Assine hoje e tenha acesso completo ao Stoodi com até 70% de desconto.

Ver planos

Banco de Exercícios

Lista de exercícios

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Renascimento Cultural dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude História com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página

Conteúdo exclusivo para assinantes

Assine um de nossos planos para ter acessos exclusivos e continuar estudando em busca da sua aprovação.

Ver planos

  1. 31

    UNCISAL 2011

    A cultura renascentista estabeleceu um novo pensamento que implicou em nova visão do mundo. Dessa forma, é correto considerar que o Renascimento

  2. 32

    ENEM 2001

    O franciscano Roger Bacon foi condenado, entre 1277 e 1279, por dirigir ataques aos teólogos, por uma suposta crença na alquimia, na astrologia e no método experimental, e também por introduzir, no ensino, as ideias de Aristóteles. Em 1260, Roger Bacon escreveu: "Pode ser que se fabriquem máquinas graças às quais os maiores navios, dirigidos por um único homem, se desloquem mais depressa do que se fossem cheios de remadores; que se construam carros que avancem a uma velocidade incrível sem a ajuda de animais; que se fabriquem máquinas voadoras nas quais um homem (...) bata o ar com asas como um pássaro. Máquinas que permitam ir ao fundo dos mares e dos rios"  (apud. BRAUDEL, Fernand. "Civilização material, economia e capitalismo: séculos XV-XVIII São Paulo: Martins Fontes, 1996, vol. 3).   Considerando a dinâmica do processo histórico, pode-se inferir que as ideias de Roger Bacon

  3. 33

    UNICENTRO 2010

    “Que obra de arte é o homem”. (Shakespeare) A frase é representativa

  4. 34

    UNIMONTES 2011

    É CORRETO dizer que o Renascimento significou, entre outras coisas,

  5. 35

    PUC-RS 2012

    Considere o seguinte texto, sobre um aspecto essencial da cultura renascentista, no início da Idade Moderna. “Apostura dos humanistas valorizava o que de divino havia em cada homem, induzindo-o a expandir suas forças, a criar e a produzir, agindo sobre o mundo para transformá-lo de acordo com sua vontade e interesse.” (SEVCENKO, Nicolau. O Renascimento, São Paulo: Atual, 1985, p. 16)   O autor destaca no texto especificamente a característica do humanismo renascentista denominada

  6. 36

    PUC-RS 2016

    Considere o texto abaixo, do medievalista Georges Duby. “Nos cinquenta, sessenta anos que se seguiram à pandemia de 1348, e que foram sacudidos pelos ressurgimentos da peste, situa-se uma das grandes rupturas da história da nossa civilização. Dessa prova a Europa saiu aliviada. Ela era superpovoada. Restabeleceu-se o equilíbrio demográfico. A atmosfera de naturalidade que se instalou explica por que a criação artística não perdeu sua vitalidade. Mas, como tudo o mais, ela mudou de tom”. DUBY, Georges. A Europa na Idade Média. São Paulo: Martins Fontes, 1988, p. 113. A afirmação “ela mudou de tom”, com que o autor conclui sua análise, constitui uma referência

  7. 37

    UFPE 1995

    Sobre o Renascimento, pode-se afirmar:

  8. 38

    FEI

    As principais características do Renascimento foram:

  9. 39

    UNCISAL 2010

    Na transição do feudalismo para o capitalismo, cresceu uma economia que tendia cada vez mais para o caráter comercial e urbano. Na esfera social, política e cultural desse cenário, houve, respectivamente:

  10. 40

    UNEMAT

    “O homem que segue o curso da natureza é aquele que se orienta pela razão nos seus apetites e desprezos. Ora, a razão inspira, em primeiro lugar, ao homem, o amor e a veneração pela majestade divina, a cuja bondade devemos o ser e a possibilidade de atingir a felicidade. E, em segundo lugar, ensina-nos e incita-nos a viver alegremente e sem tristezas, levando-nos a auxiliar e a desenvolver nos outros o respeito pela natureza, que nos leva obter tal felicidade.” (MORUS, Thomas. A utopia. São Paulo: MartinClaret, 2005. pp. 76). A obra A Utopia de Thomas Morus, publicada no ano de 1516, é considerada uma das referências do pensamento renascentista. Com base no trecho acima, pode-se inferir que

  11. 41

    UNICENTRO 2009

    Leia o texto. “Leonardo foi o curioso mais insistente da história. Perguntava o porquê e o como de tudo o que via. [...] Descobre, anota; quando pode ver, desenha. Copia. Faz a mesma pergunta uma, duas, várias vezes. A curiosidade de Leonardo unia-se a uma energia mental incansável. Chega a ser cansativa a leitura de suas intermináveis anotações. Não se contenta com um sim por resposta. Não deixa nada de lado: preocupa-se, expõe, responde a interlocutores imaginários. De todas as perguntas, a mais insistente é a questão sobre o homem – não o homem ‘de espírito, razão e memória como um deus imortal’ de Alberti, mas o homem como mecanismo. Como anda? E ensina como se desenha um pé de dez maneiras diferentes, cada uma revelando componentes diversos na sua estrutura. Como o coração bombeia o sangue? O que acontece quando o homem  espirra ou boceja? Como vive, quando feto, no útero? Por que morre de velhice? Leonardo descobriu um centenário num hospital de Florença, e esperou alegremente que ele morresse para examinar-lhe as veias. Cada pergunta exigia uma dissecação e cada dissecação era desenhada com precisão maravilhosa.” [...] (CLARK, Kenneth. Civilização. São Paulo: Martins Fontes, 1980. p. 155.)   Todas as alternativas abaixo expressam a postura de Leonardo da Vinci, personagem destacada do Renascimento, EXCETO:

  12. 42

    FCMS-JF 2015

    O Renascimento se configurou como um período marcado por amplas transformações culturais na Europa, entre os séculos XV e XVI. Dentre as características principais deste contexto, destaca-se a valorização:

  13. 43

    PUC-RJ 2008

    Sobre o conjunto de ideias que marcou o Renascimento é correto afirmar que:

  14. 44

    UNICENTRO 2014

    No período do renascimento europeu, um conjunto de transformações realizadas por sujeitos históricos se expressou na cultura e nas ciências, propiciando uma renovação nas produções dessas respectivas áreas. Com base nos conhecimentos sobre essas modificações, assinale a alternativa correta.

  15. 45

    UNIMONTES 2011

    O Renascimento foi considerado o primeiro grande movimento cultural dos tempos modernos. Enfatizava uma cultura laica, racional e “científica”. Diante disso, expressava oposição a

  16. 46

    UNAMA 2010

    “Os arquitetos do renascimento conseguiram, mediante o estudo de antigos templos e ruínas gregas, assim como pela aplicação da perspectiva, chegar a uma arquitetura diferente. As ordens gregas de colunas substituíram os pilares medievais e se impuseram no levantamento das paredes e na sustentação das abóbadas e cúpulas. A aplicação dessas ordens não é arbitrária. Elas representam as tão almejadas proporções humanas: a base é o pé, a coluna, o corpo, e o capitel, a cabeça”. Enciclopedia Multimedia del Arte Universal. www.arteeeducacao.net/.../renascimento/texto.htm Acesso em 03/05/2010. Texto adaptado.   Pelo texto acima e por seus conhecimentos sobre o Renascimento moderno, a arquitetura renascentista caracterizava-se por ser

  17. 47

    UNICENTRO 2015

    O movimento renascentista do início do Período Moderno esteve vinculado

  18. 48

    PUC-RJ

    Sobre o conjunto de ideias que marcou o Renascimento, é correto afirmar que:

  19. 49

    UEL 1994

    A arte renascentista, de uma forma geral, se caracterizou pela:

  20. 50

    UFT 2014

    Avalie o texto descrito a seguir. “(...) são múltiplos os caminhos do pensamento renascentista e certamente a variedade, a pluralidade de pontos de vistas e opiniões, (...) um dos fatores mais notáveis da sua fertilidade. (...) era plenamente coerente com sua insistência sobre a postura crítica, o respeito à individualidade, seu desejo de mudança.” FONTE: Adaptado de SEVCENKO, Nicolau. O Renascimento. SP: Atual, 1994, p.24.   Marque a alternativa que apresenta uma das características do Renascimento.  

  21. 51

    FCMS-JF 2017

    “Que obra de arte é o homem: tão nobre no raciocínio, tão vário na capacidade; em forma o movimento, tão preciso e admirável; na ação é como um anjo; no entendimento é como um Deus; a beleza do mundo, o exemplo dos animais.” (Shakespeare, William. Hamlet.) O Renascimento Cultural marca a modernidade, buscando na Antiguidade Clássica ampla influência. Acerca desse movimento, é INCORRETO afirmar que:

  22. 52

    PUC-RJ

    À EXCEÇÃO DE UMA, as alternativas abaixo apresentam de modo correto características do Renascimento. Assinale-a.

  23. 53

    UNICENTRO 2010

    “Renascimento” ou “Renascença” são termos utilizados para identificar as mudanças ocorridas na Europa, entre o século XIII e XVII. Assinale a alternativa INCORRETA, em relação ao período citado.

  24. 54

    UNIOESTE 2011

    “Crítica cultural, crítica filológica, crítica histórica: a atividade crítica, como se pode ver, foi uma das características mais notáveis do movimento humanista. Um atividade crítica voltada para a percepção da mudança, para a transformação dos costumes das línguas e das civilizações. Uma visão, portanto, mais atenta aos aspectos de modificação e variação do que aos de permanência e continuidade.” SEVCENKO, Nicolau. O Renascimento. SP: Atual, 1994, p. 16. Sobre os acontecimentos do período denominado como Renascimento assinale a alternativa correta

  25. 55

    UNB 2014

    A Europa viveu uma revolução cultural — a Renascença — nos séculos XV e XVI, nos quais muito dos antigos saberes do continente foi recuperado e um novo espírito de curiosidade científica assegurou-lhe avanços tecnológicos essenciais, que a colocaram à frente do resto do mundo. As viagens de exploração logo se transformaram em grandes ondas de colonização, que chegaram à maior parte do globo. Philip Parker. Guia Ilustrado Zahar: história mundial. Rio de Janeiro: Zahar, 2011, p. 216-7. 1     O momento das descobertas foi também o momento das rupturas. Ao lado das invenções técnicas, que permitiram as aventuras dos navegantes, transformações nas estruturas materiais e mentais deram início ao que a filosofia e a história chamam de “liberação do indivíduo”, tirando-o do anonimato medieval: “divinização do homem e humanização de Deus”. Avança a circulação das ideias, com a descoberta, por Gutenberg, do processo de impressão por meio de tipos móveis, com a multiplicação dos livros e o aparecimento da imprensa escrita. Adauto Nunes. Experiência e destino. In: Adauto Nunes (Org.). A descoberta do homem e do mundo. São Paulo: Companhia das Letras, 1998, p.10-1 (com adaptações).     Tendo como referência os fragmentos de texto acima, e considerando a inserção do Brasil no capitalismo nascente e a produção dos seus espaços geográficos, responda.   A valorização econômica e a organização do território brasileiro no século XVI eram coerentes com o projeto colonizador de Portugal, que foi essencialmente

  26. 56

    UNIMONTES 2013

    A democracia é a Vontade da Lei, que é plural e igual para todos, e não a do Príncipe que é impessoal e desigual para os favorecimentos e privilégios. GUIMARÃES, Ulisses. In: Ricardo, Adhemar e Flávio. HISTORIA. Belo Horizonte-MG: Lê, 2001. p. 453. O pensamento exposto pelo parlamentar brasileiro opõe-se frontalmente ao pensamento de/dos

  27. 57

    FUVEST 2017

    Em uma significativa passagem da tragédia Macbeth, de Shakespeare, seu personagem principal declara: “Ouso tudo o que é próprio de um homem; quem ousa fazer mais do que isso não o é”. De acordo com muitos intérpretes, essa postura revela, com extraordinária clareza, toda a audácia da experiência renascentista. Com relação à cultura humanista, é correto afirmar que

  28. 58

    UPE 2011

    A Peste Negra assolou a Europa com uma longa e devastadora epidemia no século XIV. Campos e cidades foram arrasados; um terço da população europeia morreu sob o impacto da doença. Outros fatores também contribuíram para esse período de depressão, provocando uma grave crise no Sistema Feudal. No entanto, essa Crise foi responsável pelas transformações empreendidas entre os séculos XV e XVIII, período esse denominado de transição do Feudalismo para o Capitalismo. No que se refere a essas transformações, assinale a alternativa CORRETA.

  29. 59

    UNCISAL 2012

    As expressões artísticas renascentistas, fundadas no estudo do homem, da natureza e do espírito crítico, desdobraram-se no desenvolvimento científico, notadamente na área da física, astronomia, matemática e biologia. Contrariando as antigas concepções geocêntricas defendidas pela Igreja, ganhou aceitação definitiva, na época, a teoria heliocêntrica. Na divulgação da nova concepção, destacaram-se

  30. 60

    PUC-CAMPINAS 2004

    As ordens já são mandadas, já se apressam os meirinhos. Entram por salas e alcovas, relatam roupas e livros: (...) Compêndios e dicionários, e tratados eruditos sobre povos, sobre reinos, sobre invenções e Concílios... E as sugestões perigosas da França e Estados Unidos, Mably, Voltaire e outros tantos, que são todos libertinos... (Cecília Meireles, Romance XLVII ou Dos sequestros. "Romanceiro da Inconfidência")   A referência "compêndios, dicionários e tratados eruditos" no século XVIII nos sugere uma clara valorização do conhecimento científico, postura que também se verifica no período conhecido como Renascimento. Contribuíram para eclosão deste amplo movimento cultural na Europa,

Gerar PDF da Página

Conteúdo exclusivo para assinantes

Assine um de nossos planos para ter acessos exclusivos e continuar estudando em busca da sua aprovação.

Ver planos