Quer ter acesso aos nossos resumos completos?

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com conteúdos exclusivos!

Resumo de Tigres Asiáticos - Geografia

Quer estudar Tigres Asiáticos? Aqui no Stoodi você encontra resumos grátis de Geografia que podem ser salvos em PDF para ajudar na sua preparação para o Enem e principais vestibulares.

AULA 1

Tigres Asiáticos

Assistir aula

Por que um tigre?

A expressão “Tigres Asiáticos” foi utilizada como analogia entre a força, a agilidade e a audácia típicas do comportamento de felídeos encontrados no sudeste do continente e ovigoroso crescimento econômico de algumas nações que, até os anos 1970, eram consideradas bastante empobrecidas.

  • Primeiros Tigres: Coreia do Sul, Taiwan, Cingapura e Hong Kong (que atualmente é parte da China).

 

Características

  • Rápido crescimento econômico: alguns fatores contribuíram para esse processo:

    • Plataformas de exportação;

    • Desenvolvimento de infraestrutura;

    • Formação de mão-de-obraaltamente qualificada;

    • Investimentos em educação, ciência e tecnologia;

  • Influência japonesa:associada à ética de trabalho e ao modelo de Chaebol (inspirado nos zaibatsus japoneses) para a formação de grandes conglomerados;

  • Investimento Estrangeiro Direto:entrada de grande volume de recursos;

  • Bens duráveis, de maior valor agregado;

  • Elevado IDH: contribuiu para formar um mercado consumido, e foi resultado dos investimentos em formação mais as políticas sociais.

AULA 2

Novos Tigres Asiáticos

Assistir aula

Seguindo os mais velhos

O sucesso dos primeiros Tigres Asiáticos atraiu as atenções dos países vizinhos, que passaram a adotar reformas econômicas e estruturais capazes de atrair investimentos.

  • Novos Tigres:Filipinas, Indonésia, Malásia, Tailândia, Vietnã;

  • Diversidade:origens étnicas, religião e processos históricos.

 

Principais características

  • Territórios mais extensos do que os primeiros Tigres;

  • Recursos naturais, que reduzem a necessidade de importações;

  • Países mais populosos, com potencial para formar grandes mercados consumidores;

  • Mão de obra mais numerosa e barata;

  • Incentivos fiscais eleis mais flexíveis para atrair investidores;

  • Capital estrangeiro: especialmente do Japão, dos Estados Unidos e de algumas nações da União Europeia.