Tenha acesso completo aos conteúdos do Stoodi

Plano de estudos, exercícios, videoaulas, correção de redação e mais!

Banco de Exercícios

Lista de exercícios

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Blocos Supranacionais dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Geografia com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página

Conteúdo exclusivo para assinantes

Assine um de nossos planos para ter acessos exclusivos e continuar estudando em busca da sua aprovação.

Ver planos

  1. 31. UFLA 2013
    O BRASIL ESTÁ EM DESTAQUE NO CENÁRIO MUNDIAL “Conforme analisa Douglas McWilliams, executivo-chefe da CEBR: ‘O Brasil e o novo grupo de países emergentes têm batido os países europeus no futebol por um longo tempo, mas batê-los em economia é um fenômeno novo. No mundo econômico, a classificação mostra como o mapa econômico está mudando, com países asiáticos e commodities, economias produtoras subindo enquanto a Europa cai para trás.’” PEIXOTO, Alberto, 29 dez. 2011. Disponível em: http://portal.rg3.net/index.php/alberto-peixoto/193-o-brasil-esta-emdestaque-no-cenario-mundial.html. Acesso em: set. 2012 (adaptado).   É CORRETO afirmar que o texto acima:
  2. 32. UEMS 2006
    Sobre o processo de globalização, escolha a alternativa correta: I. O processo de globalização tende a promover a expansão das multinacionais e a padronizar os produtos de consumo de massa. II. A política neoliberal tem como pressuposto defender a participação do Estado na condução da economia da Nação. III. A formação dos blocos econômicos mundiais nada tem a ver com o processo de globalização, uma vez que o processo de formação dos blocos econômicos implica na não interdependência econômica entre os países associados. Assinale a alternativa correta:
  3. 33. UFOP 2008
    O Mercosul é um processo de integração econômica regional que objetiva a construção de um Mercado Comum na América do Sul.   Sobre o Mercosul, assinale a alternativa incorreta:
  4. 34. UNAMA 2010
    Feudos Modernos Um mundo que amplia as redes de transporte e derruba barreiras à circulação de mercadorias ergue ‘muros’ contra o livre trânsito de pessoas. TONELLO, Márcia Nogueira. Atualidades Vestibular 2010.Ed. Abril.2009, p. 161.   No contexto da citação acima, é verdadeiro afirmar que
  5. 35. PUC-RS 2015
    A divisão do mundo em Estados nacionais, com fronteiras, moedas e alfândegas, cria barreiras à livre circulação de mercadorias, serviços, capitais e pessoas. A criação de blocos econômicos é uma tentativa de reduzir essas barreiras em escala regional, mas também uma forma de os países membros se fortalecerem frente ao processo de globalização.   Nesse processo, NÃO constitui uma forma de organização de blocos econômicos a
  6. 36. UNIOESTE 2016
    A segunda metade do século XX caracterizou-se pela emergência de blocos econômicos regionais. O primeiro e mais conhecido bloco surgiu em 1951, sob a denominação de Mercado Comum Europeu, que mais tarde evoluiu de bloco econômico para uma nova unidade política, a União Europeia. A partir da década de 1990, em função das mudanças na geopolítica mundial, seguiram-se outras iniciativas de integração. Atualmente, pode-se dizer que, ao lado da globalização, o mundo está dividido em vários blocos econômicos regionais. Assinale a alternativa CORRETA que indique os blocos que integrem somente países do continente americano.
  7. 37. ENEM 1998
    As diferentes formas em que as sociedades se organizam socioeconomicamente visam a atender suas necessidades para a época. O liberalismo, atualmente, assume papel crescente, com os Estados diminuindo sua atuação em várias áreas, inclusive vendendo empresas estatais. Da ideia de interferência estatal na economia, do “Estado de Bem-Estar”, da assistência social ampla e emprego garantido por lei, e, às vezes, à custa de subsídios (na Europa, defendido pela Social-Democracia), caminha-se para um Estado enxuto e ágil, onde a manutenção do progresso econômico e uma maior liberdade na conquista do mercado são as formas de assegurar ao cidadão o acesso ao bem-estar. Nem sempre a população concorda. Neste contexto, as eleições gerais na Alemanha, poderiam levar Helmuth Kohl, com longa e frutuosa carreira à frente daquele país, a entregar o posto ao social-democrata Gerhard Schroeder. O desemprego na Alemanha atinge seu ponto máximo. A moeda única europeia será o fim do Marco Alemão. A imagem de Helmuth Kohl começa a desvanecer-se. Seja como for, ele luta. Mas recebeu um novo e tremendo golpe: o Partido Liberal (FDP) deixou Kohl. O secretário Geral do FDP, Guido Westerwelle declarou: Começou o fim da era Kohl!   A Alemanha ajuda a concretizar o bloco econômico da União Europeia. Sustentada pelo grande objetivo de formação de um bloco econômico, a participação da Alemanha neste bloco implica a adoção de um sistema socioeconômico que
  8. 38. UNESP 2016
    O comércio internacional tem sido marcado por uma proliferação sem precedentes de acordos preferenciais de comércio regionais, sub-regionais, inter-regionais e, em especial, bilaterais (denominados Acordos Preferenciais de Comércio – APC). Atualmente, são poucos os países que ainda não fazem parte desses acordos. Com o impasse nas negociações da Rodada Doha da OMC, a alternativa das principais economias do mundo, como Estados Unidos, União Europeia e China, foi buscar a celebração de APC como forma de consolidar e ter acesso a novos mercados. O receio de boa parte dos países desenvolvidos, de economias em transição e em desenvolvimento de perderem espaço em suas exportações levou-os a aderir maciçamente aos APC. (Umberto Celli Junior e Belisa E. Eleoterio. “O Brasil, o Mercosul e os acordos preferenciais de comércio”. In: Enrique Iglesias et al. (orgs.). Os desafios da América Latina no século XXI, 2015.)     Considerando o contexto dinâmico apresentado pelo excerto, compreende-se a proliferação dos acordos preferenciais de comércio como resultado
  9. 39. PUC-PR 2010
    O conceito de BRIC foi criado por Jim O’Neil, economista chefe do Banco de Investimentos Goldman Sachs em 2001.   Com relação ao BRIC, é CORRETO afirmar:
  10. 40. ENEM 1999
    Em dezembro de 1998, um dos assuntos mais veiculados nos jornais era o que tratava da moeda única europeia. Leia a notícia destacada abaixo.   O nascimento do Euro, a moeda única a ser adotada por onze países europeus a partir de 1 de janeiro, é possivelmente a mais importante realização deste continente nos últimos dez anos que assistiu à derrubada do Muro de Berlim, à reunificação das Alemanhas, à libertação dos países da Cortina de Ferro e ao fim da União Soviética. Enquanto todos esses eventos têm a ver com a desmontagem de estruturas do passado, o Euro é uma ousada aposta no futuro e uma prova da vitalidade da sociedade Européia. A “Euroland”, região abrangida por Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Itália, Luxemburgo e Portugal, tem um PIB (Produto Interno Bruto) equivalente a quase 80% do americano, 289 milhões de consumidores e responde por cerca de 20% do comércio internacional. Com este cacife, o Euro vai disputar com o dólar a condição de moeda hegemônica.   A matéria refere-se à “desmontagem das estruturas do passado”, que pode ser entendida como
  11. 41. UNAMA 2013
    A Europa em meio à turbulência. Dez anos após a criação do euro, moeda única adotada por 17 dos 27 países da União Européia, o bloco está enfrentando desde 2011 a mais grave crise econômica e social de sua história, com reflexos em todo o mundo. Atualidades: vestibular+enem 2º semestre 2012. p, 56 (adaptado).   Sobre a crise da União Europeia, é correto afirmar que
  12. 42. UNB 2012
    Crise do euro – união monetária faz dez anos na Europa Em 1.o de janeiro de 2002, entrou oficialmente em circulação o euro, que passou a ser a moeda única corrente em países da União Europeia. Na época, o lastro monetário simbolizava a integração do continente, que, no século XX, enfrentou, além de duas guerras mundiais, divisão ideológica, a qual quase provocou uma terceira guerra. Hoje, porém, o euro é sinônimo de incertezas, numa crise que ameaça o futuro da segunda maior economia do planeta. A   Europa enfrenta, desde 2009, uma crise de débitos que ameaça a estabilidade do bloco, o que obriga os governos a fazer reformas impopulares. Em 2012, o desafio dos líderes europeus tem sido manter na Zona do Euro os países em crise financeira, de modo a impedir o enfraquecimento da aliança. Disponível em: www.educacao.uol.com.br (adaptado).   Os fatos mencionados no texto estão associados à atual crise monetária da União Europeia. Um dos motivos dessa crise é
  13. 43. UFTM 2009
    Um choque petrolífero pode, com um intervalo de tempo, provocar uma desaceleração ou uma recessão numa região do mundo e, simultaneamente, estimular a economia numa outra região. No total, uma transferência de atividades intensivas em energia dos países do Norte para os países emergentes soma-se a um aumento do tráfego mundial de mercadorias para acrescer finalmente o consumo de energia. As pretensas “economias do conhecimento” pós-industriais da OCDE (organização que reúne os 30 países mais ricos do mundo) repousam numa transferência maciça da sua base material e energética para as “economias emergentes”. Disponível em: www.resistir.info.   Sobre o petróleo no mundo, considere as afirmações a seguir: I. A origem do petróleo está relacionada às rochas cristalinas que sofreram lento metamorfismo ao longo de milhões de anos, aprisionando matéria orgânica em seu interior, que foi convertida em hidrocarbonetos. II. As maiores reservas de petróleo encontram-se em maciços cristalinos metamorfizados, com destaque para os Montes Apalaches, nos Estados Unidos, e o Planalto da Arábia no Oriente Médio. Só em período recente, foram descobertas reservas nos fundos oceânicos, acumuladas em fossas como a de Porto Rico, no Golfo do México. III. Sua dupla função é uma das razões para o grande consumo. Seus derivados servem como fonte de energia, utilizada nos mais variados meios de transportes e em usinas termelétricas, e também como matéria-prima em várias indústrias, como farmacêuticas, de fertilizantes, de tintas, entre outras. IV. Sua desigual distribuição entre os países é fonte constante de conflitos. A OPEP, um cartel que reúne vários países produtores e exportadores de petróleo, controla em torno de 40% da produção mundial e 70% das reservas comprovadas.   Estão corretas somente
  14. 44. UEG 2002
    A América Latina passa por um novo ciclo de crises institucionais, sociais e econômicas. Sobre a América Latina, é INCORRETO afirmar:
  15. 45. UEFS 2015
    Os membros do grupo BRICS, embora sejam unidos pela importância de suas economias no contexto global, guardam sensíveis diferenças nos papéis que desempenham na política internacional deste século XXI.   Entre essas diferenças, está
  16. 46. UNICENTRO 2009
    Considerando-se as questões que envolvem aspectos da geopolítica mundial, no período pós Guerra Fria, pode-se afirmar:
  17. 47. UNEMAT 2009
    O final do século XX revelou novas tendências, dentre as quais a globalização e o processo de formação dos blocos econômicos.    Sobre o processo de globalização, é correto afirmar.
  18. 48. UNCISAL 2009
    Um dos fenômenos importantes da economia global é a formação de blocos econômicos.   Sobre seus modelos, características e exemplos, pode-se considerar
  19. 49. UFU 2013
    A morte de Hugo Chávez na terça-feira (5/03/2013), aos 58 anos, marca o fim de um período de quase 14 anos nos quais o ex-coronel esteve à frente do país e promoveu inúmeras transformações defendidas por seus simpatizantes e criticadas pelos opositores. Disponível em: . Acesso: 13 mar. 2013.     A Venezuela, no período em que Hugo Chaves ocupou o mais alto cargo do poder executivo, foi palco de diversos acontecimentos relevantes para a história do país, dentre eles,
  20. 50. UNAMA 2012
    Os emergentes são países que se localizam na periferia do capitalismo, mas são cada vez mais interessantes para o capitalismo globalizado graças a seu parque industrial, ao mercado consumidor, ou ainda, por apresentarem possibilidades de produção para exportação, já que oferecem vantagens competitivas no mercado internacional. MOREIRA, J. C.; SENE, E. Geografia do Ensino Médio, p. 344 (adaptado).   Sobre o assunto, é correto afirmar que
  21. 51. UEL 2011
    Área de Livre Comércio das Américas (ALCA) é o nome dado ao processo de expansão do:
  22. 52. UNAMA 2010
    No início da década de 2001, uma nova sigla surge no mundo econômico, os BRICS, denominação dada a um grupo de países gigantes, de economia emergente e grande população absoluta: Brasil, Rússia, Índia e China, cujo crescimento econômico poderá incomodar no futuro os países ricos.   Sobre estes países, é correto afirmar que:
  23. 53. UFRN 2009
    A União Europeia representa o mais complexo e avançado estágio de integração entre países.   Acerca da integração da Europa, o Tratado de 
  24. 54. UESC 2011
    Dentre os fatores responsáveis pelas mudanças na distribuição espacial da atividade industrial no Brasil, encontra-se
  25. 55. UFT 2014
    Sobre o Mercado Comum do Sul (MERCOSUL), é INCORRETO afirmar:
  26. 56. ENEM - 3 APLICACAO 2014
    As consequências da crise na zona do euro só estão começando para a maioria dos países. Em 2008, perseguindo maior competitividade, a França já havia eliminado o limite de 35 horas semanais de trabalho no país. As empresas também têm endurecido nas negociações com os sindicatos, a fim de cortar gastos com mão de obra. As economias dos países mais encrencados são também as mais "pesadas" em termos de custo de mão de obra e as menos produtivas da Europa. Folha de São Paulo, 11 dez. 2011 (adaptado).   A crise na zona do euro já apresenta impactos no trabalho e na produção, em função da 
  27. 57. UFMS 2008
    Em dezembro de 2006, os líderes da União Europeia endureceram as regras para a adesão de novos membros no bloco, o que ameaça as negociações atualmente em curso com a Turquia. Com território em dois continentes, Europa e Ásia, a Turquia, ao contrário de outros países com maioria de população muçulmana, estabeleceu uma rígida separação entre o Estado e a religião, além de ter implantado uma série de reformas estruturais visando adaptar o país às condições exigidas pela União Europeia. Ainda assim, essa adesão esbarra em vários problemas. Considerando as informações acima e os seus conhecimentos sobre o assunto, assinale a alternativa correta a respeito dos problemas que dificultam a inserção da Turquia na União Europeia.
  28. 58. UNICENTRO 2010
    A formação do MERCOSUL e do NAFTA significou um grande avanço para o Continente Americano porque deram início à defesa de um comércio mais intenso entre os países de todo o continente. Assinale a alternativa correta.
  29. 59. PUC-RS 2008
    Nos primeiros meses de 2008, a moeda dos Estados Unidos da América do Norte sofreu uma série de desvalorizações frente a outras moedas, como, por exemplo, o Euro.   O Euro
  30. 60. UFMG 1997
    Todas as alternativas apresentam afirmações corretas sobre o MERCOSUL, EXCETO:
Gerar PDF da Página

Conteúdo exclusivo para assinantes

Assine um de nossos planos para ter acessos exclusivos e continuar estudando em busca da sua aprovação.

Ver planos