Exercícios de Mercantilismo

Voltar para Mercantilismo

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Mercantilismo dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude História com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 1. FGV-RJ 2010
    A respeito do mercantilismo é correto afirmar
  2. 2. UFPR 2015
    Leia o texto abaixo sobre práticas protecionistas recentes: "(...) Tanto o Brasil quanto os EUA adotaram medidas protecionistas nos últimos cinco anos. As duas principais razões foram a crise econômica internacional e a concorrência da China. Do lado americano, o principal instrumento foi a concessão de subsídios. Já o Brasil fez uso de tarifas de importação, defesa comercial e requisitos de conteúdo local" BONOMO, Diego. Protecionismo brasileiro e americano. Folha de S. Paulo, 10 de outubro de 2012, p. 3. Assinale a alternativa correta que identifica as diferenças de contexto histórico e econômico em que a prática do protecionismo foi adotada no periodo atual e no período da Idade Moderna europeia (século XV-XVIII).
  3. 3. FEI 1995
    O "bulhonismo" ou entesouramento, caracterizava a prática mercantilista do início dos tempos modernos. Tal prática pode ser entendida como:
  4. 4. Espcex (Aman) 2012
    Durante o mercantilismo, todos os produtos que chegavam à colónia ou saíam dela tinham que passar pela metrópole, caracterizando assim
  5. 5. FGV 2015
    O Estado era tanto o sujeito como o objeto da política econômica mercantilista. O mercantilismo refletia a concepção a respeito das relações entre o Estado e a nação que imperava na época (séculos XVl e XVll). Era o Estado, não a nação, o que lhe interessava. (Eli F. Heckscher, La epoca mercantilista, 1943, p. 459-461 Apud Adhemar Marques e et alii (seleção), História moderna através de textos, 1989, p. 85. Adaptado) Segundo o autor,
  6. 6. UFMG 2006
    Considerando-se o papel e a importância do Mercantilismo, é INCORRETO afirmar que
  7. 7. PUC-RS 2012
    As doutrinas e práticas mercantilistas apresentaram características diferentes nos diversos Estados europeus na Idade Moderna. Uma dessas práticas foi a eliminação das restrições à saída de metais preciosos do país, visando à obtenção de saldo favorável na balança comercial, além de garantir exclusividade de transporte para sua própria marinha. Ao final do século XVIII, essa forma de mercantilismo era fundamentalmente industrial e agrícola. Trata-se da prática mercantilista
  8. 8. Espcex (Aman) 2011
    Uma das práticas mercantilistas europeias implicava na proibição de se exportar certas matérias-primas que poderiam favorecer o crescimento industrial em outros países, a fim de evitar possíveis concorrências. TaI prática ficou conhecida por
  9. 9. PUC-RJ 2011
    Observe o gráflco das tendências econômicas de alguns países europeus (1500-1700): Sobre as causas dessas tendências, é correto afirmar que:
  10. 10. UFPE 2003
    O mercantilismo foi um conjunto de ideias e de práticas econômicas dominantes na Europa, entre os séculos XIV e XVIII, que variou de Estado para Estado. Sobre o mercantilismo, assinale a alternativa correta.
  11. 11. FGV-SP 1995
    O metalismo, a doutrina da balança comercial favorável, o protecionismo e o colonialismo constituem as características básicas do:
  12. 12. UFLA 2011
    TRECHO 1 “ (...) não é, efetivamente, uma política econômica que vise ao bem-estar social, como se diria hoje; visa ao desenvolvimento nacional a todo custo. Toda forma de estímulo é legitimada, a intervenção do Estado deve criar todas as condições de lucratividade para (...) poderem exportar excedentes ao máximo.” F. Novais. Portugal e Brasil na crise do antigo sistema colonial (1777-1808). 2 ed. São Paulo: Hucitec, 1981   TRECHO 2 “(...) a administração se fará a partir da metrópole, e a preocupação fiscal dominará todo o mecanismo administrativo. Mas a medula do sistema, seu elemento definidor, reside no monopólio do comércio colonial.” F. Novais. O Brasil nos quadros do antigo sistema colonial. In: FENELON, Dea Ribeiro. 50 textos de história do Brasil. São Paulo: Hucitec, 1974   A expressão “condições de lucratividade”, do trecho 1, refere-se:
  13. 13. UFLA 2013
    “No seu conjunto, a colonização dos trópicos toma o aspecto de uma vasta empresa comercial [...] destinada a explorar os recursos naturais de um território virgem em proveito do comércio europeu. É este o verdadeiro sentido da colonização tropical, de que o Brasil é uma das resultantes; e ele explicará os elementos fundamentais, tanto no plano econômico como no social, da formação e evolução históricas dos trópicos americanos. [...]” Fonte: PRADO JR, Caio. Formação do Brasil Contemporâneo. São Paulo: Brasiliense, 1979. p. 31-32. (Fragmento).   A política econômica que caracteriza a “vasta empresa comercial” citada no trecho acima é conhecida por:
  14. 14. UNEMAT 2007
    Leia, analiticamente, as recomendações do conselheiro P. W. von Hornick para o enriquecimento do reino austríaco no século XVII.   “[...] ouro e prata, uma vez no país, sejam estes provenientes das minas do país ou obtidos de países estrangeiros por meio de indústria, não devem em caso algum [...] ser levados embora, nem tampouco deve ser permitido que sejam enterrados em cofres ou caixas fortes; mas devem ficar perpetuamente em circulação.   [...] os habitantes do país deveriam fazer todo esforço de limitar os seus luxos aos produtos domésticos [do país] e [...] dispensar os produtos estrangeiros o quanto possível”. Apud Carvalho, Delgado D. História documental moderna, conteporânea. Rio Janeiro.Record, 1976, p.102.   Estas orientações referem-se a uma doutrina econômica administrativa da Era Moderna. Assinale a alternativa CORRETA.
  15. 15. UPE 2011
    Sobre a política mercantilista desenvolvida no período colonial pelas monarquias nacionais europeias, assinale a alternativa CORRETA.
  16. 16. MACKENZIE
    O período de predomínio do mercantilismo caracteriza-se:
  17. 17. UNISC 2007
    “Apenas uma determinada quantidade de dinheiro circula em toda a Europa […] não é possível aumentar o dinheiro num reino sem o retirar simultaneamente, em quantidade idêntica, dos Estados vizinhos.” “É necessário aumentar o dinheiro no comércio público, atraindo-o junto dos países donde vem, conservando-o no interior do reino, impedindo-o de sair e dando aos homens meios para dele retirarem lucros [...] só o comércio e tudo o que dele depende é capaz de produzir esse grande efeito.” Os trechos acima, atribuídos a Colbert, fazem a apologia da prática política e econômica conhecida por
  18. 18. FAAP
    O mercantilismo, política econômica praticada pelos monarcas europeus, na época moderna, teve como característica a(o):
  19. 19. UNIMONTES 2015
    Em relação ao Mercantilismo (conjunto de ideias e práticas de intervenção do Estado na economia), marque com a letra C (CORRETA) ou com a letra I (INCORRETA) cada uma das afirmativas. (   ) Qualquer política econômica caracterizada pela intervenção estatal deve ser classificada como mercantilismo, independentemente da época de sua efetivação. (   ) Os Estados Nacionais que emergiram na Europa, na Idade Moderna, implementaram práticas mercantilistas para garantirem o fortalecimento de suas economias. (   ) Na época do mercantilismo, a concepção dominante de riqueza era a de que a agricultura constituía a principal fonte da riqueza nacional. (   ) O metalismo e a busca pela balança comercial favorável, além da obsessão por colônias, são características da política mercantilista. A sequência CORRETA é
  20. 20. UNIMONTES 2015
    O mercantilismo pode ser considerado um conjunto de ideias e práticas econômicas que predominaram na política da maior parte dos Estados Nacionais europeus, entre os séculos XV e XVIII. NÃO é característica do mercantilismo: 
  21. 21. UFT 2014
    “O Mercantilismo resulta numa exaltação do espírito de empresa e trabalho criador. Realiza assim, em relação aos ideais pregados pela cultura medieval, uma verdadeira subversão das hierarquias e dos valores. É levado a lutar contra os preconceitos nobiliários, a ociosidade, o gosto da função pública, mantido pela venalidade e hereditariedade dos ofícios”. FONTE: DEYON, Pierre. O Mercantilismo. SP: Perspectiva, 1992, p. 54.   O Mercantilismo tinha como princípio básico:
  22. 22. UFSJ 2005
    A Idade Moderna (séculos XV-XVII) foi um período de transformações econômicas, políticas, culturais e religiosas na Europa e influenciou o Mundo todo. Foram fatos importantes dessas mudanças:
  23. 23. UNICENTRO 2004
    A presença da burguesia comercial europeia, no Oriente, nos séculos XV e XVI, expressou-se através
  24. 24. UFF 2010
    A DESCOBERTA DA AMÉRICA E A BARBÁRIE DOS CIVILIZADOS – A conquista da América pelos europeus foi uma tragédia sangrenta. A ferro e fogo! Era a divisa dos cristianizadores. Mataram à vontade, destruíram tudo e levaram todo ouro que havia. Outro espanhol, de nome Pizarro, fez no Peru coisa idêntica com os incas, um povo de civilização muito adiantada que lá existia. Pizarro chegou e disse ao imperador inca que o papa havia dado aquele país aos espanhóis e ele viera tomar conta. O imperador inca, que não sabia quem era o papa, ficou de boca aberta, e muito naturalmente não se submeteu. Então Pizarro, bem armado de canhões conquistou e saqueou o Peru.       – Mas que diferença há, vovó, entre estes homens e aquele Átila ou aquele Gengis-Cã que marchou para o ocidente com os terríveis tártaros, matando, arrasando e saqueando tudo?         – A diferença única é que a história é escrita pelos ocidentais e por isso torcida a nosso favor. Vem daí considerarmos como feras aos tártaros de Gengis-Cã e como heróis com monumentos em toda parte, aos célebres “conquistadores” brancos. A verdade, porém, manda dizer que tanto uns como outros nunca passaram de monstros feitos da mesmíssima massa, na mesmíssima forma. Gengis-Cã construiu pirâmides enormes com cabeças cortadas aos prisioneiros. Vasco da Gama encontrou na Índia vários navios árabes carregados de arroz, aprisionou-os, cortou as orelhas e as mãos de oitocentos homens da equipagem e depois queimou os pobres mutilados dentro dos seus navios. Monteiro Lobato, História do mundo para crianças. Capítulo LX   O texto de Monteiro Lobato expressa a dificuldade de definirmos quem é civilizado e quem é bárbaro. Mas isso à parte, pensando a atuação europeia nos séculos XVI e XVII nas áreas americanas, um número razoável dessas visões equivocadas justificou o avanço espanhol e a destruição dos astecas, maias e incas explicados por:  
  25. 25. UEFS 2015
    A íntima relação observada entre o Estado Absolutista e a teoria e prática do mercantilismo, nos séculos XVII e XVIII, indica
  26. 26. UNIMONTES 2015
    Acerca do mercantilismo, assinale C para as afirmativas CORRETAS e I para as INCORRETAS. ( ) Dentro da concepção metalista, de modo geral, a posse de ouro e prata era o índice de riqueza e poder de uma nação. ( ) Os países podiam aumentar suas reservas de ouro dedicando-se ao comércio exterior, vendendo aos outros países mais do que comprando deles. ( ) Como o objetivo das nações era a acumulação metálica, os governos baixavam leis incentivando a saída e a entrada de ouro e prata. A sequência CORRETA é:
  27. 27. UFU 2000
    O Mercantilismo foi um conjunto de doutrinas e práticas econômicas, que vigoraram na Europa desde a metade do século XV até meados do século XVIII, sendo vital para a acumulação capitalista. A respeito deste contexto, podemos afirmar que
  28. 28. UFLA 2011
    TRECHO 1 “ (...) não é, efetivamente, uma política econômica que vise ao bem-estar social, como se diria hoje; visa ao desenvolvimento nacional a todo custo. Toda forma de estímulo é legitimada, a intervenção do Estado deve criar todas as condições de lucratividade para (...) poderem exportar excedentes ao máximo.” F. Novais. Portugal e Brasil na crise do antigo sistema colonial (1777-1808). 2 ed. São Paulo: Hucitec, 1981   TRECHO 2 “(...) a administração se fará a partir da metrópole, e a preocupação fiscal dominará todo o mecanismo administrativo. Mas a medula do sistema, seu elemento definidor, reside no monopólio do comércio colonial.” F. Novais. O Brasil nos quadros do antigo sistema colonial. In: FENELON, Dea Ribeiro. 50 textos de história do Brasil. São Paulo: Hucitec, 1974   Analise as afirmativas abaixo, coloque verdadeira (V) ou falsa (F) e assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA. ( ) O trecho 1 apresenta o mercantilismo com uma política econômica que visa a assegurar o sucesso econômico dos Estados e não o bem-estar social. ( ) O trecho 2 apresenta um momento específico da história brasileira, que é o período colonial, marcado pelo exclusivismo metropolitano. ( ) O trecho 1 informa que alguns aspectos comuns ao mercantilismo estão presentes ainda hoje ao não se visar ao bem-estar social de todos. ( ) O trecho 2 apresenta que, em termos econômicos, a política metropolitana aplicada ao Brasil é a mesma que ocorreu nas Treze Colônias da América. ( ) Os trechos 1 e 2 referem-se ao mesmo momento histórico, ou seja, à formação de uma política econômica que garantisse lucratividade aos Estados Nacionais da época moderna.
  29. 29. UNCISAL 2013
    O intenso fluxo de metais preciosos da América para a Europa ocasionou um fenômeno denominado de Revolução dos Preços. Isso ocorreu por causa do aumento na cunhagem de moedas de prata, provocando sua desvalorização, ou seja, a perda de seu poder aquisitivo. Podemos dizer que havia muitas pessoas com dinheiro e poucas mercadorias à venda, principalmente no caso dos alimentos. Sobre a América e Europa no século XVII, é correto afirmar:
  30. 30. UFLA 2012
    Com relação ao mercantilismo, assinale a alternativa CORRETA.
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login