Tenha acesso completo aos conteúdos do Stoodi

Plano de estudos, exercícios, videoaulas, correção de redação e mais!

Exercícios de Período Entre Guerras (Nazifascismo)

Voltar para Período Entre Guerras (Nazifascismo)

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Período Entre Guerras (Nazifascismo) dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude História com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 91. UERJ 2013
    O direito ao solo e à terra pode se tornar um dever quando um grande povo, por falta de extensão, parece destinado à ruína. Ou a Alemanha será uma potência mundial ou então não será. Mas, para se tornar uma potência mundial, ela precisa dessa grandeza territorial que lhe dará na atualidade a importância necessária e que dará a seus cidadãos os meios para existir. O próprio destino parece querer nos apontar o caminho. Adolf Hitler    Minha luta, 1925. Adaptado de FERREIRA, Marieta de M. e outros. História em curso: da Antiguidade à globalização. São Paulo: Editora do Brasil; Rio de Janeiro: FGV, 2008.   As ideias contidas no projeto político do nazismo buscavam solucionar os problemas enfrentados pela Alemanha após o fim da Primeira Guerra Mundial. Uma dessas ideias, abordada no texto, está associada ao conceito de:  
  2. 92. FUVEST 1990
    Em seu famoso painel "Guernica", Picasso registrou a trágica destruição dessa cidade basca por:
  3. 93. PUC-RJ 2004
    Entre o fim da Primeira Guerra Mundial (1918) e o início da Segunda (1939), as sociedades europeias passaram por inúmeras transformações. Entre essas transformações, estão as citadas abaixo, À EXCEÇÃO DE:
  4. 94. UFPE
    A Revolução russa de 1917 estabeleceu uma nova ordem política, econômica e social. Para o triunfo da revolução contribuíra:
  5. 95. UNICENTRO 2010
    “O fascismo, como qualquer outro movimento político, foi uma criação de seres humanos, e a esses seres humanos é que devemos perguntar a razão de o fascismo ter surgido e crescido. Eles não agiram, porém, no vácuo: atuaram dentro de situações pré-determinadas por ações anteriores de outros homens, e isso tem que ser levado em conta. De fato, o período áureo dos fascismos foi um período de sérios problemas econômicos, políticos e sociais, e seria impossível entender um deles sem entender os outros” (João Fabio Bertonha, Fascismo, nazismo, integralismo, 2000.). Pensando no contexto que gerou o fascismo, é correto afirmar que
  6. 96. ENEM 2009
    Os regimes totalitários da primeira metade do século XX apoiaram-se fortemente na mobilização da juventude em torno da defesa de ideias grandiosas para o futuro da nação. Nesses projetos, os jovens deveriam entender que só havia uma pessoa digna de ser amada e obedecida, que era o líder. Tais movimentos sociais juvenis contribuíram para a implantação e a sustentação do nazismo, na Alemanha, e do fascismo, na Itália, Espanha e Portugal. A atuação desses movimentos juvenis caracterizava-se:
  7. 97. PUC-SP 2015
    “A Guerra Civil Espanhola foi principalmente um conflito local, uma tentativa brutal de resolver, por meios militares, um grande número de questões sociais e políticas que dividiram os espanhóis por várias gerações. (...) A guerra não foi, no entanto, somente um conflito local, mas também transcendeu barreiras nacionais e suscitou paixões e debates repletos de ressentimento pela Europa. Todas as grandes potências intervieram e determinaram, em grande medida, o curso e o resultado do conflito.” Francisco J. Romero Salvadó. A Guerra Civil Espanhola. Rio de Janeiro: Zahar, 2008, p. 7.   Os dois lados da Guerra Civil Espanhola (1936-1939), mencionados no texto, podem ser exemplificados
  8. 98. PUC-SP
    A crise de 1929, com a Quebra da bolsa de Nova Iorque:
  9. 99. UFJF 2016
    O século XX foi marcado pela presença de importantes regimes autoritários, nascidos em diferentes países. Suas origens explicam-se pelos fatores internos à cada país, mas todos repercutiram em escala internacional gerando uma série de conflitos. Sobre essa época, assinale a questão INCORRETA:
  10. 100. UEG 2004
    O fortalecimento da esfera pública em detrimento dos valores individuais foi uma das marcas dos regimes totalitários que emergiram na Europa nas primeiras décadas do século XX. A partir do exposto, julgue as proposições que seguem:   I. O controle dos meios de comunicação e do sistema educacional foi característica comum entre os regimes totalitários. A formação cultural dos homens transformou-se, em grande medida, em monopólio do Estado. II. A existência de um partido único e a exaltação da disciplina não frutificaram no ambiente político da URSS graças ao poder dos soviets. III. Na Alemanha, Itália e URSS verificou-se a extinção da propriedade privada, permitindo a distribuição de terras aos camponeses, o que garantiu imensa popularidade aos regimes totalitários.   Marque a alternativa CORRETA:
  11. 101. FAMERP 2016
    A Grã-Bretanha havia perdido 40% de sua frota mercante e os investimentos estrangeiros haviam diminuído drasticamente; enquanto a produção industrial britânica diminuiu durante a Primeira Guerra Mundial, a dos Estados Unidos aumentou em torno de 22% e a do Japão, que se revelou um temível rival da indústria têxtil do pós-guerra, teve um crescimento estimado de 76% entre 1913 e 1920. (Asa Briggs. História social da Inglaterra, 1994. Adaptado.) As modificações apontadas pelo excerto, ocorridas nas economias desenvolvidas, revelam
  12. 102. UFJF 2011
    Leia o texto, abaixo, sobre a crise de 1929. A crise que começou a existir com o advento do sistema capitalista não é devida a fatos anormais, parece parte e parcela de nosso sistema econômico. É caracterizada não pela escassez, mas pela superabundância. Nela os preços, ao invés de subirem, caem. HUBERMAN, Leo. História da Riqueza do Homem. Rio de Janeiro: LTC, 1986, p. 272. Com a crise de 1929, o Estado passou a intervir na economia
  13. 103. UFAM 2010
    Em 1931, o escritor alemão Thomas Mann, num artigo intitulado Um apelo à razão, descreveu o nazismo e seu nacionalismo radical como uma rejeição da tradição racional do Ocidente. O nazismo, escreveu ele, “distingue-se por (...) sua absoluta falta de restrição, por seu caráter orgiástico, radicalmente anti-humano e freneticamente dinâmico (...) Tudo é possível, tudo é permitido enquanto arma contra a decência humana (...) O fanatismo converte-se num meio de salvação (...) a política torna-se um ópio para as massas (...) e a razão encobre seu rosto”.   O conteúdo do texto acima, embora escrito há mais de setenta anos, continua bastante atual. Alguns elementos destacados pelo Autor não deixaram de existir com a derrocada do regime nazista em 1945, uma vez que eles se manifestam, contemporaneamente, nos comportamentos de intolerância praticados por variados grupos racistas e de militância inspirada no nazismo. Acerca deste regime políticoideológico, não se pode afirmar que:
  14. 104. UEG 2003
    A conjuntura econômica do período entre a Primeira Grande Guerra Mundial (1914-1918) e a crise iniciada com a quebra da bolsa de Nova Iorque, em 1929, provocando a Grande Depressão, pode ser compreendida como uma conjuntura de desordenamento geral da economia mundial. Sobre a reorganização do capitalismo internacional, é CORRETO afirmar:
  15. 105. UNICENTRO 2006
    “Guerras Mundiais” é a expressão empregada para caracterizar conflitos internacionais de longa duração e particularmente pertinente às duas guerras ocorridas durante a primeira metade do século XX, cujos efeitos políticos, sociais, econômicos e territoriais refletem-se até hoje na Europa e no mundo. Sobre as duas guerras mundiais do século XX, considere as afirmativas a seguir. I. Após a segunda guerra, o mundo capitalista, liderado pelos EUA, explorou, em suas propagandas, as derrotas do Estado soviético, especialmente as sofridas diante dos exércitos alemães e em suas tentativas de conquista do espaço sideral. II. Os fatores que provocaram a primeira guerra mundial vinculavam-se ao acentuado crescimento industrial europeu, que propiciou o aumento da produção e a conseqüente necessidade de ampliação do mercado consumidor. III. Após a segunda guerra, o conflito, opondo comunismo e anticomunismo, tornou-se um elemento destacado na dinâmica política, cultural e nas relações internacionais. IV. O período entre as duas guerras mundiais do século XX teve como traços importantes, no continente europeu, a falência da economia e o surgimento dos primeiros sinais de crescimento de doutrinas autoritárias e de totalitarismos.   Estão corretas apenas as afirmativas:
  16. 106. UNICENTRO 2006
    Hitler, no seu livro Mein Kampf, determinou: “é necessário expulsar do teatro, das belas artes, da literatura, do cinema, da imprensa, as produções de um mundo em putrefação; é necessário colocar a produção artística a serviço de um Estado e de uma ideia de cultura moral”. (In: CAPELATO, Maria Helena Rolim. Multidões em Cena: propaganda política no Varguismo e no Peronismo. Campinas,: Papirus, 1998. p.101.)   Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas a seguir. I. O nazismo destituiu de significado e de importância os conteúdos vinculados à arte. O cinema foi banido da Alemanha e os atores e produtores transformaram-se em soldados, meros integrantes das fileiras do exército alemão. II. No regime nazista, os valores estéticos foram substituídos por valores ligados ao universo biológico: raça e sangue, sendo a arte reduzida a uma função promotora da coesão orgânica do social e difusora da germanidade. III. A nomeação de Goebbels para o Ministério da Propaganda redefiniu as instituições culturais da Alemanha nazista, tornando-as independentes do Partido Nacional Socialista. IV. O nazismo apresentou um projeto de ordenamento do mundo baseado na erradicação do feio, do sujo, do maléfico, do impuro. Neste projeto, a ideia de raça pura coincidia com a de cultura superior.   Estão corretas apenas as afirmativas:
  17. 107. UNICENTRO 2013
    Em 1951, a filósofa Hannah Arendt afirmou que: “O totalitarismo é uma forma de domínio radicalmente nova porque não se limita a destruir as capacidades políticas do homem, isolando-o em relação à vida pública, como faziam as velhas tiranias e os velhos despotismos, mas tende a destruir os próprios grupos e instituições que formam o tecido das relações privadas do homem, tornando-o assim estranho ao mundo e privando-o do seu próprio eu”. Assinale a alternativa que apresenta a característica que NÃO é um traço peculiar ao totalitarismo como forma de governo.
  18. 108. UNICENTRO 2009
    Hitler, Mussolini, Stálin e Mao Tse-tung são representantes dos principais Estados Totalitários do século XX. Em todas as opções a respeito desses regimes totalitários, podemos apontar as seguintes semelhanças entre eles, EXCETO:
  19. 109. UNIMONTES 2009
    São expressões corretas da relação existente entre a crise de 1929 na economia capitalista e as mudanças ocorridas em países latino-americanos, a partir de 1929, EXCETO  
  20. 110. UNICENTRO 2014
    O grande confronto político ideológico que antecedeu a Segunda Guerra Mundial ocorreu entre o
  21. 111. UNEMAT 2010
    Em outubro de 2009, completou 80 anos uma das maiores crises da economia capitalista conhecida como “Queda da Bolsa de Nova Iorque de 1929”, cujas implicações tiveram proporções globais.   A partir dessa informação, assinale a alternativa incorreta.
  22. 112. PUC-SP 2006
    Considere os textos a seguir, que se referem a dois momentos distintos da história alemã: respectivamente, à unificação do Estado nacional, no século XIX, e ao período nazista, no século XX.   "O próprio Bismarck parece não ter-se preocupado muito com o simbolismo, a não ser pela criação de uma bandeira tricolor, que unia a branca e preta prussiana com a nacionalista liberal preta, vermelha e dourada (...)." (Eric Hobsbawn. A invenção das tradições. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984, p. 281)   "Hitler escreve a propósito da bandeira: 'como nacional-socialistas, vemos na nossa bandeira o nosso programa. Vemos no vermelho a ideia social do movimento, no branco a ideia nacionalista, na suástica a nossa missão de luta pela vitória do homem ariano e, pela mesma luta, a vitória da ideia do trabalho criador que como sempre tem sido, sempre haverá de ser antisemita'." (Wilhelm Reich. Psicologia de massas do fascismo. São Paulo: Martins Fontes, 1988, p. 94-5)   Sobre os processos e períodos históricos mencionados acima, pode-se dizer que
  23. 113. PUC-RJ 1998
    A respeito dos fascismos europeus, podemos considerar CORRETA a seguinte afirmação:
  24. 114. PUC-RS 2016
    O período Entre-Guerras (1918-1939) assistiu à emergência de uma crise em vários países europeus, resultando em partidos políticos e movimentos sociais hostis ao chamado Estado Liberal e ao socialismo de orientação marxista. Na Itália, o Partido Nacional Fascista chega ao poder em 1922. Processo semelhante ocorre na Alemanha, com a ascensão do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães (Partido Nazista) em 1933.   Sobre a atuação desses dois partidos, entende-se que
  25. 115. UFT 2014
    Avalie o texto descrito a seguir. Durante o governo norte americano de Franklin Delano Roosevelt (1933-1945), foi implementada uma série de programas de reformas, buscando a recuperação nacional, prática nomeada de New Deal.   Analise as afirmativas a seguir relacionadas às principais medidas adotadas por esta política.   I. A concessão de empréstimos aos pequenos agricultores. II. A requisição dos estoques de ouro para sanear as finanças. III. O cancelamento de grandes obras públicas, como estradas e centrais hidrelétricas. IV. A valorização da moeda com o objetivo de baixar os preços dos gêneros de consumo. V. A promulgação de leis que garantiam o seguro desemprego e previdência aos assalariados.   Marque a alternativa CORRETA.
  26. 116. UCS 2012
    Considere as seguintes afirmativas sobre o totalitarismo, regime político que se desenvolveu em alguns países europeus entre 1920 e 1940.   I. O franquismo surgiu em Portugal, baseado no domínio militar, no apoio conservador da Igreja Católica e do grande empresariado. Combatia o republicanismo anticlerical e era radicalmente contra a liberdade de organização política. Foi liderado pelo generalíssimo Franco e, em seu nascimento, teve o apoio da Itália fascista.   II. O fascismo surgiu na Itália, a partir das ideias difundidas por Benito Mussolini. Entre seus princípios básicos estavam: o nacionalismo, com tendências ao racismo e à xenofobia; a militarização, com um governo autoritário e expansionista; e o corporativismo, sistema em que os sindicatos de trabalhadores são substituídos por corporações submetidas ao controle do Estado, das quais participam operários e patrões.   III. O nazismo surgiu na Alemanha, em 1934, quando Adolf Hitler assumiu o controle em substituição ao então presidente Hindenburg. Entre seus primeiros atos, ele acabou com o federalismo, centralizando o poder do Estado em suas mãos, adquirindo poderes de ditador e autoproclamando-se Führer (líder ou condutor, em alemão). Além disso, intensificou a censura e aboliu os sindicatos, substituindo-os por corporações nacionais.   Das afirmativas acima, pode-se dizer que
  27. 117. UFRGS 2014
    Em 1932, Franklin Delano Roosevelt foi eleito presidente dos Estados Unidos, em meio à maior crise econômica experimentada por aquele país até então.   Considere as seguintes afirmações a respeito de seu governo.     I - A implementação do chamado New Deal consistia em um conjunto de medidas governamentais destinadas a sanar os problemas econômicos do país, como, por exemplo, a realização de diversas obras públicas e a criação do segurodesemprego para os trabalhadores sem ocupação.   II - Os Estados Unidos mantiveram-se em uma posição de neutralidade até dezembro de 1941, quando o ataque japonês a Pearl Harbour forçou-os a entrar no conflito, ao lado dos Aliados, contra as forças do Eixo.   III- A “Lei Seca”, que proibia a venda e o consumo de álcool em todo o território norte-americano, foi anulada pelo Congresso.     Quais estão corretas?
  28. 118. UNICENTRO 2013
    Muitas semelhanças aproximam a ideologia nazista da ideologia fascista. Sobre o assunto, assinale a alternativa INCORRETA.
  29. 119. UNESP 2015
    Em minha proclamação como Rei, já há quase quatro décadas, assumi o firme compromisso de servir aos interesses gerais da Espanha, com o afã de que os cidadãos chegassem a ser os protagonistas do seu próprio destino, e nossa Nação, uma democracia moderna, plenamente integrada na Europa.    Propus-me então a encabeçar a apaixonante tarefa nacional que permitiu aos cidadãos elegerem seus legítimos representantes e levarem a cabo essa grande e positiva transformação da Espanha, da qual tanto necessitávamos.    Hoje, quando olho para trás, não posso sentir senão orgulho e gratidão por vocês. (Discurso de abdicação do Rei Juan Carlos, da Espanha, em 02.06.2014. http://brasil.elpais.com)     A ascensão de Juan Carlos ao trono da Espanha, mencionada no texto, deu-se com
  30. 120. IBMECRJ 2009
    A Crise de 29 volta a ser muito lembrada atualmente, consequência natural dos enormes problemas que a economia está sofrendo [nos últimos anos]. Naquele período, coube ao presidente democrata Franklin Roosevelt, eleito para a presidência dos Estados Unidos pela primeira vez em 1932, apresentar um plano que ficou conhecido como "New Deal" (Novo Acordo ou Novo Tratamento), plano esse que mudou de forma radical a visão econômica norte-americana, até então praticada. São medidas desse período de governo, EXCETO:
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login