UFV 2004

A transição do sistema de produção doméstico para o fabril foi característico do processo histórico conhecido como Revolução Industrial. Ele se deu, primeiramente, na Inglaterra, durante a segunda metade do século XVIII, e foi marcado por uma série de transformações econômicas, sociais, culturais, técnicas e tecnológicas. Entre essas transformações, destacam-se:

I. o aumento da produção de bens de consumo, especialmente têxteis, devido a substituição da energia humana e hidráulica pela energia a vapor e a invenção do tear mecânico e da máquina de fiar.
II. a diminuição da divisão social do trabalho e o surgimento de uma nova concepção de tempo, associada à regularidade do padrão de trabalho doméstico.
III. o desenvolvimento do sistema de produção doméstico, devido ao desemprego e ao aumento do controle dos trabalhadores sobre os resultados do seu trabalho.
IV. a aceleração do processo de urbanização e o aumento do poderio naval britânico, contribuindo para a conquista de novos mercados em outras regiões do mundo.
V. a expropriação dos trabalhadores de seus meios de produção e a divisão das terras comunais, o que beneficiou principalmente os grandes proprietários rurais.

Está CORRETO o que é dito apenas em:

Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login