Quer ter acesso aos nossos resumos completos?

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com conteúdos exclusivos!

Resumo de Blocos Supranacionais - Geografia

Quer estudar Blocos Supranacionais? Aqui no Stoodi você encontra resumos grátis de Geografia que podem ser salvos em PDF para ajudar na sua preparação para o Enem e principais vestibulares.

AULA 1

ALCA

Assistir aula

Cúpula das Américas

A Cúpula das Américas foi organizada em 1994 para que os chefes de Estado de 34 países do continente discutissem a criação de uma área de livre comércio, eliminado as barreiras alfandegárias e mecanismos de para isentar tarifas de importação entre os membros.

  • Maior zona de livre comércio do mundo: em funcionamento, poderia reunir, atualmente, quase um mercado com cerca de um bilhão de pessoas e mais de US$20 trilhões em PIB;

    • Fim de barreiras: proposta para eliminar progressivamente as barreiras comerciais e tarifas de importação, ou adotar uma TEC (Tarifa Externa Comum) reduzida;

    • Livre comércio e investimentos:estímulo em setores, como infraestrutura, eram apontados como necessários para o sucesso do acordo.

 

Fases de implantação

  • Fase preparatória (1994-1998):grupos de trabalho para planejar e organizar o funcionamento da ALCA;

  • Fase de implantação (1998-2005):para preparar o início do acordo entre os países-membros;

  • Parâmetros da OMC e de outros órgãos internacionais, utilizados como referência para o funcionamento da ALCA;

  • Divergências: houve forte oposição à ALCA em alguns países, que culminaram com o engavetamento da proposta;

    • Desequilíbrios entre as economias, que poderiam tornar alguns países ainda mais frágeis com o peso dos EUA;

    • Receio de uma avalanche de produtos e serviços dos países mais ricos, afetando os mercados locais das nações mais empobrecidas;

    • Divergências entre Washington e Brasília.

AULA 2

Mercosul

Assistir aula

Espelho passado

A ideia de criação do Mercosul não é nova: as experiências de outros acordos, organismos de cooperação e alianças econômicas (CEPAL, MCE, ALALC, ALADI) contribuíram para fortalecer a perspectiva de um mercado comum.

  • CEPAL: organização formada por vários países latino-americanos, com o objetivo de discutir novas vias de desenvolvimento e autonomia para a América Latina e o Caribe, no final dos anos 1940.

 

Fases de implantação

AnoEventos
1985Declaração de Iguaçu: lança as bases de cooperação econômica do Mercosul.
1991Tratado de Assunção: criação da zona de livre comércio.
1995União aduaneira: criação de uma Tarifa Externa Comum (TEC) entre os membros.


Questões atuais

  • Membros:Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela;

  • Iniciativa para a Integração Regional Sul Americana (IIRSA): projetos de infraestrutura para facilitar a integração socioeconômica da América do Sul. O BNDES tornou-se um importante financiador desses projetos;

  • Desequilíbrios:diferenças socioeconômicas entre o Brasil e outros membros de menor dimensão econômica;

  • UNASUL: perspectivas de substituição por este bloco, pois une as nações do Mercosul e da Comunidade Andina de Nações (CAN).

AULA 3

ALADI

Assistir aula

A partir da ALALC

Em 1980, o Tratado de Montevidéu, que deu início à Associação Latino-Americana de Integração, buscou criar um organismo para dar continuidade às discussões da ALALC (Associação Latino-Americana de Livre Comércio, criada em 1960) e desenvolver meios de integrar as economias regionais.

  • Composição:um conselho de ministros de Relações Exteriores, conselho de avaliação/convergência e um canal de representantes.

 

Objetivos

  • Mercado Comum:nos moldes de outros blocos, como o Mercado Comum Europeu (que, à época, ainda não era a União Europeia).

  • Preferências tarifárias/TEC:adoção de tarifas comuns para os membros do bloco ou de isenções tarifárias.

  • Desenvolvimento integrado: correção das disparidades socioeconômicas regionais através de investimentos em áreas mais vulneráveis e países menos desenvolvidos.

  • Redução de disparidades.

AULA 4

ALBA

Assistir aula

Bolivarianismo: influências

O surgimento da Alternativa Bolivariana para os Povos da Nossa América (Alba), em 2004, consiste em um mecanismo que, além da cooperação econômica, também contempla formas de integração política e social para a transformação do bem-estar social nesses países.

  • Venezuela/Cuba:os dois primeiros países a fazerem parte do acordo;

  • Bolívia (2006): expansão do bloco;

  • Novos integrantes: atualmente, onze países fazem parte do bloco (2015).

AULA 5

UE (União Européia)

Assistir aula

Reconstrução

A necessidade de ações conjuntas para a reconstrução socioeconômica da Europa no pós-Segunda Guerra Mundial reforçou o desejo de vários países por criar mecanismos comuns de cooperação.

  • Fortalecer, integrar e crescer:os impactos das guerras, o contexto da Guerra Fria e a perda de protagonismo para os Estados Unidos estavam entre os fatores que contribuíam para a ideia de uma Europa forte através de maior união.

 

Etapas de formação

  • Benelux (1944):Bélgica, Holanda e Luxemburgo, como um dos primeiros sinais de integração pré-UE;

    • Moeda, mercado e alfândega, com uma Área de Livre Comércio entre esses países;

  • Comunidade Europeia do Carvão e do Aço (CECA):em 1952, uniu os membros do Benelux com Itália, Alemanha e França;

  • Associação Europeia de Livre Comércio (AELC):em 1959, formada por membros que, inicialmente, estavam excluídos do MCE;

  • Mercado Comum Europeu (MCE):em 1957, com a expansão da CECA, através do Tratado de Roma.

 

Evolução

  • Tratado de Roma (1957): formalização da Comunidade Econômica Europeia/Mercado Comum Europeu;

  • Tratado de Maastricht (1991): formalizou as bases da União Europeia nos moldes atuais;

    • Moeda única (1999-2001);

    • Parlamento;

    • Outros tipos de integração: políticas nas áreas de agricultura, meio ambiente, desenvolvimento, educação, segurança, etc;

  • Fortalecimento:

    • Projetos locais de desenvolvimento:através de fundos destinados aos países menos desenvolvidos do bloco, por exemplo;

    • Espaço econômico;

    • Zona do Euro;

  • OTAN (1949):Europa Ocidental e EUA;

  • Pacto de Varsóvia (1955):bloco socialista.

AULA 6

NAFTA

Assistir aula

Livre comércio

Reunião entre EUA, Canadá e México (1994).

 

Ideias

  • Fim das barreiras/livre circulação comercial;

  • Investimentos;

  • Flexibilização.

 

Consequências

  • Disparidades;

  • Maquiladoras.

AULA 7

União Africana

Assistir aula

Integração para a autonomia

Inspirada por outros blocos e acordos econômicos, a formação da União Africana, em 2002, é um conjunto de ações para a cooperação, o fortalecimento socioeconômico e maior influência do continente africano no mundo através da atuação conjunta.

  • Reúne atualmente todos os 54 Estados nacionais como membros;

  • Cerca de um bilhão de pessoas;

  • Crescimento econômico de várias nações nos últimos anos, derivado de processos de estabilização política e melhorias nos indicadores sociais.

 

Objetivos

  • Superação colonialista;

  • Integração econômica;

  • Cooperação.

AULA 8

OPEP

Assistir aula

Conferência de Bagdá

Em 1961, a organização, formada inicialmente por 5 membros, tinha o objetivo de controlar os preços e fortalecer a posição dessas nações fornecedoras de petróleo e gás natural, em uma situação na qual algumas multinacionais dos Estados Unidos e da Europa controlavam os preços e a demanda, pressionando a redução de lucros dos países com reservas.

  • Cartel: por controlar preços e influenciar a economia mundial, a OPEP é considerada como uma forma de cartel;

  • Reflexos da Guerra do Yom Kippur: “choques” de 1973 e 1979, com subida de preços;

    • Reflexos mundiais: por exemplo, em 1973, cerca de 400% de subida de preço.

AULA 9

BRICS

Assistir aula

Futuras forças

O termo “BRIC” aparece em 2001, a partir de um estudo do banco de investimentos Goldman Sachs, que aponta a influência econômica crescente de Brasil, Rússia, Índia, China como economias de grande impacto no futuro, a ponto de representarem quase a metade do PIB mundial, nas previsões para 2050 (a África do Sul foi incorporada como parte do grupo depois).

  • Fórum de discussões e cooperação;

  • Aproximadamente  US$19 trilhões;

  • Possui quatro das dez maiores economias do mundo;

  • Quase três bilhões de pessoas.

AULA 10

APEC

Assistir aula

Associação

Com 21 membros, para tornar-se com potencial de maior do mundo.

  • Fórum de cooperação;

  • PIB de aproximadamente US$35 trilhões;

  • Mais de 50% do comércio mundial;

  • Aproximadamente 45% do comércio.