Veja a opinião dos professores Igor, Davis, Rafa e Douglas

Chegamos ao nosso último comentário sobre as provas do ENEM – já conversamos sobre a prova de Linguagens, de Ciências Humanas e de Matemática. Que tal descobrir o que os nosso professores acharam da prova de Ciências da Natureza? Ela envolvia as questões de Física, Química e Biologia. 

Começando por Química, o prof. Igor gostou muito da prova. Ele acha que o ENEM tem melhorado cada vez mais, “O exame já se aproxima dos grandes vestibulares, como a Fuvest, por exemplo”. 

As matérias de destaque foram Química Orgânica, as relações de polaridade de substâncias e a Eletroquímica que o ENEM adora cobrar. As questões estavam bastante contextualizadas e apresentavam situações próximas ao nosso cotidiano. 

Uma coisa que os alunos devem ter gostado é que nesta edição os cálculos não foram tão pesados. “Dava para fazer as contas tranquilamente”, afirma Igor. 

Já na parte de Física, o prof. Douglas achou o ENEM manteve o nível dos anos anteriores. “Aquele aluno que tem mais dificuldade em fazer exercícios de Física deve ter achado a prova muito difícil, porque ela tinha que fazer algumas relações”, explica ele.

De acordo com o professor, o conteúdo em si nem era o mais preocupante para o aluno. A maior dificuldade foi administrar o tempo para responder todas as questões da prova em 4 horas e meia. 

“A leitura do ENEM é muito rica, ela tem muitos detalhes. Isso pode acarretar numa dificuldade na resolução a questão. O aluno tem que ler, reler, interpretar e leva um certo tempo para isso”, comenta Douglas,

Com exceção da uma pergunta que mencionava um tratamento de câncer usando nanotecnologia e magnetismo, as questões estavam bem contextualizadas e próximas ao dia a dia do aluno. 

 

“As questões de biologia estavam bem fáceis”, opina o professor Rafael. Muitas perguntas eram objetivas e não exigiam que o aluno relacionasse diversos conceitos. Ele também considerou o tamanho das questões um pouco menor comparado ao que foi apresentado nas edições anteriores. 

Segundo o professor Davis, uma característica muito forte da prova foi a quantidade de perguntas sobre ecologia. “Praticamente 50% delas abordavam esse assunto da Biologia”, conta.  

Esse ano tivemos uma novidade: o ENEM apresentou uma pergunta de botânica. “Teve uma questão de morfofisiologia vegetal que falava do processo de transporte de seiva bruta que você tinha que relacionar com o processo de transpiração”, conta o prof. Davis.

O que o professor Rafael sentiu falta foram as questões sobre Doenças. “Eu achei que poderia cair alguma coisa de chikungunya ou zika nesse ENEM. E não caiu nada – eu até achei estranho”, concluiu. 

 

Confira a resolução das questões do ENEM: 

Laura Loyo

Jornalista, ama uma roda de samba e ficar por dentro de todas as novidades. A Laura faz parte do time de Marketing e Conteúdo, e é conhecida como a Laura do Stoodi! Ela busca ter uma vida mais ativa, ama uma conversa de bar e adora comer comida de boteco. Saiba mais sobre a Laurinha!