Tenha acesso completo aos conteúdos do Stoodi

Plano de estudos, exercícios, videoaulas, correção de redação e mais!

Exercícios de República das Oligarquias

Voltar para República das Oligarquias

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de República das Oligarquias dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude História com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 31. UFF 2009
    Segundo Antonio Barros de Castro, o café foi, entre nós, uma “cultura itinerante”, “uma atividade em movimento”, compreendendo, simultaneamente, “uma faixa pioneira, onde o café estaria penetrando; uma zona onde estaria consolidado e plenamente produtivo e uma região decadente, onde a cultura se encontra em regressão.”  (7 Ensaios sobre a economia brasileira).       Aplicando a classificação contida no texto acima à cafeicultura brasileira na primeira década do século XX, é possível associar
  2. 32. UFMG 2002
    "O arraial foi crescendo num ritmo espantoso, à custa tanto da vizinhança, quanto de pontos longínquos do sertão: de Pernambuco, do Piauí, do Ceará, de Alagoas, de Sergipe, de Minas Gerais e até de São Paulo. A zona nordestina, porém, dava-os em maior quantidade e a mais atingida pelo êxodo era a região das secas e das fazendas de criação. No seu apogeu calculava-se em oito mil a quantidade de habitantes do Império de Monte Belo. Sua composição era heterogênea [...] Tipos físicos os mais diversos; raros os brancos puros, os negros puros; em grande e maioria toda sorte de mestiços [...] Econômica e socialmente eram em sua maioria indivíduos de algumas posses." QUEIROZ, Maria Isaura Pereira de. O messianismo no Brasil e no mundo. São Paulo: Alfa-Omega, 1976. p.229-230.   Com base na leitura desse trecho, é INCORRETO afirmar que o temor dos proprietários de terra e das autoridades políticas com a movimentação em torno de Antônio Conselheiro relacionava-se:
  3. 33. UFMG 2001
    "Da libertação do nosso espírito, sairá a arte vitoriosa. E os primeiros anúncios da nossa esperança são os que oferecemos aqui à vossa curiosidade. São estas pinturas extravagantes, estas esculturas absurdas, esta música alucinada, esta poesia aérea e desarticulada. Maravilhosa aurora!"   Com essas palavras, o escritor Graça Aranha abriu as atividades da Semana de Arte Moderna, realizadas no Teatro Municipal de São Paulo, entre 13 e 17 de fevereiro de 1922. A Semana de Arte Moderna foi um marco na história brasileira, já que 
  4. 34. UFMG 2001
    Revolta da Vacina é o nome pelo qual ficou conhecido o conjunto de manifestações populares ocorridas, no Rio de Janeiro, no início do século XX, em oposição à lei de vacinação obrigatória contra a varíola. Os conflitos, ocorridos a partir de novembro de 1904, tinham como um dos principais pontos de tensão a oposição entre alguns interesses de diferentes setores da população e as políticas públicas que se implementavam no alvorecer da República no Brasil. Considerando-se esse movimento, é possível observar que os revoltosos
  5. 35. UFMG 1997
    Foi um período de intensa atividade sindical e política nos meios operários, fundando-se inúmeras organizações de classe e círculos políticos e desempenhando também uma inédita atividade cultural. (RODRIGUES, José A. Sindicato e Desenvolvimento no Brasil. São Paulo: Difel,1 %8. p.12)   A afirmação acima refere-se à cena republicana nas duas primeiras décadas do século XX, no Brasil. Este momento histórico pode ser caracterizado pela (s)
  6. 36. UFMG 1997
    Todas as alternativas abaixo apresentam afirmações corretas sobre a economia cafeeira no Brasil, EXCETO:
  7. 37. FUVEST 2008
    Sobre a economia brasileira durante a Primeira República, é possível destacar os seguintes elementos: 
  8. 38. UECE 1996
    A frase "façamos a revolução antes que o povo a faça", atribuída a Antônio Carlos, Presidente do Estado de Minas Gerais em 1930, revela alguns elementos a respeito do movimento que levou Getúlio Vargas ao poder e que ficou conhecido como "revolução de 30". Sobre este movimento, é correto afirmar que:
  9. 39. UFMG
    Os movimentos de propaganda e a imprensa operária foram dois importantes pilares da divulgação da cultura anarquista. Assim sendo, é INCORRETO afirmar que, no Brasil, as pautas dos jornais e a atuação dos militantes anarquistas incluíam a:
  10. 40. FUVEST 1995
    Caracteriza o processo eleitoral durante a Primeira República, em contraste com o vigente no Segundo Reinado:
  11. 41. PUC-RS
    O governo de Hermes da Fonseca, que derrotara a candidatura civilista de Rui Barbosa, foi marcado pela chamada política das salvações, que consistia na intervenção de militares hermistas nos governos estaduais. Considerando o contexto político-institucional da República Velha, pode-se dizer que a política das salvações apresentou como resultado concreto:    
  12. 42. PUC-MG 2008
    “O Brasil não é isso. É isto. O Brasil, senhores, sois vós. O Brasil é esta assembléia. O Brasil é este comício imenso de almas livres. Não são os mercadores do Parlamento. Não são as sanguessugas da riqueza pública. Não são os falsificadores de eleições. Não são os compradores de jornais. Não são os corruptores do sistema republicano. Não são os oligarcas estaduais. Não são os ministros de tarraxa. Não são os presidentes de palha. Não são os publicistas de aluguel. Não são os estadistas de impostura. Não são os diplomatas de marca estrangeira. São as células ativas da vida nacional. É a multidão que não adula, não teme, não corre, não recua, não deserta, não se vende. Não é a massa inconsciente, que oscila da servidão à desordem, mas a coesão orgânica das unidades pensantes, o oceano das consciências, a mole das vagas humanas, onde a Providência acumula reservas inesgotáveis de calor, de força e de luz para a renovação de nossas energias. É o povo, num desses movimentos seus, em que se descobre toda a majestade.”   (Rui Barbosa, em famoso discurso pronunciado no Teatro Lírico do Rio de Janeiro, em 20 de março de 1919, em campanha presidencial).   A crítica central do discurso de Rui Barbosa, apresentada no trecho, se refere à:
  13. 43. FCMS-JF 2011
    Concebendo a “cultura” no sentido de Gilberto Freyre - como expressão global da vida política e do espírito, social e individual, vital e humana, pode-se dizer que José Lins do Rego é a expressão literária da cultura da sua terra; é mais da terra que dos livros. É a consciência literária da casa-grande e da senzala, dos senhores de engenho e dos pretos, dos bacharéis e dos moleques, de todo um mundo agonizante. Foi ontem, isso? Ou é ainda hoje assim, ou vive apenas na sua memória incomparável? Otto Maria Carpeaux. O brasileiríssimo José Lins do Rego. Prefácio a “Fogo morto” A questão do mandonismo político local no Brasil se originou no período colonial e após a Proclamação da República tomou a forma do “coronelismo”, marcado por características como:
  14. 44. UNEMAT 2010
    Euclides da Cunha, ao editar em 1902 a obra Os Sertões, tratou de um movimento social de natureza religiosa denominado:
  15. 45. UNEMAT 2012
    No mês de fevereiro de 1922, o imponente Teatro Municipal de São Paulo foi palco de um evento, que mudaria o caminho futuro das artes no Brasil. Sob vaias e assobios generalizados, um grupo de jovens artistas e intelectuais divulgou suas novas ideias.   De que se tratava essas novas ideias? 
  16. 46. UNICENTRO 2006
    “Ao longo da Primeira República os movimentos sociais de trabalhadores ganharam certo ímpeto, tanto no campo quanto nas cidades. No primeiro caso eles podem ser divididos em três grandes grupos: 1º - os que combinaram conteúdo religioso com carência social; 2º - os que combinaram conteúdo religioso com reivindicação social; 3º - os que expressaram reivindicações sociais sem conteúdo religioso”. (FAUSTO, Boris. História Concisa do Brasil. São Paulo: USP, 2001. p. 166.)   Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, assinale a alternativa que contempla, respectivamente, exemplos dos três grupos referidos pelo autor.
  17. 47. ENEM CANCELADO 2009
    A figura do coronel era muito comum durante os anos iniciais da República, principalmente nas regiões do interior do Brasil. Normalmente, tratava-se de grandes fazendeiros que utilizavam seu poder para formar uma rede de clientes políticos e garantir resultados de eleições. Era usado o voto de cabresto, por meio do qual o coronel obrigava os eleitores de seu “curral eleitoral” a votarem nos candidatos apoiados por ele. Como o voto era aberto, os eleitores eram pressionados e fiscalizados por capangas, para que votassem de acordo com os interesses do coronel. Mas recorria-se também a outras estratégias, como compra de votos, eleitores-fantasma, troca de favores, fraudes na apuração dos escrutínios e violência. Disponível em: http://www.historiadobrasil.net/republica. Acesso em: 12 dez. 2008 (adaptado).   Com relação ao processo democrático do período registrado no texto, é possível afirmar que
  18. 48. UECE 2016
    O final dos anos 1920 e o início dos anos 1930 foram marcados por uma crise financeira generalizada, agravada pela quebra da bolsa de Nova York, que, no Brasil, afetou mais fortemente a
  19. 49. UNEMAT 2007
    O crescimento urbano, na passagem do século XIX para o XX no Brasil, atraiu para a nascente indústria grande número de trabalhadores.   Sobre os movimentos reivindicatórios dos operários neste período, assinale alternativa CORRETA.
  20. 50. FAAP 1996
    Iniciado por holandeses e ingleses, o povoamento consolida-se com os portugueses. Em 1835, é palco do movimento popular da Cabanagem. A economia fica estagnada até o fim do século XIX. O crescimento é retomado com o ciclo da borracha e continua com a produção de madeira e castanha.   Os acontecimentos descritos aconteceram em qual estado brasileiro?
  21. 51. UFMS 2008
    Desde o final de 2007, uma série de casos de febre amarela levou a população, sem informações sobre a doença, a sair em busca de vacinas. Junto às notícias sobre algumas mortes ocorridas em razão da vacinação imprópria, a imprensa nacional traçou paralelos entre essa corrida aos postos de saúde e os acontecimentos ocorridos no Rio de Janeiro no início do século XX. Sobre o acontecimento que se relaciona com a corrida aos postos de saúde em 2007, assinale a alternativa correta.
  22. 52. UEMA 2008
    Há muito tempo, Nas águas da Guanabara, O dragão do mar reapareceu, Na figura de um bravo feiticeiro A quem a história não esqueceu [...] Salve, o navegante negro Que tem por monumento As pedras pisadas do cais. João Bosco & Aldir Blanc. O mestre-sala dos mares.   A que movimento ocorrido no início do século XX o trecho da música se refere?
  23. 53. UNEMAT 2011
    Durante a Primeira República no Brasil (1889 - 1930), as práticas políticas assentadas no denominado sistema coronelista estiveram muito presentes em relação às características do coronelismo.   Assinale a alternativa correta.
  24. 54. UERJ 2012
    Cheio de apreensões e receios despontou o dia de ontem, 14 de novembro de 1904. Muito cedo tiveram início os tumultos e depredações. Foi grande o tiroteio que se travou. Estavam formadas em toda a rua do Regente, estreita e cheia de casas velhas, grandes e fortes barricadas feitas de montões de pedras, sacos de areia, bondes virados, postes e pedaços de madeira arrancados às casas e às obras da avenida Passos. Jornal do Comércio, 15/11/1904  Adaptado de Nosso Século (1900-1910). São Paulo: Abril Cultural, 1980.     O progresso envaidecera a cidade vestida de novo, principalmente inundada de claridade, com jornais nervosos que a convenciam de ser a mais bela do mundo. Era a transição da cidade doente para a maravilhosa. PEDRO CALMON (historiador / 1902-1985) Adaptado de Nosso Século (1900-1910). São Paulo: Abril Cultural, 1980.     Os textos referem-se aos efeitos da gestão do prefeito Pereira Passos (1902-1906), momento em que a cidade do Rio de Janeiro passou por uma de suas mais importantes reformas urbanas. Uma intervenção de destaque foi a abertura da avenida Central, hoje avenida Rio Branco, provocando não só elogios, como também conflitos sociais.   A principal motivação para esses conflitos esteve relacionada à:
  25. 55. UFU 2000
    Entre as questões que marcaram a história brasileira entre o final do século XIX e o início do XX, podemos afirmar que   I- a urbanização, que se desenvolvia em cidades maiores como o Rio de Janeiro, São Paulo e Recife, era realizada segundo moldes europeus e seus defensores procuravam "civilizar" e "higienizar" a população, como se viu nas violentas campanhas de vacinação e na expulsão dos moradores de cortiços dos centros das cidades. II- a política econômica dos primeiros governos da República foi marcada pela especulação financeira, pela inflação, pelo alto endividamento externo e pela falta de investimentos na produção industrial, alimentados pela política do "encilhamento" do ministro da Fazenda Rui Barbosa. III- a crise da economia cafeeira levou o país a diversificar a produção, criando alternativas de sobrevivência para os pequenos produtores e forçando os grandes fazendeiros a deixar seus palacetes nas grandes cidades, o que permitiu ao Brasil desenvolver, através da indústria algodoeira do nordeste, concorrência com a produção de tecidos ingleses. IV- o clima de insatisfação, revolta e insubordinação, evidenciado com a formação do Arraial de Canudos, a Revolta da Vacina, a Guerra do Contestado, a Revolta da Chibata e o Cangaço, trouxe à tona o processo de exclusão social e política, que a República conservava, apesar dos discursos civilizadores. Assinale a alternativa correta.
  26. 56. UEMG 2016
    “Do boulevard 28 de setembro, onde diariamente pegava o bonde que me levava à praça XV, indo dali a pé até a Esplanada do Castelo, para a Faculdade Nacional de Filosofia, onde estudava, demorava cerca de uma hora. Mas a distância cultural entre os dois mundos, o do samba boêmio e o daquele templo do alto saber, era menor do que se poderia supor. Graças (...) a poesia de Noel ...” VENTURA, 2012, p.124.     Noel Rosa, o Noel da Vila, nasceu em 1910 e faleceu em 1937, na cidade do Rio de Janeiro, em decorrência de vários problemas de saúde.   Nas primeiras décadas do século XX, a capital do Brasil, cidade em que nasceu Noel Rosa, vivenciou uma série de transformações na(s) qual(is) se destaca(m)
  27. 57. UNICENTRO 2014
    No início do período republicano no Brasil, rebeliões sociais ocorreram no território nacional e enfrentaram a nova organização política e socioeconômica. Sobre essas rebeliões, assinale a alternativa que apresenta, corretamente, o personagem histórico correspondente ao movimento social que denomina o processo histórico.
  28. 58. FCMMG 2009
    Nos anos 20 do século passado, os Tenentes pretendiam dotar o Brasil de um poder centralizado, com o objetivo de educar o povo e seguir uma política nacionalista.   Os Tenentes se opunham politicamente
  29. 59. UNEB 2014
    Lembranças de Makoko, uma das mais famigeradas comunidades de posseiros em Lagos, na Nigéria — metrópole presa entre a modernidade e a miséria. Com centenas de modos de transferência assíncronos (ATM, na sigla em inglês), recordes de centros de internet e milhões de telefones celulares, essa cidade agitada e congestionada com 8 milhões a 17 milhões de habitantes (dependendo de onde se traça a linha de contorno ou de quem faz a contagem) está conectada à grade global. Centro internacional de negócios empresariais e capital comercial do país mais populoso da África, Lagos atrai perto de 600 mil novos visitantes todos os anos. Mas a maioria dos bairros, mesmo alguns dos melhores, não dispõe de água encanada, saneamento básico e eletricidade. Makoko — parte sobre terra firme, parte flutuando sobre lagoas — é uma das comunidades mais carentes da megalópole. Bairros como esse existem no mundo todo. [...] Quando os governos negam a essas comunidades o direito de existir, as pessoas demoram mais para melhorar suas casas. Quando as autoridades do Rio de Janeiro decretaram guerra às favelas nos anos 60, por exemplo, as pessoas temiam ser expulsas de suas casas, ou que estas fossem incendiadas e por isso não tinham pressa em melhorá-las. A maioria das favelas permaneceu primitiva — pouco diferentes das cabanas de barro e dos barracos de madeira de Mumbai e Nairóbi. Mas quando os políticos perceberam a reação e passaram a se comprometer com as comunidades, elas começaram a proliferar sem controle. (NEUWIRTH, 2013. p. 22-24-26).     A origem das favelas está relacionada à pobreza e à desigualdade social, contudo, no caso específico do Rio de Janeiro, as favelas surgiram em função da
  30. 60. CESGRANRIO
    A identificação dos governos da República Velha com os interesses da economia cafeeira pode ser expressa pelo(a):
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login