Sabe aquela vaga na universidade dos sonhos? Ela pode ser sua!

Matricule-se agora
Vagas abertas para o Extensivo 2022
Pessoa com tinta no rosto e com a palavra 'aprovadx' na testa sorrindo

Banco de Exercícios

Lista de exercícios

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Impulso, Quantidade de Movimento e Colisões dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Física com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página

Conteúdo exclusivo para assinantes

Assine um de nossos planos para ter acessos exclusivos e continuar estudando em busca da sua aprovação.

Ver planos

  1. 61

    UECE 2016

    Em um dado jogo de sinuca, duas das bolas se chocam uma contra a outra. Considere que o choque é elástico, a colisão é frontal, sem rolamento, e despreze os atritos. No sistema composto pelas duas bolas há conservação de

  2. 62

    UNIFENAS 2017

    Um vagão A, de massa 10 000 kg, move-se com velocidade igual a 0,4 m/s sobre trilhos horizontais sem atrito até colidir com outro vagão B, de massa 20 000 kg, inicialmente em repouso. Após a colisão, os vagões permaneceram juntos. Obtenha o coeficiente de restituição devido à colisão.

  3. 63

    PUC-RJ 2011

    Uma colisão parcialmente inelástica ocorre entre duas massas idênticas. As velocidades iniciais eram v1i = 5,0 m/s ao longo do eixo x e v2i = 0. Sabendo que, após a colisão, temos v1f = 1,0 m/s ao longo de x, calcule v2f após a colisão.

  4. 64

    PUC-RJ 2011

    Uma patinadora de massa 60,0 kg se movimentando com a velocidade de 5,0 m/s colide com um objeto de massa 1,0 kg que se encontra em repouso. Após a colisão, o objeto se desloca com velocidade de 30,0 m/s na mesma direção e sentido da patinadora. Determine a velocidade relativa entre a patinadora e o objeto após a colisão em m/s.

  5. 65

    UEFS 2015

    Os princípios de conservação na Física, tais como a conservação da energia, da quantidade de movimento, da carga elétrica, entre outras, desempenham papéis fundamentais no entendimento de diversos fenômenos. Considere o estudo de uma colisão frontal entre duas partículas A e B que constituem um sistema isolado e se encontram sobre uma superfície lisa e horizontal. A partícula A, de massa 1,5M, desloca-se para a direita com uma velocidade de 2,0m/s, enquanto a partícula B, de massa M, se encontra em repouso.   Se, após a colisão, a partícula A continua no mesmo sentido com velocidade de 1,0m/s, o coeficiente de restituição dessa colisão é igual a

  6. 66

    UFLA 2012

    Um carro de passeio, de massa 1 000 kg, e um caminhão, de massa 9 000 kg, trafegam em uma estrada reta de mão dupla. Os veículos movimentam-se inicialmente em sentidos opostos e com velocidades constantes. O caminhão viaja com velocidade de 12,00 m/s, no sentido leste, enquanto o carro de passeio viaja com velocidade de 18,00 m/s, no sentido oeste. Nesse instante, o motorista do carro de passeio, imprudentemente, muda de faixa e os veículos sofrem uma colisão frontal. Sendo a colisão perfeitamente inelástica, conclui-se que logo após a colisão ambos veículos

  7. 67

    PUC-RJ 2009

    Um astronauta flutuando no espaço lança horizontalmente um objeto de massa m = 5 kg com velocidade de 20 m/s, em relação ao espaço. Se a massa do astronauta é de 120 kg, e sua velocidade final horizontal v = 15 m/s está na mesma direção e sentido do movimento da massa m, determine a velocidade do astronauta antes de lançar o objeto.

  8. 68

    PUC-RJ 2001

    Num jogo de futebol americano, o jogador A, de massa mA=72kg, avança com a bola (de massa desprezível), com velocidade VA=5 m/s. Um defensor B do time adversário, de massa mB=75kg, avança com VB=4 m/s, na mesma direção de VA, mas em sentido oposto. O defensor se agarra com VA, e os dois permanecem juntos por algum tempo.   Qual a velocidade (em m/s) e o sentido com que os dois se movem depois do choque, supondo que ele seja totalmente inelástico?

  9. 69

    UFRGS 2011

    Duas bolas de bilhar colidiram de forma completamente elástica. Então, em relação à situação anterior à colisão

  10. 70

    UNICENTRO 2013

    Um prego de massa 5 g é cravado numa parede de madeira por um operador que utiliza um martelo de massa 495 g. A velocidade do martelo imediatamente antes de atingir o prego é 4 m/s, o choque é perfeitamente inelástico e o sistema é considerado isolado. Nessas condições, a velocidade do conjunto prego-martelo imediatamente após o choque; a energia cinética do conjunto após o choque; a energia dissipada no choque e a intensidade da força (em valor absoluto, suposta constante e oposta pela parede) admitindo que o prego penetre na parede 0,5 cm, são, respectivamente, em valores aproximados

  11. 71

    UPE 2016

    “Ao utilizar o cinto de segurança no banco de trás, o passageiro também está protegendo o motorista e o carona, as pessoas que estão na frente do carro. O uso do cinto de segurança no banco da frente e, principalmente, no banco de trás pode evitar muitas mortes. Milhares de pessoas perdem suas vidas no trânsito, e o uso dos itens de segurança pode reduzir essa estatística. O Brasil também está buscando, cada vez mais, fortalecer a nossa ação no campo da prevenção e do monitoramento. Essa é uma discussão que o Ministério da Saúde vem fazendo junto com outros órgãos do governo”, destacou o Ministro da Saúde, Arthur Chioro.   Estudo da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) mostra que o cinto de segurança no banco da frente reduz o risco de morte em 45% e, no banco traseiro, em até 75%. Em 2013, um levantamento da Rede Sarah apontou que 80% dos passageiros do banco da frente deixariam de morrer, se os cintos do banco de trás fossem usados com regularidade. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/ultimas-noticias/1596-metade-dos-brasileiros-nao-usa-cinto-de-seguranca-no-banco-detras Acesso em: 12 de julho de 2015.   Em uma colisão frontal, um passageiro sem cinto de segurança é arremessado para a frente. Esse movimento coloca em risco a vida dos ocupantes do veículo. Vamos supor que um carro popular com lotação máxima sofra uma colisão na qual as velocidades inicial e final do veículo sejam iguais a 72 km/h e zero, respectivamente. Se o passageiro do banco de trás do veículo tem massa igual a 80 kg e é arremessado contra o banco da frente, em uma colisão de 400 ms de duração, a força média sentida por esse passageiro é igual ao peso de   Considere: g = 10, 0 m/s2.

  12. 72

    UEPG 2012

    Sobre o impulso e a variação da quantidade de movimento (momentum), analise as proposições abaixo e assinale a alternativa correta.   I- Se a variação da quantidade de movimento (momentum) de um objeto ocorrer durante um longo tempo, a força exercida sobre ele será de maior valor do que a exercida num curto espaço de tempo. II- Quanto maior for o impulso exercido sobre um objeto, maior será a variação da quantidade de movimento (momentum). III-O impulso pode ser considerado a causa da variação da quantidade de movimento (momentum) e, consequentemente, a variação da energia cinética do objeto. IV- A variação do momentum só pode ocorrer se a resultante das forças sobre um sistema for diferente de zero.

  13. 73

    CEFET-MG 2011

    Analise as seguintes situações: I – Uma bola de gude, após chocar-se frontalmente com uma parede, inverte o sentido do seu movimento mantendo o módulo da velocidade. II – Em um pátio de manobras de uma ferrovia, uma locomotiva colide com um vagão, em repouso, e os dois passam a se mover juntos, presos pelo sistema de engate. III – Uma bola de bilhar A, após atingir frontalmente uma bola B, idêntica e em repouso, ficará em repouso e a B passará a se mover na direção inicial. IV – Um bloco é solto verticalmente sobre uma plataforma que se movimenta horizontalmente, e ambos passam a se mover juntos. Pode-se concluir que ocorre conservação da quantidade de movimento e de energia mecânica apenas em

  14. 74

    UDESC 2015

    Com relação às colisões elástica e inelástica, analise as proposições.   I. Na colisão elástica, o momento linear e a energia cinética não se conservam. II. Na colisão inelástica, o momento linear e a energia cinética não se conservam. III. O momento linear se conserva tanto na colisão elástica quanto na colisão inelástica. IV. A energia cinética se conserva tanto na colisão elástica quanto na colisão inelástica.   Assinale a alternativa correta.

  15. 75

    UPE 2012

    Um ciclista se inscreveu para uma competição regional cujo trajeto vai de Recife até Caruaru. Considere que o trajeto seja retilíneo, de 100 km. O coeficiente de atrito entre a bicicleta e o chão é de 0,5. O sistema ciclista+bicicleta+acessórios pode ser visto como um ponto material que possui peso igual a 100 N.   Esse ciclista prendeu, em sua bicicleta, duas garrafas de energético, cada uma com peso de 0,5 N. Durante o trajeto, as garrafas caíram juntas, no caminho. Imediatamente após esse momento, o que se pode afirmar sobre a velocidade da bicicleta em relação à velocidade imediatamente anterior?

  16. 76

    UTFPR 2009

    Um jogador de ping-pong recebe a bola, que se desloca com módulo 6 m/s. Aplicando com sua raquete uma força de contato de 1,5 N na bola, faz com que sua velocidade inverta de sentido e que seu módulo se altere para 9 m/s. Sabendo que a massa da bola vale 3 g, pode-se estimar o tempo de contato entre a raquete e a bola, em segundos, como sendo:

  17. 77

    PUC-GO 2015

    Como exemplo concreto de escudo, podemos citar o escudo tático militar, que é capaz defletir determinados projéteis. Suponha que um soldado use um desses escudos para se proteger de uma rajada de projéteis disparados por um fuzil com taxa de disparo de 600 balas por minuto. Considerando-se que o coeficiente de restituição (razão entre as velocidades relativas de afastamento e aproximação) seja igual a 0,9 e que cada bala com massa de 10 gramas atinja o escudo frontalmente a uma velocidade de 900 m/s, invertendo o sentido de seu movimento após a colisão, desprezando-se a resistência do ar, a força média exercida pelos projéteis sobre o escudo mantido estático será de (assinale a alternativa que apresenta a resposta correta):

  18. 78

    UFRR 2016

    Considere as seguintes afirmações referentes a conservação de energia, conservação de momento linear e colisões.   I - Num sistema isolado, a quantidade de movimento é constante.   II - Numa colisão elástica, a energia cinética não se conserva e os corpos se separam após a colisão.   III - Numa colisão inelástica, os corpos ficam unidos após a colisão e não existe perda de energia cinética.   IV - A energia mecânica do corpo é constante, se as únicas forças que realizam trabalho não nulo são conservativas.   É correto afirmar que somente: 

  19. 79

    PUC-GO 2016

    Temos grandezas físicas que, em determinadas situações, obedecem ou não a um princípio de conservação. Considere um artefato que, devido aos seus componentes internos, pode explodir e separar-se em três partes. Esse artefato é lançado verticalmente para cima e, quando atinge sua altura máxima, explode dando origem a três fragmentos, A, B e C, com massas mA = 4 g, mB = 5 g e mC = 10 g. Considerando-se que somente for- ças internas entre as partes atuem no artefato durante a explosão e sabendo-se que imediatamente após a explosão a velocidade de A é de 100 m/s verticalmente para baixo e que a velocidade de B é de 60 m/s horizontalmente para a direita, pode-se afirmar que a velocidade de C imediatamente após a explosão tem um módulo de (assinale a resposta correta):

  20. 80

    CEFET-MG 2011

    Se dois corpos sofrem uma colisão perfeitamente inelástica, então, a energia mecânica __________, a energia cinética __________ e o momento linear ______________. Os termos que completam, correta e respectivamente, as lacunas são:

  21. 81

    UEG 2004

    Considere as proposições abaixo:   I. O impulso da força resultante que atua sobre um corpo durante determinado intervalo de tempo é igual à variação da energia cinética desse corpo nesse intervalo de tempo. II. Se a resultante das forças externas a um sistema for nula, a quantidade de movimento total desse sistema permanecerá constante. III. Podem-se classificar as colisões pela variação de energia cinética. Elas podem ser: parcialmente elásticas, inelásticas e elásticas. No mundo subatômico, acontecem as colisões superelásticas, pois nelas a energia cinética do sistema aumenta.   Marque a alternativa CORRETA:

  22. 82

    FGV 2014

    Dois carros, de massas M e 2M/3, trafegam com a mesma velocidade de 15m/s em relação ao solo, em sentidos opostos, em uma rua estreita, retilínia, plana e horizontal. Um deles está na contra mão, e os dois carros colidem de frente. Imediatamente após a colisão, passam a se mover com velocidade v, presos um no outro; e se arrastam unidos até pararem, percorrendo uma distância d. O coeficiente de atrito cinético entre os pneus e o asfalto é 0,5. Nestas condições, os valores da velocidade v e da distância d são, respectivamente, próximos de   Dado: aceleração da gravidade local = 10 m/s2

  23. 83

    PUC-RS 2013

    A partir de 1º de janeiro, todo veículo novo abaixo de 3500kg, fabricado no Brasil ou importado, deve vir equipado com airbag na parte frontal. O airbag é uma bolsa que, instalada no volante, no painel ou em outras partes do carro, infla no momento de uma colisão, ajudando a proteger motorista e passageiros. Se o automóvel estiver sem airbag, a cabeça dos ocupantes dos bancos da frente pode colidir com o para-brisa. Comparando o efeito da colisão da cabeça de uma pessoa com o airbag inflado e, caso não haja airbag, com o efeito da colisão direta no para-brisa do automóvel, constata-se que o para-brisa detém o movimento da cabeça num intervalo de tempo menor. Portanto, o airbag inflado reduz _____________ da pessoa.

  24. 84

    UNICENTRO 2012

    Uma esfera A, com massa de 1,0kg e velocidade de 2,0m/s, desliza sobre uma superfície horizontal com atrito desprezível, chocando-se com outra esfera B, de massa 4,0kg, que se encontra em repouso sobre a mesma superfície.   Admitindo-se que o choque entre as esferas é perfeitamente elástico, as velocidades das esferas A e B, após o choque, em m/s, são, respectivamente, iguais a

  25. 85

    UNIOESTE 2008

    Considere a seguinte situação: uma bola de futebol foi chutada por um jogador formando um ângulo de 30º em relação à horizontal com uma velocidade inicial de módulo 20,0 m/s, passando a executar um movimento em duas dimensões, em um plano vertical. Suponha que a resistência do ar seja desprezível e que a aceleração da gravidade não varie, tendo sempre o valor de 10,0 m/s² . Com base no enunciado acima, considere as afirmativas a seguir: I. A força que acelera a bola de futebol tem um valor que depende da altura na qual a bola estiver situada. II. O movimento da bola de futebol pode ser decomposto nas direções horizontal e vertical e os movimentos nas duas direções podem ser considerados independentes entre si. III. A quantidade de movimento da bola é uma grandeza escalar que se conserva durante o movimento da bola. IV. A energia mecânica da bola é uma grandeza escalar que pode ser expressa em kW.h e que se conserva durante o movimento da bola. Estão corretas apenas as afirmativas:

  26. 86

    ITA 2009

    Sabe-se que o momento angular de uma massa pontual é dado pelo produto vetorial do vetor posição dessa massa pelo seu momento linear.  Então, em termos das dimensões de comprimento (L), de massa (M), e de tempo (T), um momento angular qualquer tem sua dimensão dada por

  27. 87

    MACKENZIE 2007

    Uma pequena esfera é abandonada do repouso, de uma altura de 2,00 m em relação ao solo, e se choca contra ele com uma velocidade v. Em seguida, retorna segundo a mesma vertical e atinge a altura máxima de 1,28 m. Desprezando-se os efeitos da resistência do ar, o módulo da velocidade com que essa esfera iniciou seu movimento de subida:

  28. 88

    UNB 2015

    Coeficiente de restituição é a relação entre as velocidades de um objeto depois e antes de uma colisão. Por exemplo, se uma bola, solta de uma altura h1, quicar no solo e retornar a uma altura h2, com h2 1, o coeficiente de restituição do solo será menor que 1.   Considere a situação em que uma bola cai, na vertical, de uma altura h sobre uma superfície cujo coeficiente de restituição seja igual a 0,5. Nessa situação, desconsiderando-se a resistência do ar, a bola retornará até a altura

  29. 89

    CEFET-MG 2012

    Em uma quadra poliesportiva, um jogador, com os braços estendidos à altura de sua cabeça, solta uma bola de futebol verticalmente a partir do repouso. Em seguida essa bola colide com o piso horizontal da quadra e, logo após, ela atinge uma altura menor do que a inicial. Desprezando-se a resistência do ar, nessas circunstâncias,

  30. 90

    UFSM 2003

    Assinale falsa (F) ou verdadeira (V) em cada uma das afirmativas. Sobre a grandeza física IMPULSO, pode-se afirmar:   (     ) O impulso é uma grandeza instantânea. (     ) A direção e o sentido do impulso são os mesmos da força aplicada sobre o corpo. (     ) A força que produz o impulso é causada pela interação dos corpos que colidem. (     ) O impulso mede a quantidade de movimento do corpo.   A sequência correta é

Gerar PDF da Página

Conteúdo exclusivo para assinantes

Assine um de nossos planos para ter acessos exclusivos e continuar estudando em busca da sua aprovação.

Ver planos