Tenha acesso completo aos conteúdos do Stoodi

Plano de estudos, exercícios, videoaulas, correção de redação e mais!

Exercícios de Estudo da Eletrosfera

Voltar para Estudo da Eletrosfera

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Estudo da Eletrosfera dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Química com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 1. Stoodi
    O diagrama de Linus Pauling, também conhecido como diagrama das diagonais, é utilizado para determinar a ordem crescente de energia dos elétrons nos subníveis. Neste diagrama estão associados:
  2. 2. IFSP 2013
    O número de elétrons da camada de valência do átomo de cálcio (Z=20), no estado fundamental, é
  3. 3. UFJF 2015
    O metal que dá origem ao íon metálico mais abundante no corpo humano tem, no estado fundamental, a seguinte configuração eletrônica: nível 1: completo; nível 2: completo; nível 3: 8 elétrons; nível 4: 2 elétrons Esse metal é denominado:
  4. 4. UGF-RJ
    O físico dinamarquês Niels Bohr (1885-1962) enunciou, em 1913, um modelo atômico que relacionou a quantidade de energia dos elétrons com sua localização na eletrosfera. Em relação à energia associada às transições eletrônicas, um elétron, ao absorver energia, pode sofrer a seguinte transição:
  5. 5. Stoodi
    No processo de ionização de átomos, ou seja, na transformação de espécies neutras em cátions, os elétrons são retirados sempre do(a):
  6. 6. Stoodi
    De acordo com o diagrama de Linus Pauling, assinale a proposição correta.
  7. 7. Espcex (Aman) 2011
    A distribuição eletrônica do átomo de ferro (Fe), no estado fundamental, segundo o diagrama de Linus Pauling, em ordem energética, é 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d6. Sobre esse átomo, considere as seguintes afirmações: I. O número atômico do ferro (Fe) é 26. II. O nível/subnível 3d6 contém os elétrons mais energéticos do átomo de ferro (Fe), no estado fundamental. III. O átomo de ferro (Fe), no nível/subnível 3d6, possui 3 elétrons desemparelhados, no estado fundamental. IV. 0 átomo de ferro (Fe) possui 2 elétrons de valência no nível 4 (4s2), no estado fundamental. Das afirmações feitas, está(ão) correta(s)
  8. 8. Stoodi
    Uma das aplicações explicadas pelo modelo atômico de Rutherford-Bohr é o fenômeno de emissão de luz de coloração característica que pode ser observado na queima de fogos de artifícios, em letreiros luminosos e também em testes de chama, este último realizado em laboratório permite a identificação de elementos metálicos. Este efeito é conhecido como:
  9. 9. UFSM 2013
    Como é difícil para o escoteiro carregar panelas, a comida mateira é usualmente preparada enrolando o alimento em folhas de papel-alumínio e adotando uma versão moderna de cozinhar com o uso de folhas ou argila. A camada de valência do elemento alumínio no seu estado fundamental é a __________, e o seu subnível mais energético é o _______. Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas.
  10. 10. Stoodi
    Para a caracterização da energia de um elétron num orbital precisamos conhecer/determinar:
  11. 11. Stoodi
    Um elétron caracterizado pelos dois primeiros números quânticos ("n" e "l") de valores 3 e 2, respectivamente, está localizado
  12. 12. Stoodi
    Em 1921, Stern e Gerlach determinaram o quarto número quântico: s ou ms - número quântico de spin. De acordo com esses dois cientistas e baseados em fatos experimentais, os elétrons se comportam como:
  13. 13. Stoodi
    A região em que ocorre uma maior probabilidade de um elétron ser encontrado em um átomo é chamada de:
  14. 14. PUC-RS
    Quando se salpica um pouco de cloreto de sódio ou bórax diretamente nas chamas de uma lareira, obtêm-se chamas coloridas. Isso acontece porque nos átomos dessas substâncias os elétrons excitados:
  15. 15. Stoodi
    Identifique dentre as alternativas a configuração eletrônica corretamente representada para o íon Cr2+. Dado: número atômico do crômio = 24
  16. 16. Stoodi
    O número quântico magnético (m ou m) indica a orientação dos orbitais no espação e assume valores que vão de - até + . Considerando um valor de = 3, quantos orbitais são possíveis.
  17. 17. Stoodi
    Um átomo neutro com Z = 25 pode ter seu elétron mais externo (elétrons de valência) caracterizado pelos números quânticos principal (n), secundário (l) e magnético (ml) apresentados na alternativa:
  18. 18. Stoodi
    O número atômico de um átomo cujo cátion trivalente apresenta a configuração eletrônica 1s2 2s2 2p6 é:
  19. 19. Stoodi
    Define-se orbital como:
  20. 20. UEG 2016
    De acordo com o modelo atômico atual, a disposição dos elétrons em torno do núcleo ocorre em diferentes estados energéticos, os quais são caracterizados pelo número quântico principal e secundário. Para o elétron mais energético do átomo de escândio no estado fundamental, os números quânticos principal e secundário são, respectivamente:
  21. 21. Stoodi
    A camada mais externa do átomo de oxigênio apresenta o subnível p com 4 elétrons. Qual o número quântico magnético (ml) do primeiro orbital que será preenchido nesse subnível?
  22. 22. Espcex (Aman) 2011
    Considere três átomos cujos símbolos são M, X e Z, e que estão nos seus estados fundamentais. Os átomos M e Z são isótopos, isto é, pertencem ao mesmo elemento químico; os átomos X e Z são isóbaros e os átomos M e X são isótonos. Sabendo que o átomo M tem 23 prótons e número de massa 45 e que o átomo Z tem 20 nêutrons, então os números quãnticos do elétron mais energético do átomo X são: Observação: Adote a convenção de que o primeiro elétron a ocupar um orbital possui o número quântico de spin igual a -1/2.
  23. 23. UECE 2017
    Na distribuição eletrônica do 38Sr88, o 17º par eletrônico possui os seguintes valores dos números quânticos (principal, secundário, magnético e spin):
  24. 24. UNIOESTE 2017
    Um átomo possui configuração eletrônica, cujo orbital mais energético é o 3d. Este orbital se encontra semi-preenchido. A respeito da configuração eletrônica deste átomo é CORRETO afirmar.
  25. 25. Stoodi
    O número quântico secundário ( ) indica o tipo de orbital, podendo ser s (sharp), p (principal), d (diffuse) e f (fundamental). Para um valor de n = 4, quantos são os tipos de orbitais associados?
  26. 26. UFPR 2010
    Considere as seguintes afirmativas sobre dois elementos genéricos X e Y: * X tem número de massa igual a 40; * X é isóbaro de Y; * Y tem número de nêutrons igual a 20. Assinale a altemativa que apresenta, respectivamente, o número atômico e a configuração eletrônica para o cátion bivalente de Y.
  27. 27. CESGRANRIO 2011
    O ferro é bastante utilizado pelo homem em todo o mundo. Foram identificados artefatos de ferro produzidos em torno de 4000 a 3500 a.C. Nos dias atuais, o ferro pode ser obtido por intermédio da redução de óxidos ou hidróxidos, por um fluxo gasoso de hidrogênio molecular (H2) ou monóxido de carbono. O Brasil é atualmente o segundo maior produtor mundial de minério de ferro. Na natureza, o ferro ocorre, principalmente, em compostos, tais como: hematita (Fe2O3), magnetita (Fe3O4), siderita (FeCO3), Iimonita (Fe2O3 . H2O) e pirita (FeS2), sendo a hematita o seu principal mineral. Assim, segundo o diagrama de Linus Pauling, a distribuição eletrônica para o íon ferro (+3), nesse mineral, é representada da seguinte maneira:
  28. 28. Espcex (Aman) 2018
    Quando um átomo, ou um grupo de átomos, perde a neutralidade elétrica, passa a ser denominado de íon. Sendo assim, o íon é formado quando o átomo (ou grupo de átomos) ganha ou perde elétrons. Logicamente, esse fato interfere na distribuição eletrônica da espécie química. Todavia, várias espécies químicas podem possuir a mesma distribuição eletrônica. Considere as espécies químicas listadas na tabela a seguir: A distribuição eletrônica 1s², 2s², 2p⁶, 3s², 3p⁶ (segundo o Diagrama de Linus Pauling) pode corresponder, apenas, à distribuição eletrônica das espécies
  29. 29. UECE 2018
    O subnível d de um átomo, em seu estado fundamental, tem 4 elétrons desemparelhados. O número de elétrons que existem no nível a que pertence esse subnível é:
  30. 30. UECE 2015
    A regra de Hund, como o próprio nome indica, foi formulada pela primeira vez, em 1927, pelo físico alemão Friedrich Hund. Ele partiu diretamente da estrutura nuclear, já conhecida e medida, das moléculas e tentou calcular as orbitais moleculares adequadas por via direta, resultando na regra de Hund. Essa regra afirma que a energia de um orbital incompleto é menor quando nela existe o maior número possível de elétrons com spins paralelos. Considerando a distribuição eletrônica do átomo de enxofre em seu estado fundamental (Z=16), assinale a opção que apresenta a aplicação correta da regra de Hund
Gerar PDF da Página

Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.