Tenha acesso completo aos conteúdos do Stoodi

Plano de estudos, exercícios, videoaulas, correção de redação e mais!

Exercícios de Expansão Marítima

Voltar para Expansão Marítima

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Expansão Marítima dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude História com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 1. ENEM 2014
    Todo homem de bom juizo, depois que tiver realizado sua viagem, reconhecerá que é um milagre manifesto ter podido escapar de todos os perigos que se apresentam em sua peregrinação; tanto mais que há tantos outros acidentes que diariamente podem ai ocorrer que seria coisa pavorosa àqueles que aí navegam querer pô-los todos diante dos olhos quando querem empreender suas viagens. J. PT. 'Histoire de plusieurs voyages aventureux'. 1600. In: DELUMEAU, J. História do medo no Ocidente: 1300-1800. São Paulo Cia. das Letras. 2009 (adaptado). Esse relato, associado ao imaginário das viagens marítimas da época moderna, expressa um sentimento de
  2. 2. UFF 2012
    Considerando o processo de expansão da Europa moderna a partir dos séculos XV e XVI, pode-se afirmar que Portugal e Espanha tiveram um papel predominante. Esse papel, entretanto, dependeu, em larga medida, de uma rede composta por interesses
  3. 3. PUC-PR 1998
    "Os navegadores dos séculos XV e XVI deixaram o Mundo menor e o Homem maior". Analise o mapa abaixo e relacione os roteiros com seus respectivos navegadores.
  4. 4. UEPB 2013
    "Hoje, os aviões nos levam, por exemplo, de São Paulo ou Rio de Janeiro a Lisboa em apenas 9 horas, de maneira confortável, de modo que, ao chegarmos ao nosso destino, pouco sentimos o efeito da viagem de tantos milhares de quilômetros. Coisa bem diferente passava a tripulação das caravelas que cruzava o Atlântico, por mais de 45 dias sem ver terra" (José Alves de Freitas Neto e Célio Ricardo Tasinafo. História Geral e do Brasil. HARBRA. p. 231) Sobre as Grandes Navegações e' correto afirmar
  5. 5. FGV 2014
    Sobre as relações entre os reinos ibéricos e a expansão ultramarina, é correto afirmar que a
  6. 6. PUC-PR 1999
    Em plena Idade Média (1139/1140) nasceu Portugal, originário do Condado Portucalense. Enquanto o feudalismo era a marca política da Europa Ocidental, em Portugal mostrava-se frágil: o pequeno reino nascia unificado. Sobre o tema e evolução posterior, assinale a opção correta: I - O Condado Portucalense transformou-se em Estado, tendo sua independência proclamada por D. Afonso Henriques. II - Nos finais do século XIV ocorreu uma crise dinástica: com a morte de D. Fernando extinguiu-se a dinastia de Borgonha. III - A Revolução de Avis levou ao trono D. João, Mestre de Avis, apoiado pela burguesia de Lisboa e do Porto, além da adesão entusiástica da "arraia miúda". IV - A dinastia de Avis repeliu a política de expansão marítima, fixando prioridades da agricultura, meio de agradar à alta nobreza lusitana. V - Devido à política da dinastia de Avis, a expansão marítima somente ocorreria com o advento da dinastia de Bragança.
  7. 7. Espcex (Aman) 2011
    Um conjunto de forças e motivos econômicos, políticos e culturais impulsionou a expansão comercial e marítima europeia a partir do século XV, o que resultou, entre outras coisas, no domínio da África, da Ásia e da América. (Extraído SILVA, 1996) O fato que marcou o início da expansão marítima portuguesa foi o (a)
  8. 8. UECE 2015
    Acerca do projeto de expansão marítima dos portugueses, que resultou na chegada às terras americanas no século XVI, é INCORRETO afirmar que
  9. 9. PUC-MG 2006
    Em meio a grave conflito diplomático, em 1494, foi assinado o famoso Tratado de Tordesilhas para "dividir o mundo descoberto ou por descobrir" entre Portugal e Espanha. A partilha do mundo ultramarino, assegurada com esse acordo, garantia a Coroa portuguesa:
  10. 10. FGV 2000
    Leia atentamente as afirmações abaixo, sobre a expansão marítima e comerciaI moderna, e assinale a alternativa correta. I. O papel pioneiro na expansão marítima e comercial moderna foi dos Países Ibéricos, tendo Portugal iniciado o feito. II. O papel pioneiro na expansão marítima e comercial moderna foi dos Países Ibéricos, tendo a Espanha iniciado o feito. III. As conquistas espanholas em África (Ilhas Canárias) durante o século XIV, demonstraram a força da Invencível Armada as demais nações europeias. IV. A Revolução de Avis foi um marco antecedente fundamental para essa expansão. V. Bartolomeu Dias, navegador portugues, foi o responsável pela passagem pelo sul da Africa e pela chegada às Indias.
  11. 11. PUC-RS 2013
    Considere as afirmações abaixo sobre o processo de colonização da América Portuguesa pela Coroa Lusitana, iniciado com a expedição de Martin Afonso de Souza, em 1530. I. A experiência adotada no Brasil, a partir desse momento, irá seguir de perto o modelo já adotado pelos portugueses nos arquipélagos da Madeira e Cabo Verde, baseado no sistema de Capitanias Hereditárias e na produção açucareira voltada para o mercado europeu. II. A decisão pela colonização do Brasil foi tomada, dentre outras razões, pela enorme dificuldade encontrada pela Coroa Portuguesa em manter a posse da nova terra, tendo em vista a ameaça representada pela presença de franceses na costa brasileira e a resistência do indígena em se submeter à escravidão para extração de pau-brasil, principal riqueza que os lusitanos levavam da América para a Europa, nesse período. III. Dentre os motivos que levaram à decisão pelo sistema de Capitanias Hereditárias, devemos citar a falta de condições financeiras da Coroa Portuguesa em empreender uma colonização com recursos pró- prios, em função de seu envolvimento na exploração das rotas comerciais com o Oriente. Está/Estão correta(s) apenas a(s) afirmativa(s)
  12. 12. PUC-CAMPINAS 2017
    Mais do que resultante de acasos e similares, como aconteceu a muitos países, o Brasil é produto de uma obra. Em sua primeira parte, feita à medida e semelhança do colonizador. Depois, conduzida pela classe dominante dele herdeira, no melhor e sobretudo no pior da herança. O sistema aí nascente projetou-se na história como um processo sem interrupção, sem sequer solavancos. Escravocrata por tanto tempo, fez a abolição mais conveniente à classe dominante, não aos ex-escravizados. A República trouxe recusas superficiais ao Império, ficando a expansão republicana do poder e dos direitos reduzida, no máximo, a farsas, a começar do método fraudador das "eleições a bico de pena". (FREITAS, Jânio de. Folha de S. Paulo, 30/04/2017) Sobre a obra colonizadora, a que o texto de Jânio de Freitas se refere, é correto afirmar que a
  13. 13. UFJF 2011
    Leia o texto abaixo. Os primeiros habitantes do Brasil foram vítimas do processo colonizador. O europeu, com visão de mundo calcada em preconceitos, menosprezou o indígena e sua cultura. Se acreditarmos nos depoimentos deixados pelos viajantes e missionários, a partir de meados do século XVI, houve um decréscimo da população indígena, que se agravou nos séculos seguintes. Disponível em: . Acesso em: 06 fev. 2011. Os fatores que contribuíram para o decréscimo da população indígena foram
  14. 14. UNIMONTES 2010
    Em relação a Portugal e seus domínios, em meados do século XVIII, é INCORRETO afirmar que
  15. 15. UFU 2001
    “O surpreendente na história da conquista e apesar da destruição e do genocídio é que os índios sobreviveram física e culturalmente, e sua presença de algum modo marcante em quase todas as sociedades do continente, é um fato em face do qual não se pode fechar os olhos”. Adaptado de BRUIT, Héctor H., Bartolomé de Las Casas e a Simulação dos Vencidos. São Paulo, Unicamp, 1995, p. 154. Apoiando-se no texto acima, podemos afirmar que a sobrevivência física e cultural das populações indígenas americanas está diretamente relacionada à I) resistência armada ao conquistador europeu, o que permitiu a preservação das estruturas políticas e sociais básicas das grandes civilizações indígenas, obrigando os espanhóis a adaptarem as instituições coloniais às necessidades nativas. II) diversas formas de resistência cultural, que se expressavam de forma dissimulada na preservação de práticas tradicionais como danças, festas e cantares que, não compreendidas pelos espanhóis, serviam para manter viva a memória coletiva indígena. III) proteção dada pela Coroa espanhola através das Leis Indianas, promulgadas a partir das críticas de Las Casas à exploração colonial dos indígenas, as quais substituiam o trabalho exigido dos nativos pela introdução da escravidão negra nas colônias. IV) utilização de estratagemas como mentira, embriaguez, preguiça, teimosia, adoção das representações exteriores do cristianismo, vistos pelos espanhóis como defeitos congênitos da “raça”, mas que, na verdade, podem ser vistos como forma de resistência à exploração e imposição de instituições e crenças alheias ao mundo indígena. Assinale a alternativa correta.
  16. 16. UNIMONTES 2014
    Em 1777, com a morte do rei Dom José I, sua filha, D. Maria I, sucedeu-lhe no trono de Portugal. Sobre as ações encetadas durante o seu reinado, é CORRETO afirmar:
  17. 17. UNIFENAS 2017
    A partir de 1530, em consequência da redução dos lucros no comércio com o oriente e do temor de perder o Brasil, Portugal decidiu colonizar a nova terra. Para dar início a esse projeto, organizou uma expedição colonizadora, que, em 1532, fundou São Vicente, a primeira vila do Brasil, no atual litoral paulista. (Nelson Piletti, História do Brasil, editora Ática, SP, 1996, p. 48) Sobre o início da colonização portuguesa no Brasil e a expedição citada no texto, podemos afirmar ter sido comandada por 
  18. 18. UNIOESTE 2010
    No decorrer do século XVIII o Pacto colonial deixa de ser visto pelos colonos como um contrato entre irmãos. Fatores como o aumento e o enriquecimento da população depois da descoberta do ouro nas Minas Gerais e a expansão relativa do mercado interno coincidiu com a expansão do mercado internacional. Ademais, o impacto da independência das colonias inglesas da América do Norte e os ideais da Revolução Francesa inspiraram levantes contra a coroa portuguesa. Sobre a crise da colonização portuguesa na América no século XVIII é INCORRETO afirmar que
  19. 19. UNIOESTE 2007
    O pacto colonial constituiu-se como um dos elementos fundamentais do Antigo Sistema colonial. A respeito dos seus fundamentos, assinale a alternativa INCORRETA:
  20. 20. MILTON CAMPOS 2013
    Ao se fazer uma comparação entre os processos de formação dos Estados Nacionais no Brasil e na América hispânica, no século XIX, identifica-se que
  21. 21. UNIMONTES 2009
    Acerca do expansionismo europeu dos séculos XVI (colonialismo) e XIX (neocolonialismo), é INCORRETO afirmar que
  22. 22. UNESP 2012
    Os africanos não escravizavam africanos, nem se reconheciam então como africanos. Eles se viam como membros de uma aldeia, de um conjunto de aldeias, de um reino e de um grupo que falava a mesma língua, tinha os mesmos costumes e adorava os mesmos deuses. (...) Quando um chefe (...) entregava a um navio europeu um grupo de cativos, não estava vendendo africanos nem negros, mas (...) uma gente que, por ser considerada por ele inimiga e bárbara, podia ser escravizada. (...) O comércio transatlântico (...) fazia parte de um processo de integração econômica do Atlântico, que envolvia a produção e a comercialização, em grande escala, de açúcar, algodão, tabaco, café e outros bens tropicais, um processo no qual a Europa entrava com o capital, as Américas com a terra e a África com o trabalho, isto é, com a mão de obra cativa. (Alberto da Costa e Silva. A África explicada aos meus filhos, 2008. Adaptado.)     Ao caracterizar a “integração econômica do Atlântico”, o texto
  23. 23. FUVEST
    "Os cosmógrafos e navegadores de Portugal e Espanha procuram situar estas costas e ilhas da maneira mais conveniente aos seus propósitos. Os espanhóis situam-nas mais para o Oriente, de forma a parecer que pertencem ao Imperador (Carlos V); os portugueses, por sua vez, situam-nas mais para o Ocidente, pois deste modo entrariam em sua jurisdição." Carta de Robert Thorne, comerciante inglês, ao rei Henrique VIII, em 1527. O texto remete diretamente
  24. 24. UNISC 2008
    Durante os séculos XV e XVI, a expansão ultramarina foi uma experiência de grande impacto para a Europa. Entre outras experiências, podemos citar I - a exploração de terras além-mar beneficiando os mercadores e exploradores europeus. II - o escoamento para a Europa de recursos naturais em larga escala. III - a difusão de relatos de cunho etnocêntrico sobre os povos e terras extra-europeus. IV - a paz religiosa entre reformadores e ortodoxos, na medida em que viabilizou a distribuição desses grupos pelos novos espaços habitáveis do mundo colonial. V - a integração direta de vastas regiões ultramarinas, como o interior africano, ao antigo sistema colonial. Assinale a alternativa correta.
  25. 25. UNIMONTES 2015
    Longe dos centros principais da vida da colônia, a região do atual Norte do Brasil (incluindo o atual Estado do Maranhão) viveu uma existência muito diversa das outras áreas da colonização portuguesa na América. Acerca da colonização dessa região, marque com a letra C (CORRETA) ou com a letra I (INCORRETA) cada uma das afirmativas. (   ) Nessa vasta região, a colonização ocorreu lentamente, tendo sua integração econômica com o mercado europeu ocorrido de forma precária até fins do século XVIII. (   ) Nessa parte do Brasil, predominou o trabalho escravo africano, introduzido desde o século XVI, para trabalhar nas grandes plantações de algodão. (   ) A grande presença de indígenas fez do Norte um dos principais campos de atividade missionária, com destaque para a atuação dos jesuítas. (   ) No seu conjunto, a produção do Norte baseou-se no extrativismo de produtos da floresta com destaque para a extração de látex, que era exportado para a Inglaterra, na época da Primeira Revolução Industrial. A sequência CORRETA é
  26. 26. UNIMONTES 2015
    Acerca da administração pública instaurada no Brasil ao longo do período colonial, pode-se afirmar que
  27. 27. UFSJ 2005
    “Descobrir insere-se num círculo cultural onde ainda nada se sabe do que se vai encontrar (achar); mesmo sabendo o que se procura (buscar), ignora-se, no entanto, o traçado do caminho que aí conduzirá.” (Victorino Magalhães Godinho, historiador português) Qual o sentido correto para os verbos achar e buscar do texto acima, em se tratando da expansão marítima portuguesa dos séculos XV e XVI?
  28. 28. UNESP 2016
    Os diários, as memórias e as crônicas de viagens escritas por marinheiros, comerciantes, militares, missioná- rios e exploradores, ao lado das cartas náuticas, seriam as principais fontes de conhecimento e representação da África dos séculos XV ao XVIII.   A barbárie dos costumes, o paganismo e a violência cotidiana foram atribuídos aos africanos ao mesmo tempo em que se justificava a sua escravização no Novo Mundo. A desumanização de suas práticas serviria como justificativa compensatória para a coisificação dos negros e para o uso de sua força de trabalho nas plantations da América. (Regina Claro. Olhar a África, 2012. Adaptado.)   As “plantations da América”, citadas no texto, correspondem a
  29. 29. FGV 2012
    Após os primeiros contatos particularmente violentos com a África negra, os portugueses viram-se obrigados a mudar de política, diante da firme resistência das populações costeiras. Assim, empenharam-se, principalmente, em ganhar a confiança dos soberanos locais. Os reis de Portugal enviaram numerosas missões diplomáticas a seus homólogos da África ocidental. Assim, entre 1481 e 1495, D. João II de Portugal enviou embaixadas ao rei do Futa, ao koi de Tombuctu e ao mansa do Mali. Duas missões diplomáticas foram enviadas ao Mali, mostrando a importância que o soberano português atribuía a esse país. A primeira partiu pelo Gâmbia, a segunda partiu do forte de Elmina. O mansa que as recebeu,  era filho do mansa Ule (Wule) e neto do mansa (...). Madina Ly-Tall, O declínio do Império do Mali. In Djibril Tamsir (editor), História geral da África, IV: África do século XII ao XVI. No contexto apresentado, o Império português mudou a sua estratégia política, pois
  30. 30. MILTON CAMPOS 2012
    Relacione as duas colunas abaixo, em que se encontram citadas as porções da América colonial e as formas de trabalho nela predominantes:   1- América espanhola 2- América portuguesa 3- Treze Colônias (Norte)   ( ) livre ( ) compulsória africana ( ) compulsória indígena   Indique, entre as opções abaixo, a correspondência CORRETA:
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login