Simule agora a sua nota do Enem 2021 com o nosso gabarito clicando aqui.

Assine hoje e tenha acesso completo ao Stoodi com até 70% de desconto.

Ver planos

Banco de Exercícios

Lista de exercícios

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Termoquímica dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Química com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página

Conteúdo exclusivo para assinantes

Assine um de nossos planos para ter acessos exclusivos e continuar estudando em busca da sua aprovação.

Ver planos

  1. 1

    FATEC 2015

    Fazer a mala para uma viagem poderá ser tão simples como pegar algumas latas de spray, que contenham uma mistura de polímero coloidal, para fazer suas próprias roupas “spray-on”. Tanto faz se é uma camiseta ou um traje noturno, o tecido “spray-on” é uma novidade para produzir uma variedade de tecidos leves. A fórmula consiste em fibras curtas interligadas com  polímeros e um solvente que produz o tecido em forma líquida. Esse tecido provoca uma sensação fria ao ser pulverizado no corpo, mas adquire a temperatura corporal em poucos segundos. O material é pulverizado diretamente sobre a pele nua de uma pessoa, onde seca quase instantaneamente. A sensação térmica provocada pelo tecido “spray-on”, quando pulverizado sobre o corpo, ocorre porque o solvente

  2. 2

    UEPB 2014

    Dadas as equações químicas abaixo, responda à(s) questão(ões): Julgue os itens a seguir relativos as reações químicas dadas. I. As reações l e Il são exotérnicas. II. Todas as reações liberam energia na forma de calor. III. A reação Il é endotérmica. IV. Para promover a reação III, a reação l é mais eficiente que a II, pois libera mais calor. Estão corretas:

  3. 3

    Espcex (Aman) 2014

    Baseado no texto a seguir responda à questão. Reações conhecidas pelo nome de Termita são comumente utilizadas em granadas incendiárias para destruição de artefatos, como peças de morteiro. por atingir temperaturas altíssimas devido à intensa quantidade de calor liberada e por produzir ferro metálico na alma das peças, inutilizando-as. Uma reação de Termita muito comum envolve a mistura entre alumínio metálico e óxido de ferro III, na proporção adequada, e gera como produtos o ferro metálico e o óxido de alumínio, além de calor, conforme mostra a equação da reação: Dados: Massas atômicas: Al = 27 u; Fe = 56 u e 0 = 16 u Entalpia PAdrão de formação: Considerando a equação de reação de Termita apresentada e os valores de entalpia (calor) padrão das substâncias componentes da mistura, a variação de entalpia da reação de Termita é

  4. 4

    ENEM 2016

    Algumas práticas agrícolas fazem uso de queimadas, apesar de produzirem grandes efeitos negativos. Por exemplo, quando ocorre a queima da palha de canade-açúcar, utilizada na produção de etanol, há emissão de poluentes como CO2, SOX, NOX e materiais particulados (MP) para a atmosfera. Assim, a produção de biocombustíveis pode, muitas vezes, ser acompanhada da emissão de vários poluentes. CARDOSO, A. A.; MACHADO, C. M D.: PEREIRA. E. A. Biocombustível: o mito do combustível limpo. Química Nova na Escola. n. 28, maio 2008 (adaptado). Considerando a obtenção e o consumo desse biocombustível, há transformação química quando:

  5. 5

    MACKENZIE 2017

    A respeito da combustão completa de 1 mol de gás propano, no estado padrão, são feitas as seguintes afirmações: I. Trata-se de um processo endotérmico. II. Ocorre com liberação de energia para o meio externo. III. Há a formação de 3 mols de dióxido de carbono e 4 mols de água. IV. São consumidos 5 mols de gás oxigênio. Analisando-se as afirmações acima, estão corretas somente

  6. 6

    Stoodi

    A quebra do ATP é uma reação quimicamente classificada como _____________________ em que há ___________________ de energia, ou seja, é uma reação _______________________. Assinale a alternativa que contém os termos que preenchem corretamente as lacunas do texto.

  7. 7

    ENEM 2016

    O benzeno, um importante solvente para a indústria química, é obtido industrialmente pela destilação do petróleo. Contudo, também pode ser sintetizado pela trimerização do acetileno catalisada por ferro metálico sob altas temperaturas, conforme a equação química: 3 C2H2 (g) → C6H6 (l) A energia envolvida nesse processo pode ser calculada indiretamente pela variação de entalpia das reações de combustão das substâncias participantes, nas mesmas condições experimentais:   A variação de entalpia do processo de trimerização. em kcal, para formação de um mol de benzeno é mais próxima de:

  8. 8

    MACKENZIE 2014

    O craqueamento (craking) é a denominação técnica de processos químicos na indústria por meio dos quais moléculas mais complexas são quebradas em moléculas mais simples. O princípio básico desse tipo de processo é o rompimento das ligações carbono-carbono pela adição de calor e/ou catalisador. Um exemplo da aplicação do craqueamento é a transformação do dodecano em dois compostos de menor massa molar, hexano e propeno (propileno), conforme exemplificado, simplificadamente, pela equação química a seguir: C12H26 (l) → C6H14 (l) + 2 C3H6 (g) São dadas as equações termoquímicas de combustão completa, no estado-padrão para três hidrocarbonetos: Utilizando a Lei de Hess, pode-se afirmar que o valor da variação de entalpia-padrão para o craqueamento do dodecano em hexano e propeno, será Observação Stoodi: na segunda reação de combustão, onde consta C6H14 (g) o vestibular do Mackenzie deveria ter apresentado como C6H14 (l)

  9. 9

    UNESP 2014

    Leia o texto para responder à questão a seguir. Insumo essencial na indústria de tintas, o dióxido de titânio sólido puro (TiO2) pode ser obtido a partir de minérios com teor aproximado de 70% em TiO2 que, após moagem, é submetido à seguinte sequência de etapas:  I. aquecimento com carvão sólido TiO2 (s) + C (s) → Ti (s) + CO2 (g)                 ΔH reação = + 550 kJ · mol–1 II. reação do titânio metálico com cloro molecular gasoso Ti (s) + 2 Cl2 (s)  → TiCl4 (l)                           ΔH reação = – 804 kJ · mol–1 III. reação do cloreto de titânio líquido com oxigênio molecular gasoso TiCl4 (s) + O2 (g)  → TiO2 (s) + 2 Cl2 (g)       ΔH reação = –140 kJ · mol–1 Considerando as etapas l e Il do processo, é correto afirmar que a reação para produção de 1 mol de TiCl4 (l) a partir de TiO2 (s) é

  10. 10

    UDESC 2014

    A indústria siderúrgica utiliza-se da redução de minério de ferro para obter o ferro fundido, que é empregado na obtenção de aço. A reação de obtenção do ferro fundido é representada pela reação: Fe2O3 + 3 CO → 2 Fe + 3 CO2 A entalpia de reação () a 25oC é: Dados: Entalpia de formação () a 25oC, kJ/mol.

  11. 11

    FUVEST 2016

    O biogás pode substituir a gasolina na geração de energia. Sabe-se que 60%, em volume, do biogás são constituídos de metano, cuja combustão completa libera cerca de 900 kJ/mol. Uma usina produtora gera 2.000 litros de biogás por dia.  Para produzir a mesma quantidade de energia liberada pela queima de todo o metano contido nesse volume de biogás, será necessária a seguinte quantidade aproximada (em litros) de gasolina:  Note e adote: Volume molar nas condições de produção do biogás: 24 L/mol Energia liberada na combustão completa da gosolina: 4,5 x 104 kJ/L

  12. 12

    UNICAMP 2018

    Com a crise hídrica de 2015 no Brasil, foi necessário ligar as usinas termoelétricas para a geração de eletricidade, medida que fez elevar o custo da energia para os brasileiros. O governo passou então a adotar bandeiras de cores diferentes na conta de luz para alertar a população. A bandeira vermelha indicaria que a energia estaria mais cara. O esquema a seguir representa um determinado tipo de usina termoelétrica. Conforme o esquema apresentado, no funcionamento da usina há

  13. 13

    FTT 2016

    A siderurgia é um dos setores industriais mais importantes no Brasil. A produção do ferro gusa ocorre em reatores denominados altos-fornos. Nele empregam-se como matérias-primas o minério de ferro, rico em hematita, Fe2O3 e o coque, material rico em carbono que, no interior do alto-forno, dá origem ao monóxido de carbono, que participa da formação do ferro metálico. Essas reações são representadas por C (s) + O2 (g) → CO (g) (equação I) Fe2O3 (s) + CO (g) → Fe (l) + CO2 (g) (equação II) Nos altos-fornos são empregados, também, o calcário, rico em CaCO3. Essa substância se decompõe formando CaO que, por sua vez, reage com as impurezas do minério de ferro, a sílica, SiO2, formando CaSiO3, que é removido como subproduto na forma de escória. CaCO3 (s) → CaO (s) + CO2 (g) (equação III) CaO (s) + SiO2 (s) → CaSiO3 (l) (equação IV) O calor, em kJ/mol, envolvido na decomposição de um mol de CaCO3, reação III, e a classificação dessa reação são, correta e respectivamente: Dados: Entalpia padrão de formação ΔHfo kJ/mol CaCO3                                                           –1 207 CaO                                                                –635 CO2                                                                 –394

  14. 14

    FUVEST

    Pode-se conceituar energia de ligação química como sendo a variação de entalpia (H) que ocorre na quebra de 1 mol de uma dada ligação. Assim, na reação representada pela equação a seguir: NH3 (g) → N (g) + 3 H (g)           H = 1170 kJ/ mol NH3 são quebrados 3 mols de ligações N — H, sendo, portanto, a energia de ligação N — H igual a 390 kJ/mol. Sabendo-se que na decomposição: N2H4 (g) → 2 N (g) + 4 H (g)       H = 1720 kJ/ mol N2H4 são quebradas ligações N — N e N — H, qual o valor, em kJ/mol, da energia de ligação N — N?

  15. 15

    UNICAMP 2018

    O livro O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry, uma das obras literárias mais traduzidas no mundo, traz ilustrações inspiradas na experiência do autor como aviador no norte da África. Uma delas, a figura (a), parece representar um chapéu ou um elefante engolido por uma jiboia, dependendo de quem a interpreta. Para um químico, no entanto, essa figura pode se assemelhar a um diagrama de entalpia, em função da coordenada da reação (figura b). Se a comparação for válida, a variação de entalpia dessa reação seria

  16. 16

    MACKENZIE 2016

    Considerando a reação de combustão completa de 1 mol de gás butano no estado padrão e as informações existentes da tabela abaixo, assinale a alternativa que descreve a afirmação correta. Substância Entalpias-padrão de formação (kJ·mol-1) C4H10 (g) - 125,7 CO2 (g) - 393,5 H2O (l) - 285,8

  17. 17

    UNICAMP 2015

    A tabela abaixo informa alguns valores nutricionais para a mesma quantidade de dois alimentos. A e B. Considere duas porções isocalóricas (de mesmo valor energético) dos alimentos A e B. A razão entre a quantidade de proteína em A e a quantidade do proteínas em B é igual a

  18. 18

    UERN 2015

    Também denominado anidrido sulfúrico ou óxido sulfúrico, o trióxido de enxofre é um composto inorgânico, representado pela fórmula química SO3, é gasoso, incolor, irritante, reage violentamente com a água, é instável e corrosivo. O trióxido de enxofre é obtido por meio da oxidação do dióxido de enxofre, tendo o pentóxido de vanádio como catalisador da reação realizada pelo método de contato. Observe: Ressalta-se que as entalpias de formação, em kJ/mol, do SO2 e SO3 são, respectivamente, – 297 e – 420. A entalpia de combustão de 12,8 gramas, em kJ, do dióxido de enxofre é igual a

  19. 19

    UNESP 2017

    Um gerador portátil de eletricidade movido a gasolina comum tem um tanque com capacidade de 5,0 L de combustível, o que garante uma autonomia de 8,6 horas de trabalho abastecendo de energia elétrica equipamentos com potência total de 1 kW, ou seja, que consomem, nesse tempo de funcionamento, o total de 8,6 kWh de energia elétrica. Sabendo que a combustão da gasolina comum libera cerca 3,2 × 104 kJ/L e que 1 kWh = 3,6 × 103 kJ, a porcentagem da energia liberada na combustão da gasolina que será convertida em energia elétrica é próxima de

  20. 20

    UERJ 2015

    A decomposição térmica do carbonato de cálcio tem como produtos o óxido de cálcio e o dióxido de carbono. Na tabela a seguir, estão relacionados os períodos de quatro elementos químicos do grupo 2 da tabela de classificação periódica e a entalpia-padrão de decomposição do carbonato correspondente a cada um desses elementos. A energia, em quilojoules, necessária para a obtenção de 280 g de óxido de cálcio a partir de seu respectivo carbonato é igual a:

  21. 21

    FUVEST 2017

    Sob certas condições, tanto o gás flúor quanto o gás cloro podem reagir com hidrogênio gasoso, formando, respectivamente, os haletos de hidrogênio HF e HCl, gasosos. Pode se estimar a variação de entalpia ( ) de cada uma dessas reações, utilizando se dados de energia de ligação. A tabela apresenta os valores de energia de ligação dos reagentes e produtos dessas reações a 25 oC e 1 atm. Com base nesses dados, um estudante calculou a variação de entalpia ( ) de cada uma das reações e concluiu, corretamente, que, nas condições empregadas,

  22. 22

    UNESP 2017

    O esquema representa um calorímetro utilizado para a determinação do valor energético dos alimentos. A tabela nutricional de determinado tipo de azeite de oliva traz a seguinte informação: “Uma porção de 13 mL (1 colher de sopa) equivale a 108 kcal.” Considere que o calor específico da água seja 1 kcal · kg–1 · ºC–1 e que todo o calor liberado na combustão do azeite seja transferido para a água. Ao serem queimados 2,6 mL desse azeite, em um calorímetro contendo 500  g de água inicialmente a 20,0 ºC e à pressão constante, a temperatura da água lida no termômetro deverá atingir a marca de

  23. 23

    UNESP 2011

    Diariamente podemos observar que reações químicas e fenômenos fisicos implicam em variações de energia. Analise cada um dos seguintes processos, sob pressão atmosférica. I. A combustão completa do metano (CH4) produzindo CO2 e H2O. II. O derretimento de um iceberg. III. O impacto de um tijolo no solo ao cair de uma altura h. Em relação aos processos analisados, pode-se afirmar que:

  24. 24

    ENEM 2009

    Nas últimas décadas, o efeito estufa tem-se intensificado de maneira preocupante, sendo esse efeito muitas vezes atribuído à intensa liberação de CO2 durante a queima de combustíveis fósseis para geração de energia. O quadro traz as entalpias-padrão de combustão a 25°C (ΔH° 25 ) do metano, do butano e do octano. Composto Fórmula Molecular Massa Molar (g/mol) ΔH° 25 (kJ/mol) Metano CH4 16 -890 Butano C4H10 58 -2878 Octano C8H18 114 -5471 À medida que aumenta a consciência sobre os impactos ambientais relacionados ao uso da energia, cresce a importância de se criar políticas de incentivo ao uso de combustíveis mais eficientes. Nesse sentido, considerando-se que o metano, o butano e o octano sejam representativos do gás natural, do gás liquefeito de petróleo (GLP) e da gasolina, respectivamente, então, a partir dos dados fornecidos, é possível concluir que, do ponto de vista da quantidade de calor obtido por mol de CO2 gerado, a ordem crescente desses três combustíveis é  

  25. 25

    UNICAMP 2015

    Hot pack e cold pack são dispositivos que permitem, respectivamente, aquecer ou resfriar objetos rapidamente e nas mais diversas situações. Esses dispositivos geralmente contêm substâncias que sofrem algum processo quando eles são acionados. Dois processos bastante utilizados nesses dispositivos e suas respectivas energias estão esquematizados nas equações 1 e 2 apresentadas a seguir. 1) NH4NO3 (s) + H2O (l) → NH4+ (aq) + NO3- (aq)         ∆H° = 26 kJ.mol-1 2) CaCl2 (s) + H2O (l) → Ca2+ (aq) + 2 Cl- (aq)               ∆H° = - 82 kJ.mol-1 De acordo com a notação química, pode-se afirmar que as equações 1 e 2 representam processos de

  26. 26

    UNICAMP 2018

    Em 12 de maio de 2017 o Metrô de São Paulo trocou 240 metros de trilhos de uma de suas linhas, numa operação feita de madrugada, em apenas três horas. Na solda entre o trilho novo e o usado empregou-se uma reação química denominada térmita, que permite a obtenção de uma temperatura local de cerca de 2.000 °C. A reação utilizada foi entre um óxido de ferro e o alumínio metálico. De acordo com essas informações, uma possível equação termoquímica do processo utilizado seria

  27. 27

    ENEM 2015

    O aproveitamento de resíduos florestais vem se tornando cada dia mais atrativo, pois eles são uma fonte renovável de energia. A figura representa a queima de um bio-óleo extraído do resíduo de madeira, sendo ΔH1 a variação de entalpia devido à queima de 1 g desse bio-óleo, resultando em gás carbônico e água líquida, e ΔH2 a variação de entalpia envolvida na conversão de 1 g de água no estado gasoso para o estado líquido.      A variação de entalpia, em kJ, para a queima de 5 g desse bio-óleo resultando em CO2 (gasoso) e H2O (gasoso) é: 

  28. 28

    UNICAMP 2012

    No funcionamento de um motor, a energia envolvida na combustão do n-octano promove a expansão dos gases e também o aquecimento do motor. Assim, conclui-se que a soma das energias envolvidas na formação de todas as ligações químicas é

  29. 29

    ENEM 2014

    A escolha de uma determinada substância para ser utilizada como combustível passa pela análise da poluição que ela causa ao ambiente e pela quantidade de energia liberada em sua combustão completa. O quadro apresenta a entalpia de combustão de algumas substâncias. As massas molares dos elementos H, C e O são, respectivamente, iguais a 1 g/mol, 12 g/mol e 16 g/mol. Levando-se em conta somente o aspecto energético, a substância mais eficiente para a obtenção de energia, na combustão de 1 kg de combustível, é o

  30. 30

    UECE 2014

    Normalmente uma reação química libera ou absorve calor. Esse processo é representado no seguinte diagrama, considerando uma reação específica. Com relação a esse processo, assinale a equação química correta.

Gerar PDF da Página

Conteúdo exclusivo para assinantes

Assine um de nossos planos para ter acessos exclusivos e continuar estudando em busca da sua aprovação.

Ver planos