Tenha acesso completo aos conteúdos do Stoodi

Plano de estudos, exercícios, videoaulas, correção de redação e mais!

Banco de Exercícios

Lista de exercícios

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Expansão Marítima dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude História com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página

Conteúdo exclusivo para assinantes

Assine um de nossos planos para ter acessos exclusivos e continuar estudando em busca da sua aprovação.

Ver planos

  1. 181

    PUC-RJ 2016

    A respeito da ocupação holandesa dos territórios portugueses na América e na África, na primeira metade do século XVII, assinale a alternativa INCORRETA.

  2. 182

    UNEMAT 2013

    Como resultado da Revolução Industrial, combinada com o domínio dos oceanos e a expansão comercial, a riqueza da Inglaterra dobrou entre 1712 e 1792. Em 1808, a Inglaterra estava começando a estender aos quatro cantos da Terra o maior império que a humanidade tinha conhecido até então. GOMES, Laurentino. 1808. 2.ed. Rio de Janeiro: Planeta Brasil, 2007 (Adaptado).   O fragmento possibilita a seguinte interpretação:

  3. 183

    UNICENTRO 2012

    Leia o texto a seguir. Em pleno século XVIII, Potosí era descrito pelo viajante Antón Zacarias Helmés, que a visitou em 1788, como uma montanha com “a forma cônica de um pão de açúcar. Em sua circunferência de seis léguas há mais de 300 minas de estrutura irregular que mais parecem buracos de pouca profundidade”. Minas que em grande medida tinham sido e seguiam sendo exploradas pelo sistema de mita. (GODOY, S. Señor de sus cédulas. In: PAIVA, E.; ANASTASIA, C. M. O trabalho mestiço. São Paulo: Annablume. Belo Horizonte: UFMG, 2002, p.230.) Assinale a alternativa que apresenta, corretamente, em que consistia a mita.

  4. 184

    UFMG 2009

    Considerando-se as reduções, ou missões, jesuítico-guaranis fundadas no início do século XVII, na América do Sul, é INCORRETO afirmar que:

  5. 185

    UEL 2009

    Com base nos conhecimentos sobre os sistemas coloniais, é correto afirmar.

  6. 186

    UNAMA 2012

    Texto 1   “A cada dia o mundo fica menor. [...] Com o desenvolvimento da internet então, o mundo parece não ter mais fronteiras. Se há algumas décadas, a diferença entre cidades como Nova York e São Paulo era enorme, hoje em dia a semelhança entre as duas é bastante visível. As propagandas espalhadas pelas ruas, por exemplo, mostram os mesmos produtos e marcas [...] Todas estas tecnologias favorecem o fenômeno da globalização, no qual os elementos de uma aparente „cultura mundial‟ se integram com as culturas regionais.” (Texto adaptado de A imposição da Liberdade, Carolina Amaral de Aguiar. IN CATELLI JÚNIOR, Roberto. História:texto e contexto:Ensino Médio.São Paulo: Scipione, 2006,p.91.)   Texto 2   “Em 1500 faz oito anos que há presença européia no Caribe: uma primeira tentativa de colonização sobre a qual ninguém na época podia imaginar que seria o prelúdio da conquista e da ocidentalização de todo um continente, e até, na realidade uma das primeiras etapas da globalização [...] Em 1500, ainda estamos bem longe de uma economia mundial. No limiar do século XVI, a globalização corresponde ao fato de setores do mundo que se ignoravam ou não se freqüentavam diretamente serem postos em contatos uns com os outros”. (GRUZINSKI, Serge.1480-1520: a passagem do século. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.12,97-8)   A partir da leitura dos textos acima e dos conhecimentos que a história nos proporciona, é correto dizer que o historiador Serge Gruzinski defende a tese de que as origens históricas da globalização podem ser encontradas,  

  7. 187

    CESGRANRIO

    Na América Colonial Espanhola, no século XVI, as populações nativas foram utilizadas em diversas relações de trabalho. Dentre essas, uma das mais rentáveis para a Coroa foi a que permitia aos espanhóis cobrarem tributos dos nativos em gêneros ou prestações de trabalhos nos campos. Essa forma de trabalho era denominada:

  8. 188

    UNIMONTES 2014

    Em 1777, com a morte do rei Dom José I, sua filha, D. Maria I, sucedeu-lhe no trono de Portugal. Sobre as ações encetadas durante o seu reinado, é CORRETO afirmar:

  9. 189

    UNIMONTES 2010

    Durante o período colonial, na América Hispânica, a Coroa Espanhola foi a autoridade máxima. Era coadjuvada por uma estrutura burocrático-administrativa que se fazia presente na área colonial, via de regra, de forma sólida, organizada e hierarquizada. Acerca dos órgãos componentes da estrutura burocrático-administrativa da América Espanhola, no século XVIII, associe a 2ª coluna  com a 1ª. I - Intendência II - Audiência III - Cabildo ou Ayuntamiento   1. (  )  Era formado(a) pelo Vice-Rei (quando sua sede era a mesma   sede do Vice-Reinado) e vários ouvidores ou juízes. Suas funções podem ser resumidas em fiscalização e vigilância sobre todos os funcionários, ainda que a principal fosse a judicial, tendo alcançado um grande grau de desenvolvimento de suas funções político-administrativas. 2. (  )  Era equivalente à câmara municipal, formado(a) por elementos  da elite colonial, subordinado(a) às leis da Espanha, mas com autonomia para promover a administração local ou municipal. 3. ( ) Cabia-lhe as funções administrativas, jurídicas e militares bem como a arrecadação de impostos, sendo responsável  por fomentar a economia e cuidar da Real Fazenda. Suas atribuições podiam abarcar as áreas de Fazenda, Governo e Polícia, Justiça e Guerra. A associação está CORRETA na alternativa

  10. 190

    Espcex (Aman) 2016

    Leia as afirmações abaixo referentes à colonização das Américas e assinale a única alternativa correta.   I – Os primeiros colonos tinham diversas origens e condições sociais: degredados, mulheres para serem leiloadas como esposas, órfãos, camponeses sem terra, grupos religiosos fugidos da perseguição de que eram vítimas na Europa.   II – O modelo de colonização consistia em conceder a um colono o direito de escravizar certo número de indígenas para fazê-los trabalhar na exploração de ouro, na agricultura ou em serviços domésticos.   III – Houve preferência, desde cedo, à produção agrícola de larga aceitação na Europa, como o fumo, o algodão e o anil, em grandes propriedades monocultoras e com utilização de mão de obra escrava.   IV – Era ideia entre boa parte dos colonos a visão de Calvino, para quem o ócio é pecado e enriquecer trabalhando é indício de que o indivíduo seria salvo.   V – Nos primeiros contatos, os astecas pensaram que os colonizadores eram deuses e os presentearam com ouro.   VI – Os colonos viam o trabalho como coisa para etnias consideradas inferiores.   Pode-se afirmar que

  11. 191

    UEL 2009

    Leia os textos a seguir: Mais vale estar na charneca com uma velha carroça do que no mar num navio novo. (Provérbio holandês. In SEBILLOT, P. Légendes, croyances et superstitions de la mer. Paris: 1886, p. 73.) Ó mar salgado, quanto do teu sal São lágrimas de Portugal? Por te cruzarmos, quantas mães choraram, quantos filhos em vão rezaram! Quantas noivas ficaram por casar para que fosses nosso, ó mar! (PESSOA, F. Obra poética. Rio de Janeiro: Aguilar, 1969, p. 82.) Com base nos textos e nos conhecimentos sobre o tema da Expansão Marítima dos séculos XV e XVI, é correto afirmar que as navegações

  12. 192

    UFRGS

    Durante a Baixa Idade Média, ocorreu em Portugal a denominada Revolução de Avis (1383-1385), que resultou em uma mudança dinástica, cuja principal consequência foi

  13. 193

    UNIFENAS 2017

    A partir de 1530, em consequência da redução dos lucros no comércio com o oriente e do temor de perder o Brasil, Portugal decidiu colonizar a nova terra. Para dar início a esse projeto, organizou uma expedição colonizadora, que, em 1532, fundou São Vicente, a primeira vila do Brasil, no atual litoral paulista. (Nelson Piletti, História do Brasil, editora Ática, SP, 1996, p. 48) Sobre o início da colonização portuguesa no Brasil e a expedição citada no texto, podemos afirmar ter sido comandada por 

  14. 194

    UNB 2015

    Cerca de um século antes de Maquiavel publicar sua mais célebre obra, um pequeno país, Portugal, dava início à saga das grandes navegações. Esse ciclo de viagens ultramarinas, ao qual outros países se incorporaram, ligou a Europa à África, à Ásia e ao Novo Mundo, a América. O sistema colonial dele decorrente desempenhou importante papel para a nova configuração econômica da Idade Moderna, que, a partir da Europa, se disseminava pelo mundo. A crise desse sistema coincidiu com a crise do Antigo Regime europeu, com o colapso das práticas econômicas mercantilistas e do absolutismo político, a partir de fins do século XVIII.     Em relação a esse cenário histórico de profundas transformações, assinale a opção correta.

  15. 195

    UEL 2008

    Leia o texto a seguir: “Um dos primeiros atos dos marinheiros portugueses que, a 22 de abril de 1500, alcançaram a costa sobrecarregada de floresta do continente sul-americano nos 17 graus de latitude sul, foi derrubar uma árvore. Do tronco desse sacrifício ao machado de aço, confeccionaram uma cruz rústica - para eles o símbolo da salvação da humanidade. [...] Presas à cruz de madeira estavam as insígnias e divisas do rei, um sinal inequívoco da identidade entre os objetivos e a autoridade do Estado e da Igreja. [...] os portugueses tropeçaram em um meio continente, movidos por cobiça e virtude [...]. A Mata Atlântica os deixava impassíveis ou atônitos.” (DEAN, W. A ferro e fogo. São Paulo: Companhia das Letras, 1996. p. 59-60.) Com base no texto e nos conhecimentos sobre o processo histórico de produção no Brasil, é correto afirmar:

  16. 196

    PUC-RJ 2001

    Sobre as relações estabelecidas entre europeus e povos nativos do continente americano por ocasião da conquista e colonização das terras do Novo Mundo, estão corretas as afirmativas, À EXCEÇÃO DE:

  17. 197

    UFPE 1996

    Portugal e Espanha foram, no século XV, as nações modernas da Europa, portanto pioneiras nos grandes descobrimentos marítimos. Identifique as realizações portuguesas e as espanholas, no que diz respeito a esses descobrimentos. 1. Os espanhóis, navegando para o Ocidente, descobriram, em 1492, as terras do Canadá. 2. Os portugueses chegaram ao Cabo das Tormentas, na África, em 1488. 3. Os portugueses completaram o caminho para as Índias, navegando para o Oriente, em 1498. 4. A coroa espanhola foi responsável pela primeira circunavegação da Terra iniciada em 1519, por Fernão de Magalhães. Sebastião El Cano chegou de volta à Espanha em 1522. 5. Os portugueses chegaram às Antilhas em 1492, confundindo o Continente Americano com as Índias.   Estão corretos apenas os itens:

  18. 198

    UNESP 2015

    Que significa o advento do século XVI? [...] Se essa passagem de século tem hoje um sentido para nós, um sentido que talvez não tinha nos séculos anteriores, é porque vemos que aí é que surgem as primícias da globalização. E essa globalização é mais que um processo de expansão de origem ibérica, mesmo se o papel da península foi dominante. [...] Em 1500, ainda estamos bem longe de uma economia mundial. No limiar do século XVI, a globalização corresponde ao fato de setores do mundo que se ignoravam ou não se frequentavam diretamente serem postos em contato uns com os outros. (Serge Gruzinski. A passagem do século: 1480-1520, 1999.)   O texto

  19. 199

    UFMG

    Todas as alternativas apresentam fatores que explicam a primazia dos portugueses no cenário dos grandes descobrimentos, EXCETO:  

  20. 200

    MACKENZIE 1999

    "Valeu a pena? Tudo vale a pena Se a alma não é pequena. Quem quer passar além do Bojador Tem que passar além da dor. Deus ao mar o perigo e o abismo deu, Mas nele é que espelhou o céu".  (Fernando Pessoa)   O significado de "passar além do Bojador", nas primeiras décadas do século XV, é

  21. 201

    UFES 2009

    Das opções abaixo a que NÃO apresenta de modo CORRETO regiões das Américas onde se verificou largo emprego de mão de obra escrava de origem africana é:

  22. 202

    UFU 2002

    A respeito dos processos de colonização implantados na América e das diferentes formas de dominação dos ameríndios, utilizadas pelos europeus, podemos afirmar que I - nas regiões do México e do Peru, os ameríndios foram incorporados ao projeto colonizador espanhol como pagadores de tributos e fornecedores de mão-de-obra para atividades econômicas, como mineração, transportes e agricultura. II - no Brasil, a mão-de-obra dos ameríndios escravizados, essencial para a implantação dos engenhos de açúcar no Nordeste, continuou sendo utilizada pelos portugueses nas capitanias do Sul, nas regiões do Grão-Pará e Maranhão, mesmo após a introdução do trabalho escravo africano. III - na América do Norte, os colonos ingleses recusaram o contato com os ameríndios e negaram-se a explorá-los como mão-de-obra, porque seguiam os preceitos éticos e morais da religião protestante, que pregava a liberdade, a igualdade e o respeito entre os homens. IV - o ideal de “missão civilizadora” foi a ideologia comum aos diversos projetos de colonização da América. De acordo com esta ideologia, os europeus tinham a “missão” de civilizar os povos ameríndios, levando-lhes os benefícios do progresso material e cultural e integrando-os ao mercado capitalista. Assinale a alternativa que contém as afirmativas corretas.

  23. 203

    CESGRANRIO 1991

    Foram inúmeras as conseqüências da expansão ultramarina dos europeus, gerando uma radical transformação no panorama da história da humanidade. Sobressai como UMA importante conseqüência:

  24. 204

    PUC-RJ 2005

    COM EXCEÇÃO DE UMA, as opções abaixo apresentam de modo correto regiões das Américas onde se verificou largo emprego de mão-de-obra escrava de origem africana:

  25. 205

    UNIMONTES 2015

    Acerca da administração pública instaurada no Brasil ao longo do período colonial, pode-se afirmar que

  26. 206

    ENEM PPL 2009

    Na América espanhola colonial, a primeira prioridade dos invasores foi extrair riquezas dos conquistados. Essa extração foi realizada mediante a apreensão direta de excedentes previamente acumulados de metais ou pedras preciosas. Isso tomou a forma de saques e pilhagens, uma maneira oficialmente aceita de pagar soldados ou expedicionários voluntários. MACLEOD, Murdo J. Aspectos da economia interna da América espanhola colonial. In: BETHELL, Leslie. História da América. São Paulo: Edusp; Brasília: Funag, 1999, v. II, p. 219-220.   Tendo em vista as características citadas, conclui-se que a América espanhola colonial começou como uma sociedade 

  27. 207

    ENEM CANCELADO 2009

    Quando tomaram a Bahia, em 1624-5, os holandeses promoveram também o bloqueio naval de Benguela e Luanda, na costa africana. Em 1637, Nassau enviou uma frota do Recife para capturar São Jorge da Mina, entreposto português de comércio do ouro e de escravos no litoral africano (atual Gana). Luanda, Benguela e São Tomé caíram nas mãos dos holandeses entre agosto e novembro de 1641. A captura dos dois polos da economia de plantações mostrava-se indispensável para o implemento da atividade açucareira. ALENCASTRO, L. F. Com quantos escravos se constrói um país? In: Revista de História da Biblioteca Nacional. Rio de Janeiro, ano 4, nº 39, dez. 2008 (adaptado).     Os polos econômicos aos quais se refere o texto são

  28. 208

    UFG 2009

    Leia as citações a seguir. A objetividade, a impessoalidade das relações entre súdito e autoridade, com os vínculos racionais de competências limitadas e controles hierárquicos, será obra do futuro, do distante e incerto futuro. Agora, o sistema é o de manda quem pode e obedece quem tem juízo, aberto o acesso ao apelo retificador do rei somente aos poderosos. FAORO, Raymundo. Os donos do poder: formação do patronato político brasileiro. São Paulo: Globo, 1991, p. 172.   Quando se copia servilmente aqui sistemas do reino, dá-se o caso mais flagrante e, talvez, mais nefasto de todos: o de centralizar o poder e concentrar as autoridades; reuni-las todas nas capitais de sedes, deixando o resto do território praticamente desgovernado e a centenas de léguas da autoridade mais próxima. PRADO JÚNIOR, Caio. Formação do Brasil contemporâneo. São Paulo: Brasiliense, 1999, p. 302. (Adaptado).   Com base nas citações, que tratam das relações de poder vivenciadas no Brasil Colonial, conclui-se que

  29. 209

    FEI 1999

    O processo de expansão marítima da Península Ibérica iniciou-se ainda nos fins da Idade Média. A Espanha, ainda dividida e tendo parte de seu território ocupado pelos mouros "andou atrás" de Portugal. Podemos afirmar que foram fatores decisivos do pioneirismo português em termos expansionistas EXCETO:

  30. 210

    UNAMA 2014

    “A Sagrada Escritura atesta que Nosso Senhor criou o Paraíso terrestre e nele colocou a árvore da vida [...] todos os teólogos eruditos concordam que o Paraíso terrestre ficava no Oriente etc. [...] creio que passar para baixo da linha do Equador e chegar lá, encontrarei ali, no ponto mais elevado, um clima mais frio e grande diferença nas estrelas e nas águas [...] acredito que o Paraíso terrestre fica lá, e ninguém pode entrar nele a não ser com a permissão de Deus” (COLOMBO, Cristóvão. Carta aos Reis Católicos sobre a terceira viagem às Índias. In: O Correio da Unesco. Rio de Janeiro, FGU, ano 15,n.06,junho/1987,pp.8-9) In FARIA, Ricardo de Moura. História. Belo Horizonte, MG: Ed. Lê 1989, p.30 e 31)   A partir da leitura do documento acima podemos afirmar que, a época em que ele realizou suas viagens,

Gerar PDF da Página

Conteúdo exclusivo para assinantes

Assine um de nossos planos para ter acessos exclusivos e continuar estudando em busca da sua aprovação.

Ver planos