Tenha acesso completo ao Stoodi

Plano de estudos, correção de redação, todas as aulas e muito mais!

Exercícios de Modernismo Europeu

Voltar para Modernismo Europeu

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Modernismo Europeu dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Arte com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 1. UFPE 2008
    As artes, com suas vanguardas e seus desafios estatísticos, ganharam espaço históricos no mundo capitalista. Picasso, Van Gogh, Salvador Dali, Miró e tantos outros pertencentes a essas vanguardas:
  2. 2. ENEM 2017
    PICASSO, P.Guitar, Sheet Music, and Glass, Fall. Papel colado, guache e carvão, 48 x 36,5 cm. McNay Art Museum, San Antonio, Texas, 1912. FOSTER, H. et al.Art since 1900: Modernism, Antimodernism,Postmodernism. Nova York: Thames & Hudson, 2004.   Inovando os padrões estéticos de sua época, a obra de Pablo Picasso foi produzida utilizando características de um movimento artístico que  
  3. 3. ESPM 2015
    O autor foi o criador do Ready-made, termo criado para designar um tipo de objeto, por ele inventado, que consiste em um ou mais artigos de uso cotidiano, produzidos em massa, selecionados sem critério estético e expostos como obras de arte em espaços especializados como museus e galerias. Ao transformar qualquer objeto em obra de arte, o artista realiza uma crítica radical ao sistema da arte. Assinale a alternativa que mencione respectivamente o nome do artista responsável pelos trabalhos apresentados na questão e o movimento artístico que adotava os procedimentos expostos no enunciado, levando muitos a exclamarem: “Isso não é arte!” Fonte: Carol Strickland. Arte Comentada.
  4. 4. UDESC 2011
    As produções artísticas e culturais, sobretudo no período entre as duas Grandes Guerras Mundiais, evidenciaram novas formas de expressão. Os movimentos artísticos e culturais relacionados à Arte Moderna se opunham à tradição e às formas clássicas e, com isso, marcaram o surgimento de uma arte mais politizada. Analise as obras a seguir. Assinale a alternativa que contém aquela(s) que representa(m) a Arte Moderna do período abordado.
  5. 5. ENEM 2012
    Em 1937, Guernica, na Espanha, foi bombardeada sob o comando da força aérea da Alemanha nazista, que apoiou os franquistas durante a Guerra Civil Espanhola (1936-1939). A pintura-mural de Picasso e a fotografia retratam os efeitos do bombardeio, ressaltando, respectivamente: 
  6. 6. UEL 2015
    Observe a imagem e leia o texto a seguir. Para Picasso: “A pintura não é feita para decorar apartamentos. É um instrumento de guerra para ataque e defesa contra o inimigo.” O inimigo é o homem que explora seus semelhantes por egoísmo e lucro. Guernica foi pintada com paixão e convicção. O artista usa símbolos arquetípicos (o touro, o cavalo, a figura sustentando ao alto uma luz) criando uma obra alegórica. Adaptado de: WARNCKE, C. P. W. Ingo Pablo Picasso. China Taschen, 2007. p.387-401. Com base na imagem, no texto e nos conhecimentos sobre a obra Guernica de Pablo Picasso, considere as afirmativas a seguir. I. A origem de Guernica restringe-se aos estudos que Picasso realizou das obras de Goya e Velásquez, não tendo qualquer relação direta com a destruição da cidade basca pelos bombardeios alemães. II. A experiência da guerra foi interpretada por Picasso por um meio de expressão imagético, em que, pela linguagem da pintura, o artista aborda o sofrimento humano. O acontecimento conduziu à criação de uma obra que se manteve presente na consciência coletiva do século XX. III. Picasso usou elementos da expressividade, através de sua própria linguagem formal, com motivos e esquemas pictóricos universais, difundidos por uma tradição. A composição em três partes baseia-se no tríptico, forma clássica do retábulo cristão. IV. Guernica dialoga com outra obra de Picasso, a série de águas-fortes intitulada Sonhos e Mentiras de Franco, em que são introduzidas figuras saídas do repertório de Guernica, que representam os sofrimentos das vítimas da guerra civil. Assinale a alternativa correta.
  7. 7. UEL 2001
    A arte moderna não nasceu como um desdobramento da arte do século XIX. Ao contrário, ela surgiu como "ruptura" da unidade política e cultural daquele centenário, que possibilitou a manifestação dos movimentos artísticos de vanguarda do início do século XX. Refletindo sobre tal ambiente cultural, considere as seguintes afirmativas: I - No campo da pintura, uma tendência importante foi o expressionismo, que privilegiou o emocional e as reações subjetivas, em detrimento do convencional e do domínio da razão. II - A produção artística musical manteve-se fiel aos cânones ou normas tradicionais, como se observa na música do russo Igor Stravinski. III - Poetas e artistas recusavam-se a ver o mundo sob uma única dimensão, valorizando a multiplicidade do olhar, o perspectivismo e o relativismo. IV - Destacava-se a impetuosidade contida nos "manifestos" de fundação dos movimentos de vanguarda, o radicalismo das obras e, por vezes, o escândalo. Assinale a alternativa correta.
  8. 8. UFG 2008
    Observe e compare as duas imagens: Os quadros tratam do mesmo tema, embora pertençam a dois momentos distintos da história da arte. O confronto entre as imagens revela um traço fundamental da pintura moderna, que se caracteriza pela
  9. 9. PUC-PR 2016
    Observe o quadro de Edvard Munch a seguir e leia o texto: Trecho do texto As raízes do expressionismo, publicado no jornal Folha de São Paulo (Folha on-line): “Além de colocar a Noruega no mapa artístico da Europa, a obra de Edvard Munch foi um dos marcos fundadores do Expressionismo, movimento que se caracterizou pela tentativa de passar para a tela o impacto emocional, os sentimentos e as experiências interiores do artista. O pintor não era mais apenas um mero observador das aventuras e desventuras humanas. Era parte integrante e indissociável delas. ‘Assim como Leonardo da Vinci estudou a anatomia humana e dissecou cadáveres, eu procuro dissecar a alma humana’, observou Munch. A obra mais famosa do artista norueguês, O Grito, sintetizou os principais ingredientes do expressionismo. O cenário tenso, a distorção da forma humana que chega a beirar o caricatural, a agressividade das pinceladas, tudo colabora para compor uma atmosfera dramática, que emana desolação, tragédia e pessimismo. ‘A imagem expressionista tenta impressionar não o olho, mas penetrar, atingir profundamente quem vê’, definiu o crítico italiano Giulio Carlo Argan, autor do já clássico Arte Moderna. A estética expressionista procurou refletir as angústias e inquietações do homem contemporâneo, um ser atônito, imerso em um mundo povoado pela dúvida, pela alienação e pela incerteza. (...)” Disponível em: . A partir da análise da tela de Edvard Munch e da interpretação do texto, assinale a alternativa CORRETA.
  10. 10. UFU 2007
    Considere as alternativas a seguir e marque a INCORRETA
  11. 11. ENEM 2017
    E venham, então, os alegres incendiários de dedos carbonizados! Vamos! Ateiem fogo às estantes das bibliotecas! Desviem o curso dos canais, para inundar os museus! Empunhem as picaretas, os machados os martelos e deitem abaixo sem piedade as cidades veneradas! MARINETI. F. T. Manifesto futurista. Disponível em: www.sibila.com.br. Acesso em: 2 ago. 2012 (adaptado). Que princípio marcante do Futurismo e comum a várias correntes artísticas e culturais das primeiras três décadas do século XX está destacado no texto?
  12. 12. UPE 2014
    Observe a imagem a seguir: Ela retrata uma das mais destacadas produções do expressionismo alemão nas primeiras décadas do século XX. Sobre esse movimento artístico, NÃO é correto afirmar que
  13. 13. ENEM 2016
    A obra Les demoiselles d’Avignon, do pintor espanhol Pablo Picasso, é um dos marcos iniciais do movimento cubista. Essa obra filia-se também ao Primitivismo, uma vez que sua composição recorre à manifestação cultural de um determinado grupo étnico, que se caracteriza por
  14. 14. ENEM 2016
    Texto I Texto II A existência dos homens criadores modernos é muito mais condensada e mais complicada do que a das pessoas dos séculos precedentes. A coisa representada, por imagem, fica menos fixa, o objeto em si mesmo se expõe menos do que antes. Uma paisagem rasgada por um automóvel, ou por um trem, perde em valor descritivo, mas ganha em valor sintético. O homem moderno registra cem vezes mais impressões do que o artista do século XVIII. LEGÉR, F. Funções da pintura. São Paulo: Nobel, 1989.   A vanguarda europeia, evidenciada pela obra e pelo texto, expressa os ideais e a estética do
  15. 15. ENEM 2002
    A leitura do poema "Descrição da guerra" em Guernica traz à lembrança o famoso quadro de Picasso. Entra pela janela o anjo camponês; com a terceira luz na mão; minucioso, habituado aos interiores de cereal, aos utensílios que dormem na fuligem; os seus olhos rurais não compreendem bem os símbolos desta colheita: hélices, motores furiosos; e estende mais o braço; planta no ar, como uma árvore a chama do candeeiro. (...)             (Carlos de Oliveira in ANDRADE, Eugénio. Antologia Pessoal da Poesia Portuguesa. Porto: Campo das Letras, 1999.) Uma análise cuidadosa do quadro permite que se identifiquem as cenas referidas nos trechos do poema. Podem ser relacionadas ao texto lido as partes:
  16. 16. UEL 2016
    Leia o texto e observe a imagem a seguir. No contexto da Primeira Guerra Mundial, surgiu o dadaísmo, um movimento antiartístico, antiliterário, antipoético, contra a beleza eterna, a harmonia, a objetividade, a eternidade dos princípios, as leis da lógica, a imobilidade do pensamento e a favor da liberdade desenfreada do indivíduo, da espontaneidade, do aleatório, da anarquia contra a ordem, da imperfeição contra a perfeição. (Adaptado de: MICHELI, M. As vanguardas artísticas. São Paulo: Martins Fontes, 1991. p.131-137.) Com base no texto, na imagem e nos conhecimentos sobre o dadaísmo, atribua V (verdadeiro) ou F (falso) às afirmativas a seguir. (     ) O dadaísmo tem uma base positivista tanto quanto o surrealismo. (     ) No processo de criação dadaísta, se é que se trata de criação, o verbo “criar” foi substituído pelo verbo “montar”. (     ) O caráter antiartístico das colagens dadaístas constituía um modelo estético baseado no acaso. (     ) Para o dadaísmo, o gesto provocativo era mais importante do que a obra. (     ) O movimento dadá, por ser favorável à sociedade burguesa, foi contra a arte que a questionava. Assinale a alternativa que contém, de cima para baixo, a sequência correta.
  17. 17. ENEM 2017
    Essa escultura foi produzida durante o período da ditadura stalinista, na ex-União Soviética, e representa o(a)
  18. 18. ESPM 2016
    Nascido em Barcelona, em 1893, foi um dos nomes mais conhecidos da pintura moder­na da Espanha. Sua obra é baseada em uma linguagem própria e integrada a outras disciplinas plásticas – gravura, cenografia, cerâmica, escultura e tapeçaria. Durante o período da Guerra Civil Espanhola pintou obras como “Natureza-Morta com sapato velho”, apresentada abaixo: O artista em questão é: 
  19. 19. FAAP 1996
    A Pintura do século XX evolui do figurativismo estilizado até a abstração pura. Entre as principais correntes merece relevo o expressionismo, resultado das inovações de Van Gogh, consistindo na tendência de deformar as figuras com o objetivo de mostrar os sentimentos do artista ou o seu modo de ver o mundo e mais: I - O Cubismo, de Bracque e Picasso, tenta desvendar a estrutura dos objetos, destruindo totalmente a aparência dos mesmos e fazendo da pintura um ato completamente intelectual. II - O Futurismo de Boccioni, Carrá e Duchamp, aceitando a despoetização do mundo, acaba por se transformar num mundo caricatural e burlesco de exaltação à máquina e à velocidade da era industrial burguesa, servindo de suporte ideológico ao Fascismo de Mussolini. III - O Dadaísmo (de dada - cavalo em francês, na linguagem infantil), fundado pelo poeta romeno Tristan Tzara, condena a ordem que produziu a Primeira Guerra e critica a civilização, a religião e a moral. As declarações dos dadaístas são confusas propositadamente, objetivando, pela brincadeira, ridicularizar a sociedade, a arte e a cultura tradicional. Escolha a alternativa com apoio no seguinte código:
  20. 20. CESGRANRIO 2011
    Formas sinuosas, flores, folhagens, desenho delicado facilmente reconhecido em objetos, móveis, esculturas, pinturas e edifícios. Esse estilo, que, se estendendo a todas as formas de arte, procurou promover a unidade de todo o fazer artístico do início do século XX é denominado estilo
  21. 21. UFPA
    Oswald de Andrade, para sistematizar os princípios da corrente Pau-Brasil, do nosso Modernismo:
  22. 22. UFRGS 2014
    Considere as seguintes afirmações sobre os poemas de Alberto Caeiro, heterônimo de Fernando Pessoa.   I. No poema em que “vê” Jesus (Num meio-dia de fim de primavera/ tive um sonho como uma fotografia./ Vi Jesus Cristo descer à terra.), o eu lírico saúda Jesus na condição de menino travesso, mas obediente, que cuida das cabras do rebanho e convive carinhosamente com a Virgem Maria. II. No poema cujos primeiros versos são O meu olhar azul como o céu/ É calmo como a água ao sol./ É assim, azul e calmo,/ Porque não interroga nem se espanta..., a expressão direta, muito ritmada mas sem rimas nem métrica fixa, está a serviço da enunciação da natureza imanente e das sensações também diretas que ela desperta no poeta. III. No poema cujos primeiros versos são O Tejo é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia/ Mas o Tejo não é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia, o poeta estabelece o contraste entre a fama e a história do rio Tejo e a irrelevância do rio provinciano, que é amado, no entanto, por ter às suas margens a aldeia medieval habitada há gerações pela família de Caeiro.   Quais estão corretas? 
  23. 23. MACKENZIE 1998
    O poeta ligado ao sentimento nacionalista que tomou conta de Portugal em meio às crises do primeiro período republicano, responsável por MENSAGEM, obra que retomou a formação de sua pátria, a identificação com o mar, o sonho de um império grande e forte foi: 
  24. 24. FGV-SP 2005
    Este poema integra a obra poética de Fernando Pessoa. Seu autor é um homem simples, que viveu em contato direto com a Natureza; é o poeta do real sensível. Para ele, as coisas são como são, pois pensa com os sentidos. Pode-se dizer que, assim, manifesta uma forma de pensar apenas diferente e não ausência de reflexão. É autor dos versos:   (.........................................) Que pensará isto de aquilo? Nada pensa nada. Terá a terra consciência das pedras e plantas que tem? Se ela a tiver, que a tenha... Que me importa isso a mim? Se eu pensasse nessas coisas, Deixaria de ver as árvores e as plantas E deixaria de ver a Terra, Para ver só os meus pensamentos... Entristecia e ficava às escuras. E assim, sem pensar tenho a Terra e o Céu.   Trata-se de: 
  25. 25. IFCE 2012
    Seria o fogo em minha casa? Correriam risco de arder todos os meus manuscritos, toda a expressão de toda a minha vida? Sempre que esta ideia, antigamente, simplesmente me ocorrera, um pavor enorme me fazia estarrecer. E agora reparei de repente, não sei já se com pasmo ou sem pasmo, não sei dizer se com pavor ou não, que me não importaria que ardessem. Que fonte – que fonte secreta mas tão minha – se me havia secado na alma?   Fernando Pessoa: Barão de Teive: a educação do insólito.     A sequência do texto permite a seguinte compreensão em torno da ideia-problema que lhe é central: 
  26. 26. UFRGS 2000
    Quanto à criação dos heterônimos de Fernando Pessoa, considere as seguintes afirmações.   I- Alberto Caeiro, autor de "O Guardador de Rebanhos", é o poeta integrado à natureza. II- Os heterônimos, marca da obra pessoana, caracterizam-se por adotarem estilos diferentes. III- Ricardo Reis, autor de odes de modelo clássico, distingue-se pela temática urbana de seus poemas.   Quais estão corretas? 
  27. 27. UFRGS 2004
    Assinale a alternativa INCORRETA em relação ao processo heteronímico de Fernando Pessoa. 
  28. 28. UERJ 2015
    Catar Feijão 1 Catar feijão se limita com escrever: joga-se os grãos na água do alguidar e as palavras na folha de papel; e depois, joga-se fora o que boiar. Certo, toda palavra boiará no papel, água congelada, por chumbo seu verbo: pois para catar esse feijão, soprar nele, e jogar fora o leve e oco, palha e eco. 2 Ora, nesse catar feijão entra um risco: o de que entre os grãos pesados entre um grão qualquer, pedra ou indigesto, um grão imastigável, de quebrar dente. Certo não, quando ao catar palavras: a pedra dá à frase seu grão mais vivo: obstrui a leitura fluviante, flutual, açula a atenção, isca-a como o risco. João Cabral de Melo Neto, A educação pela pedra.   A comparação escolhida por João Cabral de Melo Neto para caracterizar o ato de escrever
  29. 29. UERJ 2015
    Catar Feijão 1 Catar feijão se limita com escrever: joga-se os grãos na água do alguidar e as palavras na folha de papel; e depois, joga-se fora o que boiar. Certo, toda palavra boiará no papel, água congelada, por chumbo seu verbo: pois para catar esse feijão, soprar nele, e jogar fora o leve e oco, palha e eco. 2 Ora, nesse catar feijão entra um risco: o de que entre os grãos pesados entre um grão qualquer, pedra ou indigesto, um grão imastigável, de quebrar dente. Certo não, quando ao catar palavras: a pedra dá à frase seu grão mais vivo: obstrui a leitura fluviante, flutual, açula a atenção, isca-a como o risco. João Cabral de Melo Neto, A educação pela pedra.   Considere as seguintes afirmações relativas ao poema de Cabral de Melo: I O ideal de economia verbal, preconizado no poema, assemelha-se ao ideal estilístico do Graciliano Ramos de Vidas secas, também este sequioso de restringir-se ao essencial. II O recurso ao “grão imastigável, de quebrar dente” e à “pedra [que] dá à frase seu grão mais vivo”, com o sentido que lhe dá Cabral de Melo, encontra-se presente no próprio poema que a reivindica. III A ideia de se produzir uma obstrução da leitura como algo positivo participa do objetivo de se romper com os autoritarismos da percepção – desígnio frequente na literatura moderna, inclusive em autores estilisticamente muito diferentes de Cabral, como é o caso de Guimarães Rosa. Está correto o que se afirma em
  30. 30. UFAM 2015
    Leia as afirmativas a seguir, referentes ao Modernismo em Portugal ou ao período histórico-literário em que aconteceu:   I. A revista “Orpheu”, lançada em 1915, era o porta-voz de jovens poetas identificados com as vanguardas europeias, como Fernando Pessoa e Sá-Carneiro. II. O assassinato do rei D. Carlos, em 1908, por um homem do povo, generaliza a desordem e a sanguinolência, o que propiciou a Proclamação da República. III. Fernando Pessoa, o principal poeta do Modernismo em Portugal, criou heterônimos ou outros “eus”: Alberto Caeiro, Almada-Negreiros, Ricardo Reis. IV. Antes dos poetas de “Orpheu”, merece destaque o nome de Teixeira de Pascoaes, figura central do Saudosismo, que dirigiu a revista “A Águia”.   Assinale a alternativa correta:
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login