Tenha acesso completo aos conteúdos do Stoodi

Plano de estudos, exercícios, videoaulas, correção de redação e mais!

Exercícios de Segundo Reinado

Voltar para Segundo Reinado

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Segundo Reinado dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude História com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 61. UNESP 2015
    Não há dúvida de que os republicanos de São Paulo e do Rio de Janeiro representavam preocupações totalmente distintas. Enquanto os republicanos da capital, ou melhor, os que assinaram o Manifesto de 1870, refletiam as preocupações de intelectuais e profissionais liberais urbanos, os paulistas refletiam preocupações de setores cafeicultores de sua província. [...] A principal preocupação dos paulistas não era o governo representativo ou direitos individuais, mas simplesmente a federação, isto é, a autonomia estadual. (José Murilo de Carvalho. A construção da ordem, 1980.)   As diferenças entre os republicanos de São Paulo e do Rio de Janeiro, nas décadas de 1870 e 1880, podem ser explicadas, entre outros fatores,
  2. 62. UNB 2012
    Assinale a opção correta a respeito de desdobramentos da maioridade antecipada de Pedro II.
  3. 63. UNIMONTES 2009
    Quem não é pelo Brasil, é contra o Brasil! D. Pedro II. SCHWARCZ. Lílian. Moritz, p. 304)    Brasil, ame-o ou deixe-o! (Ditadura Militar)    O aspecto presente nas duas frases é o/a  
  4. 64. UFU 1999
    Ao longo da segunda metade do século XIX, o Brasil passou por profundas transformações que afetaram, de forma geral, a economia e a organização social e política do país. Sobre esse período, é correto afirmar que
  5. 65. UNAMA 2008
    Itália Bela mostre-se gentil e os filhos seus não a abandonarão, senão vão todos para o Brasil, e não se lembrarão de retornar. Aqui mesmo ter-se-ia no que trabalhar sem ser preciso para a América emigrar.   O século presente já nos deixa, o mil e novecentos se aproxima. A fome está estampada em nossa cara e para curá-la remédio não há. A todo momento se ouve dizer: eu vou lá, onde existe a colheita do café. Da canção Itália belle, mostrati gentile, de 1899. (FERREIRA, José Roberto Martins). História: 7ª série. Ed. Reform. São Paulo: FTD, 1997, p. 47)   O documento acima nos remete à:
  6. 66. ENEM PPL 2011
    TEXTO I A escravidão não é algo que permaneça apesar do sucesso das três revoluções liberais, a inglesa, a norte-americana e a francesa; ao contrário, ela conhece o seu máximo desenvolvimento em virtude desse sucesso. O que contribui de forma decisiva para o crescimento dessa instituição, que é sinônimo de poder absoluto do homem sobre o homem, é o mundo liberal. Losurdo, D. Contra-história do liberalismo. Aparecida: Ideias & Letras, 2006 (adaptado).   TEXTO II          E, sendo uma economia de exploração do homem, o capitalismo tanto comercializou escravos para o Brasil, o Caribe e o sul dos Estados Unidos, nas décadas de 30, 40, 50 e 60 do século XIX, como estabeleceu o comércio de trabalhadores chineses para Cuba e o fluxo de emigrantes europeus para os Estados Unidos e o Canadá. O tráfico negreiro se manteve para o Brasil depois de sua proibição, pela lei de 1831, porque ainda ofereceu respostas ao capitalismo. Tavares , L. H. D. Comércio proibido de escravos. São Paulo: Ática, 1988 (adaptado).   Ambos os textos apontam para uma relação entre escravidão e capitalismo no século XIX. Que relação é essa?
  7. 67. UNIMONTES 2009
    Sobre o sistema parlamentarista brasileiro na época do Império, pode-se afirmar: I - As eleições para a Assembleia geral eram diretas e o sufrágio, universal. II - O imperador detinha o poder de dissolver a Câmara dos Deputados e convocar novas eleições. III - O imperador detinha o poder de designar o Presidente do Conselho de Ministros. IV - O Presidente do Conselho de Ministros nomeava os Presidentes das Províncias. Estão CORRETAS as afirmativas
  8. 68. UFRN 2012
    No século XIX, na Europa, desenvolveram-se estudos que, reivindicando bases científicas, valorizavam a raça branca, considerada superior a todas as demais. Essas teorias concebiam uma Nação em termos biológicos e valorizavam a homogeneidade racial. “A mistura de raças heterogêneas era sempre um erro e levava à degeneração não só do indivíduo como de toda a coletividade.” (SCHWARCZ, Lilia Moritz. Espetáculo da miscigenação. Estudos avançados, v. 8, n. 20, abr. 1994. Disponível em: . Acesso em: abr. 2009.)   Frente a essas concepções, a constatação de que o Brasil era uma nação mestiça gerou dilemas para os intelectuais brasileiros no século XIX. Na tentativa de resolver esses dilemas, alguns intelectuais da época
  9. 69. ENEM PPL 2014
    Passada a festa da abolição, os ex-escravos procuraram distanciar-se do passado de escravidão, negando-se a se comportar como antigos cativos. Em diversos engenhos do Nordeste, negaram-se a receber a ração diária e a trabalhar sem remuneração. Quando decidiram ficar, isso não significou que concordassem em se submeter às mesmas condições de trabalho do regime anterior. FRAGA, W; ALBUQUERQUE, W. R. Uma história da cultura afro-brasileira. São Paulo: Moderna, 2009 (adaptado). Segundo o texto, os primeiros anos após a abolição da escravidão no Brasil tiveram como característica o(a)
  10. 70. UFU 2014
    A Lei de Terras decretada no Brasil em 1850 proibia a aquisição de terras públicas através de qualquer outro meio que não fosse a compra, colocando um fim às formas tradicionais de adquirir terras mediante posses e mediante doações da Coroa [...] Os produtos da venda das terras públicas e das taxas de registro das propriedades seriam empregados exclusivamente para a demarcação das terras públicas e para a ‘importação de colonos livres’. Criou-se um serviço burocrático encarregado de controlar a terra pública e de promover a colonização: a Repartição Geral das Terras Públicas COSTA, Emília Viotti da. Da Monarquia à República: momentos decisivos. 7ª ed., São Paulo: Editora da Unesp, 1999, p. 171.     O projeto da lei de terras no Brasil foi inicialmente debatido no Conselho de Estado em 1842, teve sua tramitação ocorrida na Câmara dos Deputados em 1843, sendo aprovado no Senado em 18 de Setembro de 1850. A cronologia da criação da Lei de Terras no Brasil
  11. 71. ENEM PPL 2012
    TEXTO I   Já existe, em nosso país, uma consciência nacional que vai introduzindo o elemento da dignidade humana em nossa legislação, e para qual a escravidão é uma verdadeira mancha. Essa consciência resulta da mistura de duas correntes diversas: o arrependimento dos descendentes de senhores e a afinidade de sofrimento dos herdeiros de escravos. NABUCO, J. O abolicionismo. Disponível em: www.dominiopublico.gov.br. Acesso em: 12 out. 2011 (adaptado).   TEXTO II   Joaquim Nabuco era bom de marketing. Como verdadeiro estrategista, soube trabalhar nos bastidores para impulsionar a campanha abolicionista, utilizando com maestria a imprensa de sua época. Criou repercussão internacional para a causa abolicionista, publicando em jornais estrangeiros lidos e respeitados pelas elites brasileiras. Com isso, a campanha ganhou vulto e a escravidão se tornou um constrangimento, uma vergonha nacional, caminhando assim para o seu fim. COSTA e SILVA, P. Um abolicionista bom de marketing. Disponível em: www.revistadehistoria.com.br. Acesso em: 27 jan. 2012 (adaptado).   Segundo Joaquim Nabuco, a solução do problema escravista no Brasil ocorreria como resultado da:
  12. 72. UFJF 2016
    O texto abaixo se refere à construção da identidade nacional no Brasil no decorrer do século XIX, sobretudo a partir do Segundo Reinado. Leia o trecho e, em seguida, responda à questão:   “Por oposição ao negro, que lembrava a escravidão, o indígena permitia identificar uma origem mítica e unificadora. (...). A natureza brasileira também cumpriu função paralela. Se não tínhamos castelos medievais, templos da Antiguidade ou batalhas heroicas para lembrar, possuíamos o maior dos rios, a mais bela vegetação. (...). Por mais que tenha partido de d. Pedro I e de Bonifácio a tentativa de elaborar (...) uma ritualística local, foi com d. Pedro II e seu longo reinado que se tornaram visíveis a originalidade do protocolo e o projeto romântico de representação política do Estado” (SCHWARCZ, Lilia. As Barbas do Imperador, p.140);   Com base no trecho acima e em seus conhecimentos, é CORRETO afirmar que a identidade nacional no século XIX foi construída:
  13. 73. UPE 2014
    Sobre o período da abolição da escravidão no Brasil, analise as afirmativas a seguir:   I. Teve como um de seus patronos Joaquim Nabuco, considerado um dos maiores defensores da liberdade dos escravos. II. Tomou força na segunda metade do século XIX, por meio do movimento abolicionista, que defendia o fim da escravidão. III. A primeira etapa desse processo ocorreu com a proibição do tráfico de escravos mediante a vinda da família real para a colônia, em 1808. IV. Várias instituições se manifestaram contrárias ao fim da escravidão, dentre as mais importantes, estão os periódicos O Abolicionista e Revista Ilustrada. V. A Guerra da Tríplice Fronteira, também conhecida como Guerra do Paraguai, foi de fundamental importância para o crescimento do movimento abolicionista.   Estão CORRETAS
  14. 74. UPE 2016
    A Proclamação da República é um episódio da modernização à brasileira. Nas décadas finais do Império, o vocábulo república expandiu seu campo semântico, incorporando as ideias de liberdade, progresso, ciência, democracia, termos que apontavam, todos, para um futuro desejado. MELLO, Maria Tereza Chaves. A modernidade Republicana. Disponível em: http://www.scielo.br. (adaptado).   O texto demonstra que, no final do Segundo Império, os ideais republicanos já estavam bastante difundidos no Brasil. Os adeptos do republicanismo, nesse período, tinham como principal pensamento a
  15. 75. FCMS-JF 2017
    Leia com atenção o texto abaixo: “Que devido ao grande número de fábricas e manufaturas, que desde alguns anos tem se difundido em diferentes capitanias do Brasil, com grave prejuízo da cultura e da lavoura e da exploração das terras minerais daquele continente; porque havendo nele falta de população é evidente que quanto mais se multiplicar o número de fabricantes, mais diminuirá o de cultivadores e menos braços haverá... Hei por bem ordenar que todas as fábricas e manufaturas... (excetuando-se as que tecem fazendas grossas de algodão) sejam extintas e abolidas em qualquer parte dos meus domínios no Brasil.” (Alvará de 5/1/1785.) O texto acima retrata uma ação do Estado português no período colonial que: 
  16. 76. PUC-RJ 2010
    Sobre a vinda de imigrantes ao Brasil, ocorrida durante a segunda metade do século XIX, estão corretas as afirmações abaixo, À EXCEÇÃO DE:
  17. 77. UNCISAL 2014
    Três momentos distintos marcaram o período monárquico no Brasil: Primeiro Reinado, Período Regencial e Segundo Reinado.  Dentre os fatos significativos que marcaram cada momento, pode-se destacar, respectivamente, 
  18. 78. UNICENTRO 2016
    Leia o texto a seguir. A concentração de imigrantes pobres nas cidades confunde aqueles que contavam utilizar a imigração branca para “civilizar” o país. Torna-se evidente uma realidade social cujos termos eram até então antinômicos: a existência de europeus pobres, nivelados ao estatuto dos escravos de ganho e do eito, exercendo atividades insalubres e personificando formas de decadência social que pareciam estar reservadas aos negros. (ALENCASTRO, L. F.; RENAUX, M. L. Caras e modos dos migrantes e imigrantes. In. NOVAIS, F. A.; ALENCASTRO, L. F. História da Vida Privada no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1997. p.310.)   Com base no texto e nos conhecimentos sobre a imigração europeia para o Brasil, entre os séculos XIX e XX, atribua V (verdadeiro) ou F (falso) às afirmativas a seguir.   ( ) As condições precárias de vida dos proletários e camponeses europeus foram determinantes para a sua vinda para o Brasil. ( ) O incentivo à imigração europeia para o Brasil tinha duas funções principais: prover de mão de obra as lavouras e “civilizar” o Brasil. ( ) A decadência social dos imigrantes europeus contribuiu para a manutenção da precária eficácia da administração pública do Brasil. ( ) A tentativa de atração de imigrantes europeus para o Brasil tinha por objetivo suprir o vazio deixado pelo fim do tráfico de escravos negros vindos da África. ( ) A imigração de europeus para o Brasil se revelou um total fracasso devido às limitações impostas pela classe social da qual eram oriundos.   Assinale a alternativa que contém, de cima para baixo, a sequência correta.
  19. 79. UNICENTRO 2012
    A confirmação da economia cafeeira como elemento propulsor da prosperidade do Brasil, na segunda metade do século XIX, é comprovada
  20. 80. ENEM - 3 APLICACAO 2014
    TEXTO I O maior dos desenganos sofridos pelos imigrantes foi  o fato de que os sonhos criados pela imaginação fértil em sua terra natal não foram possíveis de serem realizados de pronto. Haviam se tornado grandes proprietários de terra, mas estavam escravizados a ela. Cada qual era escravo da floresta virgem, que chamavam de sua propriedade, e do duro trabalho a que estavam obrigados pela posse da mata, pois se eles não a vencessem, seriam vencidos por ela. Haviam de lutar, para que, com o tempo e à custa de muito esforço, fosse possível tomarem-se senhores de suas rendas e homens livre.  RAMBO, B. A fisionomia do Rio Grande do Sul (1942). São Leopoldo: Editora Unisinos, 2000 (adaptado)    TEXTO II A expansão das colónias transformou-se bem cedo  numa verdadeira corrida para a mata virgem. Uma série de fenómenos naturais e sociais se deve a esse fato. Antes de tudo, é o desmatamento progressivo da fralda da serra. Praticamente todos os terrenos já perderam sua capa silvática; o que resta são os trechos imprestáveis nos flancos mais íngremes e rochosos das montanhas e as cintas de mato que ladeiam os degraus da serra. Capoeiras e matos secundários sujos caracterizam a estrada trilhada pela agricultura de exploração dos cem anos passados. GRESSLER, P. Os velhos Gressler. Candelária: Tipografia Francisco Schmidt, 1949.   De acordo com os textos, a relação dos colonos com os  ecossistemas, no processo de ocupação da região Sul do país, caracterizava-se pelo (a) 
  21. 81. ENEM PPL 2015
    Em 1881, a Câmara dos Deputados aprovou uma reforma na lei eleitoral brasileira, a fim de introduzir o voto direto. A grande novidade, porém ficou por conta da exigência de que os eleitores soubessem ler e escrever. As consequências logo se refletiram nas estatísticas. Em 1872, havia mais de 1 milhão de votantes, já em 1886, pouco mais de 100 mil cidadãos participaram das eleições parlamentares. Houve um corte de quase 90 por cento do eleitorado. CARVALHO, J. M. Cidadania no Brasil: o longo caminho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006 (adaptado).     Nas últimas décadas do século XIX, o Império do Brasil passou por transformações como as descritas, que representaram a
  22. 82. UDESC 2016
    A Lei do Ventre Livre foi uma lei abolicionista, promulgada, no Brasil, em 28 de setembro de 1871.     Sobre a Lei do Ventre Livre, assinale a alternativa correta. 
  23. 83. UERJ 2015
    A um grito de “Fora o vintém!”, os manifestantes começaram a espancar condutores, esfaquear mulas, virar bondes e arrancar trilhos ao longo da rua Uruguaiana. Dois pelotões do Exército ocuparam o Largo de São Francisco, postando-se parte da tropa em frente à Escola Politécnica, atual prédio do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ. A multidão dispersou-se e, salvo pequenos distúrbios nos três dias seguintes, estava findo o motim do vintém. A cobrança da taxa passou a ser quase aleatória. As próprias companhias de bondes pediam ao governo que a revogasse. Desmoralizado, o ministério caiu a 28 de março. O novo ministério revogou o desastrado tributo. Adaptado de CARVALHO, José Murilo de. A Guerra do Vintém. Revista de História, setembro/2007.   Ocorrida entre o final de 1879 e o início de 1880, a Revolta do Vintém representou a manifestação de segmentos populares descontentes com a decisão do governo de aumentar os preços das passagens dos bondes puxados a burro, que trafegavam na então capital do Império.    Um dos principais efeitos dessa revolta naquele momento foi:  
  24. 84. UEG 2004
    O Segundo Reinado (1840-1889), em contraposição ao período regencial (1831-1840), foi marcado por um clima de estabilidade política. A presença do Imperador, nas décadas de 1840 e 1850, impôs uma nova ordenação do poder por meio de inúmeras iniciativas reformistas, que se caracterizaram
  25. 85. PUC-GO 2015
    Pioneirismo, empreendedorismo e busca de fortunas fizeram parte do projeto de vida de alguns homens de negócio no Brasil imperial. Em meados do século XIX, com a proibição do tráfico de escravos, configurou-se um novo cenário para a economia do Império brasileiro. Vislumbrou-se a uma elite mercantil capitalizada a possibilidade de grandes negócios e lucros fáceis que, além de multiplicar suas riquezas, permitia-lhe ascender na restrita escala social brasileira. Assinale a alternativa correta sobre os projetos econômicos desse momento histórico:
  26. 86. ENEM PPL 2015
    Decreto-lei 3.509, de 12 de setembro de 1865 Art. 1 º – O cidadão guarda-nacional que por si apresentar outra pessoa para o serviço do Exército por tempo de nove anos, com a idoneidade regulada pelas leis militares, ficará isento não só do recrutamento, senão também do serviço da Guarda Nacional. O substituído é responsável por o que o substituiu, no caso de deserção. Arquivo Histórico do Exército. Ordem do dia do Exército, n. 455, 1865 (adaptado). No artigo, tem-se um dos mecanismos de formação dos “Voluntários da Pátria”, encaminhados para lutar na Guerra do Paraguai. Tal prática passou a ocorrer com muita frequência no Brasil nesse período e indica o(a)
  27. 87. UNIMONTES 2009
    As tensões nas fronteiras do Prata andavam apenas momentaneamente serenadas no início da década de 1860. O quebra-cabeça não estava terminado. Em torno de dois grandes rios, o Uruguai e o Paraguai, quatro nações dividiam fronteiras: Brasil, Uruguai, Paraguai e Argentina. Nesse terreno, quatro contendores aplicavam-se em bem desempenhar o complicado jogo das fronteiras.  (SCHWARCZ, L.M. As barbas do imperador. São Paulo: Cia. das Letras, 1998, p. 297.)  NÃO apresenta relação com os conflitos da bacia do Prata:  
  28. 88. UNIMONTES 2011
    Marque C (correto) ou I (incorreto) nas afirmativas abaixo. ( ) A Lei de Terras brasileira (1850), ao contrário de sua similar norte-americana (1862), restringia o acesso de pequenos agricultores e imigrantes à posse da terra. ( ) A Lei de Terras brasileira (1850) acentuou a concentração de terras e contribuiu para o crescimento de uma elite agrária que perdura até a atualidade. ( ) A Lei de Terras brasileira (1850) perpetuou o sistema de minifúndios e policultura vindos dos tempos coloniais. ( ) A Lei de Terras americana, Homestead Act (1862), garantiu aos imigrantes estabelecidos nos EUA, portadores de pequenos recursos, 160 acres de terra a serem cultivados por, no mínimo, cinco anos. A sequência CORRETA é
  29. 89. UFJF 2012
    Após a década de 1870, as fazendas de café se expandiram para o Oeste Paulista. Intensificou-se a substituição da mão de obra escrava pela do imigrante. Sobre essa questão, marque a alternativa INCORRETA.
  30. 90. UNICAMP 2011
    O primeiro recenseamento geral do Império foi realizado em 1872. Nos recenseamentos parciais anteriores, não se perguntava sobre a cor da população. O censo de 1872, ao inserir essa informação, indica uma mudança, orientada por um entendimento do conceito de raça que ancorava a cor em um suporte pretensamente mais rígido. Com a crise da escravidão e do regime monárquico, que levou ao enfraquecimento dos pilares da distinção social, a cor e a raça tornavam-se necessárias. (Adaptado de Ivana Stolze Lima, Cores, marcas e falas: sentidos da mestiçagem no Império do Brasil. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2003, p. 109, 121.)   A partir do enunciado, podemos concluir que há um uso político na maneira de classificar a população, já que
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login