0.5x 1x 1.5x 2x
Literatura

Gêneros e Eras Literárias - Eras Literárias

Prof.ª Priscila timer 09:24

Nesta videoaula você irá estudar as eras literárias e verá também uma breve introdução das diferentes escolas literárias. Conhecerá as principais características da era medieval, clássica e romântica. E uma introdução a escolas literárias como o trovadorismo, o humanismo, o arcadismo, romantismo, entre outros. Aula online apresentada de forma bastante didática para ajudar você a entender melhor este tema.

Nessa aula nós vamos estudar as eras literárias e fazer uma breve introdução a cada uma das escolas literárias existentes. Assim como nós medimos as épocas da história em Idade Média, Idade Antiga e assim sucessivamente, no caso da literatura nós dividimos em eras que são: medieval, clássica e romântica. Dentro da era medieval, nós temos dois estilos, duas escolas literárias: o Trovadorismo e o Humanismo. Já na era clássica, nós temos três escolas literárias: o Classicismo, o Barroco e o Arcadismo. Na era romântica, nós temos as escolas: Romantismo, Realismo / Naturalismo / Parnasianismo, Simbolismo e Modernismo. E qual é esse conceito de escola literária, porque recebe esse nome? Cada autor tem uma forma individual de se expressar, entretanto esse autor vive numa determinada época junto com outros autores, então esse grupo de autores de determinada época se expressa de forma semelhante, abordando o mesmo contexto histórico ali. Então devido a eles viverem numa mesma época nós temos aí um estilo de época, um estilo abordado por um grupo de autores, e estilo de época é o mesmo que escola literária. Então em cada uma dessas escolas literárias nós temos grupos de autores que abordam basicamente os mesmos fatos. Então começando pela era medieval surgiu o Trovadorismo, ali no século XII se estendendo até o início do século XV, o Trovadorismo foi a primeira escola de Portugal e teve início com a publicação de "A Ribeirinha " de Paio Soares de Taveirós. Na sequência veio o Humanismo, que foi ali do início do século XV ao início do século XVI, Fernão Lopes foi o marcador do início desse estilo quando ele foi nomeado Guarda Mor da Torre do Tombo. Aqui no Humanismo nós marcamos o fim da era medieval. Na sequência veio a era clássica, iniciada pelo Classicismo no século XVI. O Classicismo no Brasil ficou mais conhecido como Quinhentismo, justamente porque tratava ali dos anos 1500. Em Portugal ele teve início com Sá de Miranda, que fez uma viagem à Itália e lá na Itália pegou as bases ali para essa escola, aprendeu as bases do estilo clássico. O Classicismo serviu de base e inspiração para a literatura brasileira. Por quê de base? Porque nessa época não existia ainda uma literatura no Brasil, então foi o Classicismo ou Quinhentismo que deu ali as raízes para o que viria na sequência. E o que veio na sequência foi o Barroco, no século XVII, que foi a primeira escola literária do Brasil e surgiu com a publicação de "Prosopopéia" de Bento Teixeira em 1601. Seguindo com o Arcadismo, que durou ali ao longo do século XVIII e teve início em 1756, quando em Portugal foi construída a Arcádia Lusitana que se tratava de um clube de literatos que eram opostos ao Barroco, então ali eles discutiam os ideais da nova escola. No Brasil teve início em 1768 com a publicação de "Obras Poéticas" de Cláudio Manuel da Costa. E por fim a era romântica, que teve início no século XIX e vem perdurando até hoje, a primeira escola da era romântica foi o Romantismo. Em Portugal teve início com a publicação da obra "Camões" de Almeida Garrett e no Brasil foi iniciada por "Suspiros Poéticos e Saudades" do Gonçalves de Magalhães. Nessa época o Brasil procurava se desvencilhar do colonialismo, então até o Arcadismo nós tínhamos a nossa literatura completamente dependente de Portugal, a partir do Romantismo o Brasil busca uma literatura nacional, em oposição a colonial que nós tínhamos até agora. A segunda escola da era romântica é o Realismo, que em Portugal teve início com o "Crime do Padre Amaro" em 1875 de Eça de Queirós e no Brasil teve início com "Memórias Póstumas de Brás Cubas" do Machado de Assis, que é o principal realista brasileiro. E o Realismo e o Naturalismo no Brasil aconteceram ali simultaneamente. O Naturalismo foi marcado pela publicação de "Um Mulato" de Aluísio de Azevedo, e Realismo e Naturalismo são basicamente a mesma coisa, entretanto, o Naturalismo é uma visão um pouco mais cientificista do Realismo. Seguindo, vem o Parnasianismo que era muito ligado ao Realismo, entretanto tinha um ideal de arte pela arte. E ele surgiu com a obra "Fanfarras" de Teófilo Dias em 1882. Logo após o Parnasianismo surgiu o Simbolismo. Em Portugal o Simbolismo teve início com Eugênio de Castro, que publicou a obra "Oaristos" em 1890 e no Brasil ele teve início com a publicação de duas obras de Cruz e Sousa: "Missal" e "Broquéis" em 1893. E finalizando vem a escola literária do Modernismo, que em Portugal surgiu em 1915, com a publicação da revista "Orpheu" e no Brasil surgiu na Semana da Arte Moderna, em 1922. Fernando Pessoa é o principal nome do Modernismo português. Todas essas escolas literárias elas são baseadas em tradições. Essas escolas possuem rupturas e continuidades, a ruptura entre uma escola e outra é o que marca as diferenças entre essas escolas e a continuidade entre essas escolas é marcada pela tradição, ou seja, a ruptura marca os pontos divergentes e a tradição marca os pontos semelhantes. Então é possível que em épocas diferentes nós tenhamos ali obras semelhantes, justamente devido a essa tradição e ao longo de toda a história da literatura nós temos ali duas tradições rivais, a tradição clássica e a tradição romântica. E agora nós vamos ver as características tanto da tradição clássica, quanto da tradição romântica. Na tradição clássica nós temos ali tanto no que diz respeito à forma de construir o poema à obra, quanto ao assunto abordado. Nós temos equilíbrio e harmonia, enquanto que na romântica nós temos a presença do desequilíbrio. Na clássica, nós temos uma regularidade e um senso de proporção, enquanto que na romântica nós temos um contorcimento de formas. Na tradição clássica, predomina a simplicidade e a clareza, enquanto na romântica a marca é complexidade e obscuridade. E na clássica nós temos ali a presença da objetividade e do racionalismo, enquanto que na tradição romântica nós temos a subjetividade e o sentimentalismo. E as escolas que são ali da tradição clássica são: o Classicismo, o Arcadismo e o Realismo, Parnasianismo, Naturalismo. Já na tradição romântica são: Trovadorismo, Barroco, Romantismo e Simbolismo. Vale ressaltar que tanto o Humanismo quanto o Modernismo dependendo da época têm ou traços românticos ou traços clássicos e é possível observar também que há uma alternância entre as escolas. Então nós temos aqui o Trovadorismo como romântico, em seguida o Classicismo como o clássico. O Barroco como o romântico e o Arcadismo como o clássico, o Romantismo como o romântico, o Realismo como o clássico e por fim o Simbolismo como romântico. Então ali pulasse uma casa, então uma escola tradição clássica, uma escola geração romântica, basicamente dessa forma.

Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.