Quer ter acesso aos nossos resumos completos?

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com conteúdos exclusivos!

Resumo de Região Nordeste - Geografia

Quer estudar Região Nordeste? Aqui no Stoodi você encontra resumos grátis de Geografia que podem ser salvos em PDF para ajudar na sua preparação para o Enem e principais vestibulares.

AULA 1

Características Gerais

Assistir aula

Dados

  • Abrange nove estados: Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia;

  • 56 milhões de habitantes;

  • 1,554 milhões de km²;

  • PIB: aproximadamente R$ 600 bilhões;

  • Litoral populoso:concentra as maiores áreas urbanas e as atividades econômicas mais importantes;

  • Interior:

    • Semiárido povoado;

    • Polos urbanos;

    • Questões fundiárias;

  • Evolução recente.

 

Zonas fisiográficas

Além das classificações definidas pelo IBGE para a delimitação do Nordeste, aszonas fisiográficas também são outra forma de compreender as diferentes características da região com base em aspectos naturais e socioeconômicos.

  • Meio Norte;

  • Sertão;

  • Agreste;

  • Zona da Mata.

AULA 2

Zona da Mata: Aspectos Naturais

Assistir aula

Domínio tropical úmido

A região da Zona da Mata é caracterizada por climas quentes e úmidos.

  • Chuvas de outono/inverno;

  • Chuvas de verão;

  • Massas de ar: massa Tropical atlântica (mTa), massa Equatorial atlântica (mEa).

 

Vegetação atlântica

As formações florestais são compostas por matas tropicais úmidas.

  • Ombrófilas;

  • Coqueirais;

  • Mangues e brejos.

 

Chuvas de inverno

  • Pluviosidade mais intensa nesse período.

 

Tabuleiros e formações litorâneas

As formações tabulares e litorâneas estão associadas a processos sedimentares.

  • Restingas;

  • Mangues;

  • Falésias;

  • Dunas;

  • Recifes.

AULA 3

Zona da Mata: Aspectos Socioeconômicos

Assistir aula

Litoral populoso

A região da Zona da Mata possui as maiores concentrações populacionais e as áreas urbanas mais importantes.

  • Grandes áreas metropolitanas: Recife, Fortaleza, Salvador, Maceió;

  • Atividades econômicas: setor industrial, comércio e serviços, turismo.

 

Estrutura econômica

  • Fortemente marcada por monoculturas tropicais de exportação (ex.: cana-de-açúcar, de herança colonial e associada às excelentes condições do solo massapê);

  • Fruticultura tropical;

  • Agroindústria;

  • Projetos de desenvolvimento:Suape (PE), Pecém (CE), entre outros;

  • Incentivos fiscais.

AULA 4

Agreste: Aspectos Naturais

Assistir aula

Transição entre domínios

A zona fisiográficas do agreste está em um enclave entre as planícies ou tabuleiros costeiros da Zona da Mata e os planaltos e formas tabulares do sertão.

 

Características naturais

  • Solos variáveis: entre solos pedregosos ou inconsolidados e solos mais profundos;

  • Brejos, campos e matas caducifólias:associadas às chuvas sazonais

    • Entre 700 mm e 800 mm/ano;

    • Interferência das chapadas e planaltos;

    • Rios perenes.

AULA 5

Agreste: Aspectos Socioeconômicos

Assistir aula

Transição econômica

Na faixa do agreste predominam a pecuária e a policultura em pequenas e médias propriedades.

  • Condicionantes:condições dos solos e sazonalidade das chuvas;

  • Agropecuária: para o abastecimento das metrópoles da Zona da Mata

    • Alimentícios, frutas, gado leiteiro;

  • Polos urbanos:Feira de Santana, Campina Grande, Caruaru, Arapiraca.

AULA 6

Sertão e Litoral Setentrional: Aspectos Naturais

Assistir aula

Domínio das áreas planálticas

A zona fisiográfica do Sertão é marcada por regiões que possuem altitudes superiores a 500m, em chapadas, morros, serras e depressões interioranas.

  • Formações doescudo cristalino;

  • Sedimentação (ex.: pediplanos).

 

Características

  • Depressões intermontanas e interplanálticas;

  • Áreas de aplainamento e desgaste erosivo (pediplanação/peneplanação);

  • Vales fluviais recortados (ex.: São Francisco);

  • Sazonalidade: água sujeita às secas prolongadas

    • Médias pluviométricas entre 250 mm e 800 mm;

    • Diferentes feições do semiárido;

  • Caatingas e áreas de cerrado

    • Xerófitas;

    • Cactáceas, bromeliáceas;

  • Rios sazonais;

  • Temperaturas elevadas:médias em torno de 25ºC ou superiores.

AULA 7

Sertão e Litoral Setentrional: Aspectos Socioeconômicos

Assistir aula

Semiárido povoado

A zona fisiográfica do Sertão possui uma concentração populacional elevada, sendo uma das áreas de clima semiárido mais povoadas do mundo.

  • Polígono das secas:delimitado em função das condições de semiaridez;

    • Alvo de políticas públicas e tentativas para diminuir os efeitos das secas.

 

Características socioeconômicas

  • Agropecuária:adaptada às limitações das secas

    • Minifúndios;

    • Subsistência;

    • Gado extensivo;

  • Áreas de expansão: vale do São Francisco, oeste da Bahia;

  • Cultura de vazante, especialmente ao longo das margens do rio São Francisco;

  • Baixos indicadores sociais;

  • Escassez de água para consumo;

  • Migrações.

AULA 8

Meio-Norte: Aspectos Naturais

Assistir aula

Faixa de transição

A zona fisiográfica do Meio-Norte está em uma faixa entre os domínios morfoclimáticos da Amazônia, da Caatinga e de áreas de cerrado.

  • Setores de menor altitude;

  • Depressões (de oeste para leste).

 

Características naturais

  • Influências equatoriais: massas de ar (mEc, mEa) e chuvas de verão (variável);

  • Vegetação: transicional (ecótono)

    • Babaçu, carnaúba, sisal;

  • Formação de deltas (ex.: Parnaíba).

AULA 9

Meio-Norte: Aspectos Socioeconômicos

Assistir aula

Características

  • Extrativismo vegetal:babaçu, carnaúba, sisal;

  • Agropecuária comercial:soja, milho, algodão, arroz;

  • Corredor de exportação:infraestrutura portuária (São Luís, MA), especialmente para a produção mineral de áreas do Norte (Carajás, por exemplo);

  • Condições socioeconômicas: IDH menor do que a média nacional, questões fundiárias relacionadas à concentração de terras.