Tenha acesso completo aos conteúdos do Stoodi

Plano de estudos, exercícios, videoaulas, correção de redação e mais!

Exercícios de Dinâmica das Populações e Comunidades

Voltar para Dinâmica das Populações e Comunidades

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Dinâmica das Populações e Comunidades dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Biologia com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 121. UNEMAT 2006
    “Sucessão ecológica é um mecanismo natural que abrange mudanças na estrutura das comunidades biológicas através do tempo. Esse processo direcional e até previsível resulta de modificações ambientais promovidas pelos seres vivos e das interações entre populações” (Paulino, 2002). Com base neste enunciado, ao longo de uma sucessão ecológica ou da ecese para o clímax, pode-se afirmar que ocorre:   I – aumento da produção primária bruta. II – aumento de consumo. III – diminuição da produção primária líquida. IV – aumento e, posteriormente, estabilidade da biomassa.   Assinale a alternativa CORRETA.
  2. 122. UEL 2004
    Na encosta de um barranco, em uma floresta, são encontradas quatro espécies de aranhas. - A espécie I faz a teia em galhos de arbustos e se posiciona na borda da teia esperando que algum inseto fique preso. - A espécie II faz a teia suspensa e nela constrói um tubo onde fica escondida à espera da presa. - A espécie III não constrói teia e se esconde nas flores à espera das vítimas. - A espécie IV faz um buraco no barranco e salta sobre a presa quando esta se aproxima. De acordo com essas informações, assinale a alternativa que apresenta a conclusão correta sobre o nicho ecológico dessas espécies de aranhas.
  3. 123. UNIR 2010
    A respeito dos reguladores de uma população, considere:   I - Predação   II - Competição interespecífica   III - Competição intraespecífica   IV - Parasitismo   São reguladores
  4. 124. UNCISAL 2016
    Os ecossistemas recifais são extremamente sensíveis a variações da temperatura das águas oceânicas. Um aumento relativamente pequeno da temperatura das águas superficiais pode provocar a ocorrência do branqueamento, que é um processo relacionado à perda, pelos corais, das algas fotossintetizantes – as zooxantelas, que estão presentes no tecido dos corais.   LEÃO, Z.M.A.N., KIKUCHI, R.K.P. & OLIVEIRA, M.D.M. 2008. Coral bleaching in Bahia reefs and its relation with sea surface temperature anomalies. Biota Neotrop. 8(3).   Que relação ecológica é quebrada pelo aquecimento das águas e que causa o consequente branqueamento dos corais?
  5. 125. ENEM 2011
    Diferente do que o senso comum acredita, as lagartas de borboletas não possuem voracidade generalizada. Um estudo mostrou que as borboletas de asas transparentes da família lthomiinae, comuns na Floresta Amazônica e na Mata Atlântica, consomem, sobretudo, plantas da família Solanaceae, a mesma do tomate. Contudo, os ancestrais dessas borboletas consumiam espécies vegetais da família Apocinaceae, mas a quantidade dessas plantas parece não ter sido suficiente para garantir o suprimento alimentar dessas borboletas. Dessa forma, as solanáceas tornaram-se uma opção de alimento, pois são abundantes na Mata Atlântica e na Floresta Amazônica.   Nesse texto, a ideia do senso comum é confrontada com os conhecimentos científicos, ao se entender que as larvas das borboletas lthomiinae encontradas atualmente na Mata Atlântica e na Floresta Amazônica, apresentam  
  6. 126. OBB 2017
    Analise as proposições abaixo sobre mimetismo e camuflagem: I. Uma das diferenças entre mimetismo batesiano e mimetismo mulleriano é que no primeiro os indivíduos não nocivos (ou palatáveis) apresentam características dos indivíduos de espécies nocivas (ou impalatáveis). II. Chama-se camuflagem aposemática a aparência ou comportamento de um animal que o faz confundir-se com um graveto. III. Há casos onde a relação presa-predador envolve a produção, pela presa, de feromônios típicos do predador caracterizando, assim, um tipo de mimetismo. Podemos afirmar que:
  7. 127. MACKENZIE 2008
    • Liquens • Micorrizas • Epifitismo • Parasitismo A respeito das relações ecológicas acima, considere as afirmações: I. Em duas delas, há o envolvimento obrigatório de fungos; II. Em duas delas, há o envolvimento obrigatório de bactérias; III. Em nenhuma delas, há o envolvimento de plantas superiores. Assinale
  8. 128. UFMG 2003
    Para minimizar o uso de inseticidas sintéticos na fruticultura e atender às normas de segurança alimentar da FAO (Food and Agriculture Organization), estão sendo implantadas  “biofábricas” de controle de pragas no Nordeste do Brasil. Essas “biofábricas” podem adotar todas as seguintes tecnologias, EXCETO  
  9. 129. PUC-MG 2010
    Muitas vezes, as relações dos organismos vivos de uma comunidade surpreendem pela sua complexidade. As folhas jovens do maracujazeiro produzem substâncias tóxicas, que as protegem das larvas de insetos, exceto de uma espécie de borboleta que as consegue comer, por conseguir digerir suas substâncias tóxicas. Essa borboleta deposita seus ovos amarelos brilhantes nas folhas do maracujazeiro. Evitam, porém, depositar ovos onde já existem outros depositados, dificultando sua alimentação. Há vegetais com manchas amarelas nas folhas, o que evita novos depósitos de ovos nas folhas. São os nectários, que por sua vez atraem formigas e vespas, que também comem ovos de borboletas. A simples presença das formigas desencoraja as borboletas de botar ovos nas folhas. No caso, as borboletas ficam mais eficientes no ataque ao maracujazeiro que se tornou mais resistente ao parasita. O texto NÃO apresenta caso de:
  10. 130. UFPR 2011
    Uma das teorias mais abrangentes na biologia, atualmente, é a Teoria da Rainha Vermelha. Essa teoria foi proposta por um pesquisador americano, Leigh van Valen, que a denominou dessa forma como uma analogia à Rainha de Copas do livro de Lewis Carroll (1871) intitulado “Alice através do espelho”. Em uma parte da história, a Rainha de Copas (=Rainha Vermelha) diz a Alice que “Nesse mundo, é preciso correr o mais possível, para permanecer no mesmo lugar”. Para van Valen, as espécies de uma comunidade, geralmente, são influenciadas por outras espécies com as quais se relacionam. Se uma espécie não é capaz de responder adequadamente a cada uma dessas influências (“... correr o mais possível...”) ela pode entrar em extinção (=perder o lugar no sistema biológico). A teoria permite uma maior compreensão sobre a ecologia e a evolução das associações entre espécies de uma comunidade, e sua importância é maior quanto maior for a intensidade de interação/influência de uma espécie sobre a outra.   Acerca disso, considere as seguintes associações interespecíficas: 1. Mutualismo 2. Parasitismo 3. Comensalismo 4. Amensalismo 5. Neutralismo   Com base nos conhecimentos de ecologia e nas definições tradicionais das associações interespecíficas listadas, assinale a alternativa correta.
  11. 131. PUC-RS 2016
    Micorriza é o nome dado à interação entre _________ e _________, na qual ambos(as) se beneficiam ao fornecerem nutrientes uns/umas aos/às outros(as). A esse tipo de interação dá-se o nome de _________.
  12. 132. PUC-RS 2013
    O duende Xass vive com seus pais, que o sustentam com muito custo. Xass afirma que enfrentará o que for preciso para casar-se com a fada Iefa. Mas ela já tem um pretendente, com o qual desenvolveu uma afinidade quase vital. E esse pretendente, Derih, um bruxo que se alimenta unicamente das pétalas caídas dos girassóis do bosque, não deseja perder o amor de Iefa para Xass. Usando a terminologia própria da ecologia, as relações entre Xass e seus pais; Iefa e Derih; Xass e Derih; Derih e os girassóis seriam correta e respectivamente nominadas como
  13. 133. UNICENTRO 2016
    Com relação aos eventos que caracterizam a evolução de uma comunidade biológica durante uma sucessão ecológica, assinale a alternativa correta.
  14. 134. MACKENZIE 2005
    Muitos seres vivos formam associações denominadas colônias. A respeito delas, são feitas as afirmações a seguir. I - Envolvem somente indivíduos da mesma espécie. II - Os indivíduos, mesmo sendo da mesma espécie, podem ser iguais ou diferentes, de acordo com a função que desempenham. III - Há sempre o envolvimento de produtores e consumidores. IV - Há somente benefício para os indivíduos envolvidos. São verdadeiras apenas as afirmações
  15. 135. UFJF 2016
    Sobre as relações ecológicas, são feitas as seguintes afirmativas:   I ) Quando duas espécies de uma comunidade disputam os mesmos recursos do ambiente seus nichos ecológicos são parcialmente sobrepostos e ocorre competição intraespecífica. II ) Quanto mais os nichos ecológicos das espécies se sobrepõem, mais intensa é a competição. III ) Do ponto de vista individual, espécies predadoras são beneficiadas enquanto as presas são prejudicadas. IV ) Do ponto de vista ecológico, a predação regula a densidade populacional tanto de predadores quanto de presas. V ) A simbiose também é conhecida como mutualismo obrigatório, sendo um tipo de relação permanente e indispensável à sobrevivência dos indivíduos associados.   São CORRETAS:
  16. 136. UFAM 2009
    “Capoeira” é um termo utilizado na Região Norte para denominar a vegetação que cresce após a derrubada de uma floresta. Em termos de sucessão ecológica, é correto se afirmar que:
  17. 137. UNICENTRO 2012
    Todos os seres vivos se relacionam com outros, tanto da mesma espécie quanto de espécies distintas. Estas podem ser harmônicas, quando não há prejuízo para nenhum dos indivíduos envolvidos; ou desarmônicas, quando, pelo menos, um se prejudica. Um exemplo de relação ecológica é a do peixe-palhaço, que passa todo o tempo perto das anêmonas-do-mar. Ele se esconde do perigo e dorme no meio dos tentáculos venenosos da anêmona. Às vezes, chega mesmo a roubar alimento da boca de sua protetora, embora também traga comida para um lugar onde ela alcance. Esse pequeno peixe, ao contrário de outros, está a salvo dos ferrões da anêmona. (Relações entre os seres vivos. Disponível em:. Acesso em: 22 jul. 2011).   Com base nessas informações sobre o peixe-palhaço e a anêmona-do-mar, assinale a proposição que representa, corretamente, o tipo de relação ecológica entre essas duas espécies.
  18. 138. OBB 2014
    São características de população panmítica, EXCETO:
  19. 139. UEL 2008
     Leia o texto a seguir: “Assim como diversos outros povos, os indígenas que viviam no vale de Lluta, no nordeste do Chile, foram conquistados pelos Incas,cujo império  seestendeu pela América do Sul entre os séculos XIII e XVI. As mudanças culturais impostas pelos Incas provocaram o aumento de infecções parasitárias na região. Segundo alguns pesquisadores, padrões de alimentação, saneamento, higiene e densidade populacional das cidades antigas podem ser descobertos por meio do exame dos parasitas identificados nas fezes fossilizadas, também chamados de coprólitos [...] Anterior à conquista dos Incas no vale de Lluta, foram encontradas amostras com ovos do verme Trichuris trichiura e do parasita Hymenolepis nana. Após a invasão dos Incas foram observados ovos de Diphyllobothrium pacificum, de Trichuris trichiura e de Enterobius vermicularis.” (Adaptado de: AGÊNCIA FIOCRUZ DE NOTÍCIAS - Saúde e ciências para todos. MARQUES, F. Incas tinham alta prevalência de doenças parasitárias. 2003. Disponível em: www.fiocruz.org.br. Acesso em: 18 jun. 2007.)  Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas. I. Trichuris trichiura pode parasitar o intestino grosso em humanos, se reproduz sexuadamente e os ovos são eliminados para o meio externo com as fezes, podendo contaminar alimentos sólidos e líquidos. II. Enterobius vermicularis pertence à família Oxyuridae, tem alta prevalência nas crianças em idade escolar, é de transmissão eminentemente doméstica ou de ambientes coletivos fechados, cujo mecanismo de infecção ocorre com a ingestão de ovos. III. Hymenolepis nana é uma espécie cosmopolita, atingindo roedores, humanos e outros primatas cujo mecanismo mais frequente de transmissão é a ingestão de ovos presentes em alimentos contaminados e nas mãos, principalmente de pessoas que vivem em baixas condições sanitárias. IV. Enterobius vermicularis, é uma doença popularmente conhecida no Brasil como “xistose”, ou “mal do caramujo”, cuja transmissão se dá pelas cercárias que penetram mais frequentemente nos pés e nas pernas, áreas do corpo que mais ficam em contato com águas contaminadas. Assinale a alternativa que contém todas as afirmativas corretas. 
  20. 140. UFMG 2010
    O fungo Penicillium, por causar apodrecimento de laranjas, acarreta prejuízos pós-colheita.   Nesse caso, o controle biológico pode ser feito utilizando-se a levedura Saccharomycopsis, que mata esse fungo, após perfurar sua parede e absorver seus nutrientes.   É CORRETO afirmar que esse tipo de interação é conhecido como
  21. 141. FCMMG 2005
    Em 1882, quando a pequena ilha vulcânica de Krakatoa praticamente voou pelos ares, após uma tremenda explosão, todas as formas de vida, em uma área consideravelmente grande, foram totalmente destruídas. O deserto biológico resultante foi, porém, lentamente repovoado. Constatou-se que as primeiras formas de vida, chamadas pioneiras, a surgirem na região, foram as Cianobactérias. A presença de Cianobactérias em ambientes naturais extremamente áridos é possível porque elas:
  22. 142. OBB 2015
    Uma série de parâmetros descritores podem ser utilizados na descrição do estágio sucessional de um ecossistema. O clímax, em relação às seres anteriores, é o estágio caracterizado por uma menor:
  23. 143. UNICENTRO 2004
    Pesquisadores da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz no Rio de Janeiro estão estudando uma nova teoria para a entrada da doença de Chagas no Brasil. O Trypanosoma cruzi foi descoberto em quatro múmias de 7200 anos no deserto de Atacama (Chile). Segundo o grupo, como a infecção já existia no Chile no período pré-colombiano, com a vinda de índios da região para o Brasil a doença teria chegado ao País. "E como o hospedeiro encontrou um ambiente propício para a sua proliferação -casas de barro -, a doença acabou se alastrando". (Ciência Hoje, p. 55) Uma análise das informações no contexto das parasitoses, no homem, permite considerar que
  24. 144. UFF 1999
    Pode-se afirmar que os líquens são uma associação entre:
  25. 145. UFES 2007
    BIOCIDA PODE SALVAR PROFETAS DE ALEIJADINHO   A salvação de um dos mais importantes patrimônios históricos e culturais do Brasil pode estar no p-hidroxibenzoato de etila. Pesquisadores mineiros estão usando esse ácido orgânico na preservação da obra "Os Profetas", um conjunto de 12 estátuas esculpidas em pedra-sabão pelo artista Aleijadinho no século XVIII. O composto mostrou-se capaz de matar liquens e outros microorganismos que ameaçavam a integridade das peças, localizadas em Congonhas (MG). Os liquens penetram na rocha e causam trincas, produzem também o ácido oxálico, muito corrosivo. ("Ciência Hoje". v. 38, n. 227, p. 56, 2006. Adaptado.)   Sobre os temas abordados no texto, É CORRETO afirmar que  
  26. 146. ACAFE 2015
    O parasitismo é uma relação ecológica onde o parasita pode provocar uma série de danos ao hospedeiro, caso não haja tratamento adequado. Analise as afirmações a seguir e marque com V as verdadeiras e com F as falsas. ( ) O Plasmodium, protozoário causador da malária, vive na forma de esporozoítos na glândula salivar do mosquito Anopheles ( ) A diarreia é um dos sintomas da infestação da Entamoeba histolytica. Os cistos dessa bactéria chegam ao intestino pela ingestão de água ou alimento contaminados. ( ) A cisticercose é contraída pelo homem quando esse ingere carne de boi ou de porco mal cozida, contendo o cisticerco. ( ) O verme nematelminto Ancylostoma duodenale (ou Necator americanus) ataca o intestino delgado, provocando feridas que fazem com que o indivíduo parasitado perca sangue, o que pode causar anemia. ( ) A esquistossomose é uma doença parasitária causada pelo verme platelminto chamado Schistosoma mansoni, que se aloja nos vasos sanguíneos do fígado. A sequência correta, de cima para baixo, é:
  27. 147. UEG 2002
    Os parasitas são companheiros quase inevitáveis da existência animal organizada. Essa forma de vida foi adotada por vários organismos e apresenta algumas vantagens e desvantagens. Analise as afirmativas abaixo sobre o parasitismo.   I - A principal vantagem do parasitismo é a reprodutiva, pois a quantidade de energia desprendida para a reprodução é muito grande, deixando um número elevado de descendentes. II - Os parasitas são organismos pouco evoluídos, pois não conseguem completar seu ciclo de vida sem a participação de hospedeiros. III - O parasita tem a vantagem de não estar exposto às intempéries do meio ambiente, mas acaba exposto aos mecanismos de defesa do hospedeiro.   Escolha a alternativa VERDADEIRA:
  28. 148. UNIFENAS 2017
    Analise os conceitos ecológicos abaixo: (  ) O cipó chumbo é uma planta provida de raízes especiais, os haustórios ou raízes sugadoras, que penetram no caule das plantas superiores (árvores e arbustos altos) até seu floema, de onde sugam a seiva produzida na planta hospedeira para se alimentarem. O cipó chumbo não tem folhas e suas células não possuem clorofila. O seu caule, fino, possui cor marrom (castanha) ou amarela. Portanto esse é um vegetal autótrofo e hemiparasita. ( ) A Erva de passarinho é agressiva, de caule hastado, extremamente flexível e longo, que se fixa à planta hospedeira e penetra na casca para extrair nutrientes. As folhas são alternas, ovadas, coriáceas, verde brilhante; as flores são dioicas, verdes; as sementes ficam aderidas ao tronco do seu hospedeiro pelo tempo necessário a sua germinação. No local onde germina emite uma raiz que perfura a casca e extrai água e nutrientes para seu rápido desenvolvimento. A planta e propagada pelos pássaros, muito eficazmente, e cobre totalmente a planta hospedeira, matando-a. Esse vegetal é holoparasita e heterótrofo. ( ) A herbivoria é um tipo de relação ecológica que ocorre entre certos animais e plantas. Nesta relação os animais ingerem partes da planta viva para seu alimento e nutrição. A planta então sofre prejuízo enquanto o animal obtém vantagem. Por isso é considerada uma relação ecológica negativa, já que há prejuízo para um dos seres participantes, neste caso a planta. Os insetos, exímios participantes da herbivoria, são muito importantes ecologicamente, por serem predadores, parasitas e indicadores da qualidade ambiental. Para evitar esse prejuízo sofrido pelas plantas, elas desenvolveram mecanismos de defesa contra predadores como a produção de toxinas, repelentes, espinhos, defesas físicas e químicas. Todas essas defesas são importantes para o vegetal, fazendo com que certas plantas sejam excluídas do cardápio dos animais. ( ) Forésia é o fenômeno pelo qual certos seres vivos se utilizam de outros como meio de locomoção. É o caso das cracas (crustáceos fixos), que se instalam em organismos móveis (moluscos gastrópodes, por exemplo), fixando-se sobre uma concha. Outro exemplo de forésia é a relação entre o mosquito-da-dengue (Aedes aegypti) e o vírus da dengue. O vírus utiliza o mosquito para o transporte mas não o prejudica, sendo uma relação neutra para o mosquito e positiva para o vírus da dengue. Portanto a forésia é uma relação harmônica e homotípica. Indique V (verdadeiro) e F (falso) na sequência de cima para baixo:
  29. 149. FCMMG 2008
    “Quando o estigma está receptivo, as moscas, atraídas pelo odor fétido, entram (...) atingindo a parte bojuda, onde permanecem por alguns dias, já que sua saída é impedida pela presença de tricomas relativamente rígidos.” (...)   Dirigido por uma pista significativa no fragmento do texto acima, é possível concluir que o assunto em questão é: 
  30. 150. FCMMG 2015
    Dentre os danos que um parasita pode causar ao seu hospedeiro, NÃO é correto afirmar:
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login