Resumo de Pensamento Cristão - Filosofia

Quer estudar Pensamento Cristão? Aqui no Stoodi você encontra resumos grátis de Filosofia que podem ser salvos em PDF para ajudar na sua preparação para o Enem e principais vestibulares.

AULA 1

Introdução

Assistir aula

Gênese

  • Invasões Bárbaras
  • Esfacelamento do Império Romano Ocidental
  • Surgimento dos Feudos (Idade Média)
  • Fortalecimento do Cristianismo
  • A Igreja Medieval
    • Principal Instituição Social
    • Ganha projeção Política
    • Consolidação da Organização Religiosa
    • Difusão do Cristianismo
    • Acumuladora de riqueza

Cultura

  • Ampla influência Intelectual
  • Fé Cristã, Dogmas
  • Salvação, Ciência
  • Verdades teologais
    • FÉ, AMOR, ESPERANÇA
  • Junção com o Pensamento da Igreja
  • Verdade\Rightarrowassociada aos dogmas cristãos
  • Fim da “busca pelo conhecimento verdadeiro”
  • Filosofia Grega: “Problema”
  • Entre o paganismo e o instrumentalismo

AULA 2

Divisão Temporal

Assistir aula

Padres Apostólicos\RightarrowSéc. I e II

  • Personagens centrais: Apóstolos
    • (Ex:. São Paulo)
  • Epístolas: Cartas aos apóstolos
  • Disseminação do cristianismo
  • Temais centrais: moral e cotidiano

Padres Apologistas\RightarrowSéc. II – IV

  • Apologia ao Cristianismo
  • Confirmação dos Dogmas cristãos
  • Contrários à filosofia pagã

Patrística \Rightarrow Séc. IV – VIII

  • Conciliação entre a Razão e a Fé
  • Influência da Filosofia Platônica
  • Maior Expoente: Santo Agostinho
  • Objetivo: Convencer as autoridades romanas através da pregação e conquista espiritual

Escolástica\RightarrowSéc. IX – XVI

  • Sistematização da Filosofia Crista
  • Influência da Filosofia Aristotélica
  • Maior Expoente: Tomás de Aquino
  • Educação Romana (Carlos Magno) ligada a Igreja
  • Objetivo: harmonização entre a fé cristã e a Razão

AULA 3

Santo Agostinho

Assistir aula

Agostinho de Hipona (354 – 430)

  • Até os 32 anos:
    • Ligado aos prazeres mundanos
    • Professor de Retórica
    • Teve um filho – relação escusa
  • Formação Intelectual:
    • Fundamentado na teoria de Cícero (ecletismo) e ao hedonismo
    • Maniqueísmo
    • Contato com o Ceticismo (Pirronismo) e o Neoplatonismo
  • Crise Existencial aos 32 anos
  • Converte-se ao Cristianismo

Superioridade da Alma Humana

  • O Espírito sobre o corpo
  • Criada por Deus para Guiar o corpo a prática do bem
  • Predestinação e Graça divina
  • Liberdade
  • Harmonia entre as ações humanas e a vontade de Deus

Graça Divina

  • Retorno ao caminho de Deus
  • Esforço pessoal + concessão Divina
  • Exclusiva para os PREDESTINADOS
  • Influência nas Reformas Religiosas do séc. XVI

Contexto e conceitos

  • Fim da Filosofia Helenística
  • Indivíduo Salvador
  • Vontade
    • Força que determina a vida
  • Pecado
    • Uso da vontade para uma inclinação/tendência má
  • Vontade Humana e não da Razão
  • Fé Cristã x Razão
  • Baseado em Isaías\Rightarrow crer para ver
  • Fé ilumina os caminhos da Razão

Resquícios do Helenismo em Agostinho

  • Maniqueísmo: Bem e Mal (Luz e Trevas)
  • Distanciamento de Deus\RightarrowInclinação natural para o mal\Rightarrow Solução: Doutrinamento
  • Ceticismo
    • Desconfiança nos dados sensoriais
  • Platonismo
    • Busca pela verdade (doutrinamento religioso)
    • Olhos do corpo\Rightarrow luz natural para iluminar
    • Olhos da alma\Rightarrow luz Divina para visualizar as verdades eternas

 

AULA 4

São Tomás de Aquino

Assistir aula

Escolástica

  • Inspiração: Aristóteles
  • Início: Carlos Magno – Século VIII
  • Estímulo à cultura
  • Criação de escolas: tradição romano-católica
  • Os Universais Aristotélicos (linguagem)
  • Problemas: harmonização entre a Fé e a Razão
  • Fase:
    • \Rightarrow perfeita harmonia entre fé e razão
    • \Rightarrow grandes sistemas filosóficos
    • \Rightarrow decadência – diferença entre fé e razão

São Tomás de Aquino (1226 – 1274)

  • Nasce e morre na Itália
  • Defende as revelações do cristianismo
  • Principal influenciador de sua teoria: Aristóteles
  • Teoria como instrumento para o Cristianismo

Princípios Aristotélicos no Pensamento de São Tomás de Aquino

  • Importância da Realidade Sensorial
  • Princípio da não-contradição (o ser é ou não é)
  • Princípio da Substância
    • Substância (essência do ser) e Acidente (não essencial do ser)
  • Princípio da Causa Eficiente
    • Ser Contingente e Ser Necessário
  • Princípio da Finalidade
    • Todo Ser Contingente existe para uma causa final (missão)
  • Princípio do Ato e da Potência
    • Ato: presente, existência atual
    • Potência: capacidade real do ser, dimensionamento
  • Ser e Essência: Ideia do “vir a ser” não é auto determinada\Rightarrowprocede de Deus

Provas da Existência de Deus

  • 1ª: Primeiro Motor
    • Todo movimento é movido por outro ser \Rightarrow1ª Deus
  • 2ª: A Causa Eficiente
    • Redefinição das coisas\Rightarrowprimeira causa é Deus
  • 3ª: Ser necessário e Ser contingente
    • Existe, mas pode deixar de existir\RightarrowDeus só existe
  • 4ª: Os graus de perfeição (qualidade)
    • Graduação (mínimo e máximo)\Rightarrow máximo é Deus
  • 5ª: A Finalidade do Ser
    • Passagem do conhecimento não se dá pela racionalidade e sim por Deus (iluminar o caminho)

O “Mérito” de Tómas de Aquino

  • Lei Divina
    • 10 mandamentos
  • Lei Eterna
    • Plano racional de Deus
  • Lei Natural
    • Lei Eterna na criatura natural
  • Lei Positiva
    • Lei feita pelos homens
  • Ética
    • Agir de acordo com a Natureza Racional
  • Livre-arbítrio
    • Só é racional se preceder das Leis Divinas

 

Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.