Assine hoje e tenha acesso completo ao Stoodi com até 70% de desconto.

Ver planos

UNIFESP 2008

Sobre Mário de Andrade e a Semana de 22, afirma-se:

I. A Semana desencadeou na cultura brasileira um período que Mário denominou "orgia intelectual", favorecida pelas mãos da burguesia culta do Rio de Janeiro e de São Paulo, da qual ele era um representante.
II. Apesar de estar em contato com as novas tendências das artes, Mário manteve-se fiel aqueles que os modernistas chamaram de "conservadores", em geral os parnasianos, dos quais sua obra recebe influência decisiva.
III. Ao contrário de Oswald, que era irreverente em relação à dominação cultural europeia, Mário não tinha um projeto literário em que houvesse preocupação significativa com a cultura nacional.

Está correto apenas o que se afirma em

Escolha uma das alternativas.