Tenha acesso completo aos conteúdos do Stoodi

Plano de estudos, exercícios, videoaulas, correção de redação e mais!

Exercícios de Dinâmica das Populações e Comunidades

Voltar para Dinâmica das Populações e Comunidades

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Dinâmica das Populações e Comunidades dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Biologia com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 61. ENEM CANCELADO 2009
    Uma colônia de formigas inicia-se com uma rainha jovem que, após ser fecundada pelo macho, voa e escolhe um lugar para cavar um buraco no chão. Ali dará origem a milhares de formigas, constituindo uma nova colônia. As fêmeas geradas poderão ser operárias, vivendo cerca de um ano, ou novas rainhas. Os machos provêm de óvulos não fertilizados e vivem aproximadamente uma semana. As operárias se dividem nos trabalhos do formigueiro. Há formigas forrageadoras que se encarregam de buscar por alimentos, formigas operárias que retiram dejetos da colônia e são responsáveis pela manutenção ou que lidam com o alimento e alimentam as larvas, e as formigas patrulheiras. Uma colônia de formigas pode durar anos e dificilmente uma formiga social consegue viver sozinha. MELO. A Como funciona uma sociedade de formigas? Disponível em: HTTP://www.cienciahoje.uol.com.br. Acesso em: 20 fev. 2009 (adaptado) Uma característica que contribui diretamente para o sucesso da organização social dos formigueiros é
  2. 62. UFF 2000
    Os itens enumerados a seguir são exemplos de diferentes relações entre os seres vivos. I) A caravela vive flutuando nas águas do mar. É formada por um conjunto de indivíduos da mesma espécie que vivem fisicamente juntos, dividindo o trabalho. Uns são responsáveis pela flutuação, outros pela captura de alimentos, outros pela defesa. II) As orquídeas, para conseguirem luz, prendem-se com suas raízes ao tronco e aos ramos altos das árvores. III) O leão mata e devora o gnu rajado, para se alimentar. IV) O fungo fornece água e sais minerais retirados do meio para a alga; esta, por sua vez, fornece ao fungo as substâncias orgânicas que produz. As relações descritas nestes itens são classificadas, respectivamente, como:
  3. 63. OBB 2014
    Na primeira fase da X OBB foi anulada uma questão que classificava como mutualismo a semelhança encontrada entre as aranhas Salticidae e formigas. Graças a esta semelhança tais aranhas levam vantagens como maior proteção contra predadores. Esta semelhança é classificada corretamente como:  
  4. 64. UNIR 2011
    Em matas brasileiras é muito comum a ocorrência de orquídeas que se desenvolvem em troncos de árvores. A relação entre a orquídea e a árvore caracteriza uma interação ecológica denominada:  
  5. 65. UNEMAT 2010
    Observe os enunciados abaixo, que foram adaptados do livro Biologia de W. Paulino, 2006. I. A rêmora (ou peixe-piolho) possui uma ventosa fixadora no alto da cabeça, com a qual se fixa geralmente na região ventral de um tubarão, sendo por ele transportada. Quando o tubarão ataca algum animal, os restos da presa se mantêm flutuando na água e são ingeridos pela rêmora. II. Os liquens constituem associação entre certas algas unicelulares e certos fungos. As algas sintetizam matéria orgânica e fornecem aos fungos parte do alimento produzido. Os fungos, por sua vez, retiram água e sais minerais do substrato, fornecendo-lhes as algas. Esta forma de interdependência fisiológica é tão intensa que a separação das espécies acarretaria um sério desequilíbrio metabólico. Assinale a alternativa que corresponde respectivamente, aos exemplos de relação ecológica encontrados nos itens I e II.
  6. 66. UNICENTRO 2011
    Interações biológicas em que seres vivos se nutrem de tecidos ou fluídos corporais de outros, causando-lhes prejuízo, são caracterizadas como relações de parasitismo. A ocorrência de parasitoses é um importante indicativo das condições de vida da população humana, sendo, no Brasil, um dos principais problemas de saúde pública.   Analise as afirmativas a seguir relacionadas a essa temática:   I. A relação de parasitismo menos eficiente é aquela em que o parasita bem adaptado se beneficia do hospedeiro, sem provocar-lhe a morte. II. A profilaxia mais indicada para a maioria das doenças parasitárias está relacionada à vacinação em massa da população de risco. III. As doenças parasitárias possuem maior incidência em países de terceiro mundo, devido ao saneamento precário nessas regiões. IV. O uso devido de instalações sanitárias e o tratamento adequado da água são medidas que podem levar à prevenção da ocorrência de parasitoses.   A alternativa que apresenta apenas as afirmativas corretas é
  7. 67. UNAMA 2006
    “Moradores de Portel, Marajó, vivem sob o medo constante dos morcegos, que voltaram a atacar aquela região... Desta vez, os dados alarmantes se aproximam aos de todo ano de 2004, quando a raiva humana, transmitida por picada de morcego hematófago, atingiu quinze pessoas”. (Fragmentos extraídos de “DIÁRIO DO PARÁ” de 26.04.2006).   Nesse contexto, a interação ecológica do ser vivo, em destaque no texto, com os seres humanos é do tipo:
  8. 68. UERJ 2009
    Na natureza, são freqüentes os exemplos de relações benéficas entre indivíduos, mesmo de espécies diferentes, como é o caso do caranguejo paguro e da anêmona. O caranguejo aumenta sua proteção vivendo em conchas abandonadas e permitindo que anêmonas – produtoras de substância urticante contra predadores – se depositem nelas. As anêmonas, por sua vez, ganhando mobilidade, capturam melhor os alimentos. O tipo de interação descrita é denominada:
  9. 69. UNAMA 2009
    No Assentamento Araras, em São João do Araguaia, município do sudeste do Pará, têm sido feitas experiências em que se utiliza a associação de fungos micorrízicos e raízes de plantas para aumentar a eficiência do solo de baixa fertilidade. Sobre esse assunto, coloque “V” ou “F” ao lado de cada afirmativa, conforme estejam certas ou erradas:   I. As plantas fornecem os alimentos necessários à sobrevivência dos fungos. II. Os seres em destaque, têm em comum a parede celular constituída por celulose. III. A associação ecológica mencionada é considerada como mutualística. IV. Os fungos pertencem ao reino Plantae porque apresentam parede celular . V. Os fungos aumentam a capacidade de absorção das raízes ao retirarem do solo os nutrientes.   A alternativa correta na sequência de cima para baixo é:
  10. 70. UFSJ 2004
    Dentro das opções mostradas abaixo, assinale a ordem CORRETA dos níveis de organização hierárquica dos sistemas bióticos.
  11. 71. UFF 2001
    Algumas plantas carnívoras, embora capturem grande quantidade de insetos com suas folhas colantes, não produzem enzimas para digerí-los. Porém, outros insetos que não ficam presos a suas folhas digerem os insetos capturados, liberando os excrementos que servem de alimento para essas plantas. A relação ecológica entre tais plantas carnívoras e os insetos cujos excrementos as alimentam é denominada:
  12. 72. ENEM - 3 APLICACAO 2014
    A celulose, presente nos vegetais, é um alimento importante para muitas espécies de animais herbívoros, como os ruminantes. Eles próprios não têm capacidade de digerir a celulose e, para que ela seja aproveitada, é necessária uma associação com microrganismos, que ficam na parte aglandular do estômago dos ruminantes. Esses microrganismos são capazes de produzir a  celulase, uma enzima que digere a celulose, possibilitando o aproveitamento da matéria orgânica vegetal, tanto pelos ruminantes como pelos microrganismos.   A relação descrita é um exemplo de
  13. 73. UFG 2009
    O Tatu e o Tamanduá Já é noite e o tatu sai da toca. Faminto que está, quer chegar ao cupinzeiro antes do tamanduá. Com tanta pressa vai pela trilha o tatu, mas logo à frente tropeça numa vara de bambu. O tatu então supõe ter caído na armadilha do rival tamanduá... Será que ele teve a mesma idéia de papar todo o alimento que no cupinzeiro há? Quando do chão se levanta, o tatuzinho se espanta diante do tamanduá. ― Boa noite, amigo tatu! Venho aqui te convidar Para ir ao cupinzeiro... Lá não há muitos cupins, mas pra dois acho que dá. O tatu, meio sem graça, quase esconde a cara debaixo da carapaça... E lhe serviu a lição pra aprender a divisão. Dorival Coutinho da Silva. Disponível em: . Acesso em: 24 mar. 2009.   De acordo com o poema, o tatu está cumprindo o seu papel ecológico, pois mantêm com o tamanduá uma relação interespecífica de
  14. 74. UFAM 2009
    As raízes de leguminosas normalmente estão infectadas por bactérias do gênero Rhizobium. Estas bactérias são fixadoras de nitrogênio. Em situações normais, a relação entre estas plantas e estas bactérias é considerada:
  15. 75. PUC-RS 2013
    A vítima fatal, neste outro caso, foi um herbívoro selvagem, e o agressor, uma planta nativa. Ao se alimentar de suas folhas, o animal envenenou-se com uma toxina hidrossolúvel que não afeta a planta, mas mata o herbívoro. O vegetal se autoprotege armazenando o veneno no interior de um compartimento celular, o vacúolo, o qual impede que o efeito tóxico atinja as demais organelas e os tecidos da planta. Considere as afirmativas sobre o herbívoro e a planta. I. Ambos ocupam o mesmo habitat. II. Os dois estão no mesmo nível trófico. III. Há interação ecológica de comensalismo entre eles. A(s) afirmativa(s) correta(s) é/são
  16. 76. UNEMAT 2009
    Nas áreas com ocorrência de vegetação natural e cultivada são encontrados espécimes de orquídeas estabelecidos sobre galhos de árvores e caules de palmeiras.   Assinale a alternativa que explica a relação ecológica entre a orquídea e a respectiva hospedeira.
  17. 77. ENEM PPL 2014
    Surtsey é uma ilha vulcânica situada perto da costa sul da Islândia. A erupção vulcânica que lhe deu origem ocorreu na década de 1960, o que faz dela, seguramente, a ilha mais nova do Oceano Atlântico. As primeiras espécies que aí se fixaram foram musgos e liquens. À medida que as aves foram fixando-se na ilha, as condições do solo foram melhorando e espécies vegetais mais complexas puderam iniciar a colonização do território. Em 1988 foi observada a presença do primeiro arbusto. Disponível em: www.nacopadasarvores.blogspot.com.br. Acesso em: 25 maio 2012 (fragmento).   O conjunto das alterações ocorridas no ambiente descrito é exemplo de
  18. 78. UEMG 2008
    O parasitismo é um fenômeno segundo o qual uma planta ou animal sobrevive retirando nutrientes de outro ser. Estabelece-se nesta relação uma forte dependência, onde um lado é beneficiado (parasita) e o outro prejudicado (hospedeiro). Muitas vezes, o animal ou planta que sofre a ação do parasita, pode chegar à morte. De acordo com os conhecimentos que você possui sobre o assunto, a situação descrita que NÃO caracteriza parasitismo está presente na relação indicada na alternativa:
  19. 79. ACAFE 2014
    Comunidades onde convivem diversas espécies por longo tempo podem apresentar diversos tipos de interações.   Analise as afirmações a seguir e assinale a alternativa que melhor relaciona os tipos de interações.   l - Muitos herbívoros possuem uma câmara de fermentação em seu sistema digestório, habitada por bactérias e protozoários celulolíticos, os quais são responsáveis pela quebra da celulose.   ll - No seu ambiente natural, as capivaras costumam ser acompanhadas por bandos da ave anu-preto, que se alimentam de pequenos invertebrados como os carrapatos, presentes no couro dos mamíferos.   lll - O cipó-chumbo (Cuscuta sp.) possui raízes sugadoras que penetram no tronco das árvores, retirando delas a sua seiva.
  20. 80. UFC 2008
    As esponjas desempenham papéis importantes em muitos ‘habitats’ marinhos. A natureza porosa das esponjas as torna uma habitação ideal para vários crustáceos, equinodermos e vermes marinhos. Além disso, alguns caramujos e crustáceos têm, tipicamente, esponjas grudadas em suas conchas e carapaças, tornando-os imperceptíveis aos predadores. Neste caso, a esponja se beneficia por se nutrir de partículas de alimento liberadas durante a alimentação de seu hospedeiro. As relações ecológicas presentes no texto são:
  21. 81. UNAMA 2010
    O cipó-chumbo1 (Cuscuta sp) e a erva-de-passarinho2 (Struthantus flexicaulis) são plantas parasitas de outras plantas porque retiram da planta hospedeira o seu alimento. Sobre esse assunto, coloque “V” ou “F” ao lado de cada afirmativa, conforme estejam certas ou erradas: I. ambas pertencem à mesma espécie embora apresentem gêneros distintos. II. ambas pertencem ao mesmo gênero porém são de espécies diferentes. III. 1 extrai a seiva elaborada da planta hospedeira por meio dos haustórios. IV. 2 extrai substâncias inorgânicas da planta hospedeira. V. 1 não apresenta clorofila nas folhas e 2 tem folhas clorofiladas. Na sequência de cima para baixo, o correto está em:
  22. 82. ENEM 2008
    Um estudo recente feito no Pantanal dá uma boa idéia de como o equilíbrio entre as espécies, na natureza, é um verdadeiro quebra-cabeça. As peças do quebra-cabeça são o tucano-toco, a arara-azul e o manduvi. O tucano-toco é o único pássaro que consegue abrir o fruto e engolir a semente do manduvi, sendo, assim, o principal dispersor de suas sementes. O manduvi, por sua vez, é uma das poucas árvores onde as araras-azuis fazem seus ninhos. Até aqui, tudo parece bem encaixado, mas... é justamente o tucano-toco o maior predador de ovos de arara-azul — mais da metade dos ovos das araras são predados pelos tucanos. Então, ficamos na seguinte encruzilhada: se não há tucanos-toco, os manduvis se extinguem, pois não há dispersão de suas sementes e não surgem novos manduvinhos, e isso afeta as araras-azuis, que não têm onde fazer seus ninhos. Se, por outro lado, há muitos tucanos-toco, eles dispersam as sementes dos manduvis, e as araras-azuis têm muito lugar para fazer seus ninhos, mas seus ovos são muito predados. Internet: (com adaptações). De acordo com a situação descrita,
  23. 83. ENEM 2011
    O controle biológico, técnica empregada no combate a espécies que causam danos e prejuízos aos seres humanos, é utilizado no combate à lagarta que se alimenta de folhas de algodoeiro. Algumas espécies de borboleta depositam seus ovos nessa cultura. A microvespa Trichogramma sp. introduz seus ovos nos ovos de outros insetos, incluindo os das borboletas em questão. Os embriões da vespa se alimentam do conteúdo desses ovos e impedem que as larvas de borboleta se desenvolvam. Assim, é possível reduzir a densidade populacional das borboletas até níveis que não prejudiquem a cultura.   A técnica de controle biológico realizado pela microvespa Trichogramma sp. consiste na
  24. 84. UNB 2015
    Em um laboratório de fisiologia vegetal, um grupo de plantas do gênero Pinus foi cultivado em um solo pobre em nutrientes, mas rico em fungos da classe dos ascomicetos; outro grupo foi cultivado apenas em um solo pobre em nutrientes, sem a presença dos fungos. Após algumas semanas, observou-se a presença de associações entre as raízes das plantas de pinheiro e os fungos, tendo as mudas cultivadas no solo rico em fungos apresentado um crescimento bastante acentuado em comparação com aquelas cultivadas em solo pobre em nutrientes e com ausência dos fungos.     Com base na situação apresentada, assinale a opção correta acerca da relação ecológica estabelecida entre as raízes das plantas e os fungos.
  25. 85. UPE 2013
    Uma população de determinada espécie, em condições naturais, flutua ao longo do tempo, quanto a sua densidade (número de indivíduos por uma determinada área ou volume). Vários são os fatores que controlam a dinâmica de populações, dentre eles, a disponibilidade de recurso, as condições físicas do meio, o deslocamento, a predação, dentre outros. A densidade pode variar para mais (positivamente) ou para menos (negativamente). Analise as alternativas abaixo quanto às componentes controladoras da DENSIDADE de uma determinada população e assinale a CORRETA.
  26. 86. UFJF 2013
    A sucessão ecológica que ocorre em locais já habitados, cujo equilíbrio foi rompido por alguma mudança ambiental, de origem antrópica ou não, é chamada de:  
  27. 87. PUC-RJ 2016
    Há muito tempo a ação dos polinizadores é conhecida e considerada como um elemento chave na reprodução das Angiospermas.   A associação existente entre polinizadores e Angiospermas é um caso de
  28. 88. UFMA 2009
    Assinale a opção onde se encontra exemplo de protocooperação.
  29. 89. UNEMAT 2015
    Ao longo da história da vida na Terra, diferentes organismos traçaram caminhos evolutivos paralelos, estreitando relações de convivência e colaboração. A isso damos o nome de mutualismo. Assinale a alternativa que não representa uma associação mutualística.
  30. 90. UNEMAT 2013
    É consenso entre os biólogos que a evolução ocorra, mas em que nível atua a seleção natural é uma discussão que recentemente voltou à pauta. Cientistas como Joan Strassmann e Richard Dawkins defendem que a seleção ocorra no nível do gene ou do indivíduo. Pesquisadores como Edward Wilson e Martin Nowak propõem que a seleção possa ocorrer no nível do grupo também. Segundo esses últimos, só a seleção de grupo poderia explicar alguns comportamentos da vida em grupo, por exemplo, o altruísmo. Os casos mais extremos de comportamento altruísta ocorrem nos insetos sociais quando, por exemplo, algumas formigas formam pontes com seus corpos para outras formigas passarem e abelhas ferroam um invasor da colônia, morrendo, mas salvando suas irmãs. Ambos os grupos estão testando essas hipóteses e os resultados ainda não são conclusivos. Sobre a evolução do altruísmo, marque a alternativa correta:
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login