Tenha acesso completo aos conteúdos do Stoodi

Plano de estudos, exercícios, videoaulas, correção de redação e mais!

Exercícios de A Crise da República das Oligarquias

Voltar para A Crise da República das Oligarquias

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de A Crise da República das Oligarquias dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude História com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 1. UPE 2015
    As eleições de março de 1922 e o governo de Arthur Bernardes podem ser considerados um exemplo expressivo do tipo de resposta que a política brasileira daria à discussão sobre o caráter desmobilizador da legislação social. (GOMES, Ângela Maria de Castro. Burguesia e Trabalho. Política e legislação social no Brasil 1917-1937. Rio de Janeiro: Campus, 1979, p. 91.) Esse governo se caracterizou no âmbito sociopolítico pela
  2. 2. PUCPR 2004
    O governo de Washington Luís, entre várias dificuldades, teve também de enfrentar os efeitos:
  3. 3. UNESP 2009
    Os poucos grupos operários que foram procurar o general Isidoro no quartel da Luz para aderirem à revolução nem sequer foram por eIe recebidos, embora o general recebesse facilmente os representantes da Associação Comercial. (José de Souza Martins, Folha de S.PauIo, l 1.06.2004) O fragmento faz referência à Revolução de 1924. Esse evento relaciona-se com
  4. 4. G1 - CFTMG 2011
    Observe a charge publicada na revista O malho, em novembro de 1929. A imagem faz referência à (ao)  
  5. 5. PUCRS 2015
    O Movimento Tenentista foi um dos principais fatores de desestabilização da República Velha. Sobre esse movimento, é INCORRETO afirmar que
  6. 6. UECE 2015
    Atente as seguintes afirmações acerca do Movimento Tenentista no Brasil. I. O Tenentismo surgiu entre militares, especialmente entre os militares de baixa patente. II. Os Tenentes, de modo geral oriundos das camadas médias da população, defendiam a moralização da vida política. III. Nos anos 1920, organizaram várias ações militares, entre elas o chamado Levante de Copacabana. IV. Os Tenentistas pretendiam um governo comunista e exigiram, a partir de 1922, que seus líderes se filiassem ao PCB (Partido Comunista Brasileiro). Está correto o que se afirma apenas em 
  7. 7. UFRRJ 2004
    A charge exposta a seguir trata da política brasileira durante o período de crise do que se convencionou chamar de República Oligárquica. Charge de STONI na revista Careta, ano 22, n 1103, de 10/08/1929 In: LEMOS, Renato (organizador). "Historia do Brasil através da caricatura" (1840-2001). Rio de Janeiro: Bom Texto Editora e Produtora de Arte e Editora Letras 8. Expressões, 2001. p.61. A charge em questão joga com o nome de personagens importantes da política brasileira da época para compor o nome daquele que, conhecido como 'Cavaleiro da Esperança', carregava então um enorme prestígio e as aspirações de mudança de grandes parcelas do povo brasileiro a partir de sua atuação
  8. 8. UFRGS 2013
    Em 1924, grupos de militares rebeldes, que ficaram conhecidos como 'tenentes', revoltaram-se em São Paulo e no Rio Grande do Sul. O movimento paulista liderado por Miguel Costa; e o rio-grandense, por Luís Carlos Prestes, unidos, iniciaram uma marcha de protesto que percorreu o país até 1927 e ficou conhecida como Coluna Prestes. Uma das principais características do movimento foi
  9. 9. MACKENZIE 2012
    Atribui-se ao governador mineiro Antônio Carlos uma frase que simboliza a tensão existente no Brasil. em 1930: "Façamos a revolução, antes que o povo a faça." Tal demonstração de preocupação. por parte das elites da Aliança Liberal, mostra que elas tinham consciência de que era necessário agir para assumir o controle político e conter as insatisfações populares. A respeito da Revolução de 1930, como ilustra a foto da época, é correto afirmar que
  10. 10. UFPEL 2008
    Manifesto de Luís Carlos Prestes (maio/1930): "[...] Mais uma vez os verdadeiros interesses populares foram sacrificados vilmente, mistificado todo o povo, por uma campanha aparentemente democrática, mas que, no fundo, não era mais do que a luta entre os interesses contrários de duas correntes oligárquicas, apoiadas e estimuladas pelos dois grandes imperialismos que nos escravizam e aos quais os politiqueiros brasileiros entregam, de pés e mãos atados, toda a Nação. Fazendo tais afirmações, não posso, no entanto, deixar de reconhecer entre os elementos da Aliança Liberal grande número de revolucionários sinceros, com os quais creio poder continuar a contar na luta franca e decidida que ora proponho contra todos os opressores. [...] Contra as duas vigas mestres que sustentam economicamente os atuais oligarcas, precisam, pois, ser dirigidos os nossos golpes - a grande propriedade territorial e o imperialismo anglo-americano. Essas, as duas causas fundamentais da opressão política em que vivemos e das crises econômicas em que nos debatemos. [...] O governo dos coronéis, chefes políticos, donos da terra, só pode ser o que aí temos: opressão política e exploração não positiva". In: TÁVORA. Juarez. 'Memóriasz uma vida e muitas lutas'. Rio de Janeiro: Ed. José Olímpio, 1973. De acordo com o texto e com seus conhecimentos, é correto afirmar que o Manifesto se posiciona:
  11. 11. ACAFE 2019
    “No dia seguinte, centenas deles se entregaram, atendendo a um apelo do governo. Um grupo se dispôs, porém, a resistir. O forte voltou a ser bombardeado por mar e por aviões. Dezessete militares, com a adesão ocasional de um civil, decidiram sair pela praia de Copacabana, ao encontro das forças governamentais. Na troca de tiros, morreram dezesseis, ficando feridos os tenentes Siqueira Campos e Eduardo Gomes. Os Dezoito do Forte começavam a criar a legenda do tenentismo.”  FAUSTO, Boris. História do Brasil. 5ª edição. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1997. Página 308.  O texto evidencia uma revolta do movimento tenentista brasileiro. Acerca desse movimento, assinale a alternativa correta. 
  12. 12. FGV-RJ 2016
    A imagem a seguir é uma foto que retrata a marcha dos “18 do Forte”, ocorrida em 5 de julho de 1922, quando o Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro, foi tomado durante um levante militar. Esse movimento está relacionado     
  13. 13. MACKENZIE 2012
      Atribui-se ao governador mineiro Antônio Carlos uma frase que simboliza a tensão existente no Brasil, em 1930: “Façamos a revolução, antes que o povo a faça.” Tal demonstração de preocupação, por parte das elites da Aliança Liberal, mostra que elas tinham consciência de que era necessário agir para assumir o controle político e conter as insatisfações populares. A respeito da Revolução de 1930, como ilustra a foto da época, é correto afirmar que   
Gerar PDF da Página

Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.