Quer ter acesso aos nossos resumos completos?

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com conteúdos exclusivos!

Resumo de Figuras de Linguagem - Gramática

Quer estudar Figuras de Linguagem? Aqui no Stoodi você encontra resumos grátis de Gramática que podem ser salvos em PDF para ajudar na sua preparação para o Enem e principais vestibulares.

AULA 1

Figuras de Harmonia

Assistir aula

As figuras de linguagem pertencem ao campo conotativo da linguagem, ou seja, em seu sentido figurado. No caso, das figuras de harmonia, valoriza-se o som e o ritmo.

São as figuras:

Onomatopeia - reprodução de som

Exemplos: tic-tac (som do relógio)

chuá (som da chuva)

Aliteração - repetição de sons consonantais

Exemplo ; “Vozes veladas, veludosas vozes”, Cruz e Sousa (repetição do som de “v”)

Assonância - repetição de sons vocálicos

Exemplo: “Essa desmesura de paixão/ é loucura do coração”, Djavan (repetição de “ão”)

Paronomásia- Repetição de palavras grafadas de forma similar, mas com sentidos diferentes

Exemplo:

“Não vês que a última estrela

No céu nublado se vela?

Colhe a vela,

oh pescador”

Almeida Garret

(vela, na primeira ocorrência, tem sentido de proteger, já na segunda, refere-se a vela do barco)

AULA 2

Figuras de Construção

Assistir aula

As figuras de construção afetam a parte estrutural de um texto, como um recurso de produção de significados por meio da elaboração visual do texto.

São elas:

 

Anáfora- Repetição de som ou palavra no início dos versos

Exemplo:

“Um rio largo

um passo em falso”

Anacoluto- Destaque a um determinado termo da oração, quebrando uma sequência

Exemplo:

“Eles, seu único desejo era amar”

(Na construção inversa teríamos: O único desejo deles era amar. Mas houve uma quebra de estrutura, colocando o “eles” em destaque.)

Polissíndeto- Repetição de conectivos

Exemplo: “Trabalha e teima e lima e sofre e sua” (repetição do conectivo “e”)

Pleonasmo- Repetição de uma ideia (palavra) para enfatizar o seu sentido.

Exemplo: “Chovia uma chuva de milagres”

Elipse- Omissão de termos

Exemplo: “Iluminam-se os andares” (Fica subentendido que são os andares de uma casa, ou prédio)

Quiasmo- Cruzamento de termos

Exemplo: “Onde nasci, morri/ Onde morri, existo”

Hipérbato- Inversão da ordem sintática

Exemplo: Batia acelerado o meu coração

Zeugma- Omissão de um termo que já foi citado no texto

Exemplo: E os cafés, as tendas, os estancos

 

AULA 3

Figuras de Pensamento

Assistir aula

As figuras de pensamento são os recursos utilizados para destacar as ideias, provocar a reflexão ao leitor.

Antítese- Palavras antônimas relacionadas em um mesmo verso

Exemplo: “Depois da luz segue a noite”

Paradoxo - Junção de ideias opostas que produz um resultado, um sentido fora do comum.

Exemplo: Aquele sol gelado de outono

Ironia - Apresentar a ideia oposta daquilo que se pretende afirmar. Muitas vezes, a identificação e a compreensão das ironias

Exemplo: Ele é rápido como uma lesma

Apóstrofe - Invocação, chamamento

Exemplo:  “Dizei-me vós/, Senhor Deus!

Hipérbole - Expressão exagerada

Exemplo: Já te falei um milhão de vezes

Gradação - Estabelecem a ideia de ascendência e/ ou decadência.

Exemplo:

“Converta essa beleza

em terra, em cinza,

em pó, em sombra,

em nada”.

Prosopopeia - Atribuir características humanas a seres inanimados ou não humanos

Exemplo: Olhos que falam de amor

AULA 4

Figuras de Palavras

Assistir aula

São os recursos de sentidos aplicados a expressões, com o desvio ou a substituição das imagens que essas expressões criam ao leitor.

Comparação- Associação entre termos. Essa associação ocorre com o uso de conectivos. O conectivo mais comum para esse caso é a conjunção como.

Exemplo: Você é como uma estrela

Metáfora - Associação ou substituição de um termo por outro, que constrói a mesmo sentido.

Exemplo: Você é uma estrela

Alegoria - Representação concreta de uma ideia abstrata, apresentada por uma sucessão de metáforas.

Exemplo: “Vivemos em uma constante montanha russa: estamos em alta velocidade e os altos e baixos se revezam de maneira vertiginosa, sem que possamos pensar direito.”

Eufemismo - Forma mais amena de transmitir uma informação ou ideia que poderia ter uma carga de valor negativo ao leitor

Exemplo: Ele partiu dessa pra melhor

Catacrese - Empréstimo ou apropriação de um termo para nomear outro termo, na ausência de um nome específico para ele.

Exemplo: Embarcar no avião

Sinestesia - Trabalho com os sentidos humanos, mesclando em uma construção de ideias mais de um sentido humano (audição, visão, tato, olfato, paladar)

Exemplo: “Essa chuvinha de água viva esperneando luz, com gosto de mato, meio baunilha, meio manacá, meio alfazema…”

Metonímia - Substituição de um termo por outro que lhe faça referência, casos de generalização.

Exemplo: Preciso comprar bombril (substituição do produto pela marca)

Perífrase - Substituição de uma palavra por um conjunto de palavras que lhe fazem referência.

Exemplo: O rei da selva está preso no zoo (rei da selva no lugar de leão)

Antonomásia - Substituição de um nome próprio por um conjunto de palavras que lhe fazem referência.

Exemplo: Visitei a cidade maravilhosa  (Cidade maravilhosa para Rio de Janeiro)