Exercícios de Lógica

Voltar para Lógica

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Lógica dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Filosofia com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 1. UFSM 2012
    Considere a seguinte afirmação: Em uma economia capitalista, a produção de bens materiais é realizada principalmente por empresas privadas. Qual das alternativas é uma consequência lógica dessa afirmação?
  2. 2. UNIOESTE 2012
    A Lógica tem como uma de suas tarefas a análise da consistência de um conjunto de proposições, ou seja, a investigação da compatibilidade entre proposições. Um conjunto de proposições (argumento) é considerado consistente se houver ao menos uma situação possível de todas as proposições serem verdadeiras ao mesmo tempo (Wilfred Hodges). Levando em consideração essa descrição da Lógica, analise o seguinte argumento: Seria errado censurar programas violentos na televisão, pois o comportamento das pessoas não é realmente afetado pelo que elas assistem na tela. Entretanto, seria uma boa ideia ter mais programas mostrando os aspectos positivos de nosso modo de vida, pois isso enfraqueceria aquelas pessoas que sempre denigrem o nosso país. Considerando o texto e o argumento acima, é correto afirmar que
  3. 3. UFSM 2013
    Do outro lado, ecocéticos querem limpar a barra dos seres humanos a qualquer custo. Argumentam, por exemplo, que a atividade vulcânica é mais decisiva para o aquecimento global do que as nossas ações – enquanto estudos avaliam que humanos emitem 135 vezes mais CO2 do que vulcões. No meio de tantos dados contraditórios, quem sai perdendo é a ciência.Fonte: Revista Superinteressante, edição 299, dezembro 2011, p. 57. Considere as seguintes afirmações: I. Afirmações contraditórias entre si não podem ser ambas verdadeiras. II. Segundo o texto, os ecocéticos negam a existência de um aquecimento global. III. A tese dos ecocéticos é verificada pelo exemplo do impacto da atividade vulcânica sobre o aquecimento global. Está(ão) correta(s)
  4. 4. UFSM 2015
    O conhecimento é uma ferramenta essencial para a sobrevivência humana. Os principais filósofos modernos argumentaram que nosso conhecimento do mundo seria muito limitado se não pudéssemos ultrapassar as informações que a percepção sensível oferece. No período moderno, qual processo cognitivo foi ressaltado como fundamental, pois permitia obter conhecimento direto, novo e capaz de antecipar acontecimentos do mundo físico e também do comportamento social?
  5. 5. UNIOESTE 2013
    “Lógica é o estudo de argumentos. Um argumento é uma sequência de enunciados na qual um dos enunciados é a conclusão e os demais são premissas, as quais servem para provar ou, pelo menos, fornecer alguma evidência para a conclusão. As premissas e a conclusão de um argumento são sempre enunciados ou proposições – isto é, significados ou ideias expressáveis por sentenças declarativas – em oposição a interrogações, comandos ou exclamações. Os enunciados são espécies de ideias verdadeiras ou falsas. Os não-enunciados, tais como interrogações, comandos ou exclamações, não são verdadeiros nem falsos. Algumas vezes, eles sugerem premissas ou conclusões, mas eles mesmos não são premissas ou conclusões.” Nolt & Rohatyn. Considerando o texto que define o que é um argumento seguem as seguintes sentenças: I. O deficit comercial brasileiro está crescendo de forma preocupante. Como poderemos ter melhorias em nossa economia? II. Eu não quero jantar, pai. O desenho ainda não terminou. III. O prédio estava arruinado, suas paredes e chão estavam cobertos de poeira e teias de aranha. O Som de pássaros ecoava por seus quartos vazios. IV. Toda pessoa com muito talento para a dança, como você, deveria receber uma educação diferenciada. Vá para a faculdade de dança! V. No Brasil muitas pessoas não sabem se o país apoia ou se opõe ao governo da Síria. Das afirmativas acima
  6. 6. UPE 2013
    A validade de nossos conhecimentos é garantida pela correção do raciocínio. São dois os modos de raciocínio: o indutivo e o dedutivo. Sobre isso, assinale a alternativa CORRETA.
  7. 7. UFSM 2015
    Há diversos indícios empíricos da evolução das espécies. Alguns desses indícios são conhecidos desde Darwin, tais como o registro fóssil, as variações entre indivíduos de uma mesma espécie e a distribuição geográfica das espécies. Outros indícios provêm de estudos mais recentes, notadamente em genética. O conjunto desses indícios torna a teoria da evolução mais provavelmente verdadeira que qualquer outra hipótese alternativa. Essa inferência, em que se parte de indícios empíricos e se conclui com teorias ou enunciados gerais, é comumente chamada de inferência
  8. 8. UNIOESTE 2010
    Dados os seguintes enunciados verdadeiros: I. Se amanhã for véspera de Natal, minha família irá para a casa de meus avós. II. Minha família irá amanhã para a casa de meus avós. É correto afirmar que
  9. 9. UNIOESTE 2011
    Texto: “A questão da verdade é do domínio da teoria do conhecimento, ou da filosofia da ciência. A questão da validade é do domínio da lógica. [...] A verdade e a falsidade das proposições dependem de investigação de significados e, em geral, de investigação empírica. A validade do argumento [conjunto de proposições], ao contrário, não depende da verdade ou falsidade dos enunciados – isoladamente encarados – mas depende do tipo de relação que entre eles se estabelece. Um argumento pode, perfeitamente, ser válido, embora tenha uma ou mais proposições falsas”. Leônidas Hegenberg. Silogismo: Todo inseto é hematófago. (premissa maior) A aranha marrom é um inseto. (premissa menor) A aranha marrom é hematófaga. (conclusão) Por meio do texto e do argumento silogístico (silogismo), considere as seguintes afirmativas: I. O silogismo é válido porque a estrutura formal do argumento está correta. II. O silogismo é inválido porque a aranha marrom não é um inseto e nem todos os insetos são hematófagos. III. As duas premissas são falsas porque empiricamente verifica-se que a aranha marrom não é um inseto e que nem todos os insetos são hematófagos. IV. A conclusão é falsa porque o silogismo é inválido. V. A conclusão tem que ser verdadeira porque o silogismo é válido. Das afirmativas feitas acima
  10. 10. UNISC 2013
    Em Filosofia, duas espécies de juízos podem ser emitidos pelos sujeitos: juízos de fato (quando dizem o que as coisas são, como são e por que são) e juízos de valor (quando dizem não o que é, mas como deveria ser, quando avaliam ações, acontecimentos, sentimentos e intenções). Isso posto, considere as afirmativas: I. “A chuva é boa para as plantas.” II. “A universidade é um lugar onde se busca a formação profissional.” III. “Você não deveria ter ido àquela festa, e sim ter estudado para o vestibular.” IV. “Essa questão de Filosofia é fácil de ser acertada.” A ordem correta, respectivamente e na ordem crescente, dos juízos acima é:
  11. 11. UFSJ 2007
    Analise o enunciado a seguir. “Toda inferência analógica parte da semelhança de duas ou mais coisas em um ou mais aspectos para concluir a semelhança dessas coisas em algum outro aspecto”. (l.Copi. Introdução à Lógica. São Paulo: Mestre Jou, 1968, p. 315)   Esquematicamente, se a, b, c e d forem quaisquer entidades, e P, Q, R forem quaisquer propriedades ou “aspectos”, um argumento analógico poderá ser representado da seguinte forma:
  12. 12. CEPERJ 2012
    Ludwig Wittgenstein, no Tractatus Lógico-Philosophicus, apresenta uma série de erros e de confusões que ocorrem no emprego mais cotidiano da linguagem. "Para evitar esses equívocos, devemos empregar uma notação que os exclua, não empregando o mesmo sinal em símbolos diferentes e não empregando superficialmente da mesma maneira sinais que designem de maneiras diferentes". Tal notação que Wittgenstein procura como solução para os problemas da linguagem teria, em seu centro, a obediência: 
  13. 13. UEL 2007
    “Em todos os juízos em que for pensada a relação de um sujeito com o predicado [...], essa relação é possível de dois modos. Ou o predicado B pertence ao sujeito A como algo contido (ocultamente) nesse conceito A, ou B jaz completamente fora do conceito A, embora esteja em conexão com o mesmo. No primeiro caso, denomino o juízo analítico, no outro sintético”. Fonte: KANT, I. Crítica da Razão Pura. Tradução de Valério Rohden e Udo Baldur Moosburger. São Paulo: Abril Cultural, 1980. p.27.   Com base no texto e nos conhecimentos sobre a distinção kantiana entre juízos analíticos e sintéticos, assinale a alternativa que apresenta um juízo sintético a posteriori:
  14. 14. UEMA 2010
    Compreendemos a inferência como ato pelo qual de um antecedente qualquer concluímos um consequente  necessariamente ligado a ele - de P concluo Q (se P então Q). Partindo desse entendimento, estabelece-se dois tipos de inferências: a lógica (dedutiva) e a não-demonstrativa. Do exposto seguem os seguintes argumentos: I- Ao amanhecer ouço lá fora a sinfonia do canto dos pássaros, infiro, então, a existência de muitas aves no entorno. II- Todos os ruminantes têm quatro estômagos. O carneiro é um animal ruminante. O carneiro tem quatro estômagos. III- O período de maior intensidade pluviométrica em São Luis/MA, ocorre entre os meses janeiro e julho. Se estivéssemos em 10 de fevereiro, por exemplo, poderíamos inferir que neste dia teríamos a ocorrência de chuvas. IV- Se Claudionor dorme então não trabalha. Claudionor dorme, então Claudionor não trabalha. Considerando os argumentos acima, marque a alternativa que contém apenas inferências não-demonstrativas.
  15. 15. UEMA 2013
    Do ponto de vista da lógica formal, um argumento é improcedente quando se apresentam os princípios da universalidade e da contrariedade. Os referidos princípios estão presentes na seguinte opção:
  16. 16. UEMA 2013
     Examine os raciocínios abaixo: I - Todo professor deve saber um pouco de Psicologia. Você é Professor. - Portanto, você deve saber um pouco de Psicologia.   II - Apenas o que é doença é contagioso. A lepra não é doença. - A lepra não é contagiosa.   III- As aulas de Metodologia Científica para a Classe A têm sido ministradas na sala 05. Hoje haverá aula de Metodologia Científica para a classe A. - A aula de Metodologia Científica para a classe A, será ministrada, hoje, na sala 05.   IV - Todos os tuberculosos que foram examinados eram portadores do bacilo de Koch. - Todos os tuberculosos são portadores do bacilo de Koch. Marque a alternativa em que se apresentam apenas o argumento dedutivo.
  17. 17. UEMA 2011
     Leia e analise os itens abaixo e identifique o tipo de argumentação. I – A medicina é inútil. Meu tio gastou um milhão de reais com médico e morreu doente. II – Os homens jamais serão felizes. Felicidade não existe. III – A qualidade do ensino é péssima porque os professores são despreparados. IV – O fim de uma coisa é a sua perfeição; a morte é o fim da vida; logo, a morte é a perfeição da vida.  V – A prata conduz eletricidade, e o zinco, o ferro, o ouro e o cobre também, logo, todos os metais conduzem eletricidade. É correto o que se afirma em:
  18. 18. UNIMONTES 2011
    A falácia é um tipo de raciocÌnio incorreto, embora tenha a aparência de correção. É conhecida também como sofisma ou paralogismo, e alguns estudiosos fazem a distinção entre eles, dando ao sofisma o sentido pejorativo, decorrente da intenção de enganar o interlocutor, enquanto, no paralogismo, não haveria essa intenção. É CORRETO afirmar que as falácias podem
  19. 19. UNIOESTE 2010
    “Um cientista, seja teórico seja experimental, propõe enunciados, ou sistemas de enunciados, e testa-os passo a passo. No campo das ciências empíricas, mais particularmente, constrói hipóteses ou sistemas de teorias e testa-as com a experiência por meio da observação e do experimento. Sugiro que é tarefa da lógica da investigação científica ou lógica do conhecimento apresentar uma análise desse procedimento; isto é, analisar o método das ciências empíricas […]. A etapa inicial, o ato de conceber ou inventar uma teoria, não me parece exigir uma análise nem ser suscetível dela. A questão de saber como acontece que uma nova ideia ocorre a um homem – seja essa ideia um tema musical, seja um conflito dramático, seja uma teoria científica – pode ser de grande interesse para a psicologia empírica; mas ela é irrelevante para a análise lógica do conhecimento científico.” (Popper) Considerando o texto acima, é INCORRETO afirmar, sobre a filosofia da ciência de Karl Popper, que
  20. 20. UFSJ 2004
    “Olhem com atenção o seguinte exemplo: Quando se diz ‘Moisés não existiu’, isto pode significar diversas coisas. Pode significar: Os israelitas não tiveram um guia quando saíram do Egito – ou: seu guia não se chamava Moisés – ou: não houve um homem que tivesse realizado tudo o que a Bíblia narra a respeito de Moisés – ou etc., etc. - Segundo Russell, podemos dizer: o nome ‘Moisés’ pode ser definido por meio de diferentes descrições. Como, p. ex.: ‘O homem que conduziu os israelitas através do deserto’, ‘O homem que viveu neste tempo e neste lugar e a quem, naquela época, chamavam ‘Moisés’, que em criança foi retirado do Nilo pela filha do Faraó’, etc. E, dependendo da definição que aceitamos, a proposição ‘Moisés existiu’ adquire um outro sentido, assim como qualquer outra proposição que trate de Moisés. – E se nos dizem ‘N não existiu’, questionamos também: ‘O que você tem em mente? Quer dizer que..., ou que..., etc?’” (WITTGENSTEIN, Ludwig. Investigações Filosóficas. Petrópolis: Vozes, 1996. p. 58) O exemplo dado pelo autor aponta para os seguintes aspectos da linguagem:   I) a definição de um nome pode ser feita por várias descrições; II) o nome perde o sentido quando se faz mais de uma definição; III) de acordo com a definição do nome, a proposição adquire novo sentido; IV) a proposição tem sentido independente da definição; V) a definição colabora para a clareza do sentido do nome.   Estão CORRETAS as afirmativas
  21. 21. UNIOESTE 2010
     Dados os seguintes argumentos silogísticos:   I - Todos os cães são alados Todos os pássaros são cães Logo, todos os pássaros são alados e II - Todos os humanos são mortais Todos os brasileiros são humanos Logo, todos os brasileiros são mortais,   é correto afirmar, a partir de um ponto de vista lógico, que
  22. 22. UPE 2013
    A ciência da lógica foi descoberta pelos gregos. Isso não significa que, antes deles, não existisse pensamento lógico: de fato, este é tão antigo quanto o pensamento, pois toda imaginação fértil é controlada por regras da lógica. MONDIN, B. Introdução à Filosofia, 1981, p. 13. (Adaptado)   Com relação a esse assunto, analise os itens a seguir: I. A Aristóteles cabe o mérito de ter iniciado o estudo orgânico das regras lógicas. II. O objeto da lógica é a proposição, que exprime, por meio da linguagem, os juízos formulados pelo pensamento. III. A argumentação é a representação lógica do raciocínio. Trata-se de um tipo de operação discursiva do pensamento. IV. A lógica usual contém não apenas termos, estruturas e verdades lógicas como também enunciados acerca deles. V. A linguagem usada em lógica é aquela que pode, apenas, afirmar alguma coisa. Denominamos esses enunciados de apofânticos.   Estão CORRETOS, apenas,
  23. 23. UPE 2013
    A teoria aristotélica do silogismo é o coração da lógica, pois é a teoria das demonstrações ou das provas, da qual depende o pensamento científico e filosófico. CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia, 1996, p. 187.   Observe o seguinte silogismo: Todos os homens são racionais Aristides é homem Logo, Aristides é racional. Ele expressa o Raciocínio:
  24. 24. UPE 2013
    A lógica propõe-se a responder algumas questões: O que é que eu expresso quando falo? Quais são as suas estruturas? Qual a sua organização interna? Foram dadas muitas definições sobre a lógica. Uma, com a qual a maioria dos autores concordam, é a seguinte: “É a ciência que estuda o pensamento enquanto pensado”. MONDIN, B. Introdução à Filosofia, 1980, p. 12. (Adaptado)   Com relação a esse assunto, analise os itens a seguir:   I. A falácia é um tipo de raciocínio incorreto, embora tenha a aparência de correção. É conhecida também como sofisma ou paralogismo. II. Uma proposição é constituída por elementos que são os seus termos. III. A lei de identidade foi denominada tradicionalmente princípio de identidade, o qual se expressa de vários modos, tais como: Toda coisa é igual a si mesma A=A ou É impossível pensar ao mesmo tempo A e não A. IV. O princípio do terceiro excluído sustenta que, dada uma proposição, é preciso afirmá-la ou negá-la, não havendo, portanto, nenhuma terceira proposição válida entre a afirmada e a negada. V. O chamado princípio da não contradição enuncia que é inadmissível assentar uma proposição e, ao mesmo tempo, a negação dela.   Estão CORRETOS
  25. 25. UNIMONTES 2014
    Aristóteles sistematizou suas principais ideias em um conjunto de Tratados. A lógica mereceu atenção em um livro denominado Órganon, que permaneceu através dos séculos até os nossos dias. Segundo Aristóteles, a lógica subdivide-se em
  26. 26. UFU 2010
    Conforme o Dicionário de Filosofia de Nicola Abbagnano, Platão emprega a palavra silogismo para definir o raciocínio em geral. Aristóteles, por sua vez, o define como o tipo perfeito de raciocínio dedutivo, “um discurso em que, postas algumas coisas, outras se seguem necessariamente.” Considere que a premissa “Todo atleta treina”, sentença universal e afirmativa, é a premissa maior de um silogismo, cuja conclusão é: “Logo, Maria treina”. (ABBAGNANO, N. Dicionário de Filosofia. Trad. Alfredo Bosi e Ivone C. Benedetti. São Paulo: Martins Fontes, 2003.) De acordo com tal definição, assinale a alternativa que indica, corretamente, a premissa menor:
  27. 27. UNIOESTE 2010
    Observe os seguintes argumentos silogísticos:   I. Todos os cães são alados Todos os pássaros são cães Logo, todos os pássaros são alados.   II. Todos os humanos são mortais Todos os brasileiros são humanos Logo, todos os brasileiros são mortais.   É correto afirmar, a partir de um ponto de vista lógico, que   
  28. 28. UFMA 2009
    Assinale qual das alternativas abaixo apresenta um raciocínio dedutivo logicamente correto.
  29. 29. UFU 2000
    Nos Primeiros e nos Segundos Analíticos Aristóteles expõe a teoria geral dos silogismos, bem como as especificidades do silogismo científico. O exemplo clássico de silogismo é:   "Todo homem é mortal. Sócrates é homem. Logo, Sócrates é mortal."   Leia as seguintes afirmativas sobre esse silogismo:   I. É composto por duas premissas e uma conclusão. II. O termo maior não aparece na conclusão. III. É um típico exemplo de raciocínio indutivo. IV. O termo "homem" é o termo médio.   Assinale a alternativa correta.
  30. 30. UNICENTRO 2011
    A lógica formal aristotélica pode ser definida como
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login