Resumo de Termos Associados ao Verbo - Gramática

Quer estudar Termos Associados ao Verbo? Aqui no Stoodi você encontra resumos grátis de Gramática que podem ser salvos em PDF para ajudar na sua preparação para o Enem e principais vestibulares.

AULA 1

Transitividade e Intransitividade

Assistir aula

Complemento verbal

Termo ligado ao verbo para completar o seu sentido. Ex:

  • Os cães feriram o adestrador.

“O adestrador” está completando o sentido do verbo “ferir”. Sem esse complemento a frase perde o sentido e fica vaga.

Quando o verbo pede um complemento, ele é chamado de TRANSITIVO.

 

Verbo transitivo

É aquele que necessita de um complemento para adquirir sentido completo. Ou seja, ele transita para um complemento.

Subdivide-se em:

1. Transitivo direto

Quando o verbo é ligado ao complemento diretamente, sem necessidade de preposição. Ex:

  • O lenhador derrubou a árvore.

Notamos que aqui não há preposição. Apenas o artigo unindo o verbo “derrubar” ao complemento “árvore”. O complemento do verbo transitivo direto recebe o nome de objeto direto.

 

2. Transitivo indireto

Quando o verbo é ligado ao complemento indiretamente, necessitando de uma preposição para se conectar. Ex:

  • Eu concordei com tudo.

Percebemos que o verbo “concordar” necessitou da preposição “com” para se ligar ao complemento “tudo”. O complemento do verbo transitivo indireto recebe o nome de objeto indireto.

 

3. Transitivo direto e indireto

Um verbo também pode ter função direta e indireta simultaneamente, quando se liga a um complemento diretamente e a outro indiretamente. Ex:

  • Eu escrevi uma carta ao prefeito.

No exemplo acima vemos que o verbo “escrever” se liga diretamente ao complemento “uma carta” (sem preposição, apenas artigo) e indiretamente ao complemento “prefeito” (com o auxilio da preposição “ao”). Nesse caso, temos um verbo transitivo direto e indireto ao mesmo tempo. Assim, o complemento “uma carta ao prefeito” é um objeto direto e indireto ao mesmo tempo.

 

Verbo intransitivo

É aquele que não necessita de complemento, pois já possui sentido completo. Ex:

  • A borboleta morreu.

O verbo “morrer” já se encerra em si mesmo, não precisando de complemento. Esses verbos são classificados como intransitivos, pois não transitam para nenhum complemento.

AULA 2

Gramática de Valência

Assistir aula

A gramática de valências enxerga o verbo como um núcleo rodeado de casas vazias que se unem pra completar o sentido dele.

____ VERBO ____ ____ ____

A gramática de valências subdivide os verbos em:

  • Avalentes
  • Monovalentes
  • Bivalentes
  • Trivalentes

Vejamos o que cada um significa.

 

Avalentes

Quando não possuem nenhuma casa ao seu redor. Ex:

  • Fenômenos da natureza: Choveu. Trovejou.

Podem ser associados, na gramática tradicional, aos verbos intransitivos, pois não precisam de complemento para obter sentido.

 

Monovalentes

Possuem uma casa ao redor deles. No caso, um sujeito. Entretanto, não possuem complemento. Já têm sentido completo. Também podem ser associados, na gramática tradicional, aos verbos intransitivos. Ex:

  • O pássaro voa.

Temos aqui o sujeito “pássaro” e o verbo “voar”, que não precisa de complemento, pois se encerra em si mesmo.

 

Bivalentes

Possuem duas casas ao seu redor. No caso, um sujeito e um objeto. Não possuem sentido completo, por isso são acompanhados de um complemento após eles (objeto). São associados, na gramática tradicional, aos verbos transitivos.

Ex 1:

  • A árvore produziu frutos.

Temos aqui o verbo “produzir” rodeado pelo sujeito “árvore” e pelo complemento “frutos”, que aqui tem função de objeto direto, pois se ligou diretamente ao verbo, sem necessidade de preposição. Na gramática tradicional teríamos aqui um verbo transitivo direto.


Ex 2:

  • As praças pertencem ao povo.

Nesse segundo exemplo, temos o verbo “pertencer” rodeado pelo sujeito “praças” e pelo complemento “povo” que, nesse caso, precisou da preposição “ao” para se ligar ao verbo, exercendo a função de objeto indireto. Na gramática tradicional teríamos um verbo transitivo indireto.

 

Trivalentes

São rodeados por três casas, sendo um sujeito, um objeto (direto) e um destinatário (objeto indireto). Não possuem sentido completo, por isso são acompanhados de complementos após eles. Também são associados, na gramática tradicional, aos verbos transitivos. Ex:

  • O rei enviou emissários aos agressores.

Temos aqui o verbo “enviar” rodeado pelo sujeito “rei”, pelo objeto direto “emissários” e pelo destinatário (objeto indireto) “agressores”. Assim, notamos que o verbo possui um complemento ligado diretamente a ele (emissários) e um ligado indiretamente, auxiliado pela preposição “aos”. Dessa forma, temos aqui um objeto direto e um indireto, o que, na gramática tradicional, equivaleria a um verbo transitivo direto e indireto.

AULA 3

Determinantes do Verbo

Assistir aula

Sujeito       VERBO             objeto direto

objeto indireto

agente da passiva

adjunto adverbial

O verbo é um ponto central rodeado por vários termos que giram ao seu redor, como vimos acima.

 

Sujeito: geralmente antes do verbo, é a quem o verbo fará referência.

Objeto direto: complemento ligado diretamente ao verbo, sem auxilio de preposição.

Objeto indireto: complemento ligado indiretamente ao verbo, com auxilio de preposição.

Agente da passiva: complemento que indica quem realizou determinada ação quando a frase estiver na voz passiva.

Adjunto adverbial: tem valor de advérbio e serve pra modificar / caracterizar melhor o verbo.

AULA 4

Pronome Oblíquo com Função de Objeto

Assistir aula

O pronome oblíquo já tem função de complemento verbal, ou seja, ele pode atuar como objeto direto ou indireto.

Visto que o pronome é a palavra que substitui o nome, para descobrirmos se esse pronome tem função de objeto, vamos substituí-lo por um nome. Se após a substituição a frase continuar com o mesmo sentido, eis que teremos um pronome com função de objeto.

Exemplo:
Eu a vi estudando no saguão.
Eu vi a menina estudando no saguão.

Agora, para descobrir se a função é de objeto direto ou indireto:
O verbo “ver” está ligado diretamente ao complemento “menina”. Sendo assim, sabemos que se trata de um verbo transitivo direto (sem auxilio de preposição) e, logo, “menina” será objeto direto. Portanto, se “menina” é objeto direto, o pronome obliquo “a” que o substitui, terá função de objeto direto também.

AULA 5

Pronome Relativo Que na Função de Sujeito

Assistir aula

Pronome relativo é aquele que relaciona as orações.

Ex:
Comprei uma casa. A casa foi inundada.
Comprei uma casa que foi inundada.

 

O pronome relativo sempre terá um antecedente, que é o termo ao qual ele retorna. No exemplo acima, trata-se de “casa”. Quando o pronome relativo estiver se referindo a um termo antecedente (nome), ou seja, substituindo um termo anterior para evitar sua repetição, ele terá a função de sujeito.

AULA 6

Vozes Verbais

Assistir aula

Voz ativa

Sujeito agente, ou seja, que pratica uma ação. Sendo assim, quando tivermos uma oração na voz ativa, teremos um sujeito agente, um verbo na voz ativa e um objeto paciente, já que esse objeto estará sofrendo uma ação executada pelo sujeito agente.

 

Voz passiva

Sujeito paciente, ou seja, que sofre uma ação. Logo, quando tivermos uma oração na voz passiva, teremos um sujeito paciente, uma locução verbal na voz passiva e um objeto agente, que será denominado “agente da passiva”, pois executa uma ação sobre o sujeito paciente.

Exemplo 1: O sol derreteu a neve
(sol = sujeito agente)
(derreteu = verbo na voz ativa)
(neve = objeto paciente)

Exemplo 2: A neve foi derretida pelo sol
(neve = sujeito paciente)
(foi derretida = locução verbal na voz passiva)
(sol = agente da voz passiva)

 

Transformação de voz ativa para voz passiva

Portanto, na transformação de voz ativa para passiva:

1. O sujeito agente vira agente da passiva;

2. O objeto paciente vira sujeito paciente;

3. O verbo na voz ativa vira uma locução verbal na voz passiva.

Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.