Tenha acesso completo aos conteúdos do Stoodi

Plano de estudos, exercícios, videoaulas, correção de redação e mais!

Banco de Exercícios

Lista de exercícios

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Calorimetria dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Física com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página

Conteúdo exclusivo para assinantes

Assine um de nossos planos para ter acessos exclusivos e continuar estudando em busca da sua aprovação.

Ver planos

  1. 31

    FUVEST 2017

    No início do século XX, Pierre Curie e colaboradores, em uma experiência para determinar características do recém descoberto elemento químico rádio, colocaram uma pequena quantidade desse material em um calorímetro e verificaram que 1,30 grama de água líquida ia do ponto de congelamento ao ponto de ebulição em uma hora. A potência média liberada pelo rádio nesse período de tempo foi, aproximadamente, Note e adote: Calor específico da água: 1 cal/(gºC) 1 cal = 4 J Temperatura de congelamento da água: 0ºC Temperatura de ebulição da água: 100ºC Considere que toda a energia emitida pelo rádio foi absorvida pela água e empregada exclusivamente para elevar sua temperatura.

  2. 32

    UNESP 2010

    As pontes de hidrogênio entre moléculas de água são mais fracas que a ligação covalente entre o átomo de oxigênio e os átomos de hidrogênio. No entanto, o número de ligações de hidrogênio é tão grande (bilhões de moléculas em uma única gota de água) que estas exercem grande influência sobre as propriedades da água, como, por exemplo, os altos valores do calor específico, do calor de vaporização e de solidificação da água. Os altos valores do calor específico e do calor de vaporização da água são fundamentais no processo de regulação de temperatura do corpo humano. O corpo humano dissipa energia, sob atividade normal por meio do metabolismo, equivalente a uma lâmpada de 100 W. Se em uma pessoa de massa 60 kg todos os mecanismos de regulação de temperatura parassem de funcionar, haveria um aumento de temperatura de seu corpo. Supondo que todo o corpo é feito de água, em quanto tempo, aproximadamente, essa pessoa teria a temperatura de seu corpo elevada em 5 ºC? Dado: calor específico da água ≅ 4,2 × 103 J/kg·ºC.

  3. 33

    FUVEST 1998

    Num forno de microondas é colocado um vasilhame contendo 3 kg d’água a 10°C. Após manter o forno ligado por 14min, se verifica que a água atinge a temperatura de 50°C. O forno é então desligado e dentro do vasilhame d’água é colocado um corpo de massa 1kg e calor específico c=0,2cal/(g°C), à temperatura inicial de 0°C. Despreze o calor necessário para aquecer o vasilhame e considere que a potência fornecida pelo forno é continuamente absorvida pelos corpos dentro dele. O tempo a mais que será necessário manter o forno ligado, na mesma potência, para que a temperatura de equilíbrio final do conjunto retorne a 50°C é:

  4. 34

    FUVEST 2000

    Em um copo grande, termicamente isolado, contendo água à temperatura ambiente (25ºC), são colocados 2 cubos de gelo a 0ºC. A temperatura da água passa a ser, aproximadamente, de 1ºC. Nas mesmas condições se, em vez de 2, fossem colocados 4 cubos de gelo iguais aos anteriores, ao ser atingido o equilíbrio, haveria no copo

  5. 35

    FUVEST 2003

    Dois recipientes iguais, A e B, contêm, respectivamente, 2,0 litros e 1,0 litro de água à temperatura de 20 °C. Utilizando um aquecedor elétrico, de potência constante, e mantendo-o ligado durante 80 s, aquece-se a água do recipiente A até a temperatura de 60°C. A seguir, transfere-se 1,0 litro de água de A para B, que passa a conter 2,0 litros de água à temperatura T.   Essa mesma situação final, para o recipiente B, poderia ser alcançada colocando-se 2,0 litros de água a 20 °C em B e, a seguir, ligando-se o mesmo aquecedor elétrico em B, mantendo-o ligado durante um tempo aproximado de

  6. 36

    FUVEST 2002

    Em um processo industrial, duas esferas de cobre maciças, A e B, com raios RA = 16 cm e RB = 8 cm, inicialmente à temperatura de 20ºC, permaneceram em um forno muito quente durante períodos diferentes. Constatou-se que a esfera A, ao ser retirada, havia atingido a temperatura de 100ºC . Tendo ambas recebido a mesma quantidade de calor, a esfera B, ao ser retirada do forno, tinha temperatura aproximada de

  7. 37

    FUVEST 2002

    Usando todo o calor produzido pela combustão direta de gasolina, é possível, com 1,0 litro de tal produto, aquecer 200 litros de água de 10ºC a 45ºC. Esse mesmo aquecimento pode ser obtido por um gerador de eletricidade, que consome 1,0 litro de gasolina por hora e fornece 110 V a um resistor de 11 Ω , imerso na água, durante um certo intervalo de tempo. Todo o calor liberado pelo resistor é transferido à água.   Nessas condições, o aquecimento da água obtido através do gerador, quando comparado ao obtido diretamente a partir da combustão, consome uma quantidade de gasolina, aproximadamente,

  8. 38

    FUVEST 2012

    Em uma sala fechada e isolada termicamente, uma geladeira, em funcionamento, tem, num dado instante, sua porta completamente aberta. Antes da abertura dessa porta, a temperatura da sala é maior que a do interior da geladeira. Após a abertura da porta, a temperatura da sala

  9. 39

    ESC. NAVAL 2020

    Propõe-se a realização de um experimento no qual um resistor de  está inserido dentro de um bloco de gelo aO circuito montado está apresentado na figura abaixo. A bateria tem resistência interna desprezível, e o calor latente de fusão para o gelo é de   Sendo assim, qual é o valor da taxa (em g/s) em que esse circuito derreterá o gelo? 

  10. 40

    UFLA 2005

    A equação de Einstein (E = mc2) se aplica tanto para as reações químicas ordinárias quanto para as reações químicas nucleares. Qual a massa equivalente em energia quando 4,5 mols de metano é queimado?   Dados: c2 = 9 x 1016 m2/s2 1J = 1 kg m2/s2 CH4(g) + 2O2(g) → CO2(g) + 2H2O(g)     ΔH = -800 kJ Massas Molares (g/mol): C = 12, H = 1, O = 16

  11. 41

    UEMG 2006

    Pode-se fabricar o gás acetileno em laboratório a partir da reação entre o carbureto de cálcio e a água, de acordo com a equação a seguir.                                               CaC2(s) + 2H2O(l) → Ca(OH)2(aq) + C2H2(g)                 ΔH   Todas as evidências relacionadas a seguir acompanham esse processo, exceto:

  12. 42

    MACKENZIE 2011

    Duas esferas maciças e feitas de um mesmo material possuem massas respectivamente iguais a 400 g e 200 g.  Após serem aquecidas numa mesma estufa e atingirem o equilíbrio térmico, a esfera de 400 g é colocada em 1 000 g de água, que se aquece de 14°C a 17°C, e a  de 200 g é colocada em 350 g de água, que se aquece de 14°C a 18 °C. A temperatura da estufa era de

  13. 43

    MACKENZIE 2009

    A massa total da mistura de gelo em fusão e água no estado líquido, à temperatura de 0ºC, contida no interior de um calorímetro ideal de capacidade térmica desprezível, é de 200 g. Ao colocarmos, no interior desse calorímetro, 400 g de água liquida à temperatura de 100ºC, o equilíbrio térmico se estabelece em 30ºC. A massa de gelo, na mistura inicial, era de Dados: Calor específico da água líquida = 1 cal/(g.ºC)     Calor latente de fusão da água = 80 cal/g

  14. 44

    CEFET-MG 2006

    Considere três corpos A, B, C, de mesmo material e massa, com temperaturas diferentes, tais que TA > TB > TC. O corpo A é colocado em contato com B até atingirem o equilíbrio térmico. Em seguida, faz-se o contato de A com C até o equilíbrio. As temperaturas finais desses corpos serão expressas por:

  15. 45

    CEFET-MG 2006

    Se um bloco de gelo a –10 ºC for colocado em contato com uma fonte que fornece calor a uma taxa constante, a ordem crescente dos intervalos de tempo para elevar a temperatura do gelo a 0 ºC (Δt1), para fundir o gelo (Δt2) e aquecer a água até 4 ºC (Δt3) é: Dados: calor específico da água: 1cal/gºC; calor específico do gelo: 0,55cal/gºC; calor latente de fusão do gelo: 80cal/g

  16. 46

    CEFET-MG 2008

    Uma substância pura no estado líquido é resfriada lentamente sob pressão atmosférica normal. A uma temperatura acima da ambiente, observa-se que pequenos cristais formam-se no interior do líquido e descem para o fundo do recipiente. A respeito dessa substância, pode-se afirmar que

  17. 47

    CEFET-MG 2008

    Um termômetro, cujo funcionamento está associado à variação de volume do líquido em seu interior, é utilizado para medir a temperatura de um corpo. Se as massas do termômetro e do corpo forem iguais, será obtida uma leitura mais precisa, caso utilize um líquido de

  18. 48

    PUC-RJ 2008

    Uma quantidade m de água a 90 °C é misturada a 1,0 kg de água a 30 °C. O resultado final em equilíbrio está a 45 °C. A quantidade m, em kg, vale:

  19. 49

    CEFET-MG 2008

    Um bloco de 10 gramas de gelo a 0 ºC é colocado dentro de um calorímetro ideal. A quantidade mínima de água a 40 ºC, a ser adicionada ao conjunto para fundir completamente o gelo é, em gramas, Dados:  calor específico da água: c = 1,0 cal/gºC calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g

  20. 50

    CEFET-MG 2009

    Um resistor de 10 Ω é submetido a uma diferença de potencial elétrico de 100 V. Se ele for imerso em um recipiente isolado termicamente, contendo 100 gramas de água a uma temperatura inicial de 20 ºC, então, o tempo aproximado para que a água evapore completamente será igual a Dados: 1,0 cal = 4,0 J densidade da água = 1,0 g/cm3 calor específico da água = 1,0 cal/(g.°C) calor latente de vaporização = 5,4 x 102 cal/g

  21. 51

    CEFET-MG 2009

    A grandeza física, que classifica os materiais quanto à sua variação de temperatura em função do calor absorvido ou cedido, é a(o)

  22. 52

    CEFET-MG 2010

    Um botijão aberto contém 50 kg de nitrogênio líquido em ebulição a 77 K. Se colocarmos 1,0 litro de água a 0 ºC no recipiente, a massa de nitrogênio, em kg, que vaporiza é, aproximadamente, igual a   Dados: calor latente de vaporização do nitrogênio = 48 kcal/kg calor específico do gelo (no intervalo de temperatura considerado) = 0,35 kcal/kg.K calor latente de fusão da água = 80 kcal/kg

  23. 53

    PUC-RJ 2010

    Um cubo de gelo dentro de um copo com água resfria o seu conteúdo. Se o cubo tem 10 g e o copo com água tem 200 ml e suas respectivas temperaturas iniciais são 0 °C e 24 °C, quantos cubos, no mínimo, de gelo devem ser colocados para baixar a temperatura da água para menos do que 20 °C? (Considere que o calor específico da água é ca = 1,0 cal/(g °C), o calor latente de fusão do gelo L = 80 cal/g, e ρ = 1 g/ml)

  24. 54

    PUC-RJ 2011

    Um bloco de metal tem uma massa M = 1,0 kg e calor específico c = 0,2 cal/g °C, e uma quantidade de água, cA = 1,0 cal/ g °C, de massa m = 200 g, a uma temperatura TA = 20 °C, é colocada em um calorímetro junto com o bloco que está a uma temperatura TB. Qual deve ser a temperatura TB mínima em graus Celsius do bloco de modo que, ao chegar ao equilíbrio, alguma quantidade de água possa ter evaporado?

  25. 55

    PUC-RJ 2011

    Dois corpos idênticos são colocados em um calorímetro e mantidos em contato até atingirem o equilíbrio termodinâmico a uma temperatura Tf. Sabendo que a temperatura de um dos corpos era 27 °C e que a temperatura absoluta (em graus K) do outro era o dobro daquela do primeiro, encontre Tf em graus K.

  26. 56

    PUC-RJ 2011

    Seja um corpo de calor específico C = 0.40 cal/g °C e massa m = 100g. Colocamos este corpo, a 40 °C, dentro de um  calorímetro. Dado que o calor de fusão do gelo é 80 cal/g, quanto é a quantidade mínima de gelo a 0 °C que deve ser adicionada ao calorímetro de modo se mais gelo for colocado, ainda restará gelo no estado de equilíbrio?

  27. 57

    PUC-RJ 2012

    Um copo com 300 ml de água é colocado ao sol. Após algumas horas, verifica-se que a temperatura da água subiu de 10 °C para 40 °C. Considerando-se que a água não evapora, calcule em calorias a quantidade de calor absorvida pela água. Dados: dágua = 1 g/cm3 e cágua = 1 cal/g °C

  28. 58

    UFMG 1997

    Uma batata recém-cozida, ao ser retirada da água quente, demora para se esfriar. Uma justificativa possível para esse fato pode ser dada afirmando-se que a batata tem

  29. 59

    PASUSP 2010

    Um antigo, mas eficiente, método de se obter água a alguns graus Celsius abaixo da temperatura ambiente, é colocá-la dentro de uma moringa feita de barro cozido. Esse material é poroso à água, que atravessa muito lentamente as paredes da moringa e ao tocá-la, percebe-se que sua superfície externa está úmida. Podemos atribuir esse processo de resfriamento da água, ao fato de que

  30. 60

    ITA 2010

    Considere duas reações químicas, mantidas à temperatura e pressão ambientes, descritas pelas equações abaixo:   I. H2(g)   +   ½ O2(g)   →   H2O(g) II. H2(g)   +   ½ O2(g)   →   H2O(l) As equações químicas para estas duas reações indicam que

Gerar PDF da Página

Conteúdo exclusivo para assinantes

Assine um de nossos planos para ter acessos exclusivos e continuar estudando em busca da sua aprovação.

Ver planos