Tenha acesso completo aos conteúdos do Stoodi

Plano de estudos, exercícios, videoaulas, correção de redação e mais!

Exercícios de Evolução

Voltar para Evolução

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Evolução dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Biologia com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 61. UFAM 2016
    Analise as alternativas sobre a evolução humana e assinale a CORRETA:
  2. 62. FUVEST 2009
    Em 2009, comemoram-se os 150 anos da publicação da obra A origem das espécies, de Charles Darwin. Pode-se afirmar que a história da biologia evolutiva iniciou-se com Darwin, porque ele
  3. 63. ENEM 2018
    O processo de formação de novas espécies é lento e repleto de nuances e estágios intermediários, havendo uma diminuição da viabilidade entre cruzamentos. Assim, plantas originalmente de uma mesma espécie que não cruzam mais entre si podem ser consideradas como uma espécie se diferenciando. Um pesquisador realizou cruzamentos entre nove populações — denominadas de acordo com a localização onde são encontradas — de uma espécie de orquídea (Epidendrum denticulatum). No diagrama estão os resultados dos cruzamentos entre as populações. Considere que o doador fornece o pólen para o receptor FIORAVANTI, C. Os primeiros passos de novas espécies: plantas e animais se diferenciam por meio de mecanismos surpreendentes. Pesquisa Fapesp, out. 2013 (adaptado). Em populações de quais localidades se observa um processo de especiação evidente?
  4. 64. OBB 2015
    A frequência do alelo a em uma população formada por 15 indivíduos AA, 25 Aa e 10 aa é igual a:
  5. 65. UNIOESTE 2007
    Em relação à evolução dos seres vivos e à teoria evolucionista, é correto afirmar
  6. 66. UNIMONTES 2015
    De acordo com os princípios que regem o teorema de Hardy-Weiberg, é CORRETO afirmar: 
  7. 67. FASEH 2013
    A moderna Teoria da Evolução considera que as forças evolutivas que geram, ampliam ou levam à variação são: a seleção natural, a migração, a deriva genética, a mutação e a recombinação gênica. Tais forças podem levar à adaptação, ao surgimento ou, até mesmo, à extinção das espécies. Qual o nome da teoria científica que se baseia nesses pilares biológicos?
  8. 68. UFJF 2013
    O uso de alargadores na boca e nas orelhas é um truque que as mulheres de tribos africanas praticam, em busca da beleza, para chamar a atenção dos seus parceiros. Tal hábito promove a ampliação dos lóbulos das orelhas e do lábio inferior, e as pessoas pertencentes a essas tribos acreditam que, apesar da retirada desses acessórios, esses órgãos ficarão deformados e essa característica será passada da mãe para suas filhas. Assinale a alternativa que contém, respectivamente, o nome do seu autor e a ideia transmitida pelo texto.  
  9. 69. OBB 2015
    A anemia falciforme é uma doença caracterizada pela produção de moléculas de hemoglobina anormais, incapazes de transportar O2 , comprometendo a oxigenação do organismo. Indivíduos com genótipo AA produzem a molécula normal de hemoglobina, não sendo afetados pela doença. Indivíduos com genótipo SS produzem apenas a forma anormal de hemoglobina, sendo afetados pela anemia falciforme. Já indivíduos heterozigotos (AS) apresentam a forma branda da doença, condição conhecida como traço falciforme. A frequência desses alelos varia entre diferentes populações humanas. Em algumas regiões onde a malária é endêmica, a frequência de indivíduos AS é maior quando comparadas à de populações humanas onde a malária é incomum. O plasmódio, agente causador da malária, invade as hemácias, onde se reproduz assexuadamente. A presença da hemoglobina anormal dificulta essa etapa do ciclo de vida do plasmódio. Outras células que são afetadas pelo plasmódio são os hepatócitos. O plasmódio é transmitido pelo mosquito Anopheles sp.   Considerando as informações do texto, qual o processo responsável pela variação entre as frequências dos alelos A e S nas populações humanas citadas no texto ?
  10. 70. OBB 2015
    Em uma população humana, os alelos para os tipos sanguíneos do sistema ABO estão em equilíbrio de Hardy-Weinberg. Representando as frequências dos alelos IA , IB e i por p, q e r, respectivamente, qual a probabilidade de sorteamos ao acaso desta população um indivíduo com sangue tipo A e um indivíduo com sangue tipo B, ambos heterozigotos para essa característica?
  11. 71. UNB 2015
    A ilha dos Lençóis, no Maranhão, é uma localidade relativamente fechada, que ficou conhecida pela grande população de albinos: cerca de 3% dos moradores, maior frequência mundial (a taxa mundial é de 0,005%). Hoje o número de albinos diminuiu, estando em 1,5%, mas continua alta. A população da ilha foi formada por migrantes portugueses. Todos os indivíduos albinos apresentam o mesmo alelo mutado para um gene específico. Internet:  (com adaptações).     O fato de a frequência de indivíduos albinos na população da ilha dos Lençóis ser maior que em outras populações pode ser explicado com base
  12. 72. UNB 2015
    A existência de sociedades como a de algumas espécies de abelhas nas quais apenas a rainha é reprodutora é um enigma evolutivo tão antigo quanto a própria teoria da evolução: Charles Darwin considerava esse fato um entrave à sua argumentação. No caso das abelhas, rainhas e operárias não apresentam diferenças genotípicas que expliquem essa diferença em castas, mas sim diferenças no alimento oferecido a cada uma das castas já no estágio larval. Sistemas altamente ordenados cuja maior parte dos participantes é estéril e divide tarefas como o cuidado com os jovens e outras funções essenciais à manutenção da colônia são denominados eussocialidade. Pesquisa concluiu que um aumento na complexidade das redes que interligam os genes está por trás da evolução da eussocialidade. Há alterações nos promotores dos genes das espécies mais sociais que aumentam potencialmente a capacidade desses promotores de se ligarem a produtos produzidos por diversos genes. Esses resultados indicam que há um papel dos genes na eussocialidade, embora não haja uma receita genética única para a socialidade e novas características possam aparecer a cada novo surgimento desse tipo de organização. A complexidade das redes gênicas é um fator que parece ser essencial.     Um dos argumentos utilizados para demonstrar a evolução é a observação de traços vestigiais, como, por exemplo, órgãos, genes, comportamentos, uma vez que esses traços indicam parentesco evolutivo entre espécies. Uma situação que exemplifica traço vestigial é
  13. 73. UPE 2013
    O jumento não é mais o mesmo. Animal rústico e com fama de teimoso, a espécie está cada vez mais valorizada. Alguns animais recebem tratamento de primeira linha, com direito à transferência de embriões, inseminação artificial e congelamento de sêmen. Um bom jumento reprodutor, da raça pêga, vale até R$ 20 mil. O criador de asininos, Osmar Russo (Lorena, SP), diz que o mercado nunca esteve tão bom. “A maioria dos jumentos é vendida para produzir muares (burros e mulas). Um bom reprodutor precisa ter orelha bonita e grande, ser marchador, forte, resistente e manso. Mas o principal é imprimir as características às crias. Separo os melhores animais e cruzo com matrizes boas também. Meus animais nem se comparam aos de antigamente. Algumas jumentas, que mediam em torno de 1,3 metro, agora chegam a 1,4 metro.” Antigamente usavam-se os piores animais para obter muares. Hoje, os cruzamentos são com éguas das raças manga-larga, mangalarga marchador e campolina. Disponível em: http://www.estadao.com.br/noticias/suplementos (Adaptado)   No caso apresentado, em que os membros de duas espécies (jumento e égua) copulam, e se forma um híbrido vigoroso (mula ou burro), incapaz, porém, de se reproduzir, diz-se que o processo de isolamento reprodutivo é do tipo
  14. 74. UPE 2012
    A aplicação do princípio de Hardy-Weinberg, representado pela equação matemática p2 + 2pq + q2, é importante para se estimar a frequência de alelos de doenças hereditárias nas populações. Uma delas é a fenilcetonúria (PKU), detectada pelo teste do pezinho. Os afetados (q2) podem vir a sofrer grave retardo mental ao ingerir fenilalanina, por não possuírem a capacidade de degradar esse aminoácido essencial, encontrado em diversos alimentos, inclusive no leite. Em uma amostra de 2.000 pessoas, verificou-se que os homozigotos recessivos para PKU correspondiam a 4%.   Qual a frequência de indivíduos com genótipo dominante homozigoto e heterozigoto respectivamente?
  15. 75. OBB 2011
    Em 1859, com a publicação da primeira edição do livro A Origem das espécies do cientista britânico Charles Darwin, o conceito de seleção natural foi exposto à comunidade científica. A partir desse momento, o ramo da Evolução ganhou grande importância e diversos cientistas se empenharam para desenvolver essa emergente ciência. Sobre a Evolução marque o único item incorreto:
  16. 76. OBB 2011
    Considerando os conceito em sistemática filogenética correlacione os números e letras:   1) Características compartilhadas por linhagens irmãs. 2) Características exclusivas do clado.  3) Características que aparecem em linhagens independentes como resultado de evolução convergente.   (A) Homoplasias. (B) Sinapomorfias. (C) Autapomorfias.
  17. 77. OBB 2014
    Quando um pesquisador investiga as causas de um determinado comportamento animal, ele pode abordar a questão de duas formas: analisando as causas proximais que desencadeiam esse comportamento e analisando as causas distais da manifestação do mesmo. Explicações proximais (ou imediatas) tratam de aspectos internos de um animal que o possibilita comportar-se de um determinado modo, ou seja, baseiam-se nos mecanismos no nível organismo, responsáveis por expressar um comportamento. Já explicações distais (ou evolutivas) tratam da história de interações e adaptações ao longo de várias gerações, que possibilitam observar um determinado comportamento se manifestar no animal, ou seja, baseiam-se nos mecanismos no nível população, espécie ou mais além, que por fim moldaram tal comportamento.   Com base no texto, escolha a alternativa que fornece plausivelmente uma causa proximal e uma distal para um comportamento X.
  18. 78. OBB 2014
    Um comportamento comum entre leões é o de um macho, ao derrotar o macho líder e tomar seu lugar, matar todos os filhotes ainda lactentes do antigo líder.   Qual a explicação mais provável, no contexto evolutivo, para esse comportamento?
  19. 79. OBB 2009
    No ano de 2009 comemoramos o segundo centenário do nascimento de Charles Darwin (1809-1882) e o sesquicentenário de publicação do livro “The origin of species” (1859). Segundo o professor Nélio Bizzo (USP), Darwin conseguiu mostrar que, para explicar uma característica de um ser vivo hoje, é preciso entender a história evolutiva dela. "Essa é a ideia sobre a árvore da vida. Um dos mitos frequentes é que ela seria uma árvore direcionada, que teria o homem como principal produto, e isso não é verdade", diz Bizzo. De acordo com o professor, hoje todos os seres vivos são evoluídos e têm uma longa história. "As bactérias têm uma longa história, os tubarões, os elefantes, o ser humano. Dizer que o homem é o mais evoluído é uma perspectiva muito egocêntrica, muito antropocêntrica." A diversidade América do Sul foi o eixo central da teoria de Darwin, mas, de acordo com pesquisadores, por aqui, não foi apenas a natureza brasileira que o impressionou: abolicionista convicto, o jovem, com 23 anos à época, ficou chocado com um contexto escravocrata no Brasil do século 19. "Há três coisas marcantes para Darwin naquele momento: a diversidade da fauna e flora, a distribuição delas na América do Sul e o contexto escravocrata. Naquele momento, o pensamento liberal estava mudando, com o progresso do humanismo. Em vários momentos nas suas anotações, ele cita o tratamento dado aos negros e se posiciona fortemente contra a escravidão", afirma Ildeu de Castro Moreira, diretor do Departamento de Popularização do Ministério da Ciência e Tecnologia. (fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/)   A respeito das idéias expostas no texto acima pode-se afirmar que:
  20. 80. OBB 2009
    No ano de 2009 comemoramos o segundo centenário do nascimento de Charles Darwin (1809-1882) e o sesquicentenário de publicação do livro “The origin of species” (1859). Segundo o professor Nélio Bizzo (USP), Darwin conseguiu mostrar que, para explicar uma característica de um ser vivo hoje, é preciso entender a história evolutiva dela. "Essa é a ideia sobre a árvore da vida. Um dos mitos frequentes é que ela seria uma árvore direcionada, que teria o homem como principal produto, e isso não é verdade", diz Bizzo. De acordo com o professor, hoje todos os seres vivos são evoluídos e têm uma longa história. "As bactérias têm uma longa história, os tubarões, os elefantes, o ser humano. Dizer que o homem é o mais evoluído é uma perspectiva muito egocêntrica, muito antropocêntrica." A diversidade América do Sul foi o eixo central da teoria de Darwin, mas, de acordo com pesquisadores, por aqui, não foi apenas a natureza brasileira que o impressionou: abolicionista convicto, o jovem, com 23 anos à época, ficou chocado com um contexto escravocrata no Brasil do século 19. "Há três coisas marcantes para Darwin naquele momento: a diversidade da fauna e flora, a distribuição delas na América do Sul e o contexto escravocrata. Naquele momento, o pensamento liberal estava mudando, com o progresso do humanismo. Em vários momentos nas suas anotações, ele cita o tratamento dado aos negros e se posiciona fortemente contra a escravidão", afirma Ildeu de Castro Moreira, diretor do Departamento de Popularização do Ministério da Ciência e Tecnologia. (fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/)   Jean Baptiste Pierre Antoine de Monet de Lamarck (1744-1829) figura entre os mais vilipendiados personagens da ciência. Assim como o Salieri de Mozart, na música, o senso comum o trata como uma besta quadrada, eclipsada pela genialidade de Charles Darwin (1809-1882). (...). Atualmente sabe-se que um indivíduo pode modificar algumas de suas características em resposta a variações ambientais, porém essas modificações não são transmitidas a seus descendentes. Marque a alternativa abaixo que NÃO contenha característica que se desenvolva desta forma:
  21. 81. UPE 2011
    Em relação à evolução dos seres vivos, assinale a alternativa CORRETA.
  22. 82. OBB 2016
    A CRISPR é uma nova ferramenta de edição de genoma que pode transformar esse campo da biologia e um recente estudo feito em embriões humanos geneticamente modificados pode ajudar a transformar essa promessa em realidade. Mas cientistas querem mexer com genoma há décadas. Por que a CRISPR de uma hora para outra se tornou uma grande esperança? Uma explicação rápida para isso é que a CRISPR permite que cientistas modifiquem genomas com uma precisão nunca antes atingida, além de eficiência e flexibilidade. Os últimos anos foram cheios de conquistas para a CRISPR, que criou macacos com mutações programadas e também evitou a infecção do HIV em células humanas. No começo deste mês, cientistas chineses anunciaram que aplicaram a técnica em embriões humanos, o que dá uma dica dos potenciais da CRISPR para curar qualquer doença genética. E sim, isso pode nos levar à era do design de bebês (no entanto, como os resultados desse estudo nos mostram, ainda estamos longe de conseguir levar essa tecnologia para a medicina). A CRISPR é na verdade um mecanismo de defesa antigo e natural encontrado em diversas bactérias. Nos anos 1980, cientistas observaram um padrão estranho em alguns genomas bacterianos. Uma sequência de DNA poderia ser repetida diversas vezes, com sequências únicas entre as repetições. Eles chamaram essa configuração estranha de “agrupados de curtas repetições palindrômicas regularmente interespaçadas”, ou CRISPR, na sigla em inglês. Isso era um enigma até os cientistas perceberem que as sequências únicas entre as repetições combinavam com o DNA de vírus. A CRISPR é uma parte do sistema imunológico bacteriano, que mantém partes de vírus perigosos ao redor para poder reconhecer e se defender dessas ameaças durante os próximos ataques. A segunda parte desse mecanismo de defesa é um conjunto de enzimas chamadas Cas (proteínas associadas à CRISPR), que podem cortar precisamente o DNA e eliminar vírus invasores. Convenientemente, os genes que codificam para o Cas são sempre os que estão próximos às sequências CRISPR. Fonte: http://gizmodo.uol.com.br   Alterações no DNA dos embriões podem diminuir a ocorrência de doenças hereditárias mas geram preocupações éticas sobre a interferência no processo evolutivo de nossa espécie. A eliminação de genes relacionados a doenças hereditárias traz como consequência:
  23. 83. OBB 2016
    A caça excessiva dos guepardos determinou grande redução populacional. Hoje, a população possui muito mais indivíduos do que há 30 anos, porém sua diversidade genética é muito baixa. Este fenômeno pode ser corretamente explicado pela (o):
  24. 84. OBB 2016
    Em recente filme de animação homem e dinossauros coexistem harmonicamente. Tal história está biologicamente INCORRETA porque:
  25. 85. OBB 2016
    [...] O melhoramento genético do feijão-caupi no Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária (SNPA) tem sido feito considerando os interesses de agricultores familiares e empresariais e com o foco voltado para o complexo produtor, comerciante, agroindustrial, distribuidor e consumidor, e, recentemente, exportador. O resultado desse trabalho tem sido a obtenção e indicação de cultivares melhorados geneticamente para todos os tipos de produtores e regiões com potencial para produção de feijão-caupi do País. [...] Fonte: Feijão-caupi no Brasil - Produção, Melhoramento Genético, Avanços e Desafios. Filho, F.R.F   Em termos evolutivos, o melhoramento genético consiste em
  26. 86. UFAM 2010
    No começo do filme X-Men o narrador diz: “a evolução nos permitiu passar de um organismo unicelular à espécie dominante do planeta. O processo é lento, normalmente leva milhares e milhares de anos. Mas em algumas centenas de milênios a evolução dá um salto.” Segundo a teoria da evolução, os principais fatores evolutivos são:
  27. 87. UFAM 2009
    O mimetismo é o fenômeno em que duas espécies diferentes compartilham alguma semelhança reconhecida por outras espécies, o que confere vantagens para uma ou para ambas as espécies miméticas. Segundo a teoria evolucionista, qual a alternativa CORRETA:
  28. 88. UFF 2009
    Faz 100 anos que Hardy (matemático inglês) e Weinberg (médico alemão) publicaram o teorema fundamental da genética de populações, conhecido como Equilíbrio de Hardy-Weinberg. Para se aplicar este princípio, a população deve ser de tamanho:
  29. 89. UFF 2001
    Determinadas plantas para se protegerem de predadores produzem inibidores de proteases que dificultam a digestão de proteínas pelos insetos. Por outro lado, alguns insetos desenvolvem a capacidade de sintetizar enzimas digestivas resistentes à ação desses inibidores. O processo evolutivo dos insetos que desenvolveram a capacidade referida acima é mais bem explicado pela:
  30. 90. UFF 1999
    Sobre o conceito de especiação, é incorreto afirmar que:
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login