O dia da consciência negra permite ao ser humano compreender aspectos do racismo e do esforço de uma parte da população contra o preconceito que ainda permeia a sociedade. As comemorações acontecem dia 20 de novembro, em referência à data da morte de Zumbi dos Palmares — grande guerreiro que lutou contra a escravização de seu povo. Então, continue a leitura e aprenda sobre o legado deixado por Zumbi e como isso se reflete na atualidade.

Como surgiu o dia da consciência negra?

Celebrar esta data vem da necessidade de haver um momento para que as pessoas reflitam sobre o racismo, a desigualdade social, o respeito ao próximo e à dignidade do indivíduo.

O dia escolhido homenageia Zumbi, que foi líder do grande quilombo de Palmares. Nascido em 1655, esse filho de escravos lutou pela libertação dos negros durante boa parte da sua vida. Entre os anos de 1680 e 1694, ele liderou o quilombo e afastou os ataques portugueses.

Depois de morto Zumbi foi decapitado e sua cabeça foi exposta em praça pública no Pátio do Carmo. Apesar da luta do líder do quilombo, a abolição da escravatura aconteceu somente em 13 de maio de 1888, quando a Princesa Isabel assinou a lei Áurea.

O dia nacional da consciência negra foi instituído para ser celebrado nas escolas pelo projeto de lei nº10.639/2003, no governo Lula. Porém, somente em 2011, a presidente Dilma Roussef sancionou a lei 12.519/2011, que oficializou a data, mas sem a determinação de um feriado.

Por que o dia da consciência negra é feriado em algumas cidades?

Nos municípios dos Estados de Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Rio de Janeiro, 20 de novembro é feriado referente ao dia da consciência negra. Já nas demais cidades dos Estados brasileiros a legislação própria permite que definam a data como feriado ou não.

O projeto de lei 296/15, que está em tramitação, precisa da aprovação no plenário da câmara para transformar 20 de novembro em feriado nacional. No entanto, há grande resistência por parte dos empresários e comerciantes que alegam prejuízo na economia, visto que o mês de novembro já tem dois feriados nacionais.

Como esse tema pode cair no Enem?

Você sabia que o Enem é a principal ferramenta para ingressar na universidade? A seguir veja como é possível o dia da consciência negra estar presente nas provas!

Tema de redação

Durante a realização do Enem, o estudante fará um texto dissertativo-argumentativo mostrando os conhecimentos adquiridos em diversas disciplinas durante o ensino médio. Com preparação e constante prática, aumentam as chances de se conseguir uma boa nota.

O tema racismo é sempre atual, portanto há grandes chances de ser escolhido para a prova de redação. E para obter sucesso, é preciso conhecer mais sobre nossa história.

Informe-se sobre a época da escravidão colonial, sobre quem eram os idealizadores da liberdade do povo e sobre aqueles que lutavam por ela. Reflita sobre quais são os impactos da escravatura na sociedade moderna. O que as pessoas pensam atualmente sobre preconceito, discriminação e racismo?

Faça uma conexão de ideias! Relacione fatos atuais com momentos do passado como: a data da morte de Zumbi dos Palmares influenciou na escolha do dia nacional da consciência negra.

Questões relacionadas à disciplina de história

mulher negra séria dia da consciência negra

Conforme ressaltado, o tema racismo é atual, portanto recorrente nas provas do Enem. Além de cair como tema de redação, algumas questões têm relação com o tema. Então, busque informações históricas a respeito de: como era o Brasil na época colonial? O que eram os quilombos? Quem eram os líderes abolicionistas?

Não se esqueça de sempre relacionar os fatos históricos com as questões políticas e geográficas vividas pelo país e pelo mundo na época referida. As situações do relevo e do clima mudaram os rumos da história algumas vezes.

Questões ligadas à área de filosofia

A relação das atuais manifestações culturais ligadas a fatos históricos passados mostra a capacidade de compreensão do elemento cultural que constitui uma identidade.

Foi o caso da celebração do dia da consciência negra no Centro do Rio de Janeiro em 2017 que exaltou os sentimentos de orgulho, pertencimento e resistência. O evento aconteceu em frente ao monumento em homenagem a Zumbi dos Palmares, líder do quilombo, que lutava contra a escravidão. Ele foi morto em 20 de novembro de 1695 em uma emboscada armada por bandeirantes.

Frases do dia da consciência negra

Existem algumas frases ditas por defensores da paz e da luta por igualdade de direitos, que nos levam a refletir sobre justiça. Conheça algumas:

  • “Se soubesse que o mundo se desintegraria amanhã, ainda assim plantaria a minha macieira. O que me assusta não é a violência de poucos, mas a omissão de muitos. Temos aprendido a voar como pássaros, a nadar como peixes, mas não aprendemos a sensível arte de viver como irmãos.” Martin Luther King
  • “Nada no mundo é mais perigoso que a ignorância sincera e a estupidez consciente.” Martin Luther King
  • “O preconceito da raça é injusta e causa grande sofrimento às pessoas.” Voltaire
  • “Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor da sua pele, por sua origem ou por sua religião. Para odiar as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, elas podem ser ensinadas a amar.” Nelson Mandela
  • A força gerada pela não-violência é infinitamente maior do que a força de todas as armas inventadas pela engenhosidade do homem.” Mahatma Gandhi
  • “A mudança não virá se esperarmos por outras pessoas ou outros tempos. Nós somos aqueles por quem estávamos esperando. Nós somos a mudança que procuramos”. Barack Obama
  • “Tem um quê de ancestral arrumar nossos cabelos. Os cuidados com nossas madeixas, o saber manusear, exaltar nossas belezas. Não é só estética, é afirmação. Amar a nós mesmas num mundo que teima em nos negar.” Djamila Ribeiro

O dia da consciência negra representa a necessidade de a sociedade mostrar sua cultura, religião e se integrar de forma integral. É um momento em que o povo negro expressa o orgulho de sua raça.

Zumbi dos Palmares contribuiu ao lutar para que o seu povo fosse livre e deixar marcada sua indignação com a situação que acontecia e a esperança da mudança para uma convivência melhor.

Agora que já aprendeu bastante sobre o dia da consciência negra, cadastre-se para experimentar as aulas grátis do Stoodi e, também praticar e testar seus conhecimentos fazendo os exercícios de história.

Beatriz Abrantes

Cursando jornalismo, é apaixonada pela profissão e por inventar receitas em sua cozinha. Faz parte do time de Marketing e Conteúdo do Stoodi, focada em SEO. A Bia adora dançar, participa de ONG’S de proteção aos animais e ama passar tempo vendo filmes. Conheça mais os seus textos!

Mais que um cursinho online: uma rotina de estudos perfeita para você

O caminho para a sua aprovação no ENEM E VESTIBULARES nas suas mãos!