Tenha acesso completo aos conteúdos do Stoodi

Plano de estudos, exercícios, videoaulas, correção de redação e mais!

UEG 2003

A crise do Feudalismo decorreu de uma série de transformações no mundo medieval. As relações entre os senhores feudais e a classe servil apresentaram uma forte tendência à radicalização, de forma que o esvaziamento do campo expressa com clareza essa mudança de rumo da sociedade feudal, especialmente no que se refere ao status quo dos proprietários.

Sobre a crise do Feudalismo, julgue as proposições abaixo.

 

I. O abrandamento dos vínculos restritivos que limitavam o acesso às corporações artesanais pôs em movimento um processo bastante intenso de urbanização das massas camponesas. Além disso, a intensificação das exigências do senhor para restabelecer o nível das rendas provocou o agravamento das condições de trabalho dos camponeses, estimulando ainda mais o processo migratório.

II. Para impedir a fuga da força de trabalho em direção às cidades, foram introduzidas medidas legais que impunham aos indivíduos sem rendimentos a prestação de um serviço junto a um senhor, aumentando o rigor das penas até então prescritas para os que se recusavam a obedecer às novas determinações da lei.

III. A redução dos rendimentos da classe dominante feudal exprime a crise de um sistema de exploração agrícola e os limites de uma forma de produção baseada nas corveias. Nesses termos, a elite senhorial optou por racionalizar o sistema de produção, estabelecendo novas condições que possibilitavam aos servos uma significativa melhoria de vida.

IV. A introdução de novas técnicas na produção feudal pelos senhorios aumentou a produtividade dos feudos, estancando o processo de expansão feudal para o Oriente, o que provocou o fortalecimento da elite feudal na baixa Idade Média.

 

Marque a alternativa CORRETA:

Escolha uma das alternativas.