Simule agora a sua nota do Enem 2021 com o nosso gabarito clicando aqui.

Assine hoje e tenha acesso completo ao Stoodi com até 70% de desconto.

Ver planos

UNIOESTE 2010

“Os resultados do Programa de Metas foram impressionantes, sobretudo no setor industrial. Entre 1955 e 1961, o valor da produção industrial, descontada a inflação, cresceu 80%, com altas porcentagens nas indústrias do aço (100%), mecânicas, de eletricidade e comunicações e de material de transporte (600%). De 1957 a 1961, o PIB cresceu a uma taxa anual de 7% (...)”.

(FAUSTO, Boris. História Concisa do Brasil. São Paulo: Edusp, 2008, p.236)

Sobre a política econômica do governo de Juscelino Kubitschek (1956-61), definida no Programa de Metas, considere as afirmativas a seguir:

I - O governo JK, enfatizando um modelo de desenvolvimento econômico industrial, estabeleceu as seguintes prioridades no Programa de Metas: transportes, energia, alimentação, indústria de base, educação e a construção de Brasília.

II - O governo JK atribuiu pouca importância ao setor de produção de bens de consumo duráveis, o que provocou atraso tecnológico.

III- Através desse programa, o governo atendeu às necessidades reais da população, gerando maior equilíbrio social e distribuição de renda.

IV- Os gastos governamentais para sustentar o programa de industrialização e a construção de Brasília resultaram em crescentes déficits do orçamento federal, provocando, inclusive, o crescimento da inflação.

V - Para cumprir o slogan de realizar “cinquenta anos de progresso em cinco de governo”, Juscelino, com o apoio das organizações sindicais e da burguesia nacional, criou mecanismos que limitavam os investimentos das multinacionais no país, as quais passaram a ter um papel secundário na economia brasileira.

A partir das referências acima, assinale a alternativa que corresponda apenas às corretas.

Escolha uma das alternativas.