Resumo de Trovadorismo - Literatura

Quer estudar Trovadorismo? Aqui no Stoodi você encontra resumos grátis de Literatura que podem ser salvos em PDF para ajudar na sua preparação para o Enem e principais vestibulares.

AULA 1

Contexto Histórico

Assistir aula

O Trovadorismo teve início em Provença, sul da França, no século XII.

Após o fim do Império Romano e das invasões bárbaras, houve a fuga das pessoas da cidade para o campo. A partir daí iniciou-se o Feudalismo.

Feudalismo: recebeu esse nome por causa dos feudos, que eram pedaços de terra cujos proprietários eram os senhores feudais, homens do clero com elevado poder aquisitivo. Os senhores feudais concediam pedaços de terra aos servos, que eram as pessoas que tinham deixado a cidade para habitar o campo. Em troca destas terras, os servos pagavam impostos aos senhores, além de prestar favores a estes. Assim, havia uma relação de interdependência entre eles.

Vassalagem: nessa relação, o Suserano era o nobre dono das terras, como um senhor feudal. Porém, havia alguns nobres, denominados Vassalos, que ainda não possuíam seus pedaços de terra. Assim, o Suserano cedia um pedaço de terra ao Vassalo, que passava a ser eternamente leal a ele, estando ao seu lado em possíveis combates. Desse modo, o Vassalo gerava um novo feudo, e a partir daí cedia partes de sua propriedade a outros servos, em troca de impostos e favores também.

Educação no período: homens formados pra serem cavaleiros; militarismo.

Princípios básicos: honra, lealdade, dignidade.

Fundamentação nos princípios cristãos, que eram envoltos no Teocentrismo (Deus como centro de tudo).

AULA 2

Características

Assistir aula

As obras do Trovadorismo podem ser divididas em:

  • Novelas de Cavalaria: prosas que contavam histórias heroicas de cavaleiros do período.
  • Poesia Trovadoresca: tom lírico, tendo como tema o amor e a emoção.

 

Principais características

Mesura: era o cuidado em não falar o nome da mulher amada, pois existia a questão do servo ser apaixonado por sua Senhora, sendo um romance proibido. Essa poesia, ainda, abordava mais o sofrimento do servo submisso à sua Senhora do que a história de amor em si.

Coita: era o prazer interrompido entre o servo e a Senhora. Ou seja, eles queriam dar continuidade a um amor que foi interrompido.

Vassalagem amorosa: era uma metáfora da relação de vassalagem entre o Suserano e o Vassalo. No caso da poesia trovadoresca a amada era nobre, o homem era o servo, e a partir disso nascia o sofrimento dele em não poder tê-la, visto que, além de tudo, eram de camadas sociais diferentes.

 

Trovadorismo em Portugal

O início do Trovadorismo em Portugal aconteceu com a obra A Ribeirinha, de Paio Soares de Taveirós.

Cancioneiros:

  • Cancioneiro da Ajuda
  • Cancioneiro da Vaticana
  • Cancioneiro da Biblioteca Nacional

Os trovadores eram os compositores das cantigas. Faziam parte da nobreza. 

Os jograis eram os que recitavam as cantigas, ou em festas da nobreza ou em praças públicas.

AULA 3

Gênero Lírico

Assistir aula

O gênero lírico trata do amor, da expressão de sentimentos. Isso era realizado através de cantigas, que eram a palavra cantada. Subdivide-se em:

Cantigas de amor

  • Eu lírico masculino;
  • Amor cortês;
  • Erotismo implícito;
  • Tema principal: amor impossível.

Cantigas de amigo

  • Eu lírico predominantemente feminino;
  • Sensualidade e erotismo explícitos;
  • Elementos da natureza;
  • Mulher lamenta a falta de seu amado;
  • Presença de refrão.

AULA 4

Gênero Satírico

Assistir aula

O gênero satírico trata de críticas sociais e, assim como no gênero lírico, essas críticas eram feitas através de cantigas, subdivididas em:

Cantigas de Escárnio

  • Crítica indireta;
  • Linguagem popular;
  • Abordagem de situações da época.

Cantigas de Maldizer

  • Crítica direta;
  • Linguagem baixa, pesada, uso de palavrões;
  • Temas “mais pesados”.
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.