Quer ter acesso aos nossos resumos completos?

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com conteúdos exclusivos!

Resumo de Matéria e Energia nos Ecossistemas - Biologia

Quer estudar Matéria e Energia nos Ecossistemas? Aqui no Stoodi você encontra resumos grátis de Biologia que podem ser salvos em PDF para ajudar na sua preparação para o Enem e principais vestibulares.

AULA 1

Fluxo de Matéria e Energia

Assistir aula

Introdução:

Ao longo de uma cadeia limentar ocorre a transferência de matéria e energia entre os níveis tróficos.

Parte da matéria orgânica é utilizada como fonte de energia.

Conclusões:

  • O fluxo de matéria é cíclico;

  • O fluxo de energia é unidirecional e decrescente.

AULA 2

As Pirâmides Ecológicas

Assistir aula

Conceito:

São representações gráficas de alguns parâmetros observados em uma cadeia alimentar.

 

Montagem de uma pirâmide ecológica:

  • Cada nível tróficoé indicado por um retângulo de altura fixa e base variável;

  • O retângulo da base representa os produtores e os demais, os consumidores;

  • Os decompositores não são representados.

 

Tipos de pirâmides ecológicas:

  • Números: reprsenta a quantidade de indivíduos em cada nível trófico;

  • Biomassa: representa a soma das massas corpóreas dos indivíduos em cada nível trófico;

  • Energia: representa a energia (em calorias) disponível para o próximo nível tórfico.

 

Pirâmides invertidas:

  • São situações em que o retângulo da base apresenta-se mais estrito que o retângulo superior (consumidores primários);

 

  • Tão situação sá não verificada em pirâmides de energia, pois a quantidade reletiva de nergia tende a diminuir a cada nível trófico (ver o conceito de fluxo de energia).

AULA 3

Eficiência ou Produtividade Ecológica

Assistir aula

Conceito:

Representação da porcentagem de energia transferida de um nível trófico para outro, em uma cadeia limentar.

A transferência média é 10%, mas:

  • é menor, nos herbívoros devido à baixa digestão da celulose;

  • é maior, nos carnívoros devido à melhor digestão e absorção dos alimentos.

 

AULA 4

Ciclos Biogeoquímicos: Visão Geral e Ciclo da Água

Assistir aula

Visão geral:

Os ciclos biogeoquímicos representam os processos de transferência de matéria (substâncias químicas) entre os seres vivos (bio) e o ambiente (geo).

 

Ciclo da água ou hidrológico:

  • Ciclo biológico ou grande: passagem de água pelos seres vivos;

  • Ciclo curto ou pequeno: sem a participação de seres vivos.

 

AULA 5

Ciclo do Carbono e Ciclo do Oxigênio

Assistir aula

Visão geral do ciclo do carbono:

  • Forma inorgânica disponível no ambiente para os seres vivos: CO2;

  • Retirada do CO2 do ambiente: fotossíntese e quimiossíntese;

  • Devolução do CO2 para o ambiente: respiração, decomposição e combustão;

  • Importância biológica do carbono: esqueleto básico das substãncias orgânicas;

  • Importância ecológica do CO2: efeito estufa que possibilitou o aumento da diversidade biológica;

  • Problema associados ao CO2: aquecimento global devido ao seu excesso na atmosfera.

 

 

Visão geral do ciclo do oxigênio:

  • Forma inorgânica disponível no ambiente para os seres vivos: O2;

  • Retirada do O2 do ambiente: respiração, decomposição e combustão;

  • Devolução do O2 para o ambiente: fotossíntese;

  • Importância biológica do oxigênio: oxidação da glicose na respiração celular aeróbica;

  • Importância ecológica do O2: formação da camada de ozônio;

  • Problema associados ao O2: buraco na camada de ozônio e probelmas de pele.

AULA 6

Ciclo do Nitrogênio

Assistir aula

Visão geral do ciclo do nitrogênio:

  • Forma inorgânica disponível no ambiente para os seres vivos: N2 (78% do total da atmosfera);

  • Importância biológica do nitrogênio: presente em substâncias orgânicas como proteínas e ácidos nucléicos.

 

Detalhes do ciclo do nitrogênio:

  • N2 não é absorvido diretamente pela maioria dos seres vivos;

  • Participação de bactérias em praticamente todas as etapas de trasnformação do nitrogênio;

  • Etapas do ciclo: fixação → nitrificação → assimilação → decomposição (amonificação) → desnitrificação.

AULA 7

Ciclo do Fósforo, Cálcio e Enxofre

Assistir aula

Visão geral do ciclo do fósforo:

  • É um ciclo basicamente terrestre;

  • Importância biológica do fósforo: composição do DNA, RNA e ATP;

  • Assimlição: fosfatos liberados da erosão das rochas;

  • Retorno: decomposição.

 

Visão geral do ciclo do cálcio:

  • É um ciclo basicamente terrestre;

  • Importância biológica do cálcio: composição de ossos e carapaças;

  • Assimlição: liberados da erosão das rochas calcárias;

  • Retorno: deposição no solo a partir de seres mortos.

 

Visão geral do ciclo do enxofre:

  • É um ciclo basicamente terrestre;

  • Importância biológica do enxofre: presente em aminoácidos e proteínas;

  • Assimlição: originados da decomposição de compostos sulfurados;

  • Retorno: decomposição;

  • Importância ecológica: reação dos gases SO2 e SO4 com a água na atmosfera → formação das chuvas ácidas → danos à agricultura e monumentos públicos.

AULA 8

O Solo e Suas Propriedades

Assistir aula

Origem do solo:

  • Intemperismo: conjunto de processos mecânicos, químicos e biológicos que ocasionam a desintegração e a decomposição das rochas.

 

Componentes do solo:

Sistema dinâmico que envolve:

  • Nutrientes minerais;

  • Detritos;

  • Organismos consumidores de detritos.

 

Solo fértil:

É aquele que possui quantidades razoáveis de minerais como N, P, K, Mg e S, porosidade e boa retenção de água.

 

Problemas relacionados ao solo:

  • Lixiviação:  é o processo de perda dos minerais do perfil do solo, causado pela "lavagem" promovida pelas chuvas torrenciais e pela infiltração de água no solo.

 

Soluções para correção de problemas do solo:

  • Adubação: é a prática agrícola que consiste no fornecimento de adubos ou fertilizantes ao solo, de modo a recuperar ou conservar a sua fertilidade;

  • Irrigação: é uma técnica utilizada na agricultura que tem por objetivo o fornecimento controlado de água;

  • Drenagem: escoamento de águas de terreno excessivamente úmido por meio de tubos, valas, fossos etc. instalados na superfície ou nas camadas subterrâneas.