Tenha acesso completo aos conteúdos do Stoodi

Plano de estudos, exercícios, videoaulas, correção de redação e mais!

Exercícios de Urbanização

Voltar para Urbanização

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Urbanização dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Geografia com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 31. ENEM 2012
    A imagem registra uma especificidade do contexto urbano em que a ausência ou ineficiência das políticas públicas resultou em 
  2. 32. UNESP 2008
    As previsões de especialistas para 2015 projetam que cerca de 33 cidades do mundo terão, pelo menos, 8 milhões de habitantes ocupando 0,4% da área do planeta. Assinale a alternativa que contém o processo descrito e alguns impactos ambientais importantes dele resultantes.
  3. 33. UFRGS 2015
    Observe a imagem abaixo. Da janela de um avião descendo no aeroporto de Guarulhos, percebe-se que a extensão da malha urbana dificulta a definição dos limites entre os municípios vizinhos ao de São Paulo. O conceito que melhor expressa a unificação da extensão territorial de vários municípios é
  4. 34. UERJ 2016
    Em Nova York, habitação social vive o “boom” das rendas mistas "50-30-20" é um termo quente na cidade norte-americana de Nova York hoje em dia. É também o apelido dos imóveis financiados pela prefeitura que miram a integração das rendas mistas na habitação. Nesse modelo de empreendimento, 50% do total de unidades de cada prédio são ocupadas por famílias de classe média, 30% por moradores de classe média-baixa, e 20% destinam-se à baixa renda. O presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional de Nova York, Marc Jahr, afirma que a instituição já financiou e construiu quase 8 mil apartamentos nesse modelo: “Acreditamos que prédios com rendas mistas e bairros com economias diversas são pilares de comunidades estáveis”. Adaptado de prefeitura.sp.gov.br. O Estado é um agente fundamental na produção do espaço, pois suas ações interferem de forma acentuada sobre a dinâmica e a organização das cidades. A principal finalidade de uma política pública como a relatada no texto é:
  5. 35. UFF 2011
    EM 5 ANOS, NOVA ORLEANS RENASCE BRANCA “A tragédia do furacão Katrina em Nova Orleans completa cinco anos neste mês com um legado que vai muito além das casas ainda destruídas da cidade: o equilíbrio de poder foi totalmente realinhado, a clivagem racial, aprofundada. A maioria negra, que sofreu retirada forçada durante a enchente ocorrida após o furacão, viu sua dominância sobre a política das últimas décadas ir se esvaindo até que praticamente todos os órgãos eletivos locais “embranqueceram”. (...) Moradores e estudiosos afirmam que a virada é resultado de um esforço deliberado. O primeiro plano de reconstrução da cidade previa fazer parques nos bairros negros devastados. Pra onde os antigos moradores voltariam? De preferência, para lugar nenhum.” Folha de São Paulo, 08/08/2010, p. A24. Para além dos efeitos imediatos do furacão Katrina, a reportagem focaliza a dinâmica de “embranquecimento” de Nova Orleans, diretamente associada a processos de
  6. 36. UEL 2011
    Sobre o conceito de cidades globais e megacidades, considere as afirmativas a seguir. I. As cidades globais possuem grande influência regional, nacional e internacional e, de acordo com a influência que desempenham na esfera global, são classificadas em três grupos: alfa, beta e gama. II. As megacidades mundiais, a exemplo de Rio de Janeiro, Buenos Aires e Jacarta, também são cidades globais por apresentarem uma grande concentração populacional. III. O grupo alfa representa cidades de maior influência no cenário global, a exemplo de Londres, Paris, Frankfurt, Milão (europeias), além de Nova York, Tóquio, Los Angeles, Chicago, Hong Kong e Cingapura. IV. Tanto as cidades globais como as megacidades recebem seu nome por apresentarem grande concentração de riquezas distribuídas de maneira uniforme entre seus habitantes. Assinale a alternativa correta.
  7. 37. CEFET-MG 2015
    Nas figuras a seguir as setas indicam movimento pendular diário: residência / local de trabalho / residência. As imagens I, II, III, IV e V representam, respectivamente, os seguintes elementos da rede urbana:
  8. 38. ENEM 2013
    Pense no crescimento tecnológico de sua cidade nos últimos 10 ou 15 anos e perceberá que, embora ela tenha crescido, a maioria dos novos bairros é moradia de pessoas humildes que, ou foram expulsas da área mais central pelo progresso técnico-científico, ou vieram do campo ou de outras regiões buscando melhores condições de vida, mas agora residem em lugares desprovidos dos serviços básicos. SOUZA, A. J. Texto e sugestões de atividades para abordar os conceitos de progresso e desenvolvimento. In: Ciência Geográfica, AGB, dez. 1995 (adaptado). Com as transformações ocorridas nas áreas rurais e urbanas das cidades pelo advento das tecnologias, as pessoas procuram se beneficiar de novas formas de sobrevivência. Para isso, apropriam-se dos espaços irregularmente. Diante dessa situação, o poder público deve criar políticas capazes de gerar
  9. 39. IFSUL 2011
    Estão no topo de uma hierarquia urbana mundial, comportando-se como centros articuladores dos fluxos gerados pela globalização econômica. Destacam-se no espaço geográfico mundial por abrigar as matrizes de grandes empresas e por sediar as bolsas de valores mais movimentadas do planeta. São exemplos: Nova Iorque, Londres, Tóquio, Frankfurt. As descrições acima referem-se às
  10. 40. UERJ 2015
    O lixo gerado especialmente nas cidades mais populosas se tornou, no último século, um dos fatores causadores de impactos ambientais nem sempre reversíveis a curto prazo. Um dos problemas e uma das soluções relativos ao acúmulo do lixo em áreas urbanas estão apresentados em:
  11. 41. UECE 2015
    Leia os textos abaixo. TEXTO 1 Uma das principais características das regiões metropolitanas é o crescimento dos tecidos urbanos. Com o crescimento das cidades limítrofes, antigas áreas pertencentes às diversas municipalidades que não eram ocupadas anteriormente passam a compor uma unicidade no tecido metropolitano produzindo assim uma unidade espacial de escala e complexidade distinta da inicial. TEXTO 2 Um sistema integrado de cidades que passa a estabelecer fluxos sociais, econômicos, políticos e culturais. Forma-se, portanto, um sistema de múltiplas espacialidades nas quais as cidades são conectadas por fluxos populacionais, serviços, informações e capitais, constituindo “nós” que entrelaçam as ligações entre esses lugares. Aqueles fluxos seguem uma hierarquização que é sempre comandada por cidades maiores e que disponibilizam, sobretudo, serviços para as outras cidades. Os textos 1 e 2 indicam respectivamente fenômenos relacionados à
  12. 42. UEL 2015
    Leia o texto e observe as figuras a seguir. O esquema clássico de hierarquia urbana teve origem no final do século XIX e se estendeu até meados da década de 1970. Porém, essa concepção tradicional de hierarquia urbana não explica as relações travadas entre as cidades no interior da rede urbana. Dessa forma, uma nova hierarquia urbana foi elaborada, aproximando-se da realidade de uma rede urbana. Adaptado de: MOREIRA, J. C.; SENE, E. Geografia para o Ensino Médio: geografia geral e do Brasil. V.único. São Paulo: Scipione, 2002, p.101-102. A figura a seguir mostra as relações entre as cidades em uma rede urbana. Com base no texto, associe os elementos da figura com as descrições apresentadas a seguir. A. As relações seguem uma hierarquia crescente sob a influência de certos centros urbanos. B. Em função dos avanços tecnológicos nos transportes e nas comunicações, rompe-se com a hierarquia rígida. C. A cidade local pode se relacionar diretamente com a metrópole nacional, pois a hierarquia é rompida. D. As relações das cidades são diretas com a metrópole nacional, sem a intermediação de cidade de porte médio. E. A hierarquia é destacada a partir da submissão das cidades menores às grandes cidades. Assinale a alternativa que contém a associação correta.
  13. 43. FGV-RJ 2015
    Leia com atenção: Nos anos 1860, se esquematiza uma reflexão em torno dos valores fundiários do território urbano. Na origem dessa reflexão, teorizada por Julius Faucher em 1867, encontra-se a crise habitacional, cuja causa é atribuída aos preços fundiários: o nível desses preços seria artificialmente elevado pela especulação, notadamente nas áreas de expansão imediata das cidades. Elsa VONAU. Urbanismo: a invenção do zoneamento. In: O mapa, desafio contemporâneo: La documentation Française, dossier no 8036. p. 58 Relacionando o que o texto afirma com a realidade urbana contemporânea do Brasil, é correto afirmar:
  14. 44. IBMECRJ 2009
    O processo de urbanização dos espaços geográficos mundiais vem se intensificando nas últimas décadas. Sobre a temática, assinale a afirmativa INCORRETA.
  15. 45. UECE 2008
    A tradição nos estudos de geografia urbana no Brasil privilegiou a análise das áreas metropolitanas e o crescimento das grandes cidades. Recentemente, observa-se um crescente interesse pela compreensão das cidades médias e suas articulações no contexto regional e nacional. Assinale o correto.
  16. 46. UEL 2005
    Analise a figura a seguir. Com base na tira e nos conhecimentos sobre poluição nas grandes cidades, é correto afirmar:
  17. 47. UFU 2011
    A figura abaixo representa o processo de conurbação. Analise as afirmações abaixo. I - A conurbação ocorre quando há a superposição ou o encontro de duas ou mais cidades próximas devido ao seu crescimento. Para ocorrer esse processo, as duas cidades devem ter, necessariamente, o mesmo tamanho e a mesma densidade populacional. II - O êxodo rural pode ser considerado um dos fatores que contribuem para o surgimento do processo de conurbação, pois provoca a expansão dos grandes centros urbanos. III - O processo de conurbação, em geral, dá origem à formação de regiões metropolitanas, como por exemplo, a Região Metropolitana de São Paulo e Rio de Janeiro. IV - Conurbação é o nome dado para o crescimento de duas ou mais cidades vizinhas, que acabam por formar um único aglomerado urbano, no qual, em geral, há uma cidade principal e uma (ou mais de uma) cidade-satélite. Assinale a alternativa que apresenta as afirmativas corretas.
  18. 48. UFG 2012
    Leia o texto a seguir. “A urbanização vertiginosa, coincidindo com o fim do período de acelerada expansão da economia brasileira, introduziu no território das cidades um novo e dramático significado: mais do que evocar progresso ou desenvolvimento, elas passam a retratar – e reproduzir – de forma paradigmática as injustiças e desigualdades da sociedade.” BRASIL. Estatuto da cidade. Brasília: Câmara dos Deputados, 2001. p. 23; 25. As contradições apontadas no texto são confirmadas pelo Censo Demográfico de 2010, indicando que 84% da população mora nas cidades. Essas contradições podem ser reduzidas com a adoção de um mecanismo que torne mais eficaz a ocupação do espaço urbano. Trata-se do seguinte instrumento:
  19. 49. UEL 2014
    Leia o texto a seguir. Segundo a Globalization and World Cities Study Group & Network, atualmente são reconhecidas mais de 50 cidades globais no planeta, divididas em três grupos, por grau de importância, Alfa, Beta e Gama. (Adaptado de: INFOESCOLA. “Cidades Globais”. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2013.) Sobre o conceito de cidade global, assinale a alternativa correta.
  20. 50. UNESP 2010
    Correlacione os conceitos a seguir: I. Urbanização; II. Rede urbana; III. Hierarquia urbana; IV. Polarização e V. Metrópole. (     ) As aglomerações urbanas mantêm e reforçam laços interdependentes entre si e com outras áreas que elas atraem. Estas áreas que sofrem atração podem, às vezes, pertencer a regiões homogêneas diversas. Estas áreas criam um sistema urbano regional mais bem definido. Portanto, as regiões, de forma geral, nada mais são que recortes territoriais destas áreas. (     ) A característica marcante da estrutura dos sistemas de cidades que varia de acordo com seu tamanho, com a extensão de sua área de influência espacial e com a sua qualidade funcional no que se refere aos fluxos de bens, de pessoas, de capital e de serviços. No esquema atual das relações entre as cidades, uma vila pode se relacionar diretamente com a metrópole nacional, ao contrário do esquema clássico, onde a vila se relaciona, primeiramente, com a cidade local, depois com o centro regional, e em sequência, com a metrópole regional e nacional. (     ) O processo vinculado às transformações sociais que provocam a mobilização de pessoas, geralmente, de espaços rurais para centros urbanos. Essa mobilização de pessoas é motivada pela busca por estratégias de sobrevivência, visando à inserção no mercado de trabalho bem como na vida social e cultural do centro urbano. (     ) O conjunto articulado ou integrado de áreas urbanas que cobrem um determinado espaço geográfico e que se relacionam continuamente. (     ) O termo empregado para cidade central de uma determinada região geográfica, densamente urbanizada, que assume posição de destaque na economia, na política, na vida cultural etc. A mancha urbana é formada, geralmente, por cidades com tendência ao fenômeno de conurbação. Vários municípios formam uma grande comunidade, interdependente entre si e com a preocupação de resolver os problemas de interesse comum. A sequência correta obtida a partir da correlação entre os conceitos e as definições é:
  21. 51. UNESP 2009
    Nos dias atuais, existe uma verdadeira marcha da urbanização. Se, em 1940, apenas 30% da população total do país vivia em cidades, em 2007 essa porcentagem avança para 83% (PNAD/IBGE 2007 – ano-base 2006), o que significa dizer que 8, em cada 10 brasileiros, vivem em núcleos urbanos. Entretanto, essa população vem apresentando novas tendências. Em seus fluxos migratórios, ocorre um “reforço da metropolização juntamente com uma espécie de desmetropolização”. (Santos, 1993) Analise as afirmações que seguem. I. A população urbana, em grande parte, concentra-se no Sudeste do país, em especial nas metrópoles de São Paulo e Rio de Janeiro. II. Concomitantemente à permanência do peso acentuado das metrópoles, ocorre a desconcentração ou repartição de atividades entre as metrópoles e outros núcleos urbanos. III. Os novos fluxos migratórios representam na atualidade uma nova onda do êxodo rural, o qual interfere diretamente na proliferação de metrópoles no país. IV. A emergência e a consolidação das cidades médias brasileiras acabam atestando a desconcentração das atividades produtivas, o que evidencia uma nova divisão territorial do trabalho no país. V. A desmetropolização aponta o fato de que as metrópoles perdem importância na economia local e global. Assinale a alternativa que reúne apenas os itens relacionados à dinâmica da urbanização brasileira na atualidade.
  22. 52. UNICAMP 2012
    O Brasil experimentou, na segunda metade do século 20, uma das mais rápidas transições urbanas da história mundial. Ela transformou rapidamente um país rural e agrícola em um país urbano e metropolitano, no qual grande parte da população passou a morar em cidades grandes. Hoje, quase dois quintos da população total residem em uma cidade de pelo menos um milhão de habitantes. (Adaptado de George Martine e Gordon McGranahan, “A transição urbana brasileira: trajetória, dificuldades e lições aprendidas”, em Rosana Baeninger (org.), População e cidades: subsídios para o planejamento e para as políticas sociais. Campinas: Nepo / Brasília: UNFPA, 2010, p. 11.) Considerando o trecho acima, assinale a alternativa correta.
  23. 53. G1 - CFTMG 2012
    Fonte: FERNANDES, Joseane de Souza. A Expansão Urbana de Belo Horizonte e da Região Metropolitana de Belo Horizonte: o caso específico do município de Ribeirão das Neves. Tese de doutorado. Cedeplar. UFMG, 2008. A partir da evolução do processo de metropolização apresentado, é correto inferir que a
  24. 54. FUVEST 2001
    No Brasil, os temas "crescimento populacional" e "exclusão social" aparecem, muitas vezes, vinculados às discussões sobre crescimento urbano. Considerando as ASSOCIAÇÕES mencionadas, assinale a alternativa correta.
  25. 55. UERJ 2009
    Com base no mapa, a correlação mais significativa entre os níveis de hierarquia urbana e o grau de modernização dos espaços agrícolas em todo o Brasil está indicada em:
  26. 56. UERJ 2015
    O movimento e a avenida Em vista da importância do Exército para as classes dominantes, não é de admirar que o tráfego militar fosse o fator determinante do planejamento das cidades, exemplificado pelo traçado das avenidas de Paris, proposto pelo prefeito Haussmann entre 1853 e 1870. Adaptado de MUNFORD, Lewis. A cidade na história: suas origens, transformações e perspectivas. São Paulo: Martins Fontes, 1991 Topografia da Maré facilita ocupação pelo Exército Ao adotar no Complexo da Maré estratégia semelhante à utilizada para ocupar os Complexos do Alemão e da Penha, o Exército vai encontrar mais vantagens do que desvantagens, apesar de a nova região ser maior e mais populosa. A topografia da área a ser pacificada é plana, e as ruas são mais largas, fatores que acabam facilitando a distribuição do efetivo e as manobras dos veículos militares. Adaptado de extra.globo.com, 02/04/2014. Apesar das muitas diferenças existentes entre Paris no século XIX e Rio de Janeiro no século XXI, os textos apontam para manifestações do exercício do poder militar em ambas as cidades. Nos dois contextos, é reconhecível a seguinte relação estratégica entre o espaço da cidade e a ação do Estado:
  27. 57. UFRGS 2007
    Sobre o processo de urbanização brasileiro recente, é correto afirmar que
  28. 58. PUC-MG 2006
    As cidades constituem espaços onde as transformações impostas à natureza são extremas e o grau de controle humano sobre os fluxos de matéria e energia é bastante elevado. Entretanto não se pode desconsiderar a importância dos fluxos oriundos dos processos naturais. Dentre os componentes ambientais urbanos mais transformados pelas interferências humanas está o clima. Constituem fenômenos climáticos acentuados pelas interações humanas com a atmosfera nas cidades, EXCETO:
  29. 59. ENEM 2018
    A dinâmica hidrológica expressa no gráfico demonstra que o processo de urbanização promove a
  30. 60. ENEM 2018
    Foi-se o tempo em que era possível mostrar um mundo econômico organizado em camadas bem definidas, onde grandes centros urbanos se ligavam, por si próprios, a economias adjacentes “lentas”, com o ritmo muito mais rápido do comércio e das finanças de longo alcance. Hoje tudo ocorre como se essas camadas sobrepostas estivessem mescladas e interpermeadas. Interdependências de curto e longo alcance não podem mais ser separadas umas das outras. BRENNER, N. A globalização como reterritorialização. Cadernos Metrópole, n. 24, jul.-dez. 2010 (adaptado).   A maior complexidade dos espaços urbanos contemporâneos ressaltada no texto explica-se pela
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login