Exercícios de Força de Atrito

Voltar para Força de Atrito

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Força de Atrito dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Física com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 1. Stoodi
    Um bloco de madeira de 10 kg, inicialmente em repouso sobre uma superfície plana e horizontal, é submetido a uma força F. Sabendo que o coeficiente de atrito estático entre a madeira e a superfície é de 0,6. Qual o valor máximo de F para que o bloco de madeira permaneça em equilíbrio estático? Adote g= 10 m/s².    
  2. 2. UEL 1996
    No sistema representado a seguir, o corpo A, de massa 3,0 kg está em movimento uniforme. A massa do corpo B é de 10 kg. Adote g = 10 m/s2. O coeficiente de atrito dinâmico entre o corpo B e o plano sobre o qual se apoia vale
  3. 3. Stoodi
    Um disco desliza horizontalmente sobre uma pista de gelo, conforme a figura abaixo, até parar completamente com desaceleração de 2 m/s² . Qual o valor do coeficiente de atrito cinético entre o disco e o gelo? Adote g=10 m/s².  
  4. 4. CEFET-MG 2014
    Uma caixa, inicialmente em repouso, sobre uma superfície horizontal e plana, é puxada por um operário que aplica uma força variando linearmente com o tempo. Sabendo-se que há atrito entre a caixa e a superfície, e que a rugosidade entre as áreas em contato é sempre a mesma, a força de atrito, no decorrer do tempo, está corretamente representada pelo gráfico
  5. 5. UCS 2012
    Uma família, passando suas férias num camping, resolveu fazer uma macarronada. Após o preparo desse prato, a mãe improvisou uma mesa, usando a caixa de madeira que serviu para transportar parte da bagagem. Sobre a tampa fechada, ela estendeu a toalha e por cima colocou os talheres, pratos, copos e a panela com a macarronada. Aí ela se deu conta de que tinha esquecido o pegador de macarrão dentro da caixa. Tradicional quanto aos costumes, ela não admitia servir macarrão sem o pegador, mas não desejava desfazer a mesa já arrumada. Suponha que ela precise de um ângulo mínimo de 15°, com a horizontal, na abertura da tampa, para conseguir colocar o braço dentro da caixa e alcançar o pegador. Qual deve ser o valor mínimo do coeficiente de atrito estático entre a madeira da tampa e a toalha sobre a qual está a louça para que o desejo da mãe seja satisfeito? (Considere sen 15º = 0,26 e cos 15º = 0,96)
  6. 6. UNESP 2011
    As figuras 1 e 2 representam dois esquemas experimentais utilizados para a determinação do coeficiente de atrito estático entre um bloco B e uma tábua plana, horizontal. No esquema da figura 1, um aluno exerceu uma força horizontal  no fio A e mediu o valor 2,0 cm para a deformação da mola, quando a força  atingiu seu máximo valor possível, imediatamente antes que o bloco B se movesse. Para determinar a massa do bloco B, este foi suspenso verticalmente, com o fio A fixo no teto, conforme indicado na figura 2, e o aluno mediu a deformação da mola igual a 10,0 cm, quando o sistema estava em equilíbrio. Nas condições descritas, desprezando a resistência do ar, o coeficiente de atrito entre o bloco e a tábua vale
  7. 7. ENEM 2012
    Os freios ABS são uma importante medida de segurança no trânsito, os quais funcionam para impedir o travamento das rodas do carro quando o sistema de freios é acionado, liberando as rodas quando estão no limiar do deslizamento. Quando as rodas travam, a força de frenagem é governada pelo atrito cinético. As representações esquemáticas da força de atrito fat entre os pneus e a pista, em função da pressão p aplicada no pedal de freio, para carros sem ABS e com ABS, respectivamente, são:
  8. 8. UECE 2009
    Dois blocos A e B, de massas mA = 1,5 kg e mB = 0,5 kg respectivamente, estão dispostos de forma que o bloco B está sobre o bloco A e este último sobre uma superfície horizontal sem atrito. O coeficiente de atrito estático entre os blocos é = 0,4 Considerando g = 10 m/s², qual é a máxima intensidade da força, que pode ser aplicada horizontalmente sobre o bloco A, de tal forma que os dois blocos se movam juntos?
  9. 9. UPE 2011
    Um bloco de aço é colocado sobre uma tábua de apoio que vai se inclinando aos poucos. Quando o bloco fica na iminência de escorregar, a tábua forma com a horizontal o ângulo  de acordo com a figura a seguir: Sabendo-se que o coeficiente de atrito estático entre o bloco e a tábua vale = 0,40 é correto afirmar que a distância x indicada na figura, em centímetros, vale
  10. 10. ENEM 2016
    Uma invenção que significou um grande avanço tecnológico na Antiguidade, a polia composta ou a associação de polias, é atribuída a Arquimedes (287 a.C. a 212 a.C.). O aparato consiste em associar uma série de polias móveis a uma polia fixa. A figura exemplifica um arranjo possível para esse aparato. É relatado que Arquimedes teria de monstrado para o rei Hierão um outro arranjo desse aparato, movendo sozinho, sobre a areia da praia, um navio repleto de passageiros e cargas, algo que seria impossível sem a participação de muitos homens. Su ponha que a massa do navio era de 3 000 kg, que o coe - ficiente de atrito estático entre o navio e a areia era de 0,8 e que Arquimedes tenha puxado o navio com uma força , paralela à direção do movimento e de módulo igual a 400 N. Considere os fios e as polias ideais, a aceleração da gravidade igual a 10 m/s 2 e que a superfície da praia é perfeitamente horizontal. Disponível em: www.histedbr.fae.unicamp.br.Acesso em: 28 fev. 2013 (adaptado). O número mínimo de polias móveis usadas, nessa situação, por Arquimedes foi
  11. 11. PUCRJ 2015
    Um bloco de massa 0,50 kg está preso a um fio ideal de 40 cm de comprimento cuja extremidade está fixa à mesa, sem atrito, conforme mostrado na figura. Esse bloco se encontra em movimento circular uniforme com velocidade de 2,0 m/s Sobre o movimento do bloco, é correto afirmar que:
  12. 12. CEFET-MG 2012
    Na figura, estão indicadas as forças atuantes em uma caixa de peso P = 60 N que sobe uma rampa áspera com velocidade constante sob a ação de uma força F = 60 N. Dados: sen(37°) = 0,6 e cos(37°) = 0,8. Nessas circunstâncias. o coeficiente de atrito cinético entre a rampa e esse bloco vale
  13. 13. UESPI 2012
    Dois blocos idênticos, de peso 10 N, cada, encontram-se em repouso, como mostrado na figura a seguir. O plano inclinado faz um ângulo com a horizontal, tal que são considerados sen(37°) = 0,6 e cos(37°) = 0,8. Sabe-se que os respectivos coeficientes de atrito estático e cinético entre o bloco e o plano inclinado valem . O fio ideal passa sem atrito pela polia. Qual é o módulo da força de atrito entre o bloco e o plano inclinado?
  14. 14. Stoodi
    Um homem aplica uma força sobre uma caixa B, de 50 kg, que desliza numa superfície lisa (sem atrito). Sobre a caixa B existe uma caixa A de 10 kg. Considerando o coeficiente de atrito estático entre as caixas µ = 0,4, qual o valor máximo do módulo da força F, em Newtons, que homem pode aplicar para que a caixa A não escorregue? Dado: g = 10 m/s2
  15. 15. PUC-RJ 2013
    Sobre uma superfície sem atrito, há um bloco de massa m1 = 4,0 kg sobre o qual está apoiado um bloco menor de massa m2 = 1,0 kg. Uma corda puxa o bloco menor com uma força horizontal F de módulo 10 N, como mostrado na figura abaixo, e observa-se que nesta situação os dois blocos movem-se juntos. A força de atrito existente entre as superfícies dos blocos vale em Newtons:
  16. 16. ENEM 2013
    Uma pessoa necessita da força de atrito em seus pés para se deslocar sobre uma superfície. Logo, uma pessoa que sobe uma rampa em linha reta será auxiliada pela força de atrito exercida pelo chão em seus pés. Em relação ao movimento dessa pessoa, quais são a direção e o sentido da força de atrito mencionada no texto?
  17. 17. EEWB 2011
    Um bloco desliza a partir do repouso sobre um plano inclinado de 45º com a horizontal, gastando o triplo do tempo que ele necessitaria para descer um bloco idêntico, nas mesmas condições, porém, sem atrito. O coeficiente de atrito cinético entre o bloco e o primeiro plano vale: Dados: sen 45º = cos 45º0,7 g = 10 m/s² 
  18. 18. Espcex (Aman) 2014
    Um trabalhador da construção civil tem massa de 70 kg e utiliza uma polia e uma corda ideais e sem atrito para transportar telhas do solo até a cobertura de uma residência em obras, conforme desenho abaixo. O coeficiente de atrito estático entre a sola do sapato do trabalhador e o chão de concreto é = 1,0 e a massa de cada telha é de 2 kg. O número máximo de telhas que podem ser sustentadas em repouso, acima do solo, sem que o trabalhador deslize, permanecendo estático no solo, para um ângulo  entre a corda e a horizontal, é: Dados: Acelaração da gravidade: g = 10 m/s² cos = 0,8 sen = 0,6  
  19. 19. UFV 2011
    Uma esfera de massa 0,20 kg e volume 10 cm3 é solta, a partir do repouso, na superfície de um lago de águas calmas, em um local onde a profundidade é 2,0 m. Após deslocar-se em movimento acelerado por algum tempo, passa a mover-se com velocidade constante igual a 2,0 m/s, até atingir o fundo do lago. Sabendo que o módulo da aceleração da gravidade no local é 10 m/s2 e que a densidade da água do lago é igual a 1,0 x 103 kg/m3, o módulo da força de atrito exercida pela água sobre a esfera, quando esta se move com velocidade constante, e o módulo da energia dissipada durante toda a queda são, respectivamente:
  20. 20. UPE 2012
    Um ciclista se inscreveu para uma competição regional cujo trajeto vai de Recife até Caruaru. Considere que o trajeto seja retilíneo, de 100 km. O coeficiente de atrito entre a bicicleta e o chão é de 0,5. O sistema ciclista+bicicleta+acessórios pode ser visto como um ponto material que possui peso igual a 100 N.   Assinale a alternativa que indica o trabalho realizado pela força de atrito ao término desse trajeto.
  21. 21. UNICAMP 2011
    Acidentes de trânsito causam milhares de mortes todos os anos nas estradas do país. Pneus desgastados (“carecas”), freios em péssimas condições e excesso de velocidade são fatores que contribuem para elevar o número de acidentes de trânsito.  O sistema de freios ABS (do alemão “Antiblockier-Bremssystem”) impede o travamento das rodas do veículo, de forma que elas não deslizem no chão, o que leva a um menor desgaste do pneu. Não havendo deslizamento, a distância percorrida pelo veículo até a parada completa é reduzida, pois a força de atrito aplicada pelo chão nas rodas é estática, e seu valor máximo é sempre maior que a força de atrito cinético. O coeficiente de atrito estático entre os pneus e a pista é μe = 0,80 e o cinético vale μc = 0,60. Sendo g = 10 m/s2 e a massa do carro m = 1200 kg , o módulo da força de atrito estático máxima e a da força de atrito cinético são, respectivamente, iguais a
  22. 22. PUC-RJ 2004
    Um certo bloco exige uma força F1 para ser posto em movimento, vencendo a força de atrito estático. Corta-se o bloco ao meio, colocando uma metade sobre a outra. Seja agora F2 a força necessária para pôr o conjunto em movimento. Sobre a relação F2 / F1, pode-se afirmar que:
  23. 23. PUC-RJ 2010
    Um bloco escorrega a partir do repouso por um plano inclinado que faz um ângulo de 45° com a horizontal. Sabendo que durante a queda a aceleração do bloco é de 5,0 m/s2 e considerando g = 10m/s2, podemos dizer que o coeficiente de atrito cinético entre o bloco e o plano é, aproximadamente
  24. 24. PUC-RJ 2011
    Ao andarmos sobre um trecho de chão horizontal, nossos pés não escorregam devido ao atrito entre os mesmos e o chão. Então, quando saímos do repouso até alcançarmos uma velocidade positiva (para a frente), podemos dizer que a força de atrito sobre nossos pés é
  25. 25. FUVEST 2005
    Imagine que, no final deste século XXI, os habitantes da Lua vivam em um grande complexo pressurizado, em condições equivalentes às da Terra, tendo como única diferença a aceleração da gravidade, que é menor na Lua. Considere as situações imaginadas bem como as possíveis descrições de seus resultados, se realizadas dentro desse complexo, na Lua: I. Ao saltar, atinge-se uma altura maior do que quando o salto é realizado na Terra. II. Se uma bola está boiando em uma piscina, essa bola manterá maior volume fora da água do que quando a experiência é realizada na Terra. III. Em pista horizontal, um carro, com velocidade V0, consegue parar completamente em uma distância maior do que quando o carro é freado na Terra.   Assim, pode-se afirmar que estão corretos apenas os resultados propostos em
  26. 26. UNICAMP 2011
    Acidentes de trânsito causam milhares de mortes todos os anos nas estradas do país. Pneus desgastados (“carecas”), freios em péssimas condições e excesso de velocidade são fatores que contribuem para elevar o número de acidentes de trânsito.   O sistema de freios ABS (do alemão “AntiblockierBremssystem”) impede o travamento das rodas do veículo, de forma que elas não deslizem no chão, o que leva a um menor desgaste do pneu. Não havendo deslizamento, a distância percorrida pelo veículo até a parada completa é reduzida, pois a força de atrito aplicada pelo chão nas rodas é estática, e seu valor máximo é sempre maior que a força de atrito cinético. O coeficiente de atrito estático entre os pneus e a pista é μe = 0,80 e o cinético vale μc = 0,60. Sendo g = 10 m/s2 e a massa do carro m = 1200 kg , o módulo da força de atrito estático máxima e a da força de atrito cinético são, respectivamente, iguais a
  27. 27. PUC-RJ 2008
    Uma caixa cuja velocidade inicial é de 10 m/s leva 5s deslizando sobre uma superfície até parar completamente. Considerando a aceleração da gravidade g = 10 m/s2, determine o coeficiente de atrito cinético que atua entre a superfície e a caixa.
  28. 28. PUC-RJ 2015
    Uma caixa de massa m1 =1,0 kg está apoiada sobre uma caixa de massa m2 =2,0 kg, que se encontra sobre uma superfície horizontal sem atrito. Existe atrito entre as duas caixas. Uma força F horizontal constante é aplicada sobre a caixa de baixo, que entra em movimento com aceleração de 2,0 m/s2. Observa-se que a caixa de cima não se move em relação à caixa de baixo.   O módulo da força F, em newtons, é:
  29. 29. FCMS-JF 2011
    Um bloco é lançado sobre uma superfície horizontal, áspera, com velocidade inicial de 10 m/s. Ele pára após percorrer 20 m. Nestas condições, é correto afirmar que o coeficiente de atrito entre o bloco e o plano horizontal vale Dado: g = 10 m/s2
  30. 30. UEMG 2010
    Sobre o modo de andar de uma pessoa, Gabriela e Mateus fizeram as seguintes afirmações: Gabriela: ao andar, uma pessoa empurra o chão para trás, então o chão responde empurrando-a para frente. Mateus: A pessoa só consegue se mover para frente porque a resposta do chão é maior que a força que ela exerce empurrando-o para trás. Fizeram afirmações corretas:
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login