Quer ter acesso aos nossos resumos completos?

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com conteúdos exclusivos!

Resumo de Relação entre textos - Gramática

Quer estudar Relação entre textos? Aqui no Stoodi você encontra resumos grátis de Gramática que podem ser salvos em PDF para ajudar na sua preparação para o Enem e principais vestibulares.

AULA 1

Texto e Discurso

Assistir aula

Texto e discurso são formas de comunicação. Texto é o elemento concreto do qual se retira uma mensagem, já o discurso é como essa mensagem reverbera no interlocutor, ou seja qual é o efeito de sentido produzido pelo texto.

AULA 2

Intertexto e Interdiscurso

Assistir aula

O prefixo inter equivale a expressão “entre”. Dessa forma, quando se pensa nas palavras iniciadas por “inter” percebe-se a ideia da relação entre dois elementos, portanto, define-se:

  • intertexto -  texto que dialoga com outro texto

  • interdiscurso - discurso que se refere a outro.

AULA 3

Intencionalidade Discursiva

Assistir aula

Intencionalidade é associada ao contexto, às ideias implícitas do discurso, de acordo com o contexto (roupagem) escolhido pelo autor.

A intencionalidade não se constrói apenas pelos elementos verbais (linguísticos) do texto, mas também pelos elementos não verbais e EXTRAVERBAIS, como marcas gráficas (palavras sublinhadas, em negrito, em caixa alta e posições distintas), principalmente em gêneros como HQ e charge, assim como as expressões faciais dos personagens, cores e outros elementos da ilustração do texto.

O conjunto de elementos verbais, não verbais e extraverbais que vão tornar compreensível a intenção do autor. A análise desses recursos permitem, por exemplo, indicar o que provocou humor ou apontou a crítica do discurso.

AULA 4

Intertextualidade Aplicada

Assistir aula

O diálogo entre textos ocorre quando há a referência a outro texto.

Gêneros publicitários utilizam esse recurso para promover a identificação do leitor com a propaganda. Já nos textos literários a aplicação da intertextualidade pode ter mais de um objetivo, como apresentar outro contexto para estabelecer crítica à sua realidade em comparação ao outro texto.

 

Exemplo:

 

“Quando nasci, um anjo torto

desses que vivem na sombra

disse: Vai, Carlos! ser gauche na vida.”

(Carlos Drummond de Andrade)

 

“Quando nasci um anjo esbelto,

desses que tocam trombeta, anunciou:

vai carregar bandeira.”

(Adélia Prado)

 

Os versos de Adélia dialoga com o poema de Drummond, no entanto partindo da perspectiva feminina, no lugar de um anjo torto lhe anunciar que vai ser gauche (perdido) na vida, um anjo esbelto lhe anuncia: vai carregar bandeira, trazendo a ideia de que para a mulher o papel social estereotipado definido é sempre um fardo, um peso, uma bandeira. Além disso,  o termo “bandeira” pode estabelecer um diálogo com outra ideia, pode estar se referindo ao poeta Manuel Bandeira, como se a autora assumisse que sua poesia tem por destino carregar os grandes autores que a antecederam.

AULA 5

Paráfrase e Paródia

Assistir aula

Duas formas nas quais a intertextualidade pode ser diretamente aplicada recebem os nomes de paródia e paráfrase.

Paródia - quando o novo texto (intertexto) altera o conteúdo do texto original, principalmente para explorar uma crítica, muitas vezes, utilizando recursos como a ironia ou o humor.

Paráfrase - quando o novo texto (intertexto) mantém o conteúdo do texto original, alterando elementos como a estrutura e o vocabulário, adaptando-os ao contexto de autor ou às suas intenções.

 

AULA 6

Paráfrase Estrutural

Assistir aula

A estrutura se altera e mantém-se o conteúdo, alterando a posição das palavras sem mudança de sentido, modificando, algumas vezes, a relação sintática, como a alteração da ordem da oração e até a mudança da voz verbal. Esse recurso também é chamado de sinonímia estrutural.

AULA 7

Paráfrase Conceitual

Assistir aula

História do termo paráfrase, proveniente do grego, não possui grandes mudanças, pois sua definição está ao lado da cópia ideológica de um texto original e contra sua ruptura, diferenciando da paródia.

Nesse tipo de intertextualidade há o uso de sinônimos e troca de palavras, mas sem alterar o sentido do texto original. É um recurso comum como método de estudo, para aprender teorias e conceitos.

Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login