A Crise da República das Oligarquias

3 vídeos timer 33 min

Diversos setores da sociedade brasileira não se viam representados politicamente pela República das Oligarquias. Os operários, a classe média urbana, os jovens oficiais do Exército (tenentes) e as chamadas "oligarquias dissidentes"(Rio Grande do Sul e Nordeste) estavam descontentes com a situação econômica, política e social do País.

A proposta deste módulo é mostrar como este descontentamento foi compreendido e manifestado por movimentos como o Tenentismo (Revolta dos 18 do Forte de Copacabana, Revolução de 1923, Revolução de 1924, Coluna Prestes) e a Revolução de 1930, o que resultou no fim da República Oligárquica e o início da Era Vargas.

Além disso, o módulo relaciona a perda da hegemonia política da oligarquia cafeeira paulista com os efeitos da Crise de 1929.

Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login