Tenha acesso completo aos conteúdos do Stoodi

Plano de estudos, exercícios, videoaulas, correção de redação e mais!

Exercícios de Conflitos na África

Voltar para Conflitos na África

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Conflitos na África dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Geografia com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 31. UFMG 1997
    Em 1891, Premph I, rei dos Ashanti, na Costa do Ouro (atual Gana, África), respondeu da seguinte forma a uma consulta: "A proposta para o pais Ashanti, na presente situação, colocar-se sob proteção de Sua Majestade a Rainha e Imperatriz da  Índia foi objeto de  exame aprofundado,  mas me permitam dizer que chegamos à seguinte conclusão: meu reino, o Ashanti, jamais aderirá a tal política.".   A conquista da África pelos países europeus
  2. 32. UNIR 2011
    Sobre o continente africano, marque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas.   ( ) Grande parte dos países da África possui economia essencialmente agrícola, sendo dependente das importações de petróleo e de produtos industrializados. ( ) Na África Subsaariana, a pobreza tem sido agravada devido à ocorrência de graves conflitos originados pela disputa das riquezas naturais e por tensões étnicas. ( ) Angola, Camarões, Chade e Nigéria são países com potencial mineral inexplorado e apresentam baixos índices de crescimento econômico. ( ) O norte da África tem países bem estruturados e urbanizados, como o Quênia e, em contraponto, existem Somália e Etiópia, nações mergulhadas em problemas gerados pelos elevados subsídios à agricultura.   Assinale a sequência correta.  
  3. 33. ESPM 2012
    Observe o texto:   O autor George Clooney e outras 13 pessoas – incluindo seu pai, deputados democratas e manifestantes como Martin Luther King 3º (filho do líder civil assassinado) – foram presos ontem em um protesto ocorrido em Washington contra o ditador Omar Bashir.   Os manifestantes foram presos pelo Serviço Secreto do EUA após três alertas por invadirem desordenadamente um limite estabelecido pela polícia diante da embaixada do país que era o alvo dos protestos. Fonte: Folha de S. Paulo; 17/03/2012.   O protesto em que esteve envolvido o astro de Hollywood era:
  4. 34. UEL 2006
    “O sentimento que experimento ao avistar de longe a favela da Rocinha esparramada no morro é idêntico ao de ter visto pela primeira vez, na África do Sul, o bantustão de Soweto, o gueto formado a pulso pelo regime racista do apartheid a partir dos anos de 1950. Lá está a sudoeste de Joanesburgo, o aglomerado de barracos também de madeira, zinco e papelão, lá está o gigantesco Soweto, o maior núcleo urbano da África do Sul, tão sólido quanto a Rocinha parece definitiva. No Rio de Janeiro, meu medo não é da ‘violência’ nem do ‘crime’: é medo da estratificação social e da pobreza irredutível.” (FELINTO, Marilene. Movimento Viva Rio ou a calamidade pública no Rio de Janeiro. In: Caros Amigos, ano VIII, n. 7, p. 6, abr. 2005.)   Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, é correto afirmar:
  5. 35. UNB 2015
    Na savana tropical mais diversificada do planeta — o cerrado —, os incêndios geralmente são breves. A maior parte das queimadas é provocada pelo homem. Também há casos de queimadas naturais, causadas por raios. Tanto em uma situação como em outra, o fogo favorece o brotamento de muitas plantas, além de estimular a floração, a abertura de frutos e a liberação de sementes. Compreende-se, atualmente, que uma série de características próprias desse ecossistema é fruto da adaptação dessa vegetação ao fogo. A frequência das queimadas influencia a fisionomia da vegetação, por diminuir a quantidade de árvores e aumentar a do estrato herbáceo, em especial de gramíneas, cujas raízes são mais superficiais e utilizam os nutrientes depositados na forma de cinza. Idem, ibidem.     O tipo de bioma mais característico do continente africano é a savana, semelhante ao cerrado. Nesse imenso continente, uma das maiores consequências da dominação colonial foi
  6. 36. UFPR 2016
    Segundo o Departamento de Direitos Humanos e Cidadania do governo estadual paranaense, “ser cidadão é ter direito à vida, à liberdade, à propriedade, à igualdade perante a lei: ter direitos civis. É também participar no destino da sociedade, votar, ser votado, ter direitos políticos. Os direitos civis e políticos não asseguram a democracia sem os direitos sociais, aqueles que garantem a participação do indivíduo na riqueza coletiva: o direito à educação, ao trabalho justo, à saúde, a uma velhice tranquila”. (disponível em: )   Sobre movimentos de conquista de cidadania na história contemporânea, considere as seguintes afirmativas:   1. O movimento sufragista lutou pelo direito das mulheres de votarem e serem votadas em países como o Brasil e os Estados Unidos entre o final do século XIX e a primeira metade do século XX.   2. O movimento de luta por direitos civis pelos negros norte-americanos nos anos 1960, liderado por Rosa Parks e Martin Luther King Jr., seguiu os princípios da não violência e da desobediência civil.   3. O movimento pelo Apartheid na África do Sul inaugurou a luta por cidadania em seu sentido moderno, após a Declaração Universal dos Direitos Humanos em 1948.   4. O movimento de luta por direitos dos LGBTT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) tem obtido conquistas, como a oficialização dos casamentos e a adoção de crianças.   Assinale a alternativa correta
  7. 37. UFMG 1999
    A ONU e a comunidade internacional, na tentativa de acabar com os focos de tensão em diferentes regiões do mundo, têm procurado promover acordos de paz. Contudo esses acordos só terão resultado, se os governantes e a população envolvidos em conflitos realmente priorizarem a paz. Considerando essas informações, é INCORRETO afirmar que
  8. 38. UFAM 2015
    A luta contra o apartheid na África do Sul foi um esforço coletivo, protagonizada por ampla e anônima maioria negra do país, orientada por vários dirigentes negros, apoiada por alguns líderes brancos e acompanhada pela indignação internacional. Contudo foi um único homem, recluso na prisão por quase três décadas, quem simbolizou a causa contra o regime segregacionista: Nelson Mandela ou, carinhosamente, Madiba para seus conterrâneos. Falecido em 5 de dezembro de 2013, aos 95 anos, há tempos ele lutava contra doenças recorrentes do período em que permaneceu preso por conta de sua luta pela abolição do apartheid. Prêmio Nobel da Paz em 1993, o homem considerado o herói do século XX deixou um legado de luta incomparável, tanto que ao anunciar sua morte, o atual presidente da África do Sul, emocionado, disse: “Ele descansou e agora está em paz. Nossa nação perdeu seu maior filho. Nosso povo perdeu seu pai.” No discurso proferido quando assumiu a presidência (1994), Mandela mais uma vez reforça o seu comprometimento na busca de “construir uma sociedade na qual todos os sulafricanos, brancos e negros fossem capazes de caminhar com a cabeça erguida sem medo em seus corações [...], uma nação arco-íris, em paz consigo mesma e com o mundo.”   Consoante aos seus conhecimentos sobre o tema exposto, você pode depreender que:   I. As primeiras manifestações contra o apartheid foram organizadas tanto pelo Congresso Nacional Africano (CNA), partido político fundado em 1912 para defender tanto o direito dos negros, quanto dos homens brancos de mentalidade liberal. II. Já como membro ativo do CNA, após o Massacre de Sharpeville em 1961, Mandela passou a defender que o apartheid não deveria ser mais combatido com a nãoviolência, mas por outros meios, como a sabotagem. III. Em 1976 o Massacre de Soweto, com mais de 500 mortos, recorda ao mundo a brutalidade do regime racista sul-africano. IV. Libertado após 27 anos de cárcere, Mandela negocia o fim do apartheid com o presidente Frederik De Klerc em 1993, sendo eleito o primeiro presidente negro da África do Sul no ano seguinte. V. Tanto a insanidade do apartheid como a crucial capacidade de luta e atitude conciliadora de Nelson Mandela em muito contribuiu para o mundo repensar o racismo e a segregação.   Assinale a alternativa correta:
  9. 39. UNIPAM 2015
    O continente africano tem recebido altos investimentos estrangeiros, porém precisa lidar com conflitos sangrentos, miséria e doença. Acerca desse continente, julgue os itens abaixo.   I. Os conflitos, juntamente com a fome e as epidemias, constitutivos do cenário do continente africano, são elementos relacionados a catástrofes naturais. II. Vários países, entre eles os EUA, a China e o Brasil, têm desenvolvido projetos de infraestrutura, mineração, hidrelétricas, petróleo e gás natural em várias nações do continente África. III. O continente África exerce importante papel estratégico nas relações políticas e ideológicas entre os países que compõem os blocos econômicos mundiais, principalmente em decorrência de sua riqueza mineral. IV. O alto grau de investimento financeiro por parte de nações europeias em algumas áreas específicas do continente África tem provocado um crescimento desordenado do continente, gerando desequilíbrio interno e ocasionando guerras civis. V. A extração e a exportação de minerais valiosos como estanho, cobalto, níquel, cromo e ouro são o motor de crescimento de diversos países da África Subsaariana.   É CORRETO o que se afirma em
  10. 40. PUC-RJ 2015
    O Apartheid foi uma política de segregação racial adotada pela República da África do Sul na segunda metade do século XX (1948-1994). Sobre esse período, analise as afirmativas abaixo:   I. Nas cidades a população negra era proibida de manter negócios em áreas destinadas aos brancos, assim como era impedida de circular livremente. II. Os negros eram excluídos do governo nacional e não podiam votar, exceto em eleições para instituições voltadas para a população negra, que não tinham qualquer poder de fato. III. A política de segregação isolava a população negra em guetos e realizava uma política de miscigenação da população negra como forma de garantir a dominação branca. IV. A maioria das terras produtivas foi destinada à população branca o que resultou no confisco da propriedade e na remoção forçada de milhões de negros.   Assinale:
  11. 41. UDESC 2016
     Analise as proposições em relação aos registros sobre o protagonismo das populações negras contra a discriminação racial.  I. No Brasil, Abdias Nascimento é considerado uma das lideranças mais expressivas da juventude negra comunista, participou ativamente da luta armada contra a ditadura militar e foi o criador do Teatro Experimental do Negro (TEN) e do Movimento Negro Unificado (MNU).   II. Durante as décadas de 60 e 70, Steve Biko liderou o Movimento da Consciência Negra contra o apartheid na África do Sul. Ficou famoso pelo slogan Black is Beautiful.   III. As Panteras Negras foi um movimento negro norte-americano criado nos anos 60 do século XX. Os militantes desse grupo radical pediam a libertação de todos os negros das penitenciárias americanas, e o pagamento de indenizações às famílias negras pelo período da escravidão. O grupo teve orientação marxista e foi severamente reprimido pelo FBI. Entre as lideranças, merecem destaque Huey Newton e Bobby Seale.  IV. Nação do Islã foi uma vertente religiosa norte-americana de luta contra a discriminação racial, praticava a luta política por meios legais, mas aceitava a violência para autoproteção. O grupo defendia a supremacia e o separatismo dos negros. Seu principal representante foi Malcolm X.   V. Em Santa Catarina, a população negra só conseguiu se mobilizar com organizações de combate  ao racismo a partir  da militância antirracial de Cruz e Sousa em meados do  século XIX.  Assinale a alternativa correta. 
  12. 42. UFU 2015
    A partir de 1948, o Partido Nacional, no poder na África do Sul, entregou-se à tarefa de transformar a separação em bases raciais – já existente na sociedade sul-africana – num complexo sistema legal e no fundamento real do Estado. Essencialmente preocupado em frear e impedir a vinda dos negros para as cidades, o governo branco iniciou a montagem do apartheid (apart-heid, ―"desenvolvimento separado"). LOPES, Marta Maria. O apartheid. São Paulo: Atual, 1990, p. 41. (Adaptado).   O apartheid, cujo desmantelamento contou com a histórica liderança de Nelson Mandela, estava originalmente relacionado
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login