Tenha acesso completo aos conteúdos do Stoodi

Plano de estudos, exercícios, videoaulas, correção de redação e mais!

Exercícios de Visão Geral, Briófitas e Pteridófitas

Voltar para Visão Geral, Briófitas e Pteridófitas

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Visão Geral, Briófitas e Pteridófitas dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Biologia com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 61. MACKENZIE 2005
    A semente de Angiospermas é originada do
  2. 62. MACKENZIE 2005
    Nas Angiospermas, ocorre dupla fecundação, pois um núcleo espermático se funde com a oosfera, formando um zigoto 2n, e o outro núcleo espermático se funde com
  3. 63. MACKENZIE 2004
    A respeito das flores, que são estruturas exclusivas das gimnospermas e das angiospermas, considere as afirmações abaixo. I - Podem ou não ser hermafroditas. II - Todas possuem ovário contendo um ou mais óvulos. III - Suas partes, os verticilos, são formados de folhas modificadas. IV - Nelas se desenvolve a fase esporofítica. Estão corretas, apenas:
  4. 64. MACKENZIE 2004
    A floresta ou mata de araucárias situa-se nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo. O pinheiro-do-Paraná (Araucaria angustifolia) é a árvore mais característica dessa mata, chegando a atingir 25 m de altura, com troncos de até 1,5 m de diâmetro. A respeito dessa espécie vegetal, é correto afirmar que
  5. 65. MACKENZIE 2004
    A seqüência correta do ciclo de vida de uma angiosperma, desde o início da formação da flor, é
  6. 66. MACKENZIE 2004
    Considere, nos vegetais, as ocorrências abaixo. I - Redução da fase gametofítica. II - Formação de gametas masculinos dotados de flagelos. III - Independência da fase esporofítica sobre a gametofítica. IV - Autofecundação. São evolutivas, apenas as ocorrências:
  7. 67. MACKENZIE 2003
    A respeito da semente, são feitas as seguintes afirmações: I. É uma estrutura exclusiva das gimnospermas e angiospermas. II. Resulta do desenvolvimento do ovário após ter ocorrido a fecundação. III. Uma de suas partes, o cotilédone, é uma folha especial, cuja função é absorver as reservas alimentares armazenadas no endosperma e transferi-las para o embrião. IV. É sempre formada dentro do fruto. Estão corretas, apenas:
  8. 68. MACKENZIE 2003
    O grande sucesso das plantas fanerogâmicas (gimnospermas e angiospermas) pode ser atribuído, dentre outras, a duas importantes adaptações desses organismos ao ambiente terrestre, que consistem em
  9. 69. MACKENZIE 2002
    O prótalo de uma samambaia representa:
  10. 70. MACKENZIE 2006
    Comparando-se os ciclos reprodutivos das criptógamas (Briófitas e Pteridófitas) com os das fanerógamas (Gimnospermas e Angiospermas), destacamos a seguinte diferença:
  11. 71. MACKENZIE 2001
    Os termos “criptógama” e “fanerógama” são utilizados, respectivamente, para indicar plantas que não têm flores e as que têm flores; “avascular” e “vascular” designam, respectivamente, plantas que não têm e que têm vasos condutores de seiva. Assinale a alternativa que apresenta exemplo de planta criptógama vascular.
  12. 72. MACKENZIE 2001
    Comparando-se uma flor de gimnosperma com uma flor de angiosperma, observa-se uma diferença marcante, que é a presença ou ausência de:
  13. 73. UFOP 2001
    O abacaxi, o figo, a amora e a jaca são considerados:
  14. 74. UEMG 2008
    Na história biológica das plantas, muitos eventos ocorreram durante a seleção para a vida no ambiente terrestre. Sobre esta história, só é CORRETO afirmar que
  15. 75. UEMG 2007
    Na história evolutiva dos seres vivos, muitas modificações ocorreram, sendo algumas eliminadas e outras mantidas por seleção natural. Dentre as alternativas a seguir, assinale aquela que NÃO CONSTITUI uma aquisição para ocupação do ambiente terrestre pelas plantas:
  16. 76. OBB 2017
    De acordo com a hipótese ABC para o funcionamento de genes que identificam os órgãos de uma flor, três classes de genes (A, B, e C) são responsáveis pelo padrão espacial das partes florais. As sépalas se desenvolvem nas regiões onde apenas os genes A estão ativados. As pétalas se desenvolvem onde os genes A e B se expressam. Estames se desenvolvem onde os genes B e C estão ativados, e os carpelos se desenvolvem onde apenas o gene C está ativado. Além disso, observou-se que se a atividade do gene A ou do gene C estiver ausente, então as atividades dos outros se espalham por toda a parte. Qual das seguintes alternativas apresenta a morfologia floral correta para um mutante com a ausência da atividade do gene C?
  17. 77. OBB 2017
    Arabidopsis thaliana é uma planta que apresenta um genoma muito distinto quando comparado com genomas de outros organismos eucarióticos já descritos. Ele é relativamente compacto. Os genes que codificam proteínas apresentam em média de 5,4 exons e comprimento médio de cerca de 276 pares de bases, separados por pequenos introns de 165 pares de bases de comprimento. Seu proteoma contém muitos genes específicos de plantas, incluindo aqueles envolvidos na fotossíntese e no metabolismo de componentes celulares. Assinale a alternativa INCORRETA com relação ao genoma dos vegetais em geral e da A. thaliana:
  18. 78. OBB 2017
    No trevo Trifolium repens, a proporção de plantas que produzem cianeto aumenta de norte para o sul. A frequência de plantas cianetogênicas é determinada, aparentemente, pelo equilíbrio entre a vantagem que elas adquirem em não serem palatáveis aos herbívoros presentes em áreas mais quentes ao sul, e a desvantagem que sofrem quando o congelamento destrói as membranas de suas células, liberando o cianeto dentro dos tecidos das plantas em áreas mais frias ao norte. O exemplo descrito no texto acima se encaixa no conceito de:
  19. 79. OBB 2017
    Trecho de um texto publicado na internet: Das principais diferenças de espinhos e acúleos em plantas, podemos destacar o fato de que acúleos não apresentam feixes vasculares.” (http://www.mundoeducacao.com) Acerca das diferenças entre espinhos e acúleos, é INCORRETO afirmar que: 
  20. 80. OBB 2017
    Um casal de namorados amarrou uma fita de tecido de algodão, com seus nomes, no tronco de uma árvore, a 1,5 m do solo, quando ela tinha 5 anos de idade, há 20 anos. Atualmente, casados, foram à procura da tal fita, porém não a encontraram mais no mesmo local na árvore. Considerando que, nenhum fator externo tenha causado o desaparecimento da fita, foram levantadas quatro hipóteses para explicar o fato ocorrido: I – O crescimento em espessura da planta promovido pelo meristema secundário provocou o rompimento da fita e culminou com a sua queda. II – O crescimento longitudinal da planta fez com que essa fita tenha sido levada à região apical da planta, o que fez com que ela não fosse mais visualizada na altura que antes se encontrava na árvore. III – Se ao invés de uma fita de algodão, tivessem amarrado um fio de aço resistente, ele poderia estar na mesma altura, porém teria provocado o estrangulamento do caule. IV – Suponha que essa árvore tenha crescido 1 m em altura a cada ano, e que ao invés de uma fita de tecido, tivessem entalhado suas iniciais no tronco dessa árvore. Essa inscrição estaria hoje situada, aproximadamente, a 21,5 m de altura. As hipóteses ERRADAS são:
  21. 81. OBB 2017
    “O professor Chesterson Aguiar, do cursinho Oficina do Estudante, explica a diferença entre fruto, fruta e pseudofruto. Fruto é o termo botânico aplicado ao órgão que tem função de proteger e disseminar sementes. Fruta é termo popular aplicado aos frutos doces e comestíveis, como banana e uva, mas não é aplicado ao tomate, que é um fruto, mas não é doce. Pseudofruto é estrutura carnosa que não se origina do ovário da flor, mas de outras partes florais, como o caju.” Disponível em: http://g1.globo.com Como se pode notar o termo “fruta”, não apresenta um significado botânico, ficando restrito ao conhecimento popular. Analise os itens a seguir: I – Toda “fruta” na realidade é um fruto, conforme foi mencionado no texto, mas nem todo fruto é uma fruta. Não existem casos de pseudofruto que são denominados popularmente de “frutas”. II – A uva é uma fruta verdadeira, porém a banana é fruto partenocárpico e é considerado, portanto, um pseudofruto. III – Na maçã e na pera a parte comestível corresponde ao receptáculo floral, enquanto que no caju  corresponde ao pedúnculo floral. Por conta disso, são considerados pseudofrutos. É possível afirmar que: 
  22. 82. OBB 2017
    “Em se tratando de sexo, as plantas são escandalosamente liberais. Muitas só fazem sexo consigo mesmas. Outras fazem sexo simultaneamente com vários vizinhos ou com parceiros casuais que vivem a centenas de quilômetros de distância. Em algumas plantas, é possível reconhecer claramente machos ou fêmeas, mas na maioria dos vegetais os indivíduos exercem tanto o papel feminino quanto o masculino. Algumas plantas, sem nenhum pudor, trocam de sexo durante a vida. Outras são ‘conservadoras’ e se recusam a fazer sexo com indivíduos aparentados, e há ainda as que nunca fazem sexo. Muitas espécies ostentam órgãos sexuais exageradamente avantajados e coloridos, e fazem questão de exibi-los. Mas também é verdade que algumas plantas têm aparelhos sexuais minúsculos ou ocultos...” Disponível em: http://cienciahoje.uol.com.br  No texto, de forma poética e, até mesmo, bem humorada são citados processos que envolvem plantas. Assinale a alternativa que apresenta um processo não descrito no texto.
  23. 83. OBB 2017
    Leia atentamente o texto: “As pétalas de rosa há muito que são usadas em infusões e conservas. Agora são ingredientes de eleição para sobremesas e conferem um sabor suave e muito agradável a pratos fritos, como a tempura de pétalas de rosas, uma entrada deliciosa e rica em vitaminas. A capuchinha, ou flor de nastúrcio, muito decorativa, de gosto levemente picante e rica em vitamina C, combina na perfeição com saladas. Nativa do Peru, foi introduzida na Europa no final do século XVI e hoje é cultivada em todo o mundo...” (http://www.floresjardim.com) A partir de informações do texto acima e de seus conhecimentos, assinale a alternativa correta: 
  24. 84. OBB 2017
    Assinale a alternativa correta em relação às gimnospermas:
  25. 85. OBB 2017
    Entre as plantas que existiram no período Carbonífero, um grupo de destaque foi o das Cordaites. Estas eram amplamente distribuídas, ocupando ambientes pantanosos e também mais secos. Embora alguns membros fossem arbustivos, outros eram árvores altas (até 30 m de altura) e ramificadas, formando extensas florestas. Possuíam folhas longas de até 1 m dispostas de forma espiralada nos ápices dos ramos mais novos. Alguns desses ramos apresentavam estróbilos que produziam pólen, enquanto que outros portavam sementes. Extinguiram-se no início do Mesozoico.  A extinção das Cordiates ocorreu após qual dos eventos mencionados abaixo?
  26. 86. OBB 2017
    Entre as plantas que existiram no período Carbonífero, um grupo de destaque foi o das Cordaites. Estas eram amplamente distribuídas, ocupando ambientes pantanosos e também mais secos. Embora alguns membros fossem arbustivos, outros eram árvores altas (até 30 m de altura) e ramificadas, formando extensas florestas. Possuíam folhas longas de até 1 m dispostas de forma espiralada nos ápices dos ramos mais novos. Alguns desses ramos apresentavam estróbilos que produziam pólen, enquanto que outros portavam sementes. Extinguiram-se no início do Mesozoico. É possível afirmar que as Cordaites possuíam frutos? 
  27. 87. OBB 2017
    Entre as plantas que existiram no período Carbonífero, um grupo de destaque foi o das Cordaites. Estas eram amplamente distribuídas, ocupando ambientes pantanosos e também mais secos. Embora alguns membros fossem arbustivos, outros eram árvores altas (até 30 m de altura) e ramificadas, formando extensas florestas. Possuíam folhas longas de até 1 m dispostas de forma espiralada nos ápices dos ramos mais novos. Alguns desses ramos apresentavam estróbilos que produziam pólen, enquanto que outros portavam sementes. Extinguiram-se no início do Mesozoico.  Dentre os grupos de plantas citados a seguir:  1 – Traqueófitas 2 – Embriófitas 3 – Lignófitas 4 – Briófitas Em qual(is) dele(s) as Cordaites podem ser corretamente incluídas? 
  28. 88. OBB 2017
    Entre as plantas que existiram no período Carbonífero, um grupo de destaque foi o das Cordaites. Estas eram amplamente distribuídas, ocupando ambientes pantanosos e também mais secos. Embora alguns membros fossem arbustivos, outros eram árvores altas (até 30 m de altura) e ramificadas, formando extensas florestas. Possuíam folhas longas de até 1 m dispostas de forma espiralada nos ápices dos ramos mais novos. Alguns desses ramos apresentavam estróbilos que produziam pólen, enquanto que outros portavam sementes. Extinguiram-se no início do Mesozoico. As representantes de Cordaites apresentam maior parentesco evolutivo com qual das seguintes plantas atuais:
  29. 89. UFLA 2014
    Ao longo da evolução das plantas, surgiram características, apresentadas abaixo, que marcaram os grupos de plantas: I – Formação de sementes (gimnospermas) II – Presença de vasos condutores (pteridófitas) III – Esporófitos dependentes dos gametófitos (briófitas) IV – Formação de frutos (angiospermas) Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA do surgimento dessas características ao longo do tempo.
  30. 90. UNICENTRO 2013
    Uma excursão pela região central do Estado do Paraná revelará alguns remanescentes intactos de vegetação do Bioma Mata Atlântica, mais especificamente da Floresta Ombrófila Mista. Com olhar atento podem-se observar vários exemplares da flora local, constituindo florestas exuberantes. Três espécies da região são listadas a seguir com suas características:   1. Dicksonia sellowiana (xaxim): trata-se de uma espécie dificilmente encontrada nos dias atuais devido ao seu histórico de exploração para utilização em jardinagem. Suas características botânicas são: caule estreito com um emaranhado de raízes formando um pseudocaule, folhas longas e compostas, em cuja face inferior se observa a presença de pequenos e numerosos soros. 2. Araucaria angustifolia (pinheiro-do-paraná): árvore emergente ao dossel das florestas, atingindo sempre mais de 30 metros de altura, quando adulta. Suas características botânicas são: caule tipo tronco, retilíneo, com ramificação monopodial, folhas aciculares, sementes agrupadas em um estróbilo, ausência de frutos. 3. Nectandra megapotamica (canela-imbuia): árvore comum no dossel da floresta, explorada pela sua madeira de qualidade. Suas características botânicas são: caule tipo tronco com ramificação simpodial, folhas largas e coriáceas, flores pequenas e frutos carnosos.   As espécies Dicksonia sellowiana, Araucaria angustifolia e Nectandra megapotamica pertencem respectivamente ao grupo das
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login