Veja como nomear cada responsável dentro dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário e outros agentes que podem compor sua proposta de intervenção!

A redação do Enem possui um formato bastante específico. Para quem ainda não a conhece a fundo, ela segue o gênero dissertativo argumentativo e apresenta um problema social ou ambiental brasileiro para o aluno resolver.

Isso significa que, ao receber a proposta de redação, você terá que se posicionar sobre o tema e apresentar uma solução para que aquele problema deixe de existir, ou seja, desenvolver uma proposta de intervenção.

A proposta de intervenção, portanto, é a parte da conclusão do texto em que apontamos as medidas práticas para resolver o problema. Ela é extremamente importante, pois corresponde a 200 pontos, um quinto da nota final. 

banner stoodi

Ao ter que resolver um problema complexo e de âmbito nacional, é muito comum dizermos que o “governo” precisa tomar providências para fiscalizar ou solucionar a situação apresentada.

Por exemplo, se o tema de redação for violência contra mulher, muitas pessoas podem falar que o governo precisa garantir a segurança das vítimas. Ou então, se o tema for violência religiosa, outros alunos podem dizer que o governo precisa criar leis que assegurem o direito de se viver em um país laico.

Será que o governo citado no primeiro exemplo é o mesmo agente que o citado na segunda situação? O uso de termos amplos pode dar a entender que você não sabe, ao certo, quem é o agente mencionado.

Para te ajudar a nomear os agentes da sua proposta de intervenção, continue lendo esse post que vamos explicar tudo sobre os Três Poderes – Legislativo, Executivo e Judiciário – e também outros agentes importantes para compor sua conclusão.

Governo

Quando é preciso apresentar a proposta de intervenção na redação do Enem, justificar que o “governo” deve tomar determinada ação, dá uma percepção muito vaga para o leitor.

Por isso, é preciso entender, primeiro, quais são as funções de cada poder e os agentes que podem ser citados em sua proposta de intervenção. Conheça quais são:

Poder Legislativo

O Poder Legislativo é formado por deputados, senadores e vereadores. Ele tem como função elaborar leis com base na Constituição e fiscalizar o Poder Executivo. Por exemplo:

É função do Legislativo fiscalizar contas. Então, quando tem uma obra pública, cabe a ele verificar as contas para saber se não tem superfaturamento. Caso seja necessário, ele deve abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), para investigar alguma irregularidade e aplicar os procedimentos legais em cima do problema.


Foto: reprodução/divulgação

Poder Executivo

O Poder Executivo é formado por prefeitos, governadores e presidente. Sendo assim, o Poder Executivo tem como responsabilidade aprovar ou não as leis e implementá-las.

Outra função deste poder é administrar os impostos e contas públicas, decidindo onde será aplicado o dinheiro em favor da população.

Poder Judiciário

O Poder Judiciário é composto por diversos setores e é responsável por interpretar as leis, fiscalizar o cumprimento delas, além de analisar se elas seguem os princípios constitucionais. Cabe ao judiciário solucionar conflitos entre cidadãos, empresas, órgãos públicos e Estado.

ONGS

As ONGs podem ter um papel muito importante na hora de elaborar a proposta de intervenção, uma vez que  elas possuem iniciativas para promover a melhora da educação, informação, palestras educacionais em escolas, igrejas, universidades, entre outros.

Sendo assim, as ONGs podem receber investimentos significativos para contribuir na sociedade de alguma forma.

Mídia

A mídia pode influenciar os cidadãos de diversas maneiras, principalmente por conseguir alcançar um número muito grande de pessoas.

Sendo assim, o papel da mídia pode ser muito significativo na proposta de intervenção, pois ela pode promover temas relacionados à inclusão social, campanhas educativas, entre outros.

Sociedade

Pessoas andando - Proposta de intervenção

Mencionar a sociedade na conclusão como uma forma de complementar a sua conclusão pode ser um bom caminho também. Os cidadãos podem mudar a forma de pensar e agir frente a alguma problemática, buscando mais informações para ampliar seu conhecimento.

Por fim, vale lembrar que além de citar os agentes públicos, existem outros agentes que também podem ser mobilizados na sua proposta de intervenção, como o setor privado, escolas, hospitais, profissionais diversos,  entre outros.

E aí, o nosso conteúdo foi útil para você? Então aproveite para treinar sua redação elaborando uma proposta de intervenção estruturada e envie para a correção do Stoodi! Não deixe de conhecer também nosso plano de estudos para arrasar no Enem e vestibulares.

Laura Loyo

Jornalista, ama uma roda de samba e ficar por dentro de todas as novidades. A Laura faz parte do time de Marketing e Conteúdo, e é conhecida como a Laura do Stoodi! Ela busca ter uma vida mais ativa, ama uma conversa de bar e adora comer comida de boteco. Saiba mais sobre a Laurinha!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!