Resumo de Max Weber - Sociologia

Quer estudar Max Weber? Aqui no Stoodi você encontra resumos grátis de Sociologia que podem ser salvos em PDF para ajudar na sua preparação para o Enem e principais vestibulares.

AULA 1

Quem é Max Weber?

Assistir aula

Sociólogo alemão

  • Estudou direito, filosofia, história, sociologia;
  • Professor em Heidelberg.

Produção intelectual

  • Religião;
  • Política;
  • Valores capitalistas;
  • Tempo;
  • Racionalidade;
  • Desencanto.

Método

  • Estatística;
  • Comparação;
  • Interpretação;
  • História.

AULA 2

Método

Assistir aula

Estatística:

  • Coleta de dados.

Comparação:

  • Comparar fatos históricos.

Compreensão:

  • Interpretar fatos.

História:

  • É meio para interpretar a realidade.

AULA 3

Contexto Histórico

Assistir aula

 FrançaAlemanha
PotênciaSéc. XVII - XIXSéc. XIX-XX
CapitalismoComercialConcorrencial
NacionalismoInício da ModernidadeTardio
InfluênciasCiência e IndústriaHistória e Antropologia
ConsequênciasPositivismo (Universalidade)Sociologia (Diversidade)

 

AULA 4

História

Assistir aula

Positivismo

  • Processo universal;
  • Todos povos passam pelo mesmo estágio.

Weber

  • Cada sociedade tem uma formação histórica diferente.

História + Sociologia

  • Particularidades (história);
  • Generalidades (Sociologia);
  • Roma → Idade Média → Capitalismo;
  • Dados históricos estão esparsos;
  • A sociologia liga e atribui sentido a esses dados históricos.

AULA 5

Sentido

Assistir aula

Método compreensivo

  • Atribuir sentido à história e à sociedade;
  • Cada sociedade tem sua especificidade.

Sentido

  • Motivação individual para a ação;
  • Weber procura entender o sentido:
    • Entender a motivação, o objetivo, as consequências sociais.

Exemplo:

  • Enviar uma carta:
    • Escrever;
    • Postar;
    • Enviar/receber.

AULA 6

Ação Social

Assistir aula

Positivismo

  • A sociedade determina o indivíduo.

Weber

  • Não há oposição entre indivíduo e sociedade;
  • Um determina o outro.

Ação social

  • Sociedade → motivação/sentido individual → consequência → sociedade → etc;
  • Entender o sentido (individual) é fundamental para entender a ação (social).

Exemplo:

  • Enviar e receber carta é repleto de ação social, com vários sentidos individuais.       

AULA 7

Cientista Social

Assistir aula

Positivismo

  • Evolucionismo;
  • Cientista fora da sociedade;
  • Desvalorização do indivíduo e da história.

Durkheim

  • Abandonar as prenoções.

Weber

  • Há motivações pessoais;
  • Considerar as influências culturais;
  • Parcialidade no dados coletados:
    • Selecionar;
    • Orientar;
    • Atribuir sentido.

Fato social

  • Não é coisa;
  • É acontecimento.

Explicação parcial

  • O cientista também é um indivíduo que está dentro da realidade social;
  • O cientista tem motivação subjetiva;
  • Prioriza algum aspecto (econômico, político, religioso, etc);
  • Explica a ação social;
  • Máxima objetividade possível;
  • Descarta as crenças pessoais;
  • Procura a melhor explicação.

AULA 8

Racionalidade

Assistir aula

É a principal característica da Modernidade Ocidental, segundo Weber.

  • Rompe com sociedades tradicionais e pré-industriais;
  • Tudo passa a ser feito de modo racional.

Exemplo:

  • Economia;
  • Política;
  • Relações sociais;
  • Artes;
  • Religião.

 

AULA 9

Ciência e Tecnologia

Assistir aula

  • É fruto da extrema racionalidade e desenvolvimento econômico;
  • Marca o apogeu da razão;
  • Extrema especialização da mão-de-obra;
  • Mudanças sociais em geral.

AULA 10

Máquinas Modernas

Assistir aula

Capitalismo ↔ Ciência ↔ Tecnologia.

Um alimenta o outro.

Exemplo: feiras de inovações tecnológicas entre séc. XIX e XX.

AULA 11

Tempo

Assistir aula

Idade Média

  • Economia rural;
  • Trabalho sem pressa;
  • Para que produzir mais?

Cidade

  • Maior produção;
  • Patrão otimiza o empregado;
  • Surge o relógio para controlar a produção.

Weber

  • Com a cidade, há liberdade;
  • Mas se não trabalhar, não recebe;
  • A liberdade é aparente;
  • Surge o contrato como base do capitalismo.

AULA 12

Resistências

Assistir aula

Capitalismo

  • Mudança no ritmo de trabalho:
    • Maquinas;
    • Salário;
    • Tempo.
  • Mudanças foram graduais:
    • Havia desconfiança;
    • Houve resistências (ex: ludismo).

AULA 13

Tipo Ideal

Assistir aula

  • É um instrumento de análise;
  • Explica os fatos sociais:
    • Construção teórica;
    • Modelo característico;
    • Serve para comparar;
    • Não é perfeito.
  • Exemplo:
    • Patrícios;
    • Burguês.

AULA 14

Ética Protestante

Assistir aula

Sociologia de Weber

  • Estatística + História = valores protestantes.

Valores católicos

  • Oração;
  • Sacrifício;
  • Renúncia da vida prática.

Valores protestantes

  • Educação:
    • Técnica;
    • Não humanística.

Religião & Sociedade

  • O intermédio não é por instituições;
  • É por valores:
    • São motivos para a ação social;
    • Trabalho é a finalidade.

Investimento

  • Recusa os prazeres materiais;
  • Vocação para o trabalho;
  • Aplicar os investimentos;
  • Desenvolve o capitalismo.

Tipo ideal do capitalismo

  • Organização racional;
  • Trabalho para o mercado;
  • Sem especulação nem rapinagem.

AULA 15

Reforma Protestante

Assistir aula

História

  • Movimento social do século XVI;
  • Crítica à Igreja (contra indulgências);
  • Estabelece outro tipo de cristianismo (evangélicos).

Deus

  • Salvação é um dom:
    • Não pode ser negociada;
    • Independe dos feitos humanos;
    • Não depende da Igreja.

Calvino

  • Deus escolhe quem será salvo;
  • Trabalho é uma vocação divina;
  • O rendimento do trabalho é sinal de escolha de Deus.

AULA 16

Capitalismo e Protestantismo

Assistir aula

Aproveitar melhor o tempo

  • Menos ócio;
  • Mais trabalho:
    • Aumento da disciplina e rigor;
    • Organização da vida para trabalhar;
    • Prova de fé para merecer a salvação;
    • O rigor aproxima de Deus.

O capitalismo

  • É condição prática para o protestantismo.

O protestantismo

  • É condição moral para o capitalismo.

AULA 17

Desencantamento

Assistir aula

A ciência substitui a religião

  • O racional no lugar do místico;
  • Favorece o surgimento de tecnologias;
  • Separa o religioso do profano;
  • Retira a magia do mundo;
  • A razão explica (Positivismo);
  • Mas tem limites (Weber).

AULA 18

Análise de Texto

Assistir aula

  • Ideia central:
    • O que é disciplina.
  • Conceito de disciplina:
    • Execução de tarefas;
    • Impessoal e mecânico;
    • Extrema racionalização.
  • Ética da disciplina:
    • Hábito, repetição;
    • Normas, dever, consciência.
  • As origens da disciplina:
    • Exercício.
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.