Tenha acesso completo ao Stoodi

Plano de estudos, correção de redação, todas as aulas e muito mais!

Exercícios de Átomo de Bohr

Voltar para Átomo de Bohr

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Átomo de Bohr dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Física com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 1. EPCAR (AFA) 2015
    O diagrama a seguir mostra os níveis de energia permitidos para elétrons de um certo elemento químico. Durante a emissão de radiação por este elemento, são observados três comprimentos de onda: e . Sabendo-se que , pode-se afirmar que é igual a
  2. 2. EPCAR (AFA) 2016
    O diagrama abaixo ilustra os níveis de energia ocupados por elétrons de um elemento químico A. Dentro das possibilidades apresentadas nas alternativas abaixo, a energia que poderia restar a um elétron com energia de 12,0 eV, após colidir com um átomo de A, seria de, em  eV,
  3. 3. UPE 2014
    Se um elétron move-se de um nível de energia para outro mais afastado do núcleo do mesmo átomo, é CORRETO afirmar que, segundo Bohr, 
  4. 4. Stoodi
    A energia que um elétron, em um átomo de hidrogênio, possui, em seu enésimo estado (nível de energia = n), é dada por  onde eV (elétron-volt) é uma unidade de medida de energia muito utilizada em Física Moderna, para que os cálculos sejam facilitados. Um átomo de hidrogênio possui um elétron que é excitado, a partir do estado fundamental, para o seu terceiro estado excitado. A energia que deve ser fornecida para este elétron, para que esse processo ocorra, deve ser de
  5. 5. UFMG
    Para se produzirem fogos de artifício de diferentes cores, misturam-se diferentes compostos químicos à pólvora. Os compostos à base de sódio produzem luz amarela e os à base de bário, luz verde. Sabe-se que a frequência da luz amarela é menor que a da verde. Sejam ENa e EBa as diferenças de energia entre os níveis de energia envolvidos na emissão de luz pelos átomos de sódio e de bário, respectivamente, e vNa e vBa as velocidades dos fótons emitidos, também respectivamente. Assim sendo, é CORRETO afirmar que:
  6. 6. Stoodi
    Um fóton de luz é absorvido por um elétron do átomo de hidrogênio que salta do nível de energia n = 1 para o nível n = 5. Utilizando o modelo de Bohr e sabendo que a constante de Planck é h = 4.1015 eV.s, então a energia do fóton absorvido, em eV, é de: Adote: Energia do elétron no estado quântico n  En = -13,6/n²
  7. 7. EPCAR (AFA) 2013
    (Adaptado) O elétron do átomo de hidrogênio, ao passar do primeiro estado estacionário excitado, n=2, para o estado fundamental, n=1,emite um fóton. Tendo em vista o diagrama da figura abaixo, que apresenta, de maneira aproximada, os comprimentos de onda das diversas radiações, componentes do espectro eletromagnético, pode-se concluir que o comprimento de onda desse fóton emitido corresponde a uma radiação na região do(s) Dados: Constante de Planck h = 4,1.10-15 eV.s Velocidade da luz c = 3.108 m/s
  8. 8. UNESP 2013
    Leia Cor da chama depende do elemento queimado Por que a cor do fogo varia de um material para outro? A cor depende basicamente do elemento químico em maior abundância no material que está sendo queimado. A mais comum, vista em incêndios e em simples velas, é a chama amarelada, resultado da combustão do sódio, que emite luz amarela quando aquecido a altas temperaturas. Quando, durante a combustão, são liberados átomos de cobre ou bário, como em incêndio de fiação elétrica, a cor da chama fica esverdeada. (Superinteressante, março de 1996. Adaptado.) A luz é uma onda eletromagnética. Dependendo da frequência dessa onda, ela terá uma coloração diferente. O valor do comprimento de onda da luz é relacionado com a sua frequência e com a energia que ela transporta: quanto mais energia, menor é o comprimento de onda e mais quente é a chama que emite a luz. Luz com coloração azulada tem menor comprimento de onda do que luz com coloração alaranjada. Baseando-se nas informações e analisando a imagem, é correto afirmar que, na região I, em relação à região II,
  9. 9. UPE 2017
    Um corpo negro tem um pico de emissão em uma temperatura cujo comprimento de onda de sua radiação vale 9000 Â. Nessa temperatura, a radiação que emerge desse corpo não produz efeito fotoelétrico em uma placa metálica. Aumentando a temperatura do corpo negro, sua radiação emitida aumenta 81 vezes, causando efeito fotoelétrico na placa para o comprimento de onda de pico dessa nova temperatura. A energia necessária para frear esses fotoelétrons emitidos é equivalente à diferença de energia dos níveis n=2 e n=3 do átomo de hidrogênio de Bohr. Sabendo-se que a Lei de Wien relaciona o comprimento de onda de pico de emissão com a temperatura do corpo negro na forma =constante, é CORRETO afirmar que a função trabalho do metal vale aproximadamente Dados: energia do átomo de hidrogênio de Bohr no estado fundamental = -13,6 e V, constante de Planck = 4,14 x 10-15 eVs, o módulo da velocidade da luz como c=3,0x108 m/s e 1 e V = 1,6 x 10-19 J
  10. 10. Stoodi
    Escolha, dentre as alternativas, aquela que fornece as palavras corretas para preencher as lacunas vazias do enunciado relacionado ao modelo atômico estabelecido por Böhr. Quando um elétron absorve certa quantidade de ................., salta para uma órbita mais ....................... Quando ele retorna à sua órbita original, .................... a mesma quantidade de energia, na forma de ........................
  11. 11. UFMG 2007
    Nos diodos emissores de luz, conhecidos como LEDs, a emissão de luz ocorre quando elétrons passam de um nível de maior energia para um outro de menor energia. Dois tipos comuns de LEDs são o que emite luz vermelha e o que emite luz verde. Sabe-se que a frequência da luz vermelha é menor que a da luz verde. Sejam verde o comprimento de onda da luz emitida pelo LED verde e Everde a diferença de energia entre os níveis desse mesmo LED. Para o LED vermelho, essas grandezas são, respectivamente, vermelho e Evermelho. Considerando-se essas informações, é CORRETO afirmar que
  12. 12. UEL 2014
    Uma das contribuições da Física para o bem-estar e a segurança nas cidades é o constante avanço tecnológico aplicado à iluminação pública. Parte das luminárias do século XIX era acesa manualmente por várias pessoas ao entardecer. Hoje, o acionamento das lâmpadas tornou-se automático devido à aplicação dos conhecimentos sobre o efeito fotoelétrico (descrito por Albert Einstein, em 1905) e ao desenvolvimento das células fotoelétricas instaladas nos postes de iluminação pública, capazes de detectar a presença de luz natural.   Sobre o efeito fotoelétrico, considere as afirmativas a seguir.   I- Consiste na emissão de elétrons de uma superfície metálica quando esta é iluminada com luz de determinada frequência. II- Ocorre independentemente da frequência da luz incidente na superfície do metal, mas é dependente de sua intensidade. III- Os elétrons ejetados de uma superfície metálica, devido ao efeito fotoelétrico, possuem energia cinética igual à energia do fóton incidente. IV- Por mais intensa que seja a luz incidente, não haverá ejeção de elétrons enquanto sua frequência for menor que a frequência limite (ou de corte) do metal.   Assinale a alternativa correta. 
  13. 13. UEL 2015
    Desde a elaboração dos modelos atômicos por Dalton, Thomson, Rutherford e Bohr, cientistas como Murray GellMan (EUA) e Georg Zweig (Alemanha) têm desvendado os segredos subatômicos da matéria.   Assinale a alternativa que apresenta, corretamente, as subpartículas que constituem as partículas atômicas conforme os modelos de Gell-Man e Georg Zweig. 
  14. 14. ITA 2015
    Considere as quatro proposições seguintes: I. Os isótopos 16O e 18O do oxigênio diferenciam-se por dois neutrons. II. Sendo de 24000 anos a meia-vida do 239Pu, sua massa de 600 g reduzir-se-á a 200 g após 72000 anos. III. Um núcleo de 27Mg se transmuta em 28Al pela emissão de uma partícula β. IV. Um fóton de luz vermelha incide sobre uma placa metálica causando a emissão de um elétron. Se esse fóton fosse de luz azul, provavelmente ocorreria a emissão de dois ou mais elétrons.   Então,
  15. 15. ITA 2015
    No espaço sideral, luz incide perpendicular e uniformemente numa placa de gelo inicialmente a -10 oC e em repouso, sendo 99% refletida e 1% absorvida. O gelo então derrete pelo aquecimento, permanecendo a água aderida à placa. Determine a velocidade desta após a fusão de 10% do gelo.
  16. 16. ITA 2015
    Um muon de meia-vida de 1,5 µs é criado a uma altura de 1 km da superfície da Terra devido à colisão de um raio cósmico com um núcleo e se desloca diretamente para o chão. Qual deve ser a magnitude mínima da velocidade do muon para que ele tenha 50% de probabilidade de chegar ao chão?
  17. 17. ITA 2014
    É muito comum a ocorrência de impurezas em cristais semicondutores. Em primeira aproximação, a energia de ionização dessas impurezas pode ser calculada num modelo semelhante ao do átomo de hidrogênio. Considere um semicondutor com uma impureza de carga +e atraindo um elétron de carga −e. Devido a interações com os átomos da rede cristalina, o elétron, no semicondutor, possui uma massa igual a mrm0, em que m0 é a massa de repouso do elétron e mr, uma constante adimensional. O conjunto impureza/elétron está imerso no meio semicondutor de permissividade relativa εr. A razão entre a energia de ionização desta impureza e a energia de ionização do átomo de hidrogênio é igual a
  18. 18. ITA 2014
    Duas placas de um mesmo metal e com a mesma área de 5,0 cm2, paralelas e próximas entre si, são conectadas aos terminais de um gerador de tensão ajustável. Sobre a placa conectada ao terminal negativo, faz-se incidir radiação e, por efeito fotoelétrico, aparece uma corrente no circuito, cuja relação com a tensão aplicada é explicitada no gráfico. Sabendo que a função trabalho do metal é de 4,1 eV e assumindo que na região de saturação da corrente todo fóton incidente sobre a placa gera um fotoelétron que é coletado, a medida da intensidade dessa radiação em µW/cm2 é igual a
  19. 19. UFPR 2015
    No final do século XIX e início do século XX, a Física se defrontou com vários problemas que não podiam ser explicados com as teorias e modelos aceitos até esse período. Um desses problemas consistia em explicar corretamente o fenômeno do Efeito Fotoelétrico. Sobre esse efeito, considere as seguintes afirmativas:   1. Esse efeito foi observado primeiramente por Henrich Hertz e sua explicação correta foi publicada em 1905 por Niels Bohr. 2. A explicação correta desse efeito utilizou uma ideia de Max Planck, de que a luz incidente não poderia ter energia com um valor qualquer, mas sim uma energia dada por múltiplos inteiros de uma porção elementar. 3. Segundo o modelo proposto, cada fóton, ao colidir com um elétron, transfere-lhe uma quantidade de energia proporcional a sua velocidade.   Assinale a alternativa correta.
  20. 20. ITA 2013
    Num experimento que usa o efeito fotoelétrico ilumina-se a superfície de um metal com luz proveniente de um gás de hidrogênio cujos átomos sofrem transições do estado n para o estado fundamental. Sabe-se que a função trabalho φ do metal é igual à metade da energia de ionização do átomo de hidrogênio cuja energia do estado n é dada por En = E1/n2 . Considere as seguintes afirmações:   I - A energia cinética máxima do elétron emitido pelo metal é EC = E1/n2 − E1/2. II - A função trabalho do metal é φ = −E1/2. III - A energia cinética máxima dos elétrons emitidos aumenta com o aumento da frequência da luz incidente no metal a partir da frequência mínima de emissão.   Assinale a alternativa verdadeira.
  21. 21. FCMMG 2005
    Os aparelhos de raios X, muito usados na medicina, possuem uma placa metálica que emite ondas eletromagnéticas de altas freqüências. São feitas duas afirmações sobre esses aparelhos:   I - A energia do fóton de raio X emitido pela placa pode ter comprimentos de onda diferentes. II - Um fóton de raio X só é emitido pela placa se sua energia for superior a um valor mínimo.   Sobre as afirmativas anteriores, é CORRETO afirmar que:
  22. 22. FCMMG 2008
    O iodo radioativo é usado na terapia do controle dos carcinomas diferenciados da glândula tireóide. O objetivo deste tratamento de combate às células cancerígenas presentes na tireóide é destruir, através da radiação emitida pelo iodo, as funções dessas células que ainda restaram após a cirurgia. Sobre este tema, dois estudantes fizeram afirmações:   - Gilberto afirmou que esse iodo é dito radioativo por emitir radiações gama e beta, que são partículas que possuem muita energia e servirão como pequenas "bombas", armazenando-se no tecido da tireóide, destruindo as células cancerígenas.   - Tânia disse que, em função da meia vida do iodo ser de 8 dias, a pessoa deve permanecer hospitalizada por alguns dias, para evitar que ela exponha outras pessoas, desnecessariamente.   Pode-se afirmar que, do ponto de vista da física:
  23. 23. FCMMG 2008
    Torneiras acionadas por sensores fotoelétricos são muito utilizadas com o objetivo de evitar a contaminação ou a recontaminação das mãos e para reduzir os custos. Diante disso, os hospitais estão cada vez mais interessados em instalar esses dispositivos.   O funcionamento das células fotoelétricas é baseado no efeito fotoelétrico, segundo o qual:
  24. 24. FCMMG 2009
    Sabe-se que o excesso de ondas eletromagnéticas emitidas por equipamentos elétricos e eletrônicos produz um tipo de poluição imperceptível, capaz de influenciar o comportamento celular do organismo humano, danificar aparelhos elétricos e até desorientar o vôo de algumas aves. Ninguém pode vê-la, mas a poluição eletromagnética está espalhada por toda a parte, ocupando o espaço e atravessando qualquer tipo de matéria viva ou inorgânica.   Sobre este assunto, foram feitas algumas afirmativas: I. As ondas eletromagnéticas são geradas por partículas carregadas - prótons e elétrons - em movimento uniforme. II. Quanto mais elevada for a freqüência das ondas eletromagnéticas, maior será a sua energia.  III.O conceito de radiação eletromagnética não é o mesmo conceito de radioatividade, que é a propriedade de certos elementos químicos de elevado peso atômico de emitir espontaneamente energia e partículas subatômicas.   Estão corretas, do ponto de vista da Física, as afirmações:
  25. 25. FCMMG 2009
    Foram criadas algumas lacunas no texto a seguir, sobre o efeito fotoelétrico:   “Einstein, em sua teoria do efeito fotoelétrico, afirmava que a luz tinha, em certo momento, um comportamento _______________, isso porque a luz demonstrava carregar corpos com quantidades ______________ de _____________; esses corpos posteriormente passaram a ser chamados de fótons.” (http://pt.wikipedia.org/wiki/Electromagnetismo - julho/08)   As palavras que, do ponto de vista da Física, completam o texto são:
  26. 26. FCMMG 2007
    A dualidade onda-partícula só é relevante para objetos cujo comportamento é determinado pela mecânica quântica, como átomos ou partículas sub-atômicas.   São feitas duas afirmações sobre esta questão:   I – Como os elétrons são partículas com massa, se um feixe deles atravessar uma fenda dupla estreita, não provocará uma figura de interferência num anteparo.  II – Apesar de o comportamento de onda e o de partícula se complementarem entre si, não podem ser observados simultaneamente num mesmo experimento.    Sobre as afirmativas anteriores, é CORRETO afirmar que:
  27. 27. UFU 2014
    Em um experimento sobre o efeito fotoelétrico, a superfície de certo metal, que possui função trabalho de 2,1 eV, recebe um feixe de luz violeta com comprimento de onda de 412 nm e fótons de 3,0 eV.   Qual o maior valor da energia cinética que se observa nos fotoelétrons emitidos pela superfície deste metal?
  28. 28. UFRGS 2015
    Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do enunciado abaixo, na ordem em que aparecem.     A incidência de radiação eletromagnética sobre uma superfície metálica pode arrancar elétrons dessa superfície. O fenômeno é conhecido como ........ e só pode ser explicado satisfatoriamente invocando a natureza ........ da luz.
  29. 29. UFRGS 2015
    O físico francês Louis de Broglie (1892-1987), em analogia ao comportamento dual onda-partícula da luz, atribuiu propriedades ondulatórias à matéria.     Sendo a constante de Planck h = 6,6x10-34 J.s, o comprimento de onda de Broglie para um elétron (massa m = 9x10-31 kg) com velocidade de módulo v = 2,2x106 m/s é, aproximadamente,
  30. 30. UFRGS 2014
    No texto abaixo, Richard Feynman, Prêmio Nobel de Física de 1965, ilustra os conhecimentos sobre a luz no início do século XX.   “Naquela época, a luz era uma onda nas segundas, quartas e sextas-feiras, e um conjunto de partículas nas terças, quintas e sábados. Sobrava o domingo para refletir sobre a questão!” Fonte: QED-The Strange Theory of Light and Matter. Princeton University Press, 1985.   Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo.     (  ) As “partículas” que Feynman menciona são os fótons.   (  ) A grandeza característica da onda que permite calcular a energia dessas “partículas” é sua frequência v, através da relação E = hv.   (  ) Uma experiência que coloca em evidência o comportamento ondulatório da luz é o efeito fotoelétrico.   (  ) O caráter corpuscular da luz é evidenciado por experiências de interferência e de difração.     A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login