera acontecer Pra não dizer que não falei das flores. Geraldo Vandré As 20 mil pessoas que estavam no Maracanãzinho [em 1968] transformaram-se em coral dessa variante melódica do conceito marighelista de que ‘a vanguarda faz a ação’. ‘Sabiá’ derrotou ‘Caminhando’, mas Tom Jobim mal conseguiu tocá-la. A arquibancada vaiou-o por 23 minutos. Talvez tenha sido a mais longa das vaias ouvidas nos auditórios do país. Não era a Tom que se apupava, muito menos ao júri, que deixara ‘Caminhando’ em segundo lugar. A vaia era contra a ditadura, e aquela seria a última manifestação vocalista das multidões brasileiras. Passariam uma década em silêncio, gritando pouco mais que ‘gol’. Poucas semanas depois, o governo proibiu a execução de ‘Caminhando’ nas rádios e em locais públicos. Temia que se tornasse ‘o ponto de partida para a aceleração e ampliação de um processo de dominação das massas’. Gaspari, Elio, A ditadura envergonhada. São Paulo, Companhia das Letras, 2002, p. 322.

  10. 10

    Stoodi

     “Uma câmera na mão e uma ideia na cabeça”. A frase acima mencionada refere-se a um dos principais movimentos cinematográficos da história do Brasil. Ele está corretamente caracterizado pela alternativa:

  11. 11

    Stoodi

    Antes do golpe de 64, o Centro Popular de Cultura (CPC), órgão da União Nacional dos Estudantes (UNE), catalisou a proposta de deselitizar a arte e a cultura, levando-as ao povo e revitalizando - quando necessário - expressões da cultura popular como o teatro mambembe e a literatura de cordel. Sobre essa nova concepção de cultura, desenvolvida nos anos cinquenta do século passado, pode-se afirmar que:

  12. 12

    UDESC 2014

    Nos primeiros anos da década de 1960, o Brasil viveu um momento marcante pela efervescência política e cultural. Aspirava-se por mudança social e a ideia de “revolução”, não apenas na política, mas em outras esferas, como na cultura, nos costumes e nas expressões artísticas, ganhava novos sentidos. Sobre esse período, analise as proposições.   I. Nos primeiros anos da década de 1960, João Goulart ocupou a presidência, após a renúncia de Jânio Quadros, em 1961. II. No campo da cultura, teve início o movimento conhecido como Cinema Novo, com abordagem social engajada. III. As chamadas "reformas de base" (cujo carro chefe era a Reforma Agrária) transformaram-se em bandeiras do governo de João Goulart e alarmaram a classe média brasileira. IV. Neste período, houve uma série de mobilizações protagonizadas por camponeses, operários e militares que realizaram greves, ocupações de terras e outras manifestações públicas de grande repercussão.   Assinale a alternativa correta.    

  13. 13

    G1 - CFTCE 2007

    A década de 1960 é reconhecida pela efervescência cultural politizada e engajada. A única expressão artística, que NÃO pertence a este contexto, está indicada na opção:  

  14. 14

    UFF 1997

    0 golpe de 1964 e o recrudescimento do regime militar após 1968 - 1969 atingiram também a produção de artistas e intelectuais brasileiros. Assinale a opção que melhor explica o panorama cultural brasileiro nos chamados "anos de chumbo".  

  15. 15

    UEPB 2013

    Sobre as manifestações culturais, promovidas principalmente pela intelectualidade jovem entre as décadas de 50 e 60 do século passado, assinale a única alternativa INCORRETA.    

Gerar PDF da Página

Conteúdo exclusivo para assinantes

Assine um de nossos planos para ter acessos exclusivos e continuar estudando em busca da sua aprovação.

Ver planos